Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Medalha Zilda Arns

Medalha Zilda Arns

A medalha Zilda Arns é uma justa homenagem a quem dedica a vida para fazer o bem às pessoas. Nesta semana, o governador Eduardo Pinho Moreira entregou o título ao médium Divaldo Pereira Franco. Homem que desenvolveu um belíssimo trabalho caritativo, fruto da vontade de servir o próximo.

Oportunidades

Próximos eventos


Fotos: James Tavares / Secom

A ligação Serra-Mar pela SC-390 vai receber recuperação completa em um dos seus principais trechos na parte do Litoral Sul. O governador Eduardo Pinho Moreira lançou, nesta sexta-feira, 9, o edital de licitação para as obras entre os municípios de Orleans e Lauro Müller. A recuperação será no trecho de aproximadamente 13 quilômetros e conta com investimentos de R$ 8,7 milhões.

“Infraestrutura adequada traz progresso e qualidade de vida. A região Sul merece esta e outras obras que vão ajudar a construir as bases de um desempenho econômico tão pujante quanto ao de regiões que estão mais avançadas”, discursou o governador. Eduardo Pinho Moreira também destacou a contribuição da rodovia para o turismo, já que liga dois dos principais roteiros do Estado: a Serra do Rio do Rastro e o Litoral.


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

A chegada da tão esperada pavimentação asfáltica na Rodovia Municipal João Batista Whendhausen Moraes, trecho que liga a comunidade de Bananal à saída da BR-101, em Laguna, está prestes a se tornar realidade. Nesta sexta-feira, 9, o governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado do secretário da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, assinou o convênio para pavimentação, drenagem pluvial, sinalização viária e acessibilidade. No trecho de 4,8 quilômetros, serão investidos pelo Governo do Estado R$ 4,2 milhões. O asfalto, esperado há mais de 50 anos, vai passar pelas comunidades de Bananal, Morro Grande, Figueira e Ponta do Daniel.

“Este é um dos lugares mais belos do mundo. E essa obra vai trazer conforto a esta comunidade, vai permitir o desenvolvimento turístico, atividade vital para a economia. Laguna tem a vocação para a história, cultura e turismo. É uma obra que vai atender a estes objetivos. Estamos muitos felizes de estar aqui”, disse o governador.


Fotos: Jeferson Baldo/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira e lideranças do agronegócio da região Oeste se encontraram com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, na noite desta quinta, 8, no Hotel Lang, em Chapecó. Maggi está em Santa Catarina para acompanhar, nesta sexta-feira, 9, o projeto de modernização de procedimentos de fiscalização e controle de abate na BRF e conferir o trabalho da Embrapa Suínos e Aves, em Concórdia.

>>>Mais imagens na galeria

“Santa Catarina é um dos principais estados do agronegócio, principalmente na transformação da proteína vegetal em proteína animal. O Estado tem muita atenção por parte do Governo Federal, pois é daqui que sai boa parte da nossa balança comercial. SC faz a sua parte”, afirmou o ministro, justificando por que é tão importante acompanhar o trabalho feito no Estado.

O governador lembrou que muito do sucesso de Santa Catarina deve-se a seu status sanitário como zona livre de peste suína clássica e de febre aftosa sem vacinação. Estas certificações internacionais garantem a excelência sanitária do rebanho catarinense e demonstram o rigor ao qual os produtos catarinenses são submetidos.

Eduardo Pinho Moreira ainda reforçou a importância da visita do ministro no Estado, especialmente após a Operação Trapaça, um desdobramento da Operação Carne Fraca. O governador ressalta que, no Estado, apenas uma indústria que produz ração e um laboratório estão sob investigação, sem comprometer os frigoríficos da BRF que atuam com carne de frango.

“O ministro tem tido muita agilidade nas questões que são vitais para a economia catarinense. A sua presença aqui neste momento mostra isso. Ele fez contato antecipadamente com as embaixadas dos países importadores, de forma que a operação não tenha interferência no agronegócio catarinense e dos demais estados”, explicou.

Maggi não acredita que haja prejuízo por conta da operação. “Ela teve um foco específico e um momento específico, e estamos dando as respostas para o mercado mundial e países que são nossos compradores. Nós nos antecipamos aos fatos e mandamos as mensagens devidas. Até agora não temos nenhum sinal que a situação ficará ruim”, explicou. O Ministério da Agricultura reforça que não há motivos para preocupação ao consumir carne de frango. Ela não oferece riscos à saúde, desde que conservada e preparada de forma adequada.

