Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 13 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre a entrega da SC-157 no Oeste do estado, do primeiro mês da nova rota internacional no Porto de Imbituba, da operação de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz e sobre a Jucesc Digital.


Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Rafael Paulo/SAI

O Estado de Santa Catarina foi reconduzido, por unanimidade, para mais um ano na presidência do Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Relações Internacionais (Fórum RI 27), até 31 de dezembro de 2018. O representante do Estado no Fórum é o secretário de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond. A gestão de Virmond terminaria no fim deste ano.

“A recondução fará com que as novas presidências do Fórum RI 27, que serão bianuais, coincidam com os ciclos das gestões dos governos do estados”, explicou Virmond, que é o primeiro presidente do grupo desde novembro de 2015, quando foi eleito durante a instalação do Fórum em Florianópolis.

“A presidência do Fórum coloca em evidência a importância que o Governo do Estado dá às relações internacionais em Santa Catarina”, avalia o secretário Virmond. “Vamos reforçar a atuação em conjunto com os gestores estaduais da área internacional para fomentar as relações internacionais em seus estados, ampliando o desenvolvimento socioeconômico a partir do relacionamento com o mundo”, completou.

A definição das gestões bianuais está no regimento interno do Fórum RI 27, aprovado na reunião desta terça-feira, 29, em Belo Horizonte. “Foi uma reunião muito importante porque nela deliberamos o estatuto que irá reger as atividades do Fórum daqui para frente”, disse Virmond.

O Fórum RI 27 é composto por representantes dos estados do Acre, Amapá, Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e o Distrito Federal. Na reunião foi formalizada a entrada dos estados de Amazonas, Espirito Santo, Maranhão, Paraíba e São Paulo.

Segundo o representante do Maranhão, há interesse em troca de experiências na área. “O Maranhão espera que tenhamos a oportunidades de discutir estratégias internacionais, pois entendemos que compartilhar experiências e melhores práticas é importante para que o estado consiga avançar no desenvolvimento de negócios internacionais”, pontuou o secretário de estado de programas especiais do Maranhão, Pierre Batista Moraes Januário.

A Fórum RI 27 foi instituído para debater a forma de atuação internacional dos entes federados brasileiros dentro do aspecto jurídico, político e social. A última reunião do grupo ocorreu em setembro de 2016 na Bahia.

Nesta quarta-feira, 30, a programação da reunião conta com a apresentação do governo local sobre a participação social como estratégia de governança e internacionalização de Minas Gerais.

Os participantes do Fórum RI 27 também conhecerão o Startups and Entrepreneuship Ecosystem Development (SEED), projeto com modelo de fomento público único no país, pelo qual empreendimentos em fase inicial de todo o mundo são estimulados ao fazer negócios em Minas Gerais. Outro programa que será visitado é o + Gastronomia, cujo objetivo é preservar as traduções culinárias mineiras, estimulando as exportações dos produtos gastronômicos.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de Comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
E-mail: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / (48) 99952-4504


Fotos: James Tavares/Secom

O governador Raimundo Colombo participou da abertura da 3ª edição do Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura (SIAVS 2017), em São Paulo, na manhã desta terça-feira, 29, destacando a força do agronegócio catarinense. Lideranças nacionais e internacionais prestigiaram a cerimônia, entre elas o diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), o brasileiro Roberto Azevedo, e o ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

>>> Galeria de fotos

Em seu discurso, o governador Colombo ressaltou o peso do agronegócio na economia catarinense e as ações do Governo do Estado para proteger e promover o setor. “Santa Catarina tem pouco mais de 1% do território nacional, mas é um gigante do agronegócio. O modelo de agricultura familiar consolidado no estado é o nosso maior patrimônio”, afirmou.

Entre as ações promovidas em SC para desenvolver cada vez mais o setor, Colombo citou os investimentos em sanidade animal, as melhorias em infraestrutura para promover qualidade de vida no meio rural e o foco na formação e qualificação dos jovens produtores. “Oferecemos cursos e treinamentos para que as novas gerações consigam ter ainda mais produtividade e rentabilidade em suas propriedades, gerando emprego e renda nas diferentes regiões do estado”, exemplificou.

No cenário nacional, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, destacou o profissionalismo do setor. “São décadas de investimentos, pesquisas e aprimoramentos tecnológicos que resultaram em uma sólida cadeia produtiva. Nossa competência é resultado de muito trabalho”, afirmou, ressaltando o reconhecimento internacional da qualidade dos produtos brasileiros.

Entre os expositores da feira, está a empresa catarinense Plasson, de Criciúma, que trabalha com soluções em equipamentos e serviços para avicultura e suinocultura. O governador visitou o estande da empresa, que tem projetos para expansão em SC.

