Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 10 de novembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 10 de novembro de 2017

No programa semanal Com a Palavra, o Governador, Raimundo Colombo fala sobre investimentos na Defesa Civil, Programa Juro Zero, formação dos novos policiais militares, Jogos Abertos de Santa Catarina e Ferrovia das Bromélias.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Edson Antocheski/Coordenador Regional da Defesa Civil

Na terça e quarta-feira, 4 e 5, foram instalados em Mafra, pela Secretaria de Estado da Defesa Civil, dois kits de transposição de obstáculos. Na Vila Reichter, a estrutura foi instalada sobre o Rio da Areia e possui 15x5m. O investimento foi de R$ 90.480,42, com recursos do Fundo Estadual da Defesa Civil (Fundec). Já em Bela Vista do Sul, sobre o rio Butiá, o kit de 12x5m custou R$ 65.371,68, com recursos do mesmo fundo.

Inicialmente, as cabeceiras precisaram ser construídas pela Prefeitura de Mafra. Após a sua conclusão, os kits, construídos por estruturas de concreto armado pré-fabricadas, foram instalados em pouco mais de três horas. Agora, falta apenas o aterro das cabeceiras, por parte da prefeitura, para ser realizada a liberação total do tráfego.

Os kits são pontes e pontilhões que substituem estruturas geralmente arrastadas pelas águas em enxurradas e enchentes no Estado. Por serem pré-fabricados, apresentam custo 50% mais baixo do que as estruturas convencionais, já que são produzidos em escala industrial. Assim, os kits tornam-se ferramentas importantes diante das intempéries e depreciações que comprometem as pequenas pontes do interior do Estado.


Foto: Cristiano Schmidt Andujar / PMF

Em reunião entre o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Carlos Chiodini, e o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, na terça-feira, 4, foi definido que o Centro de Inovação da Capital será construído no terminal de ônibus de Capoeiras, na região continental. “O terminal está desativado e, como isso, o Centro de Inovação estaria mais próximo de outros municípios, como São José e Palhoça”, explica Chiodini.

A diretoria de Ciência, Tecnologia e Inovação da SDS vai realizar um estudo sobre a vocação econômica do Centro de Inovação de Florianópolis, que deve atender projetos para turismo, mobilidade, além de tecnologia. A unidade faz parte da política do Governo do Estado para desenvolver Santa Catarina por meio da inovação, do conhecimento e do empreendedorismo.

Serão 13 Centros de Inovação em várias regiões catarinenses. O primeiro a ser inaugurado foi o de Lages, em junho de 2016 e, estão em construção Centros em Jaraguá do Sul, Chapecó, São Bento do Sul, Joaçaba, Tubarão, Brusque, Blumenau e Itajaí. Estão previstos projetos também para Joinville, Criciúma e Rio do Sul.

Michelle Nunes
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998
Site: www.sds.sc.gov.br


Foto: Divulgação / CBMSC

Desde que assumiu a gerência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na última semana, o tenente coronel BM João Batista Cordeiro Junior, vem aprimorando a construção de um novo modelo para o serviço de atendimento pré-hospitalar no Estado. A ideia é que este novo modelo, além de mais eficiente, seja construído com a participação da sociedade, de entidades sociais e de classe. “Por ser um modelo que visa melhorar o atendimento e a pronta resposta para a população, nada melhor, que seja construído em muitas mãos”, afirma João Batista.

Após a nomeação, o tenente coronel trabalha em conjunto com os técnicos da Secretaria de Saúde buscando agendar reuniões com entidades de classe e realizar consultas públicas para debater as mudanças necessárias ao novo modelo. “Inicialmente, estamos em fase de levantamento de dados e mapeamento da situação de todas as centrais de atendimentos. A integração entre o atendimento pré-hospitalar de emergência entre as instituições será gradativo e veio para melhorar o atendimento à população”, conclui, João Batista.

Na tarde desta quarta-feira, 5, a nova equipe gestora participa da reunião do Conselho Estadual de Saúde. Nesta semana, ainda estão previstas visitas às unidades do Samu de Blumenau, Chapecó e Xanxerê.

Informações adicionais para a imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa 
Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina - CBMSC
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-9614 / 98843-4427
Site: www.cbm.sc.gov.br

 


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

A promoção da cadeia produtiva da cachaça artesanal e de licores em Santa Catarina foi tema de audiência do governador Raimundo Colombo com representantes do setor na tarde desta quarta-feira, 5, em Florianópolis. Participaram do encontro o presidente da Associação Catarinense de Produtores de Cachaça e Aguardente de Qualidade (ACAPACQ), Leandro Batista de Melo Silveira, o presidente da Epagri, Luiz Hessmann, e o diretor de Cooperativismo e Agronegócios da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, Athos de Alameida Lopes Filho.

