Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Paratletas conhecem trabalho dos bombeiros - 24/07/2017

Paratletas conhecem trabalho dos bombeiros - 24/07/2017

Um encontro entre os alunos do curso de Cabo do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina e os paratletas do Instituto Paulo Escobar resultou em um dia emocionante. Durante três horas, o grupo conheceu técnicas de salvamento e resgate de vítimas, uma experiência de inclusão social importante para pessoas com necessidades especiais. Foram cinco oficinas realizadas, proporcionando atividades muito diferentes da rotina dos paratletas.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: James Tavares/Secom

O governador Raimundo Colombo participou, na manhã desta quarta-feira, 28, da 27ª edição do Café com Autoridades, evento promovido pela Associação Empresarial de Araquari (ACIAA). No encontro com os empresários, o chefe do executivo tratou dos principais pleitos apresentados pela entidade e reforçou a parceria do Governo do Estado para as obras ligadas à melhoria da mobilidade urbana do município e na BR-280, ligando ao Porto de São Francisco do Sul.

>>> Acesse a galeria de fotos

“São argumentos legítimos que envolvem, de um lado, a segurança dos motoristas, e, do outro, o próprio processo de expansão do porto, fundamental para o desenvolvimento da economia do estado como um todo”, disse Raimundo Colombo.

A reunião serviu também para o consenso das prioridades que deverão ser atendidas com os recursos que estão no caixa do Porto de São Francisco do Sul. O projeto de lei que regulamenta a destinação do dinheiro - obrigatória para investimentos em Saúde e Segurança Pública e o restante conforme as necessidades apontadas pelas autoridades da região - deverá ser votado nos próximos dias pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

O Porto de São Francisco do Sul detém R$ 105 milhões em caixa. Deste valor, há uma previsão, depois de o projeto ser aprovado, que R$ 35 milhões poderão ser investidos em melhorias da BR-280 e na própria infraestrutura do terminal portuário, como a iluminação e a construção de um novo gate para diminuir o tempo de espera dos caminhões.

“O complexo portuário de Santa Catarina é uma referência e, se hoje o nosso estado tem os índices de desenvolvimento que tem, é porque soubemos aproveitar ao máximo essas estruturas. Eu não tenho dúvidas que as exportações, serão, nos próximos dez anos, um dos melhores caminhos para a economia brasileira. Por outro lado, se o porto fica ocioso e desatualizado, os negócios migram para outras estruturas. É isso que não podemos deixar acontecer”, defendeu o governador.

Apontadas como uma das principais demandas da região, as melhorias, com foco na segurança dos usuários da BR-280, deverão ser encaminhadas imediatamente. O governador informou que, embora a duplicação da BR-280 seja uma obra federal, os recursos oriundos do caixa do terminal portuário do Estado também poderão contemplar obras paliativas em um trecho de 11 quilômetros.

DNIT apresenta estudos de traçado da BR-280

O projeto deverá ser executado por meio da parceria entre o Governo do Estado, Porto de São Francisco do Sul, Prefeitura de Araquari e DNIT. Tratam-se de investimentos para melhorias entre o km 21 e km 32 da BR-280. A obra prevê a instalação de terceira faixa entre os Kms 21 e 24 e 29 e 32, implantação de três rótulas nos principais cruzamentos , implantação de rua lateral entre os Kms 24 e 29 e a execução de três passarelas. “Com o dinheiro disponível, é só uma questão de definir e agilizar a elaboração do projeto, junto à equipe técnica do Governo”, reiterou Colombo.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Representantes do Executivo, do Judiciário e do Ministério Público estiveram reunidos nesta terça-feira, 27, na sede da Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, em Florianópolis, para discutir as consequências e os impactos da interdição do Presídio de Joinville. Depois de cerca de duas horas de reunião, foram encaminhadas ações administrativas e consensuais para o retorno à normalidade operacional da unidade. Participaram da reunião a secretária de Estado da Justiça e Cidadania, Ada Faraco De Luca; o secretário adjunto, Leandro Lima; o delegado Aldo Pinheiro D´Ávila e o secretário de Estado da Comunicação, João Debiasi.


