Qualificação envolve mais de 230 profissionais de saúde
Foto: Eduardo Zabot/ADR Tubarão

Para ampliar e qualificar profissionais de saúde em relação a animais peçonhentos as Agências de Desenvolvimento Regional de Tubarão, Braço do Norte e Laguna realizaram palestras com profissionais da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina (Dive) e do Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina. O encontro foi no espaço integrado de artes da Unisul na tarde desta quarta-feira, 21.

“A participação destes profissionais tem um objetivo central que é atender ainda melhor a população que por ventura possa precisar de atendimento específico em relação a animais peçonhentos”, destaca o gerente regional de saúde da ADR de Tubarão, Everson Barbosa Martins. De acordo com a bióloga e coordenadora de zoonoses da regional de saúde em Tubarão, Sabrina Fernandes, a época do verão é propícia para o aparecimento desses animais.

“De novembro a abril aumenta muito os acidentes por animais peçonhentos. No ano passado, na região tivemos 266 casos, sendo que um pouco mais de 50% foi acidente com aranhas, 14% com serpentes e com uma menor frequência abelhas”, afirma Sabrina.

A orientação para as pessoas é que assim que ocorrer um acidente com um desses animais, serpentes, aranhas, escorpiões, biras ou lagartas, alguns sapos, tipos de peixe, deve imediatamente ir para a unidade de saúde, é importante salientar que se for possível, com segurança, levar o animal junto vai agilizar e facilitar o atendimento.

“O encontro foi voltado para os profissionais que podem receber essas pessoas com acidentes, mas a população deve se prevenir, não tocar em nenhum animal, porque a princípio não se sabe se esse animal é peçonhento. Ter cuidados básicos em casa como não acumular entulho, terrenos sempre com o mato ou grama cortados”, ressalta a bióloga Sabrina Fernandes.

Informações adicionais para a imprensa:
Eduardo Zabot
Agência de Desenvolvimento Regional de Tubarão
E-mail: imprensa@tro.sdr.sc.gov.br
Telefones: 48 3631-9106 / 98843-1702 / WhatsApp 98833-1471

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), atendendo a inúmeras solicitações dos municípios catarinenses, prorrogou até 20 de fevereiro o prazo para inscrição de propostas de turismo e esporte, via internet, nos Programas de Transferência Seitec 2018. Com a alteração da data limite para o cadastro inicial, outros prazos também foram revistos e devem ser observados nos editais de cada programa.

Na área de turismo, poderão ser inscritas iniciativas para apoio à estrutura e divulgação de eventos geradores de fluxo turístico de Santa Catarina; estrutura e divulgação das Festas de Outubro; estruturação ou revitalização de atrativos e espaços turísticos; qualificação de profissionais que atuam nos segmentos turísticos; e projetos de acessibilidade que atendam às regras gerais das normas da acessibilidade em equipamentos e atrativos turísticos do estado.

No âmbito do esporte, os programas são direcionados à construção e/ou reforma de instalações esportivas em áreas públicas e aquisição de placares eletrônicos poliesportivos. Atletas de alto rendimento de modalidades individuais, sendo subdivididos em atleta olímpico ou paralímpico, internacional, nacional e estadual, também poderão inscrever propostas.

Já o prazo de cadastro de propostas da área cultural permanece sábado, 17 de fevereiro. As iniciativas poderão ser contempladas em dois programas: um deles é voltado à realização de oficinas culturais e o outro para realização de eventos como festivais, feiras e mostras culturais.

No total, serão disponibilizados R$ 8,7 milhões para as três áreas. Os recursos são provenientes dos Fundos de Incentivo ao Turismo (Funturismo), à Cultura (Funcultural) e ao Esporte (Fundesporte). De acordo com o secretário da pasta, Leonel Pavan, este é o maior pacote de programas já feito pela secretaria, beneficiando as três áreas de atuação.

 

Os detalhes de cada programa estão disponíveis nos links abaixo:

Turismo – http://www.sol.sc.gov.br/index.php/turismo-programas-de-transferencia

 Cultura – http://www.sol.sc.gov.br/index.php/cultura-programas-de-transferencia

Esporte – http://www.sol.sc.gov.br/index.php/esporte-programas-de-transferencia 

 

Informações adicionais para a imprensa

Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte - SOL
Fone: (48) 3665-7436/7456
E-mail: imprensa@sol.sc.gov.br 
Site: www.sol.sc.gov.br 


Foto: Leneza Della Krás/ ADR Araranguá

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, inaugurou o radar meteorológico Sul, instalado junto ao Farol da Marinha em Morro dos Conventos, em Araranguá na manhã desta quinta-feira, 15. O equipamento será responsável pela cobertura de 41 municípios. “O radar tem uma função estratégica, possibilitando a leitura atmosférica da região Sul do Estado, emitindo alertas meteorológicos de maneira coerente, mobilizando as equipes para atuarem em campo na ocorrência de situação de crise e informação à população para que ela possa reagir aos eventos meteorológicos que impõem desafios. Nossa meta é proteger vidas e o radar Sul é mais uma importante ferramenta, para tornar a nossa Santa Catarina mais segura”, disse Moratelli. Com o funcionamento do radar em Araranguá, o Estado passa a ter 100% de cobertura meteorológica. Assim como as imagens dos radares do Vale (Lontras) e do Oeste (Chapecó), as informações do radar sul já estão disponíveis para o público, por meio do portal.

O investimento no Radar Móvel Sul foi de cerca de R$ 4 milhões com recursos do Pacto por SC, financiados pelo Banco do Brasil. Pesando cerca de quatro toneladas, pode ser deslocado para qualquer lugar de Santa Catarina de forma simples de acordo com a necessidade. O alcance é entre 100 e 150 km. Ele possui o modelo Banda X e foi fabricado pela empresa Norte Americana Enterprise Electronics Corporation (E.E.C).

