Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 17 de novembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 17 de novembro de 2017

O governador Raimundo Colombo fala sobre a ressocialização dos presos no estado, os resultados do agronegócio e o projeto piloto da Secretaria da Educação com a implantação do sistema de matrículas online.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro/SC), órgão responsável por proteger o consumidor enquanto comprador de produtos e serviços medidos e pesados, reuniu nesta terça-feira, 12, na sede do órgão em São José, na Grande Florianópolis, os estados do Sul e do Sudeste para discutir e avaliar os resultados obtidos de janeiro a agosto de 2017.

Também foram abordadas a renovação do convênio de delegação de competência e a pauta para a reunião plenária que acontece no final do mês em Natal (RN). O encontro contou com a presença de presidentes e representantes do órgão de Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo.

“Discutimos a apresentação dos resultados obtidos de janeiro a agosto, de todas as áreas que o Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) atua por estado. O ponto alto da nossa reunião foi a discussão do convênio que vai vencer em novembro e será abordado em Natal. São quatro anos que o Inmetro delega as atividades e poderes para os órgãos estaduais, a fim de trabalhar, arrecadar e repassar os recursos para manter a estrutura funcionando”, disse o presidente do Imetro/SC, João Carlos Ecker.

Em Santa Catarina, o Imetro foi criado em 28 de fevereiro de 2005 como uma autarquia estadual, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. Verifica instrumentos de medição como balanças em supermercados e bombas de postos de combustíveis. Ainda na medição, o órgão verifica a indicação quantitativa de produtos pré-medidos, ou seja, produtos já pesados e embalados. “Um produto congelado, como peixe ou frango, que tem um percentual de gelo, nós verificamos para saber se o consumidor não está levando água além da conta. Outro exemplo é uma caixa de fósforo ou palito de dentes que deve conter a quantidade exata informada na embalagem”, explicou Ecker.

Na qualidade, os produtos devem atender a requisitos especificados em normas e regulamentos técnicos, especialmente sobre os aspectos de saúde, segurança e meio ambiente. São verificados e avaliados pneus, fios e cabos, extintores de incêndio, brinquedos e preservativos. Atualmente, são 53 produtos cuja certificação é obrigatória no Brasil. Já no âmbito voluntário (não obrigatório), são mais de 80 produtos também contemplados por programas de certificação. “É muito importante verificarmos se um brinquedo não é muito pequeno para uma criança ou se um cabo elétrico está dentro dos padrões de segurança”, destacou o presidente do órgão em SC.

“A função institucional do Inmetro é proteger o consumidor e as relações de consumo. Isso se dá através da Rede Brasileira de Metrologia Legal, por meio dos Órgãos Delegados, como é o caso de Santa Catarina”, destacou o coordenador da Rede Brasileira de Metrologia Legal do Inmetro, Pedro Paulo de Carvalho Neto.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

Cartolinas coloridas, materiais recicláveis e muita criatividade.  A terça-feira, 12, foi de capacitação pedagógica para professores de escolas estaduais da Regional de Ibirama.  Durante todo o dia os profissionais aprenderam a criar jogos e outros materiais que auxiliam no aprendizado de alunos com necessidades especiais.

A coordenadora da capacitação, professora da EEB São João Bosco Verônica Ferrari, explica que atua na Educação Especial há alguns anos e com o passar do tempo foi criando e adaptando materiais para que os alunos, principalmente com deficiência intelectual, tivessem acesso ao conteúdo. “Então queríamos proporcionar essa troca de experiências aos outros professores e através dos jogos, do lúdico, vemos que podemos suprir a necessidade desse aluno”, comentou.

 Na capacitação os professores também mostraram e modificaram os jogos que já haviam feito em sala de aula e um grupo de whats app foi criado para que eles continuem trocando experiências ao longo do ano letivo. “Foi muito prazeroso e um dia de muito conhecimento que só contribui para nosso trabalho” completou Verônica.

