Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 20 de outubro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 20 de outubro de 2017

No programa "Com a Palavra, o Governador", Raimundo Colombo fala sobre as obras do Centro de Gestão de Risco da Defesa Civil, os programas que apoiam as ideias inovadoras no estado, a autorização para novos Cras e o programa e-Origem.


Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

Os desafios do Governo e da sociedade diante da maior crise econômica do país foi o tema central da palestra do governador Raimundo Colombo na noite desta terça-feira, 17, em Braço do Norte, no Sul do Estado. Colombo apresentou as medidas tomadas para que fosse possível cumprir o objetivo de Santa Catarina ser o último estado a entrar na crise e o primeiro a sair dela. Entre as ações, o governador citou a decisão de não aumentar impostos, o incentivo às exportações e a setores como o Turismo e o Agronegócio.

"Deixamos a nossa economia ativa, estimulamos setores que estavam mostrando um potencial, abrimos mão dos impostos para proteger os catarinenses e acima de tudo, fizemos bem a nossa lição de casa cortando gastos", disse o governador. Colombo destacou o fechamento de órgãos do Governo que, já para o ano que vem, vai gerar uma economia de mais de R$ 200 milhões e a reforma da previdência estadual.


Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

O governador Raimundo Colombo recebeu na tarde desta terça-feira, 17, no Centro Administrativo, em Florianópolis, representantes dos estados membro da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), em missão diplomática no Brasil. O secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira; o secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin; e o embaixador do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores em Santa Catarina (Eresc), José Roberto de Almeida Pinto, também recepcionaram a comitiva.

“Somos um estado com seis portos em apenas 1,1% do território nacional. Isso nos traz um ganho muito grande para exportações da nossa produção. No Brasil estamos em primeiro lugar na produção de maçãs e suínos, por exemplo e alcançamos boas posições em produção de frango e soja”, destacou Colombo.

O secretário Carlos Adauto disse que a reunião foi estratégica para o Estado e pela primeira vez representante da Asean foram recebidos pelo governador de Santa Catarina. “Recebemos embaixadores de quatro países dos 10 que compõem o bloco econômico e nós entendemos que isso vai aproximar em muito as relações comerciais entre esses países asiáticos”.



>>> Mais imagens na galeria

“Eles são muito parceiros e têm grande interesse no agronegócio catarinense, principalmente os paíse como Vietnã, Tailândia e Singapura, que é um grande distribuidor de produtos catarinenses para o mundo. O mercado consumidor é muito grande e interessa muito Santa Catarina”, concluiu o secretário Adauto.

No lado esquerdo da mesa estava o cônsul das Filipinas, Eric Valenzuela; a chefe de missão de Singapura, Siew Fei Chin; o embaixador do Vietnã, Do Ba Khoa; e o embaixador da Tailândia, Surasak Suparat. Na direita o consultor geral da secretaria executiva de Assuntos Internacionais, Marcelo Trevisani; o embaixador do Eresc, José Roberto de Almeida Pinto; e o secretário executivo de Assuntos Internacionais, Carlos Adauto Virmond Vieira.

Asean

A Associação de Nações do Sudeste Asiático abrange uma área de 4,4 mil quilômetros quadrados e uma população de 601 milhões de habitantes e um PIB: US$ 888,3 bilhões. É composta pelos país: Tailândia, Filipinas, Malásia, Singapura, Indonésia, Brunei, Vietnã, Mianmar, Laos e Camboja. Foi criada em 8 de agosto de 1967 em Bangkok, Tailândia, com um dos objetivos de acelerar o crescimento econômico, o progresso social e o desenvolvimento cultural na região. 

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: James Tavares/Secom

Os próximos passos da restauração da Ponte Hercílio Luz foram apresentados na manhã desta terça-feira, 17, durante coletiva de imprensa com o governador Raimundo Colombo, em Florianópolis. Também participaram da entrevista o secretário de Estado de Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, o presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, e engenheiros do Deinfra e do grupo português Teixeira Duarte. O encontro ocorreu no canteiro de obras, na cabeceira insular da ponte.