Tradição catarinense

Com forte tradição na pecuária, Santa Catarina é o maior produtor nacional de carne suína e o segundo maior de carne de frango. O estado conta com 18 mil produtores integrados às agroindústrias e o setor de carnes gera quase 60 mil empregos diretos em frigoríficos e indústrias de beneficiamento. 

“O setor é um grande empregador em Santa Catarina, contribuindo significativamente para que tenhamos hoje a menor taxa de desemprego do país”, acrescentou o governador Colombo.

Santa Catarina é um grande exportador de proteína animal e seu grande diferencial está na sanidade do rebanho. Hoje, é o único estado do país reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal como área livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, faz parte de uma zona livre de peste suína clássica.

Exportações de SC

O agronegócio de Santa Catarina atende o mercado brasileiro e o exterior, com presença em mais de 120 países. A carne de aves é o principal produto na pauta de exportações de Santa Catarina. No acumulado do ano até julho, as exportações do produto já ultrapassam as 555,8 mil toneladas e o faturamento passou de um bilhão de dólares. O crescimento da receita em relação ao mesmo período do ano passado foi de quase 7%. 

A carne suína também segue com bons resultados. De janeiro a julho de 2017, foram 162,3 mil toneladas exportadas e as receitas passam de US$ 385,4 milhões, 36% a mais do que o faturamento no mesmo período de 2016. Os números são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

O evento

O Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura é promovido pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). São mais de dez mil metros quadrados de área de exposição, com a participação de agroindústrias produtoras de aves, ovos e carne suína, empresas de equipamentos, fornecedores de insumos, logística, laboratórios, certificadoras e outros segmentos da cadeia de proteína animal.

O evento conta, ainda, com programação de debates na área técnico-científica e político-conjuntural, unindo especialistas nacionais e internacionais. A programação do evento, realizado no Anhembi Parque, segue até esta quinta, 31, e está disponível no site oficial

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


A Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) promove no dia 6 de setembro, quarta-feira, o Seminário Catarinense de Envelhecimento e Deficiência Intelectual. O evento é voltado para profissionais dos Centros de Atendimento Educacional Especializados em Educação Especial e instituições que trabalham com pessoas com deficiência intelectual em fase de envelhecimento e pretende qualificar os profissionais em novas práticas e abordagens sobre o tema. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através deste link.

Organizado pela Gerência de Capacitação, Articulação e Extensão sob coordenação do Centro de Educação e Vivência, o seminário ocorre das 8h30 às 17h no auditório da FCEE e será ministrado pela socióloga Mônica Joesting Siedler, especialista em Gerontologia e membro do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (NETI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

Também participarão do evento a fonoaudióloga Diane Oliveira, um representante do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São José e um representante do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Entre os temas que serão abordados no seminário estão Envelhecimento e qualidade de vida, Controle Social e Direitos da Pessoa com Deficiência e Envelhecimento e Relacionamento social e familiar.

A FCEE, através do Centro de Educação e Vivência, atende pessoas com deficiência intelectual em processo de envelhecimento que serve como base para pesquisas, assessorias e capacitações em todo o Estado. Este trabalho é considerado uma referência no Brasil pois aborda uma temática ainda pouco estudada e sob um enfoque inovador, que é o Currículo Funcional Natural, o qual busca a manutenção e a aquisição de habilidades funcionais, para aumentar a qualidade de vida dos usuários.

Ainda este ano a FCEE deverá lançar um livro sobre o tema, intitulado Envelhecer com Deficiência Intelectual: Aspectos básicos sobre o cuidado e o acesso aos direitos, de autoria de profissionais do CEVI/FCEE.

Mais informações sobre o Seminário podem ser obtidas no site da FCEE na seção Cursos e Capacitações neste link.

Informações adicionais para a imprensa:
Aline Buaes
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Educação Especial - FCCE
E-mail: imprensa@fcee.sc.gov.br
Fone: (48) 3381-1693 / 99115-8918
Site: www.fcee.sc.gov.br

Fotos: Nery Nader Jr./ADR Mafra

Na manhã de segunda-feira, 28, alunos, professores e servidores da EEB Francisco Izabel, de Mafra, realizaram uma passeata em protesto contra a violência. O evento contou também com a participação de pais de alunos, comunidade local, lideranças políticas e gerentes da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Mafra.