Entre os presentes no encontro, estavam o presidente e vice-presidente da Aurora Alimentos, Mário Lanznaster e Neivor Canton, respectivamente, e o presidente da Cooperalfa, Romeo Bet.

Informações adicionais para a imprensa
Mauren Del Claro Rigo
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: mauren@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5439
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: James Tavares / Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado do secretário de Estado de Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso Vampiro, autorizou, na manhã desta sexta-feira, 9, em Garopaba, a licitação para uma das obras mais aguardadas pela comunidade: a recuperação da SC-434, incluindo a implantação de 13 quilômetros de ciclovia. O investimento do Governo do Estado é de R$ 3,2 milhões. No mesmo ato, o governador Eduardo Pinho Moreira assumiu o compromisso de incluir as obras no acesso Norte de Garopaba, na carta-consulta que será enviada ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), com os projetos que serão realizados com recursos do Banco.

“A obra vai humanizar o trânsito e a ciclovia traz mais segurança e qualidade de vida tanto pra quem pratica a atividade, mas, essencialmente a quem utiliza o trajeto pra ir ao trabalho, pra levar o filho na escola. Na correria de uma administração rápida, a gente não pode deixar de ter um olhar cuidadoso com as demandas de cada região”, afirmou Eduardo Pinho Moreira.



>>> Mais imagens na galeria

O secretário de Estado da Infraestrutura pontuou cada um dos momentos do projeto explicando que o município tinha urgência em resolver o problema de mobilidade, mas por se tratar de uma rodovia estadual precisava do apoio do Governo. “Nos dedicamos a este anseio da comunidade, fomos ágeis, fizemos o projeto e agora podemos dar essa resposta positiva para a comunidade e, sobretudo, investindo numa cidade que tem uma dinâmica turística importante para o estado como um todo”, relatou Luiz Fernando Cardoso Vampiro.

Mas é para moradores e ciclistas como Felipe Fornari, que a obra de recuperação da SC-434 tem um significado muito especial. Adepto do pedal, por esporte, o jovem conta que até deixou de utilizar a rota por causa da falta de segurança no local. Ele também lamenta que, pelo mesmo motivo, muitas pessoas desistiram de fazer da bicicleta, um meio de locomoção diário, que na opinião dele, favorece a mobilidade urbana e o meio ambiente.

“Hoje a gente recupera a esperança de que em breve poderemos utilizar a rodovia com tranquilidade e segurança. Hoje muita gente que passa por ali, por não poder escolher outro caminho, nem imagina o risco que está correndo”, observou.

Obras no Acesso Norte

Ao autorizar a licitação da recuperação da SC-434, em Garopaba, o governador Eduardo Pinho Moreira reforçou a importância de o município ter um segundo acesso asfaltado. “A cidade é uma das mais lindas do estado. Estamos no final do verão e ainda tem turista. Isso reforça nosso compromisso em garantir a infraestrutura adequada para quem mora ou visita a região.

Eduardo Pinho Moreira explicou que o incentivo a atividades econômicas potenciais de Santa Catarina, ajudam o Governo a estimular fontes de recurso para atender demandas prioritárias em outras áreas. Segundo o governador, hoje o Turismo já representa 13% do PIB catarinense. “Saúde e Segurança, áreas que atuam na proteção da vida, são as nossas prioridades, mas nós precisamos de recursos para atendê-las e eles são resultado do trabalho que fazemos com excelência em tantos outros setores”, reiterou o governador, ao assumir o compromisso de executar as obras que faltam para completar o Acesso Norte de Garopaba.

A proposta, segundo Eduardo Pinho Moreira, é incluir o projeto na carta consulta que será enviada ao BNDES, junto com outras obras classificadas como de desenvolvimento econômico, turístico, de escoamento de produção agrícola, a exemplo do novo acesso no aeroporto de Florianópolis, a revitalização da SC-401 e a recuperação das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, também na Ilha de Santa Catarina. O governador explicou que estas e outras obras serão executadas com recursos do BNDES, referentes ao valor que Santa Catarina tiver direito a contratar junto ao Banco.

