Está aberto o período de inscrição dos Planos de Gestão Escolar para cinco escolas da Regional de São Lourenço do Oeste: a EEB Emilio Médice e EEB Raul Pompéia de Campo Erê, EEB São Bernardino do município de São Bernardino,  EEB Rui Barbosa e o CEJA de São Lourenço do Oeste.

As inscrições devem ser feitas até o dia 24 de agosto no sistema WEBGESC no portal eletrônico da Secretaria de Estado da Educação. O portal também abriga outras informações, como o Edital nº 1957 que regulamenta todo o processo de escolha do Plano de Gestão Escolar 2017. 

Os planos e os professores inscritos serão avaliados por um grupo de consultores da Secretaria de Estado da Educação e, ao cumprirem as exigências básicas, serão votados. O gestor escolhido assume o cargo a partir de 2018. Em caso de alguma escola não ter pretendentes ao cargo, um diretor pró tempore será indicado.

De acordo com a supervisora de Gestão Escolar da Gerência Regional de Educação, Inês Sabka, esta maneira de seleção valoriza a participação da comunidade escolar no processo de planejamento pedagógico e administrativo que norteará as ações realizadas na instituição escolar. 

Requisitos

O profissional interessado em elaborar o Plano de Gestão Escolar deve ser professor, especialista em assuntos educacionais ou assistente técnico pedagógico, efetivo do quadro do magistério público estadual; optar pelo regime de dedicação exclusiva; não ter sido destituído da função de diretor; ter concluído o transcurso de 12 meses a partir da remoção, não possuir mais de 5 faltas injustificadas nos últimos três anos anteriores a inscrição.

Mais informações para a imprensa:
Juliana Balotin
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste
E-mail: ascom@snx.adr.sc.gov.br e juliana.balotin@gmail.com
Fone: (49) 3372-1003 / 98832-9273
Site: sc.gov.br/regionais/saomigueldooeste

 

O Ministério da Educação (MEC) apresenta uma nova ação do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o MedioTec, o qual ofertará vagas em cursos técnicos concomitantes ao ensino médio para alunos regularmente matriculados nas redes públicas de educação. A ação tem como proposta a oferta de qualificação técnica de nível médio articulada de forma concomitante com o setor produtivo. 

Para a região de São Lourenço do Oeste, estão sendo disponibilizadas 50 vagas para o curso Técnico em Administração que será oferecido pelo Instituto Federal de Santa Catarina – IFSC, um dos parceiros da ação, sendo que 80% das aulas serão ministradas na modalidade à distância e 20% de forma presencial no IFSC no período noturno. Informações podem ser obtidas junto à Gerência Regional de Educação – Gered e o IFSC. 

O Curso Técnico em Administração visa preparar o estudante para atuação em empresas e organizações públicas e privadas com atuação em marketing, recursos humanos, logística, finanças e produção. Mediante o término e aprovação no curso, o estudante receberá o diploma de Técnico em Administração.

O período para inscrições que encerraria no último dia 28 de julho, foi prorrogado até o dia 15 de agosto.

Mais informações sobre a oferta

A Secretaria Estadual de Educação firmou Termo de Compromisso para oferta dos cursos técnicos PRONATEC/MEDIOTEC em dezembro de 2016 junto ao Ministério da Educação e Cultura, organizados na modalidade Bolsa-Formação Estudante, na forma concomitante, para estudantes em idade própria e que estejam cursando o ensino médio da rede estadual.

Quem pode fazer os Cursos Técnicos?
Todo estudante que estiver cursando o Ensino Médio da Rede Pública Estadual e em idade própria (15 a 19 anos).

Haverá alguma despesa para o estudante fazer os cursos técnicos?

Não, pelo contrário, o curso é totalmente gratuito e o estudante receberá Assistência Estudantil para custear as despesas de transporte e alimentação, mas só receberá quando tiver presença nas aulas.

Mais informações para a imprensa:
Juliana Balotin
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste
E-mail: ascom@snx.adr.sc.gov.br e juliana.balotin@gmail.com
Fone: (49) 3372-1003 / 98832-9273
Site: sc.gov.br/regionais/saomigueldooeste

 

Embora ainda em fase experimental, está cada vez mais evidente que o novo sistema veio para facilitar o controle das refeições servidas, garantindo agilidade nos trabalhos. Esta afirmação da gestora da EEB Olga Nunes de Abreu, Lenice Burato dos Santos, do município de Coronel Martins, foi recebida com euforia pela Supervisão de Articulação com os municípios e Núcleo de Tecnologia da Gerência Regional de Educação, setores responsáveis pela implantação do projeto na região.

Além de Coronel Martins, a supervisora Denize Maria Comunello Ranzan visitou nesta semana também o município de São Bernardino, onde conferiu de perto o andamento dos trabalhos acerca da nova forma de contagem da alimentação servida aos estudantes da rede pública estadual. Ainda nesta semana a profissional visita o município de Campo Erê.

Saiba mais

Para tornar o processo de contagem da alimentação escolar mais ágil, econômico e transparente, a Secretaria de Estado da Educação (SED) desenvolveu um aplicativo de  contagem automática das refeições servidas aos alunos. Ao todo, 270 escolas da rede estadual de ensino deverão utilizar o novo método para contabilizar a merenda. A estimativa, segundo a Secretaria de Estado da Educação, é economizar em até 10% em 2017, sendo que em 2016 o investimento em alimentação escolar foi de R$ 130 milhões. 

