Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Pesquisa auxilia restauradores de obras de arte em todo mundo

Pesquisa auxilia restauradores de obras de arte em todo mundo

Pintada no fim do século 19, a obra Sagrada Família está submetida aos cuidados dos restauradores do Ateliê de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis (Atecor) da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

Oportunidades

Próximos eventos

 Arte: Sal Santos/Secom

Santa Catarina fechou o mês de abril com o menor número de homicídios da última década, segundo dados da Segurança Pública. Em 2019, foram 52 casos, com uma redução de 34% em comparação ao mesmo mês de 2018, quando foram registrados 79 assasinatos. Em 2017 e 2016, foram 73 e 78, respectivamente. Em 2009, foram registrados 76 homicídios.​ (Veja no gráfico acima)

“Quando propus o Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial, era esse tipo de resultado que tinha em mente: um estado mais seguro, com estratégias baseadas em quem vive a Segurança Pública, feitas por profissionais que estão na ponta, que sabem o que deve ser feito para reduzir a criminalidade”, afirmou o governador Moisés.

Com desafios lançados, e a estratégia traçada, o Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial está focado em buscar a meta estipulada pelo secretário, o coronel Carlos Alberto de Araújo Gomes: tornar Santa Catarina o estado mais seguro do país.

Integração e eficiência são as palavras de ordem do órgão, pilares também estipulados pelo Governo Carlos Moisés e Daniela Reinehr. Os índices de redução da criminalidade comprovam, na prática, o que é ordenado como estratégia, todas as semanas, nas reuniões de análise.

“Nós temos as melhores forças de segurança do país! Estamos apenas nos primeiros cinco meses do ano e tenho certeza que, com inovação e cada vez mais integração, teremos a eficiência que buscamos para trazer qualidade de vida às pessoas que residem no nosso estado, com resultados positivos e transparência na divulgação dos dados”, completou o governador.

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
(48) 3665-8183 / (48) 99938-9839
melinacauduro@ssp.sc.gov.br
www.sc.gov.br 

 Foto: Robson Valverde/ SES

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) inaugurou o Escritório de Qualidade do Hospital Governador Celso Ramos (HGCR) nesta terça-feira, 7. O objetivo é padronizar os processos e condutas da entidade com foco na melhoria de produtos e serviços, para garantir a satisfação dos clientes (pacientes e funcionários). O HGCR é a quarta unidade a implantar o escritório. O primeiro foi o Hospital Infantil Joana de Gumão, depois o Hospital Regional de São José e, na sequência, o Hospital Hans Dieter Schmidt, em Joinville.

O secretário-adjunto de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, começou falando que era uma satisfação voltar ao Celso Ramos, onde atuava como médico na emergência. “Se não abordarmos o processo e o fluxo de forma eficaz, nada irá melhorar. É preciso nos abraçar e entregar um produto cada vez melhor ao nosso paciente. As dificuldades são imensas e esta ação é um passo importante. Espero que esse projeto seja o início da melhora”, complementou.

O Escritório de Qualidade Hospitalar será responsável por sistematizar as ações do programa de Qualificação Hospitalar, desenvolvido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), dentro da unidade. “Sua função será coordenar essas ações junto ao comitê gestor, fazer os protocolos em parceria com as áreas, os procedimentos operacionais padrão e seguir as diretrizes da qualificação hospitalar”, explica Márcia Pauli, uma das referências do programa no Estado. O escritório funcionará junto do Núcleo de Educação Permanente do HGCR, localizado no térreo.

 

Informações adicionais

Gabriela Ressel

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado de Saúde

Telefone: (48) 3664-8822

E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br/ secretariadeestadodasaude@gmail.com

 Foto: James Tavares/ Secom

Com o objetivo de verificar a regularidade na emissão de cupons fiscais em estabelecimentos do comércio varejista, a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF/SC) realiza nestas terça, 7, e quarta-feira, 8, a operação Dia das Mães. “Será a maior operação já realizada em Santa Catarina. Durante os dois dias, 276 auditores fiscais irão visitar mais de dois mil estabelecimentos em 152 municípios catarinenses”, conta o secretário da SEF/SC, Paulo Eli.