Colombo fez uma avaliação dos trabalhos realizados na semana passada, quando ocorreu a primeira fase da transferência de cargas da ponte, e falou dos próximos desafios da restauração.

>>> Galeria de fotos

“Passamos por uma operação de risco na última semana, que foi vencida com total sucesso e mais rápido do que esperávamos. Ainda temos momentos desafiadores pela frente, mas estamos dentro do prazo. Dependendo de como serão os trabalhos de desmontagem das barras de olhal, podemos ganhar de três a quatro meses. Isso reduz a nossa previsão de entrega”, disse o governador.

A segunda fase do trabalho de transferência de cargas da Ponte Hercílio Luz teve início na noite desta segunda-feira, 16, e será dividida em sete etapas. Em cada uma delas, será feito o corte de quatro cabos pendurais (dois do lado continental e dois do lado insular, simultamente), chegando a um total de 28.

Esta fase consiste no corte dos cabos maiores mais próximos à torre principal da Ilha e Continente. Não será necessário impedir a navegação embaixo da ponte.

A previsão é que a operação termine em, no máximo, duas semanas. Os trabalhos dependem das condições climáticas e da força do vento.  O processo tem início sempre às 22h e se estende até, aproximadamente, às 4h.

Segundo o engenheiro fiscal da obra, Wenceslau Diotallévy, os cabos são cortados durante a noite e retirados durante o dia. O presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, explica que o grau de dificuldade aumenta a cada etapa de evolução da obra. "Até o momento, estávamos trabalhando para deixar a ponte segura. Agora, chegou a hora de mudarmos as peças", disse Agostini, ressaltando que um dos momentos mais delicados será a troca das barras de olhal. 

Passo a passo

A primeira fase foi dividida em cinco etapas. Na primeira operação, em fevereiro deste ano, foram içados 13 centímetros do vão central. E agora em outubro, nas quatro operações da semana passada, foram elevados mais 8,7 centímetros na segunda-feira (09/10), 11 centímetros na terça-feira (10/10), 10,9 centímetros na madrugada de sexta-feira (13/10) e os últimos 10,7 centímetros entre a noite de sexta-feira e madrugada de sábado (14/10). O trabalho foi realizado sempre à noite para evitar influências térmicas.

A primeira etapa foi concluída antes do tempo previsto. A projeção inicial era de que seriam necessários até 15 dias para o trabalho completo. A reação da estrutura e o clima favorável durante os procedimentos foram alguns dos fatores que contribuíram para o ganho de tempo.

A segunda etapa é onde encontra-se a obra da ponte neste momento, com a retiradas dos cabos pendurais, e que começou na noite desta segunda-feira.


Acima, projeto de retirada dos cabos pendurais

Na terceira fase, prevista para começar em novembro, as barras de olhal serão removidas simultaneamente, nas laterais da Ilha e no Continente, seguindo uma sequência pré-determinada. Por último, na quarta fase, o tabuleiro é rebaixado e depois elevado nas extremidades para aliviar a tensão, permitindo a retirada das barras de olhal restantes.

Outras fases da restauração

Em seguida, serão realizados trabalhos intermediários e, então, a montagem da nova estrutura. A ponte receberá cerca de duas mil toneladas de metal novo, o que representa aproximadamente 40% da atual estrutura. Muitas das novas peças, fabricadas no Brasil e no exterior, já foram compradas e estão em depósitos no canteiro de obras. A conclusão da restauração está prevista para o final de 2018.