Regional de Ibirama promove capacitação para professores sobre jogos para alunos com necessidades especiais

A professora Soraia Emília Dell’agnolo, que é assessora da EEB José Clemente Pereira, foi uma das participantes da capacitação e conta que o curso sempre possibilita novos conhecimentos. “Foi excelente porque são trabalhos que estão disponíveis para comprar, mas são muito caros então acabamos produzindo nós mesmos, inclusive com o auxílio dos alunos, o que é bem melhor”, opinou.

A professora Matilde Fernandes de Borba, da EEb Gertrud Aichinger,  também ressalta que os professores precisam se aprimorar constantemente e adquirir novos conhecimentos e formas de trabalho. “Esse curso veio bem a calhar, tivemos muito material disponível e pudemos tirar várias ideias para trabalharmos no dia a dia com os alunos”, finalizou.

Mais informações para a imprensa:
Helena Marquardt
Assessoria de comunicação 
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.adr.sc.gov.br
Site: sc.gov.br/regionais/ibirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama


Fotos: Elenise Melo Nunes/ADR São Joaquim

Entre os dias 10 e 12 de setembro, um grupo formado por representantes da UFSC, Esag/Udesc, Mapa, Epagri, ADR São Joaquim e do Programa Crescendo Juntos acompanharam o professor francês Bernard Peccquer em uma visita técnica na região de São Joaquim, como parte do Intercâmbio técnico-científico de desenvolvimento territorial sustentável com enfoque da Cesta de Bens e Serviços territoriais.

A comitiva teve a oportunidade de conhecer o Projeto Acolhida na Colônia, através de visita a uma propriedade de turismo rural, em Urubici. No município de Bom Jardim da Serra estiveram no Mirante da Serra do Rio do Rastro e degustaram o tradicional frescal, carne temperada, reconhecida na região. Em São Joaquim participaram de uma reunião na Estação Experimental, onde foi apresentado trabalho desenvolvido pela Epagri. Também acompanharam o processamento da maçã na Cooperativa Sanjo e conheceram as vinícolas Villa Francioni e Leoni di Venezia. Entre as visitas, o grupo também assistiu apresentações dos projetos Queijo  Artesanal Serrano e da Cooperativa Econeve.

Grupo que estuda Cesta de Bens realiza visita técnica na região de São Joaquim

No seminário Cesta de Bens e Serviços Territoriais, realizado no Centro de Treinamento de São Joaquim, os municípios de Rio Rufino, Urupema e Bom Retiro apresentaram seus produtos âncoras como o vime, de Rio Rufino e o Turismo de observação de pássaros , de Urupema.

A abordagem Cesta de Bens e Serviços Territoriais é resultado de trabalhos realizados há cerca de 15 anos por dois institutos franceses e busca a valorização conjunta de produtos ancorados em um território. “Nesta oportunidade o professor Peccquer, que é pioneiro em estudos de desenvolvimento territorial, conheceu os produtos da região e agora com todo o conhecimento aqui adquirido, poderá propor ideias que podem ser aplicadas no território, com base no que já foi realizado na França. Os produtos existem mas é necessário que sejam articulados para proporcionar melhoria da renda e dos índices de desenvolvimento da região”, destacou o diretor da Secretaria de Estado do Planejamento, Luiz Carlos Mior.

Grupo que estuda Cesta de Bens realiza visita técnica na região de São Joaquim

O professor Ademir Cazzela, da UFSC, ressaltou que não adianta apenas os produtos, se eles forem trabalhados de forma isolada. “Essa visita enriquece a todos nós, e dá uma ideia ao professor Peccquer sobre as potencialidades da região para trabalhar na construção de um projeto para o território compreendido pela ADR de São Joaquim”, afirmou.  

O professor Peccquer apresentou dois casos franceses, de regiões, onde a Cesta de Bens foi desenvolvida e ressaltou que o processo necessita de duas etapas. “A primeira e mais importante é reunir os atores, investir tempo para ver o que não está aparente e valorizado e a segunda etapa é agir. Para construir uma Cesta de Bens é necessário ter uma perspectiva de projeto. Normalmente existe um produto líder que servirá para os demais serviços da cesta, como o vime, que possui potencial para ser um produto líder”, salientou.

