Uma equipe de cinco pesquisadores da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), campus Videira, testou processos de tratamento de resíduos da indústria de lâminas de madeira, conhecidas como compensados. Eles descobriram que a chamada Reação de Fenton, somada a processos de coagulação e adsorção, é o processo mais eficiente, já que os fenóis e sólidos suspensos encontrados no efluente foram totalmente biodegradados. O estudo foi apoiado pelo Governo do Estado por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) no programa Universal, que auxilia a realização de projetos em todas as áreas do conhecimento. As amostras foram coletadas em uma indústria de laminados de Pinus SP.

Efluente bruto e tratamentos
Amostras contendo efluente bruto e tratado com diferentes processos. Foto cedida pelo pesquisador

Os efluentes provenientes do cozimento de toras apresentam alta carga orgânica, composta principalmente por taninos e lignina. Em função da pouca eficiência e do alto custo dos processos convencionais biológicos e físico-químicos neste tipo tratamento, os pesquisadores testaram três alternativas, tentando atender as exigências da legislação ambiental: processos de coagulação, adsorção-coagulação (utilizando como adsorvente carvão ativado) e Reação de Fenton. “O grande objetivo foi desenvolver processos que não apenas remediam a situação destes poluentes, mas sim os transforme em compostos biodegradáveis e menos nocivos para o nosso ecossistema”, diz o coordenador da pesquisa, Jean dos Santos Menezes.

Para tratar os resíduos, os métodos de coagulação química, adsorção com carvão ativado e separação por membranas demonstraram grande eficiência, no entanto, os poluentes retidos tiveram de ser tratados também com processos oxidativos avançados (POA). O coordenador do estudo explica que os POA têm recebido grande interesse no tratamento e pré-tratamento de compostos não biodegradáveis em águas, atmosferas e solos contaminados, pois convertem a matéria orgânica em gás carbônico e água, ou, no caso de pré-tratamentos, torna-os biodegradáveis.

A reação de Fenton, aplicada nos efluentes pesquisados, é um dos principais POA e consiste na reação entre Fe 2+ e peróxido de hidrogênio. “O Reagente de Fenton tem sido utilizado com sucesso no tratamento de diversos tipos de efluentes, como os que contêm fenóis, clorofenóis, tensoativos, corantes e ainda no tratamento de lixiviado de aterro sanitário (chorume)”, exemplifica Jean. Seus principais usos são na redução da DQO (Demanda química de oxigênio), da cor e toxicidade dos efluentes; na oxidação de águas residuárias tóxicas ou que inibam o tratamento biológico; e na coagulação de impurezas que são transferidas para o lodo. Em relação aos fenóis encontrados no efluente, foram totalmente biodegradados, assim como os sólidos suspensos. Os outros compostos do efluente tiveram cerca de 70% de mineralização. Comparando os resultados de todos os três processos aplicados, a Resolução do Conama nº 357, os parâmetros de Nitrogênio Amoniacal e Fenóis encontram-se dentro da legislação.

Sistema de tratamento de efluentes indústria de madeira
Sistema de tratamento instalado em indpustria de Pinus SP, em Videira. Foto cedida pelo pesquisador

A vantagem do uso da Reação de Fenton, em relação a outros processos é que ela possui baixa toxicidade, é de fácil obtenção e seus reagentes são de baixo custo e podem ser reutilizados. Além disso, os POAs são os mais indicados para o tratamento de compostos refratários (aqueles que não podem ser biodegradados), que se transformam em biodegradáveis, e possibilitam o tratamento “in situ”, e ainda ajudam a mineralizar o poluente, não apenas transferindo-o de fase. “Essa solução estimula a conscientização ambiental na empresa e na região. A respeito disto, como desdobramento da pesquisa, a equipe aprovou projeto de educação ambiental relacionada a efluentes, junto ao CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico)”, diz o coordenador de projetos da Fapesc, Gilberto Montibeller, que acompanhou os resultados da pesquisa.

Outras empresas da região já demonstraram interesse em otimizar seus sistemas de tratamento e aplicar soluções que foram desenvolvidas durante o trabalho de pesquisa apoiado pela Fapesc. Os pesquisadores ainda realizaram um trabalho visando o aproveitamento dos resíduos sólidos gerados na combustão nas caldeiras como matéria-prima para a fabricação de tijolos e blocos de concreto, obtendo bons resultados.

Informações adicionais para a imprensa:
Jéssica Trombini
Coordenadoria de Comunicação
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do estado de Santa Catarina - FAPESC
E-mail: comunicacao@fapesc.sc.gov.br  
Telefone: (48) 3665-4812
Site: www.fapesc.sc.gov.br 
www.facebook.com/fapesc.gov  


Foto: Josiane Zago / ADR Videira

Na tarde dessa segunda-feira, 22, iniciou a primeira chamada dos Professores Admitidos em Caráter Temporário (ACTs). O procedimento está sendo realizado no auditório da EEB Governador Lacerda em Videira, e seguem cronograma estipulado e publicado no site da Secretaria de Estado da Educação (SED), no www.sed.sc.gov.br.

Estão participando da primeira chamada os professores que participaram do processo seletivo 1960/2016. As chamadas acontecem das 13h30 às 16h. Além dos professores interessados, os diretores ou representantes de cada escola com vaga disponível também estão presentes para repassar aos interessados as primeiras instruções.