Leia também:

Primeira fase de transferência de carga

>>> 14 de outubro: Transferência de carga da Ponte Hercílio Luz é concluída antes do prazo previsto

>>> 13 de outubro: Realizada penúltima etapa de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis

>>> 10 de outubro: Mais 11 centímetros são erguidos na segunda noite de operações de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz

>>> 9 de outubro: Nova operação de transferência de carga da Ponte Hercílio Luz é realizada com sucesso

>>> 12 de fevereiro: Transferência de carga da Ponte Hercílio Luz é concluída com sucesso

Informações adicionais para a imprensa
Mauren Del Claro Rigo
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: mauren@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5439
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


 

 


Evento em 2016 teve assinatura dos contratos do Sinapse da Inovação. Na foto, Colombo e empreendedores selecionados. Crédito: Jaqueline Noceti/Arquivo Secom

O governador Raimundo Colombo lança nesta quarta-feira, 18, as três chamadas públicas, voltadas ao empreendedorismo inovador, parcerias entre empresas alemãs e brasileiras, e à capacitação em nível de pós-graduação. O ato está marcado para as 11h, no gabinete, no Centro Administrativo do Governo, em Florianópolis. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) receberá as propostas submetidas às chamadas, que juntas somam cerca de R$ 40 milhões de investimento do Governo do Estado e parceiros como a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Com inscrições abertas até 2 de novembro, o programa Sinapse da Inovação chega a 6ª edição, tendo apoiado a criação de mais de 400 startups inovadoras e gerado milhares de empregos diretos, além de 150 patentes. O programa começou em 2008, com metodologia da Fundação Certi, e tem apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O Sinapse oferecerá R$ 60 mil para cada uma das 100 empresas selecionadas, além de bolsas de auxílio aos empreendedores por 12 meses. Participantes com nível de graduação receberão valor mensal de R$ 2,5 mil, e com mestrado, de R$ 3,5 mil. Com as bolsas, o recurso a ser disponibilizado pelo governo estadual gira em torno de R$ 10 milhões. Empreendedores de todo o estado podem inscrever suas ideias no portal do Sinapse da Inovação. O edital pode ser consultado no site da Fapesc.

Parcerias alemãs

Ainda na área de empreendedorismo, há uma chamada conjunta com o Estado de Berlim, que disponibilizará em torno de R$ 50 mil para projetos de cooperação entre empresas catarinenses e alemãs na área de fotônica, a fim de que desenvolvam produtos, processos ou sistemas inovadores. Até o dia 30 de novembro, são aceitas propostas envolvendo tecnologias ópticas avançadas, fotossensores, fibras ópticas, emissores de luz, além de seus processos de análise e fabricação.

O edital faz parte do acordo de cooperação em pesquisa, desenvolvimento e inovação, firmado entre a Fapesc e o Departamento de Economia, Tecnologia e Pesquisa do Senado do Estado de Berlim, que é uma das ações da parceria firmada entre a Secretaria do Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) e Berlim em 2014. O edital pode ser consultado no site da Fapesc.

Bolsas 

Até o dia 31 de outubro, os programas de Pós-Graduação strictu sensu das instituições de Ensino Superior de Santa Catarina podem solicitar cotas de bolsas para apoiar os projetos de seus pós-graduandos conforme o edital disponível no site da Fapesc. A proposta deve ser submetida na Plataforma Fapesc pelo coordenador do programa de Pós-Graduação. Serão oferecidas 225 cotas de bolsas de mestrado acadêmico e 195 cotas de bolsa de doutorado, que totalizam mais de R$ 28,6 milhões.

Informações adicionais para a imprensa:
Heloisa Dallanhol
Coordenadoria de Comunicação
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - FAPESC
E-mail: heloisa@fapesc.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-4812
Site: www.fapesc.sc.gov.br


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

As obras concluídas na área da Defesa Civil, as melhorias em andamento na infraestrutura e o projeto do Centro de Inovação foram algumas das ações do Governo do Estado destacadas pelo governador Raimundo Colombo, em palestra em Brusque, na noite desta segunda, 16. “Não parar as obras foi uma importante ação para enfrentamento do cenário de crise, contribuindo para geração de emprego e renda em diferentes regiões, ao mesmo tempo em que melhoramos a nossa infraestrutura”, afirmou. O governador também falou dos desafios do cenário econômico nacional, demonstrando otimismo para os próximos meses.

Página 6 de 170