O protesto refletiu a indignação de todos com o incêndio que atingiu a escola na madrugada de sábado, 26. Ao realizarem o atendimento, os bombeiros identificaram três focos, sendo que o de maior proporção, na secretaria, atingiu móveis, equipamentos e o forro de pvc. No segundo foco de incêndio os bombeiros presenciaram forte cheiro de gasolina, além de notarem que a porta de acesso ao corredor encontrava-se arrombada. Tais fatos reforçaram a hipótese do evento ser criminoso, mas somente após o laudo do IGP, que realizou a perícia na tarde de segunda-feira, é que os motivos do incêndio poderão ser comprovados.

Os indícios de vandalismo e violência, porém, causaram revolta em toda a comunidade escolar. “É uma cena de horror, mas não vamos ficar caídos. Hoje estamos demonstrando a força da comunidade contra a violência”, declarou a diretora Marcelina Granemann Bonin Oracz. A gerente de educação da ADR de Mafra, Eliane Hübl, disse que ficou muito consternada quando soube da notícia. “É difícil acreditar que um local voltado para a educação seja atacado desta maneira”, salientou. “Mas quando vejo a união desta comunidade eu não tenho a menor dúvida de que é possível vencer a violência e se reconstruir emocionalmente.” Eliane disse que as aulas devem recomeçar na quarta-feira, após a limpeza e readequação da rede elétrica, garantindo assim a segurança dos alunos e servidores.

Passeata contra Violência - EEB Francisco Izabel

Com relação à reforma da área atingida pelo incêndio, o gerente de infraestrutura da ADR, Célio Leandro Sarmento, disse que o levantamento já está sendo realizado, com o objetivo de encaminhá-lo, até terça-feira, 29, para a Diretoria de Infraestrutura da Secretaria de Estado da Educação. “Após o encerramento da perícia e a liberação do local, vamos realizar o levantamento completo de tudo que precisa ser feito. Esperamos que em 40 dias a reforma possa ser realizada”, destacou Sarmento.

Em visita à escola, na tarde de segunda-feira, o secretário executivo da ADR, Abel Schroeder, conversou com os professores e disse acreditar que se trata de um caso isolado. “Os prejuízos foram de elevada monta e as autoridades competentes estão apurando para descobrir os autores do crime. O momento que vivemos nos diz que devemos investir ainda mais na educação e não destruir o que conquistamos”, finalizou.

Mais informações para a imprensa:
Nery Nader Jr.
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Mafra
E-mail: imprensa@mfa.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3647-0017 / 99240-5668
Site: sc.gov.br/regionais/mafra


Foto: CBMSC

Interessados em ingressar no Corpo de Bombeiros Militar como soldado têm até a quinta-feira, 31, para realizar a inscrição e iniciar as etapas do processo seletivo. Estão sendo oferecidas 300 vagas, sendo 282 para homens e 18 para mulheres. As inscrições devem ser feitas por meio do site da empresa licitada para realizar o concurso: www.objetivas.com.br.

Depois da inscrição, o próximo passo dos candidatos é passar pela prova de conhecimentos gerais, prevista para acontecer no final de setembro, em cinco cidades do estado: Florianópolis, Blumenau, Curitibanos, Chapecó e Criciúma. Entretanto, o subcomandante-geral do Corpo de Bombeiros e presidente da Comissão de Concurso, coronel João Valério Borges, alerta para a necessidade de quitar a taxa de inscrição para efetivar a participação no processo de seleção. “Até o momento, temos mais de dez mil inscritos, mas apenas cerca de 25% das inscrições foram quitadas. Por isso, é importante que as pessoas se atentem para os prazos de inscrição e para o pagamento da taxa”, disse.

>>> Edital e inscrições

Depois da prova escrita, composta por 50 questões objetivas e redação, os candidatos precisarão apresentar boa condição de saúde física e mental, demonstrando à comissão do concurso, os laudos dos exames solicitados no edital. Em seguida, serão submetidos aos testes de aptidão física, avaliação psicológica e social, demonstrando bons antecedentes e lisura em exames toxicológicos.

Após todas estas etapas, ocorre a entrega de documentos pessoais e a homologação da aprovação do concurso para início do curso de formação, que deverá iniciar em 19 março de 2018.

Somente após a conclusão do curso de formação, previsto para durar cerca de nove meses, é que são abertas as vagas de lotações e os aprovados no curso iniciam a atuação profissional como soldado do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina.

>>> Governo do Estado abre 2,5 mil vagas por meio de concursos públicos e processos seletivos em 2017

Informações adicionais para a imprensa
Krislei Oechsler
Assessoria de Imprensa 
Corpo de Bombeiros Militares de Santa Catarina - CBMSC
E-mail: ccs@cbm.sc.gov.br
Fone: (48) 3251-9614 / 98843-4427
Site: www.cbm.sc.gov.br

Página 51 de 169