Para as 21 escolas da rede estadual da área de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional – ADR Videira, foram deferidas nessa primeira chamada um total de 247 vagas. A previsão é que até a próxima quarta-feira, dia 24, já seja definido o período que acontecerá a segunda chamada.

Para a gerente de educação, Girlene Borsoi, o objetivo é iniciar o ano letivo com o quadro completo. “Nossa perspectiva é que no dia 15 de fevereiro, quando os estudantes voltam aos bancos escolares, as escolas já estejam preparadas com todo o quadro de profissionais necessários” afirmou.

Nas chamadas os professores são orientados quando ao procedimento que devem adotar e a documentação que devem apresentar para efetivar a vaga. O cronograma de escolha de aulas iniciou nesta segunda com as escolhas das disciplinas de artes, língua portuguesa, literatura, língua inglesa e italiana. No dia 23 será a vez das disciplinas de  história, filosofia, sociologia, ciências e biologia. No dia 24 serão: química, física, matemática e geografia. O último dia será com as chamadas de séries iniciais, educação especial, segundo professor, educação física e Ceja.

Para o secretário executivo, Euro Vieceli, a equipe está capacitada para proceder com a iniciativa. “A equipe da Gerência de Educação está apta para fornecer todas as informações necessárias e vem desenvolvendo o processo com muita transparência. No próximo dia 5 de fevereiro os professores devem iniciar os trabalhos e acreditamos que será um grande ano”, finalizou Euro.

Mais informações para a imprensa:
Josiane Zago
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Videira
E-mail: imprensa@vii.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3533-5417 / 98839-1506 / 99171-7885
Site: sc.gov.br/regionais/videira

Os professores que efetivaram o processo seletivo para contratação de ACT (Admitidos em Caráter Temporário), de número 1960/2016, poderão participar, de 22 a 26 de janeiro, da primeira chamada, que acontecerá no Auditório da EEB Governador Lacerda, em Videira, das 13h30 às 16 horas. Durante as tardes, as vagas serão chamadas de acordo com pré-definição divulgada no site da Secretaria de Estado da Educação (SED).

Para as 21 escolas da área de abrangência da Agência de Desenvolvimento Regional – ADR Videira, estão cadastradas 255 vagas. Os interessados deverão estar presentes no momento da chamada portando documento de identificação. Os professores selecionados iniciarão os trabalhos já a partir do dia 5 de fevereiro.

“A equipe está preparada com todas as instruções e orientações da SED e a previsão é que as chamadas aconteçam dentro da normalidade. Conclamamos os professores participantes do processo, interessados em preencher alguma vaga, que participem da chamada”, afirmou a gerente de educação, Girlene Borsoi.

O cronograma de escolha de aulas iniciará no dia 22 com as disciplinas de artes, língua portuguesa, literatura, língua inglesa e italiana. No dia 23 será a vez das disciplinas de  história, filosofia, sociologia, ciências e biologia. No dia 24 serão: química, física, matemática e geografia. O último dia será com as chamadas de séries iniciais, educação especial, segundo professor, educação física e CEJA.

Para o secretário executivo, Euro Vieceli, os trabalhos têm como foco garantir um inicio de ano tranquilo na rede estadual. “Nossa perspectiva é que todas as vagas sejam preenchidas, garantindo que no início do ano letivo, os professores já estejam à disposição das escolas”, finalizou Euro.

Mais informações para a imprensa:
Josiane Zago
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Videira
E-mail: imprensa@vii.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3533-5417 / 98839-1506 / 99171-7885
Site: sc.gov.br/regionais/videira

 
Fotos: Josiane Zago / ADR Videira

Uma obra que avança significativamente e que deve ser entregue a comunidade escolar já nos primeiros meses deste ano. Assim é a reforma e ampliação da EEB Gonçalves Dias, de Fraiburgo. O educandário recebe investimentos de R$ 1.981.028,34 e teve os trabalhos iniciados em 2017, com prazo final de contrato de abril de 2018.

Para o secretário executivo Euro Vieceli, da 9ª Agência de Desenvolvimento Regional – ADR Videira, que acompanha os trabalhos, a perspectiva é de que antes mesmo desse prazo o espaço já esteja disponível. “Foi uma obra relativamente rápida, que por acontecer durante o período escolar, gerou alguns transtornos, porém a felicidade de ver a escola totalmente reformada e ampliada é muito significante”, apontou.

A obra posterior a reforma e ampliação resultou em uma área construída de 5316.56 m2, sendo que a mesma foi toda adaptada aos critérios de acessibilidade. Além de novas salas de aula, a escola contou com melhorias e ampliação na cozinha, refeitório, área administrativa, laboratórios, banheiros e pátio coberto.

A obra ainda previu a recuperação do ginásio de esportes, com melhorias no telhado, pintura e todos os ajustes necessários. A escola ainda passou a contar com rampa de acesso coberta, tornando-a totalmente dentro dos critérios de acessibilidade.

Para a gerente de infraestrutura, Raquel Bruschi, a obra está sendo executada com muita eficiência. “A empresa vencedora da licitação está cumprindo com todos os quesitos exigidos, entregando uma obra bem feita a comunidade escolar” apontou Raquel destacando que os investimentos na obra são do Governo do Estado de SC por meio do Pacto por Santa Catarina.

Mais informações para a imprensa:
Josiane Zago
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Videira
E-mail: imprensa@vii.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3533-5417 / 98839-1506 / 99171-7885
Site: sc.gov.br/regionais/videira