Sobre o método

Foram desenvolvidos dois métodos com linguagens diferentes para serem utilizados de acordo com a realidade de cada escola. Dessa forma a contagem poderá ser feita por meio das câmeras digitais dos tablets fornecidos a escola via QR Code ou por código de barras lido através do aparelho leitor de código de barras identificado no computador. Cada estudante tem a própria Carteira de Identificação Estudantil emitida pelo Sistema de Gestão Escolar de Santa Catarina (Sigesc) o que garante precisão na contagem. 

Os estudantes tem acesso ao aplicativo no momento das refeições. Os dados computadorizados são transferidos para o sistema de registros da alimentação escolar, repassando a quantidade de refeições a serem pagas por estudante em cada escola.

Para as servidoras Denize e Sandra, que trabalham diretamente com o setor de alimentação escolar na região, trata-se de uma forma de legitimar a quantidade e garantir a qualidade da merenda. Durante as visitas realizadas para acompanhar o novo sistema, elas observaram que a ação oferece maior agilidade na contagem da merenda servida em relação ao método anteriormente utilizado. “É claro que há ajustes a serem feitos e estes só podem ser observados quando do acompanhamento realizado nas próprias instituições de ensino” – ressaltam.

Neste primeiro momento 270 escolas da rede estadual de ensino, com mais de 900 alunos estão tendo acesso ao aplicativo e até o final de 2018, todas as escolas da rede estadual passarão a utilizar o novo sistema.

No modelo antigo, os estudantes entregam uma fichinha de papel para a profissional responsável pelo acesso do aluno ao refeitório, que conforme apurado pela SED e em auditorias internas pode resultar em imprecisão dos números finais das refeições servidas e pagas às empresas prestadoras do serviço de alimentação escolar. 

De acordo com o analista e desenvolvedor do aplicativo, Edson Luiz Pacho, a ferramenta facilita e otimiza o tempo de trabalho. “Além de fatores como os relatórios finais diários emitidos, a análise nutricional é outro destaque, pois o sistema possibilita identificar os estudantes que acabam se interessando por alimentos mais calóricos e acabam não ingerindo nos dias que é oferecido salada, frutas e verduras por exemplo”, esclarece o profissional.

Mais informações para a imprensa:
Juliana Balotin
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste
E-mail: ascom@snx.adr.sc.gov.br e juliana.balotin@gmail.com
Fone: (49) 3372-1003 / 98832-9273
Site: sc.gov.br/regionais/saomigueldooeste

Nesta quarta-feira, 9, secretários municipais e técnicos de Saúde dos municípios que integram as Agências de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste e Xanxerê, estiveram reunidos no auditório da Gerência Regional de Saúde em São Lourenço do Oeste, para reunião ordinária da CIR – Comissão Intergestores Regional.

Durante o encontro, foram discutidas questões referentes ao Centro de Especialidades Odontológicas de São Lourenço do Oeste, Credenciamento de novos serviços no Hospital São Paulo de Xanxerê, revisão da PPI e Mutirão de cirurgias eletivas 2º trimestre.  

Saiba mais sobre a CIR

A Comissão Intergestores Regional (CIR) tem seu fundamento legal no Decreto 7.508 de 28 de junho de 201, caracteriza-se como instância privilegiada de articulação interfederativa, de negociação, proposição pactuação e deliberação quanto aos aspectos operacionais do SUS e da organização e o funcionamento das ações e serviços de saúde integrados em redes de atenção à saúde.

São competências da Comissão Intergestores Regional (CIR):

- Pactuar aspectos operacionais, financeiros e administrativos da gestão compartilhada do SUS, de acordo com a definição da política de saúde dos entes federativos, consubstanciada nos seus planos de saúde, aprovados pelos respectivos conselhos municipais de saúde;

 - Pactuar diretrizes gerais sobre Regiões de Saúde, integração de limites geográficos, referência e contra-referência e demais aspectos vinculados à integração das ações e serviços de saúde entre os entes federativos;

- Pactuar diretrizes de âmbito regional a respeito da organização das redes de atenção à saúde, principalmente no tocante à gestão institucional e à integração das ações e serviços dos entes federativos;

- Adotar processos dinâmicos no planejamento na Região de Saúde;

- Acompanhar e propor alterações para a Programação Pactuada Integrada (PPI) de atenção à saúde, respeitando os critérios aprovados na CIB

- Identificar as prioridades em investimentos de acordo com o PDR

- Estimular estratégias que contribuam para qualificação do controle social;

- Apoiar processos de qualificação da gestão do trabalho e da educação em saúde;

- Construir estratégias para que sejam alcançadas as metas priorizadas no Pacto pela Vida, com definição, se necessário de outras prioridades loco - regionais.

Mais informações para a imprensa:
Juliana Balotin
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste
E-mail: ascom@snx.adr.sc.gov.br e juliana.balotin@gmail.com
Fone: (49) 3372-1003 / 98832-9273
Site: sc.gov.br/regionais/saomigueldooeste