Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre a entrega da SC-157 no Oeste do estado, do primeiro mês da nova rota internacional no Porto de Imbituba, da operação de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz e sobre a Jucesc Digital.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Divulgação / SED

O incentivo ao consumo de alimentos saudáveis se torna multiplicador quando a prática é levada ao ambiente escolar. Essa é uma das propostas do projeto ‘Compotinho: o potinho da compostagem’ da professora Euclídia Cunha Dalsasso que recebeu menção honrosa da Secretaria de Estado da Educação (SED) nesta quinta-feira, 19.

A homenagem, pensada em conjunto ao Dia do professor, 15, e ao Dia Mundial da Alimentação, 16, foi apresentada aos servidores da pasta juntamente com os alunos João Gabriel da Maia e Victória Gomes do 4º ano da EEB Getúlio Vargas, de Florianópolis, que também foram homenageados.

Há quatro anos, quando Euclídia assumiu as atividades na escola, o espaço da horta já existia, porém estava desativado. Com a paixão pela educação alimentar e por ações voltadas ao meio ambiente, colocou em prática a ideia de revitalizar o espaço em um ambiente educativo para aulas práticas. Inicialmente, começou com duas turmas, cerca de 50 alunos, porém com o sucesso do projeto, hoje 260 estudantes participam de atividades semanalmente na horta.

Para homenagear a professora pela iniciativa, a secretária adjunta da Educação, Elza Moretto, e a equipe da Gerência de Alimentação Escolar, entregaram menção honrosa à Euclídia e aos alunos por representarem os colegas na apresentação do trabalho aos servidores. “Ver o empenho e a metodologia de ações como essa traz muito orgulho para a educação de Santa Catarina. São sementes que estão sendo plantadas que irão refletir no futuro de todos”, parabeniza.

Para a docente, a horta escolar é um laboratório de aprendizagem de muitos valores, além do contato e do conhecimento com o processo de plantio e cultivo e dos benefícios da alimentação saudável, há o exercício prático de conscientização sobre a separação do lixo, tudo de forma multiplicadora. “Jamais faremos educação sem ação, nosso objetivo será sempre mostrar o que é melhor para eles com todo o empenho possível. E todo esse trabalho é muito gratificante, estou bastante orgulhosa e agradecida pelo reconhecimento”, enaltece. 

Espontâneos e desinibidos, os estudantes João Gabriel da Maia e Victória Gomes demonstraram total domínio do assunto nas explicações sobre os benefícios das atividades desenvolvidas no projeto. O mascote da ação, o Compotinho, foi encenado por João que se caracterizou para abordar e chamar atenção de quem parava para assisti-los. Victória, a frente das explicações, se emocionou durante a apresentação. “Eu nunca mais vou esquecer este projeto. Muitas coisas mudaram e eu me sinto feliz em poder fazer parte disso”, finaliza Victória.

* Texto: Dafnée Canello / SED

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 98843-5084
Site: www.sed.sc.gov.br


Fotos: Jaqueline Noceti/Secom

Para falar sobre os desafios da economia em Santa Catarina e apresentar as medidas anticrise adotadas pelo Estado para enfrentar uma das maiores recessões do país, o governador Raimundo Colombo proferiu palestra na noite desta quinta-feira, 19, em Campos Novos. O governador iniciou o encontro falando da postura e das decisões do governo diante do cenário de dificuldades. "A situação da economia do país começou a piorar assustadoramente, e nós sabíamos que os desafios seriam enormes. Diante deste cenário, nós nos propomos a um objetivo: Santa Catarina será o último estado a entrar na crise e será o primeiro a sair dela", disse Colombo.

>>> Galeria de fotos

Uma das primeiras ações foi não aumentar impostos. Colombo explicou que a medida foi no sentido de proteger a sociedade que já estaria fragilizada, precisando mais dos serviços públicos e não poderia arcar com novas despesas. O governador avalia que isso foi decisivo, porque a economia não perdeu o dinamismo, o estado se tornou ainda mais competitivo e já é o segundo maior do país, atrás apenas de São Paulo, conforme o índice que mede a competitividade entre os estados brasileiros.