Foto: Divulgação / Casan

Com capacidade de 30 litros por segundo, entra na terceira semana de pré-operação a Estação de Tratamento de Água da Linha São Paulo, que vai atender nove bairros da parte mais alta de Concórdia. A estação, modelo compacta, foi construída há mais de ano, mas a dificuldade de implantar a adutora que faria a interligação da ETA com o restante do sistema de abastecimento atrasou o início das atividades. A conclusão da instalação da rede, com mais de 5 mil metros de extensão, permitiu a interligação. O investimento da ETA Linha São Paulo chega a R$ 2.470.000, valor que inclui a unidade de tratamento e a tubulação implantada.

Detalhes da operação foram informados em coletiva à imprensa. Foto: Pablo Gomes / ADR Lages

Uma uma etapa fundamental de uma das maiores obras de infraestrutura da Serra Catarinense está com local, data e hora para começar. Na próxima segunda-feira, 3 de julho, às 8h, começam a valer as regras do desvio a ser aberto na SC-114, entre Lages e Otacílio Costa, devido às obras de reconstrução da rodovia em concreto armado. Os detalhes foram informados em entrevista coletiva à imprensa na tarde desta terça-feira, 27, na Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages.

Dos 36 quilômetros, seis já estão concluídos. E para viabilizar a continuidade da obra, a ADR Lages, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e o Consórcio SBS Dalba, executor dos trabalhos, decidiram interditar um trecho de 15,5 quilômetros da rodovia.

Dois pontos de desvio serão abertos, ligando a localidade de Cadeados ao posto da PMRv, e vice-versa, pelo interior do município de Palmeira. A rota alternativa tem 17,6 quilômetros e é de chão batido. Para garantir a trafegabilidade, o Deinfra disponibilizará homens e máquinas para manter a conservação da estrada.

Já para permitir a fiscalização e a segurança dos usuários da rodovia e trabalhadores das obras, a PMRv receberá reforço de policiais para manter uma viatura 24 horas por dia no canteiro de obras.

 Lages - Desvio na SC-114 entre Lages e Otacílio Costa começa dia 3 de julho
A rodovia de concreto armado recebe alta tecnologia pouco comum no Brasil. Foto: Diego Lang / SBS Dalba

Com investimentos de R$ 78 milhões do Governo do Estado, os trabalhos são realizados ao longo de 36 quilômetros e devem ser concluídos até o fim de 2018. A nova rodovia caracteriza-se pela modernidade e por ser uma tecnologia pouco comum no Brasil.

Em Santa Catarina, o pavimento é o mesmo utilizado em regiões montanhosas como a Serra do Rio do Rastro, em Lauro Müller, e o acesso ao Morro da Igreja, em Urubici. No Sul do país, destacam-se também como exemplos de rodovia em concreto armado a Linha Verde (BR-116), em Curitiba; e a Freeway (BR-101), em Porto Alegre.

Na SC-114, o Governo do Estado optou pelo pavimento de concreto, em vez do tradicional asfalto, pelo fato de a durabilidade ser cinco vezes maior (até 50 anos), uma vez que, dos 3,6 mil veículos que trafegam por dia na rodovia, 40% são de transportes de cargas pesadas.

Lages - Desvio na SC-114 entre Lages e Otacílio Costa começa dia 3 de julho
Motoristas devem ficar atentos aos desvios, horários e restrições de tráfego. Foto: Diego Lang /SBS Dalba

Das 8h às 18h, o desvio será obrigatório para todos os carros, motos e veículos de até três eixos, como ônibus e caminhões trucados. Neste horário, será proibido o tráfego de caminhões articulados. Das 18h às 8h, quando não haverá obras, o trânsito seguirá pela própria rodovia em sistema de pare e siga para a primeira categoria de veículos, com até três eixos. Já os articulados deverão utilizar o desvio, mas somente neste horário.