A visita contou com a participação do professor Bernard Peccquer do “Institut de Géographie Alpine da Université Joseph de Grenobe (França)”; Ademir Cazella, do curso de pós- graduação em Agroecossitemas da UFSC; Valério  Turnes, do grupo de pesquisas da EAG/UDESC; Luiz Carlos Mior, da Secretaria de Estado do Planejamento; Célio Haverroth da Epagri; Antonio de Castro, do MAPA acompanhados pela secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani.

Informações adicionais para a imprensa:
Elenise Melo Nunes
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim
E-mail: imprensa@sjq.sdr.sc.gov.br 
Telefone: (49) 3233-8301 / 99102-5054 / 99148-1016
Site:sc.gov.br/regionais/saojoaquim

 


Foto: Jaqueline Noceti / Secom

Lideranças da União Europeia estão em Santa Catarina para tratar de atuais e de novas parcerias comerciais entre o Estado e os países do bloco internacional. Na tarde desta terça-feira, 12, o governador Raimundo Colombo recebeu a delegação na sede da SC Parcerias, no Centro Administrativo, em Florianópolis. Participaram representantes de consulados, embaixadas e escritórios comerciais de países como Alemanha, Croácia, Espanha, Finlândia, França, Hungria, Irlanda, Itália, Polônia, Países Baixos, Romênia e Suécia.

“A visita de tantos países, representando a comunidade econômica da Europa, para trocar experiências e avaliar no que conseguimos avançar, representa uma grande oportunidade de desenvolvimento. Com isso conseguimos produzir mais para vender mais lá fora, gerando empregos e melhorando a economia catarinense. É uma bela oportunidade e nós estamos aproveitando ao máximo. Os resultados são sempre expressivos. Não tenho dúvidas de que as ações que estamos desenvolvendo aqui vão beneficiar a economia de Santa Catarina de uma forma especial”, destacou o governador Colombo.


Foto:Gisele Vizzotto/ADR São Miguel do Oeste

Os profissionais da educação que quiserem ingressar no magistério público estadual têm até às 23h59 desta terça-feira, 12, para efetuar as inscrições no concurso público 2017. Estão sendo oferecidas mil vagas para início dos trabalhos em 2018. A inscrição pode ser feita pelo site www.acafe.org.br/concurso/magisterio.

>>> Saúde de Santa Catarina anuncia vagas para processos seletivos com salários até R$ 7,8 mil

São 600 vagas para professores do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) e do Ensino Médio, estas para as disciplinas de Artes, Biologia, Educação Física, Espanhol, Filosofia, Física, Geografia, História, Inglês, Língua Portuguesa e Literatura, Matemática, Química e Sociologia. As outras 400 vagas são para a área administrativa das escolas da rede pública estadual de ensino de Santa Catarina, sendo para: assistente de educação, supervisor escolar, administrador escolar e orientador educacional. Dentro destas mil vagas, também estão previstas oportunidades para atendimento nas escolas indígenas da rede pública estadual de ensino.

A jornada de trabalho para o cargo de professor de Ensino Médio corresponde à carga horária de dez horas semanais, para o professor do Ensino Fundamental corresponde à carga horária de 20 horas semanais e para os cargos de assistente de educação, supervisor escolar, administrador escolar e orientador educacional a carga horária é de 40 horas semanais.

O concurso prevê duas provas. A primeira fase terá Prova Objetiva, que será no dia 8 de outubro, sendo eliminatória/classificatória, e a segunda fase terá a Prova de Títulos, sendo classificatória. A primeira chamada dos aprovados está marcada para os dias 12, 13 e 14 de dezembro de 2017.

O valor da inscrição é de R$ 100. Dúvidas e mais informações estão disponíveis em www.acafe.org.br/concurso/magisterio.

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 98843-5084
Site: www.sed.sc.gov.br

Página 70 de 199