Outro indicador citado pelo governador foi a taxa de desemprego em SC: cerca de 6% contra uma média nacional que está na faixa dos 13%. Colombo anunciou, durante o encontro, os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta pelo Ministério do Trabalho. Santa Catarina abriu 8,01 mil vagas de trabalho no mês de setembro. Do início do ano até agora, as vagas de emprego formais abertas no estado, chegam a quase 35 mil. "É uma cidade do tamanho de Campos Novos em empregos gerados", comemorou o governador, ao reforçar que considera a manutenção do emprego uma das maiores realizações de um governo.

O governador ressaltou a força do agronegócio na Regional de Campos Novos, considerada a maior produtora de grãos do estado, com destaque para as culturas de soja, milho, trigo e feijão. Com incentivos do Governo, de 2011 até agora, foi possível ampliar as exportações e melhorar a produtividade. De acordo com os números apresentados pelo governador, em Santa Catarina, em 2016, foram exportadas 1,6 milhão de toneladas de soja, o que representa 8,2% das exportações do estado.

Em quatro anos, a safra praticamente duplicou em Campos Novos, saindo de 141 mil toneladas para 254 mil toneladas. O equivalente a nove mil carretas carregadas do grão. O município é o maior produtor de soja do estado.

A produção de suínos e a conquista de novos mercados importadores, como a recente Coreia do Sul, também foram apontadas como vetores importantes do desenvolvimento do agronegócio catarinense. "Somos o maior produtor nacional de suínos, responsáveis por 35,2% de tudo o que é produzido no país. Um estado com 1,1% do território nacional que se agiganta com a força do trabalho da sua gente. Por isso, nosso desafio é aumentar as áreas plantadas e a produtividade para fortalecer esse potencial e o nosso modelo econômico", frisou.

Por fim, o governador falou que o pior da crise já passou e que o Brasil pode sair ainda mais forte dessa situação. "Não há um salvador da pátria e nem um único líder. Nós precisamos de muitos líderes e também poderemos ser um deles nesse processo de construção do modelo que queremos. A sociedade precisa de uma visão tripla do universo em que ela está inserida: organização, mobilização e conscientização. É dessa forma que vamos superar todas as dificuldades", concluiu Raimundo Colombo.

Assinatura de convênios

Antes da palestra, o governador Raimundo Colombo e a prefeita de Vargem, Milena Becher, assinaram dois convênios. Um no valor de R$ 835 mil do Fundam 1, destinados à pavimentação de vias e drenagem pluvial. E o outro, no valor de R$ 75 mil, via Funcultural, para a segunda etapa do restauro da Igreja São Judas Tadeu do município de Vargem.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Andréia C.Oliveira/ADR Chapecó

A horta escolar é a nova aliada para despertar a consciência ambiental e estimular a alimentação saudável dos estudantes da EEB Sônia de Oliveira Zani, no Bairro Passo dos Fortes, em Chapecó. A horta implantada na escola tem 10 canteiros, que reúnem aproximadamente 400 mudas entre alface e temperos. Os produtos colhidos são levados para casa, para serem consumidos com a família.

O projeto começou em setembro e teve adesão de todas as séries (1º ao 9º ano), a escola conta com aproximadamente 300 alunos e oferece o ensino fundamental. Segundo a professora Ires Lago Brisola, a ideia foi desenvolvida para reforçar o conteúdo de meio ambiente, cuidado com as plantas e benefícios dos alimentos sem agrotóxicos. “Os alunos ficam ansiosos pelo momento de molhar as plantinhas. Todos participam e falam que estão fazendo a própria horta em casa”, destaca.

Cuidados

Os cuidados são diários, cada turma cuida do seu pedaço de terra, enquanto aprende novas lições. A estudante do 3º ano, Emilly Isabella Paixão, levou a mãe para conhecer a horta, a família já pode experimentar estas verduras fresquinhas. “Ela ficou toda orgulhosa de levar para casa a alface que cuida”, afirma a mãe, Cleumara Aparecida Paixão. As turmas têm a tarefa de molhar os canteiros diariamente, adubar quando necessário e mexer a terra. “Fico feliz quando sou escolhida para molhar a horta”, diz Emilly.

Segundo o diretor José Vitor Silveira, o objetivo também é estimular a consciência para saber a procedência dos alimentos. “Trabalhamos a valorização dos produtos orgânicos e estimulamos o consumo de saladas para ter uma alimentação mais saudável”, destaca. A escola pretende manter este projeto permanentemente. “Vamos colher e plantar novamente”, diz o diretor.