Os ônibus que conduzem os estudantes universitários de Otacílio Costa e Palmeira até Lages no período noturno terão prioridade e não precisarão pegar o desvio. Os veículos (13 ao todo) serão concentrados às 18h no posto da Polícia Rodoviária e serão escoltados por uma viatura até cruzarem o próximo ponto de bloqueio para o sistema pare e siga, na entrada de Cadeados. Assim, não haverá mais problemas de atraso dos alunos nas universidades.

A mesma medida deverá ser adotada também com os quatro ônibus que transportam os funcionários da Klabin Papéis, que já planejou o recebimento de grande parte da sua matéria-prima em Otacílio Costa pela BR-470, evitando ao máximo utilizar o trecho em obras e, consequentemente, o desvio obrigatório.

Tradicional torta de queijinho será uma das receitas do livro - Foto Renata Vieira

Resgatar e preservar a cultura através da gastronomia, da língua, da arquitetura e do patrimônio natural da cidade. Este é o objetivo de um livro com receitas típicas trazidas pelos colonizadores alemães para Ibirama e que está sendo produzido pela Universidade do Estado de Santa Catarina, através do Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi) e da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama. A obra, que contará um pouco da história de cada prato, de quem o produz e também mostrará os atrativos turísticos de todos os bairros de Ibirama, deve ser lançada nos próximos meses em dois idiomas.

A estudante de Engenharia Sanitária da Udesc, Diomar Caetano, que é apaixonada por gastronomia e também participa de um projeto de extensão da universidade para elaboração de pratos aproveitando quase 100% dos alimentos é uma das coordenadoras da iniciativa e destaca que o livro, além de contribuir com o resgate cultural, também deve fomentar o turismo. “Queremos mostrar tudo que o município possui e que as pessoas ainda não conhecem, isso envolvendo gastronomia, o idioma alemão e também o patrimônio natural e histórico como as casas em modelo enxaimel”, explica.

A gerente de Políticas Socioeconômicas Rurais e Urbanas da ADR de Ibirama, Edna Beltrame Gesser, explica que nesse processo a Regional vai ajudar na identificação das receitas típicas de cada comunidade e visitar as famílias para entrevistas e elaboração dos pratos. “Nossa intenção é percorrer todos os bairros porque cada localidade guarda um tesouro escondido e que merece ser divulgado e preservado. Além disso, queremos selecionar receitas que também poderão ser apreciadas pelos visitantes que vem a Ibirama.”

Delícias como a tradicional torta de queijinho e o Kochkäse, queijo branco cozido, “derretido” e que é que era esfarelado, salgado e fermentado para depois ser frito com manteiga pelos imigrantes alemães, devem estar presentes no livro e retratar a riqueza das tradições germânicas no Alto Vale.

Projeto foi apresentado nesta segunda ao prefeito de Ibirama

Udesc e ADR vão lançar livro com receitas típicas alemãs de Ibirama
Prefeito de Ibirama garantiu apoio ao projeto - Foto: Helena Marquardt/ADR Ibirama

O projeto do livro foi apresentado nesta segunda-feira, 26, para o prefeito de Ibirama, Adriano Poffo, que elogiou a iniciativa da Udesc e da ADR e garantiu o apoio da prefeitura para a elaboração do livro. “Esse livro de receitas é extremamente interessante porque vamos trabalhar preservando a nossa história com a divulgação do patrimônio natural, casas enxaimel e gastronomia e também com isso estamos trabalhando o turismo, despertando o interesse das pessoas para conhecerem a nossa cidade, então só temos a agradecer.”

Mais informações para a imprensa:

Helena Marquardt

Assessoria de Comunicação ADR Ibirama

Fone: (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350

Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama

Facebook:www.facebook.com/regional.ibirama

Página 51 de 107