Lojas de roupas, presentes, tecidos, brinquedos, autopeças, cama, mesa e banho, joias e restaurantes serão fiscalizados. Além destes, serão verificadas mercadorias em trânsito em uma rodovia estadual. “As fiscalizações presenciais auxiliam na regulamentação do comércio var
ejista e criam um ambiente competitivo, justo e legalizado. Usamos a tecnologia a nosso favor, cruzando informações disponíveis nas diversas bases de dados”, explica Eli.

A meta da operação é fiscalizar os estabelecimentos selecionados previamente com base em dados de comercialização, meios de pagamento e utilização de recursos de automação comercial registrados no Sistema de Administração Tributário (SAT). “Com a saída da Substituição Tributária, estas operações serão ainda mais constantes em Santa Catarina”, afirma o diretor de Administração Tributária da SEF/SC, Rogério Mello.
 

Informações adicionais:
Assessoria de Comunicação da Secretaria da Fazenda
Michelle Nunes
Fone: (48) 3665-2575/ (48) 9929-4998
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Site: www.sef.sc.gov.br 
FACEBOOK: 
facebook.com/fazendasc

 Fotos: James Tavares/ Secom

Encontrar maneiras de reduzir as ameaças à administração pública e melhorar o uso de recursos financeiros estão entre os objetivos do “Gestão de Risco para a Boa Governança: o papel da Auditoria Interna”, que ocorre nesta terça-feira, em Florianópolis. O encontro, realizado no Teatro Pedro Ivo, reúne auditores e técnicos do Governo do Estado para um dia de atualização e debates.

“O tema é muito relevante porque temos que conhecer o risco, fazer a prevenção, o cenário e elaborar as respostas para esses problemas. As companhias de seguros, os bancos, estão muito acostumados a fazer esse tipo de trabalho, e nós do setor público também temos que fazer, porque só vamos ver o efeito de uma má gestão de risco no futuro. É o Estado que sofre as consequências”, afirmou o secretário de Estado da Fazenda (SEF), Paulo Eli, na abertura do encontro. Como exemplo, segundo ele, estão casos em que o governo precisa assegurar que uma empresa contratada para realizar uma obra complexa terá competência técnica para finalizá-la ou em garantir segurança jurídica para fazer um contrato de serviço terceirizado.

A diretoria de Auditoria Geral (Diag) da SEF promove o evento em parceria com o Conselho Nacional de Controle Interno (Conaci), o Banco Mundial (Bird) e apoio do Sindicato dos Auditores Internos do Poder Executivo de Santa Catarina (Sindiauditoria).

:: VEJA GALERIA DE FOTOS DO EVENTO

Para o professor Luiz Felipe Ferreira, que assumirá a Controladoria-Geral do Estado (CGE/SC) e representou o governador Carlos Moisés no evento,  o seminário é muito importante neste momento em que a reforma administrativa tramita na Assembleia Legislativa. "O Estado irá ganhar uma unidade autônoma de gestão de riscos que virá a ser a CGE. Queremos desmistificar o viés exclusivamente fiscalizatório do órgão, porque ele terá o papel de potencializar e alavancar a atuação dos auditores internos da SEF para o uso correto do recurso público e a boa gestão", disse o futuro controlador-geral do Estado.

"Na nova gestão, estamos trabalhando em um modelo voltado à governança para garantir a efetividade das políticas públicas implantadas. A gestão de riscos é essencial para evitar os aspectos negativos e garantir os positivos dessa gestão", destacou Naiara Augusto, futura secretária executiva de Integridade e Governança, que também acompanhou o evento. 

Os temas abordados irão detalhar o conceito de auditoria interna contemporânea, seu viés de agregar valor à gestão com trabalhos de consultoria que ajudem no aprimoramento da gestão pública, por meio da melhora da eficácia dos processos de gerenciamento de riscos, controle e governança.

Importância do controle interno

Durante a primeira palestra do evento, a especialista em Gerenciamento Financeiro do Banco Mundial, Susana Philomeno Amaral, abordou a importância da utilização do Controle Interno como ferramenta para alavancar resultados. “Ele deve ter um papel ativo na reformulação administrativa das organizações e a gestão deve ser pró-ativa, com responsabilidade dos gestores e participação efetiva das equipes de trabalho”, afirma.