“O Banco será parceiro para obras com esta função estratégica. Desenvolver o turismo é vital para Santa Catarina e ainda mais para Garopaba”, concluiu o governador. As obras do Acesso Norte deverão se concentrar em um trecho de aproximadamente quatro quilômetros, incluindo melhorias ou a construção de uma nova ponte no local.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: Jeferson Baldo / Secom

Com incremento de 50% na quantidade de energia disponível para mais de 21 mil unidades consumidoras, a Subestação Maravilha foi inaugurada pelo governador Eduardo Pinho Moreira na tarde desta quinta-feira, 8. A obra, que recebeu investimento de R$ 11 milhões, faz parte do plano de expansão do sistema da Celesc para melhor atender a região Oeste do estado. Também estiveram presentes o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Maravilha, Jonas Dall'Agnol, outras autoridades e comunidade.

“A energia é fundamental para o desenvolvimento de uma região. E o Extremo-Oeste tem frigoríficos e indústrias que precisam de energia de qualidade e em quantidade suficiente. Com a subestação, também é possível incentivar ainda mais a abertura de indústrias nessa região”, afirmou o governador.

Estrategicamente posicionada, a obra beneficia os municípios de Maravilha, Iraceminha, Flor do Sertão, São Miguel da Boa Vista, Santa Terezinha do Progresso e a área rural de Tigrinhos. “A subestação Maravilha vem aumentar a confiabilidade e a robustez do sistema de toda a região, garantindo energia de alta qualidade a um mercado formado especialmente por agroindústrias e com forte presença de laticínios de grande porte”, salientou o presidente da Celesc.



>>> Mais imagens na galeria

A subestação foi projetada para assegurar a qualidade energética pelos próximos sete anos, considerando-se as atuais taxas de crescimento do mercado existente, sem que haja necessidade de ampliação da estrutura. Com mais energia disponível, especialmente o setor industrial e o agronegócio poderão crescer ainda mais, oferecendo novas oportunidades de negócios, mais empregos, geração de renda e qualidade de vida de toda a população, segundo Siewert.

A subestação mudou a vida do casal Luiz Ivo e Elma Forgiarini, ambos com 71 anos, de duas formas: foram eles que venderam o terreno onde hoje está a subestação e também foram diretamente beneficiados com melhoria do abastecimento de energia elétrica. A prefeita de Maravilha, Rosimar Maldaner, agradeceu ao casal durante a cerimônia, especialmente por terem aceito venderem o terreno à prefeitura, que veio a ceder o espaço para a instalação da estrutura.



O casal conta que a venda ocorreu por um ótimo motivo, pois já enfrentou diversos problemas como a falta ou oscilação de luz nos mais de 60 anos que moram em Maravilha. “Na casa dos meus filhos, quando um ia tomar banho, o outro tinha que ficar esperando. Era impossível ligar dois chuveiros de uma única vez, pois a luz caía”, conta Luiz Ivo. Elma diz que muitos eletrodomésticos queimaram por conta da energia precária. “Em alguns momentos, a luz ficava bem fraquinha. Eu já perdi máquina de lavar roupa e outros eletrodomésticos por conta disso”, explica.

Especificações sobre a obra da SE Maravilha:

- Tecnologia de ponta que permitirá que a subestação opere de forma remota e tele assistida, integrada ao Sistema Digital de Supervisão e Controle da Celesc;
- Tensão de operação de 138 mil Volts, com subestação atendida através de duas Linhas de Transmissão provenientes do seccionamento da LT Pinhalzinho – São Miguel D’Oeste II;
- Dimensionada para melhorar a qualidade e confiabilidade do atendimento à região e para comportar o crescimento do setor industrial e do agronegócio nos próximos sete anos, sem necessidade de ampliação;
- Atende a mais de 21 mil unidades consumidoras localizadas em Maravilha, Iraceminha, Flor do Sertão, São Miguel da Boa Vista, Santa Terezinha do Progresso e a área rural de Tigrinhos;
- Esta obra também desafoga a carga da Subestação da Celesc em Pinhalzinho, beneficiando indiretamente, toda a região atendida por aquela subestação.

Informações adicionais para a imprensa
Mauren Del Claro Rigo
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: mauren@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5439
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Heda Wenzel
Agência Comunicaz a serviço da Celesc
(48) 3231.5140 - assessoria de imprensa
(48) 99901.7767 - plantão para emergências

Página 28 de 304