Mais informações para a imprensa:
Andréia Cristina Oliveira
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Chapecó
Fone: (49) 2049-7427 / 99938-6966
E-mail: imprensasdrcco@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/chapeco


Foto de arquivo: Jaqueline Noceti / Secom

Santa Catarina voltou a ser destaque nacional na geração de empregos. Em setembro, o Estado gerou um saldo de 8.011 novas vagas de trabalho com carteira assinada, segundo balanço do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, divulgado na tarde desta quinta-feira, 19. Entre todos os estados, Santa Catarina ficou em segundo lugar no mês, atrás apenas de Pernambuco, que registrou saldo de 13.992 novos empregos. No Brasil, o saldo foi de 34.392 postos de trabalho.

O governador Raimundo Colombo comemorou o bom desempenho. “A geração de emprego é um fator essencial para a retomada da economia e ver Santa Catarina se destacando mais uma vez confirma que estamos no caminho certo e que o pior já passou”, avaliou.

Entre os desempenhos por setores, destaque para a indústria (saldo de 2.696 em setembro), para o segmento de serviços (2.501) e para o comércio (2.072). O número de setembro também representou o melhor resultado para o mês desde 2013, quando foi registrado saldo de 11.224 vagas em setembro daquele ano.

Santa Catarina já tinha ficado em segundo lugar na geração de empregos em agosto, com um saldo de 6,1 mil vagas, atrás apenas do resultado de São Paulo, que naquele mês registrou 17,3 mil novas vagas.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Helena Marquardt/ADR Ibirama

Depois de anos de espera, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dr. Waldomiro Colautti, de Ibirama, vai entrar em funcionamento no dia 20 de novembro. Na data, a equipe médica e de enfermagem poderá receber pacientes a partir das 7h nos 10 leitos disponíveis no município. O secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, deve acompanhar o início dos trabalhos.

Os leitos serão regulados por uma central de Blumenau, que hoje registra uma fila de espera, que deverá ser reduzida significativamente após a abertura da UTI. Mais de 60 profissionais vão trabalhar na unidade.

De acordo com o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Ibirama, Jamir Marcelo Schmidt, a abertura só foi possível graças a um esforço conjunto da Secretaria de Estado da Saúde, direção do HDWC e ADR.  “Depois que a SES descentralizou os recursos para a ADR de Ibirama conseguimos agilizar as licitações para adquirir os últimos equipamentos que faltavam. Temos uma equipe muito profissional que inclusive trabalhou a noite para que tudo desse certo e finalmente poderemos realmente abrir essa UTI que salvará muitas vidas”.

O diretor do HDWC, Roberto Ferrari, conta que toda a infraestrutura, equipamentos e equipe médica já estavam à disposição desde julho e após adequações, principalmente no aspecto financeiro, a unidade está completamente pronta para abrir as portas.

Ele explica que a expetativa é de que o Estado invista cerca de R$ 1 milhão por mês para manter os 10 leitos, mas que parte desse valor já é enviado para a o HDWC mensalmente. “Talvez metade desse recurso já faça parte da rotina financeira do hospital e a segunda parte que são alguns profissionais e insumos, vamos passar a utilizar a medida que a UTI for recebendo pacientes”, esclarece.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Ibirama, uma das entidades que cobrava a abertura da UTI, Anicanor Jacinto, comemorou a notícia e disse que ela está sendo recebida com alegria por toda a comunidade. “Como representantes dos comerciantes e até da própria comunidade sabemos que essa UTI é muito importante para Ibirama, Alto Vale  e até Estado, afinal qualquer um de nós pode precisar de uma dessas vagas”, comentou.

Uma nova fase para o hospital

Além da maior disponibilidade de leitos, Ferrari ressalta que todo o hospital e principalmente os pacientes serão beneficiados com a abertura da UTI. “Com isso o hospital recebe um elenco de profissionais de alto gabarito que vai nos ajudar na rotina de diagnósticos do hospital e outros encaminhamentos. Vamos melhorar muito esse suporte para o paciente, tanto o que sai da UTI quanto os demais terão atendimento de todos os profissionais .”  

Mais informações para a imprensa:
Helena Marquardt
Assessoria de comunicação 
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama

Página 2 de 170