Na sequência, o tema foi “Auditoria Interna Governamental como instrumento de agregação de valor à Administração Pública”, apresentado pelo coordenador Geral de Métodos, Capacitação e Qualidade da Controladoria Geral da União, Sérgio de Paula. “O Controle Interno está presente no dia a dia e na execução das tarefas dos gestores no Poder Público, por isso a importância de discutir o tema. Transformar a sociedade , entregar bons serviços ao cidadão e atender as demandas sociais são obrigações do Estado”, pontua. “Antes o foco da auditoria interna era o controle e os processos. Agora o objetivo é verificar e gerenciar os riscos para alcançar as metas e mitigar as ameaças”, explica.

O Seminário segue até as 17h no Teatro Pedro Ivo e a programação completa pode ser acessada no link.

Mais informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
Governo de Santa Catarina
Fone: (48) 3665-3022
Site: www.sc.gov.br

Fotos: Maurício Vieira/SECOM

Os 51 anos comemorados pela Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e o trabalho a favor da inclusão socialrenderam homenagens a duas pessoas na tarde desta segunda-feira, 6. Com 40 anos dedicados à FCEE, a servidora Lenir Bernadete Ventura de Matos recebeu uma medalha da vice-governadora Daniela Reinehr e do presidente da instituição, Rubens Feijó. O educando mais idoso em atendimento, Ilário Ponci Ferrarezi, de 70 anos, também recebeu a honraria. O evento foi realizado no campus da Fundação, em São José.

A celebração incluiu outros momentos marcantes: uma homenagem da pedagoga e musicista Juliana Buratto, que interpretou a música “Imagine” no piano, um instante devocional realizado pelo pastor Jonas da Silva e o encerramento com uma apresentação do Coral Infantil do Instituto Estadual de Educação Vozes do Amanhã, sob a regência de Amanda Vieira Nunes.

Em seu discurso, a vice-governadora destacou o pioneirismo do Estado de Santa Catarina ao criar a Fundação em maio de 1968. "Desde o seu surgimento, a FCEE tem exercido um papel de grande importância, definindo e coordenando as políticas públicas de educação especial, contribuindo para que todos aqueles com capacidades diferenciadas pudessem ter respeitado seu direito à educação", afirmou Daniela. Ela também lembrou os benefícios da inclusão escolar, que permite uma “grande superação para os alunos com deficiência” além de ser benéfico também para os alunos típicos.

:: VEJA A GALERIA DE FOTOS DA COMEMORAÇÃO DOS 51 ANOS DA FCEE

O presidente da FCEE ressaltou a importância dos homenageados especiais do evento para a história de inclusão promovida pela instituição nestes 51 anos de existência. Feijó também apresentou a atual equipe gestora da Fundação e os principais projetos em andamento para 2019, destacando o apoio da vice-governadora nestes projetos. Atualmente, a FCEE possui 217 instituições especializadas conveniadas, que incluem APAEs e demais congêneres, abrangendo 189 municípios catarinenses e beneficiando diretamente cerca de 21,4 mil educandos em todo o estado, por meio de repasses em recursos financeiros e da cedência de professores.

Também participaram do evento, além dos educandos, familiares e servidores da FCEE, o coordenador regional de Educação da Grande Florianópolis, Vitor Balthazar, representando a Secretaria de Estado da Educação, a coordenadora da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Janice Krasniak, o diretor da Federação das APAEs do Estado de Santa Catarina, Júlio César de Aguiar, a presidente da Associação de Pais e Educandos da FCEE, Vera Lúcia Machado, e a presidente da Associação de Servidores da FCEE, Elizete Costa Vieira.

Evento matutino

Já no turno da manhã, a Banda da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada do Exército encantou servidores, educandos e gestores com uma apresentação que incluiu a execução do Hino Nacional, Parabéns para Você e diversas outras músicas que divertiram o público, sob a regência do subtenente Marcos Antônio Caldas.

Sobre a FCEE

A FCEE é uma instituição pública de caráter beneficente, instrutivo e científico, com a missão de definir e coordenar a política de educação especial do Estado de Santa Catarina, fomentando, produzindo e disseminando o conhecimento científico e tecnológico da área. Quando criada, em 1968, tornou-se a primeira instituição pública estadual do Brasil a atuar especificamente com educação especial.

Informações adicionais para a imprensa:
Aline Buaes
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Educação Especial - FCCE
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4943 / 99115-8918
Site: www.fcee.sc.gov.br

 

Página 10 de 453

Conecte-se