Os representantes da associação apresentaram demandas para desenvolver e fortalecer o setor em Santa Catarina. Entre elas, o presidente Silveira destaca a proposta de criação de uma lei que reconhece a cachaça catarinense como patrimônio cultural e imaterial do Estado e uma lei de incentivo fiscal para o setor, a exemplo do que ocorre em outros estados, para garantir a competitividade da cachaça artesanal em relação à produção industrial.

O governador parabenizou a iniciativa da associação e reconheceu a importância e o potencial do setor para a economia catarinense. Em parceria com a Epagri, serão estudadas as medidas para promover a cadeira produtiva. “Podemos e queremos ajudar a promover o setor em Santa Catarina”, afirmou Colombo.

Segundo dados da Associação Catarinense de Produtores de Cachaça e Aguardente de Qualidade, Santa Catarina conta com 41 produtores formais, sendo que atualmente a entidade representa 22 deles. São empresas de diferentes regiões do Estado.

Em evento nacional, a Expo Cachaça, realizado em junho deste ano em Belo Horizonte, as empresas catarinenses foram reconhecidas com uma série de premiações em competições envolvendo produtores de todo o país. O bom desempenho motivou a realização de uma sessão especial em homenagem à associação. O evento será realizado na próxima terça-feira, 11, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina. O governador Colombo foi oficialmente convidado para participar do ato.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Mateus Mastella/Casan

O diretor-presidente da Casan, Valter José Gallina, em visita a Criciúma na tarde desta terça-feira, 4, apresentou às autoridades, comunidade e imprensa as melhorias realizadas na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Bairro Santa Luzia. O problema do mau cheiro, que era uma reclamação recorrente da comunidade, foi sanado com a instalação de um moderno sistema de tratamento.

Na solenidade, Gallina agradeceu aos vereadores da cidade que se engajaram para que o forte odor fosse eliminado. “Eles são os legítimos representantes do povo. Esta parceria é muito importante, pois a demanda é muito alta. Juntos, conversamos com alguns moradores para avaliar o que poderia ser feito. O recurso utilizado é um dos mais modernos e hoje podemos dizer aos vereadores que nos contataram que nós cumprimos a nossa missão. Constatamos que não existe mais o mau cheiro graças à tecnologia usada que é uma das melhores do mundo. O esgoto sanitário de Criciúma está sendo bem tratado”, explicou. O mesmo sistema será usado na ETE da Vila Selinger, para atender a região do Bairro Próspera.

O diretor-presidente da Casan ainda ressaltou a alta qualidade do efluente, tudo de acordo com as exigências ambientais. “As pessoas vão frequentar menos os hospitais. O objetivo é levar melhor qualidade de vida”, pontua, acrescentando que, em breve, os bairros São Luiz e Michel, que somam mais de 33 mil moradores, também serão contemplados com o moderno sistema de tratamento. A licitação para a obra deve sair ainda neste ano.

O superintendente regional da Casan, Vilmar Tadeu Bonetti, lembrou que "a tecnologia usada é de ponta, a melhor que se poderia ter investido. Os moradores não precisam mais se preocupar com o mau cheiro graças ao comprometimento da Casan e do Governo do Estado", comemorou. "O governador Raimundo Colombo e a Casan se preocuparam muito com este problema. Agora, estando aqui, mesmo com este forte vento, percebe-se que tudo foi resolvido", lembrou o secretário da Agência de Desenvolvimento Regional de Criciúma, João Fabris.

Se no sistema anterior, de Filtros Percoladores, a aeração ocorria de maneira natural, a nova estrutura utiliza um sistema mecanizado com aeração forçada, por meio de sopradores de ar. Este novo sistema proporciona mais aeração, evitando a geração de odores, mais comum em sistemas com pouco oxigênio. A tecnologia usada na ETE Santa Luzia é semelhante à aplicada no tratamento de esgotos da Barra da Lagoa, em Florianópolis. A mudança no sistema de aeração exigiu também alterações estruturais nos tanques existentes, para que estes aumentassem sua capacidade. O investimento feito pela Casan foi de R$ 3,5 milhões na revitalização da unidade, recursos destinados especialmente a alterações do sistema de pós-tratamento aeróbio. A obra que começou em abril do ano passado já se encontrava desde fevereiro em pré-operação.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Comunicação Social da Casan
Fones: (48) 3221-5034 | 3221-5035 | 3221-5036
Arley Reis 
E-mail: areis@casan.com.br
Suzete Antunes
E-mail: santunes@casan.com.br
Ricardo Stefanelli 
E-mail: ristefanelli@casan.com.br
Fone: (48) 9136-9345
www.casan.com.br

 

 

Página 132 de 195