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Araranguá, Heriberto Afonso Schmidt, ao lado do coordenador Regional de Defesa Civil, sargento BM Sebastião Antônio de Souza, destacou a importância do equipamento para o Sul do Estado. “Em nome do Extremo-Sul gostaria de agradecer ao Governo do Estado por este importante aliado na segurança. Nossa região já sofreu muito com eventos climáticos no passado, e este momento é um marco no que diz respeito à prevenção”.

A cobertura é de 41 municípios. São eles: Urubici, Rio Fortuna, São Martinho, Imaruí, Laguna, Capivari de Baixo, Gravata, Armazém, Braço de Norte, Grão Pará, Orleans, Lauro Muller, Treviso, Urussanga, Pedras Grandes, Tubarão, Jaguaruna, Treze de Maio, Cocal do Sul, Siderópolis, Nova Veneza, Criciúma, Morro da Fumaça, Sangão, Içara, Araranguá, Maracajá, Forquilhinha, Morro Grande, Meleiro, Timbé do Sul, Turvo, Balneário Arroio do Silva, Ermo, Jacinto Machado, Sombrio, Santa Rosa do Sul, Balneário Gaivota, Praia Grande, São João do Sul e Passo de Torres.

Também participaram do ato de inauguração o capitão dos Portos de Santa Catarina, Capitão de Mar e Guerra Emerson Gaio Roberto; o presidente da Associação de Municípios do Extremo-Sul Catarinense (AMESC), prefeito Valdionir Rocha, representando os demais prefeitos; vice-prefeito de Araranguá Primo Menegalli Junior; deputados, vereadores, secretários, coordenadores de Defesa Civil, entre outras lideranças e representatividades.

Informações adicionais para a imprensa
Leneza Della Krás
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Araranguá
E-mail: imprensa@aru.sdr.sc.gov.br
Telefones: (48) 3529-0100
Site: www.sc.gov.br/regionais/ararangua
Facebook: www.facebook.com/regional.ararangua

 

Cerca de 501 mil estudantes da rede estadual iniciam as aulas na próxima quinta-feira, 15 de fevereiro. Para apresentar as ações e os programas que serão executados ao longo deste ano, o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira, 9, em Florianópolis. O secretário falou na continuidade do seu trabalho, na sexta-feira, 2, conversou com o vice-governador Eduardo Pinho Moreira, e aceitou o convite para ficar à frente da pasta, e destacou a permanência da sua equipe e a consolidação dos programas em execução pela Secretaria. 

“De maneira geral nossas escolas estão prontas para receber os mais de 500 mil alunos na próxima semana. Trabalhamos para isso desde novembro com o planejamento necessário para que estivesse tudo certo. Temos problemas pontuais, mas nada que possa prejudicar a aprendizagem dos alunos, pois se não tiverem aula em um dia, esta certamente será reposta”, explica Deschamps.

O foco da coletiva foram as três áreas de atuação da Educação: Pedagógica, Infraestrutura e Gestão.  Na área Pedagógica, destaque para a continuidade do Ensino Médio Integral em Tempo Integral ofertado este ano em 30 escolas, sendo 13 com oferta para a  1ª e 2ª série, e 17, que iniciam o programa este ano, ofertarão apenas a 1ª série. A novidade desta área é o primeiro Ciclo de Avaliação do Ensino Médio da Rede Estadual, que irá avaliar 11.600 estudantes matriculados na primeira série do Ensino Médio, em 126 escolas estaduais. O objetivo é monitorar os programas em desenvolvimento e resultados para o planejamento de políticas e ações estratégicas voltadas à melhoria da qualidade do ensino.  A 1ª etapa está prevista para março, com a avaliação.

A Secretaria aderiu este mês o Programa Mais Alfabetização, que visa fortalecer e apoiar as escolas no processo de alfabetização dos estudantes matriculados nos 1º e 2º anos iniciais do ensino fundamental. “Aderimos ao programa e agora as escolas estão fazendo a sua adesão, caso queiram. A partir daí serão contratados aos profissionais para atuarem nas escolas”, explica Deschamps.

A Tecnologia Educacional também estará em evidência este ano. Em consonância com as metas do Plano de Inovação e Tecnologia Educacional de Santa Catarina (PEITE/SC), estão sendo adquiridos, por meio de registro de preço, com investimento de R$ 96,5 milhões, diversos equipamentos para todas as escolas, como: computadores, notebooks, tablets, lousas digitais, televisores, projetores entre outros, que serão entregues durante o ano. “Vamos revitalizar e modernizar nosso parque tecnológico. Nossos alunos merecem trabalhar com o que há de melhor em tecnologia e estamos atuando para isso. O aumento da velocidade de internet da Rede de Governo também está em andamento e teremos muitos ganhos para todas as escolas da rede”, afirma o secretário destacando o compromisso da SED. Sobre conectividade o foco é na conexão de 100Mbps para 100 escolas, as escolas do EMIEP, EMITI e EMI que receberão 30Mbps, e as 370 escolas que passarão a trabalhar com 10Mbps.

Ainda em tecnologia, os aplicativos Professor e Estudante Online receberão diversas melhorias e funcionalidades, inclusive com acessibilidade para deficientes visuais. Após o projeto piloto, que beneficiou 7.353 alunos da Capital, a expectativa é disponibilizar a matrícula online para toda as escolas do Estado.

MATERIAL ESCOLAR

Kits diferentes para alunos do Ensino Fundamental Anos Iniciais,  Anos Finais, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos estão sendo entregues nas regionais para serem repassados as escolas. Os alunos beneficiados são os com maior vulneabilidade social. Os kits contém: lápis, caneta, borracha, régua, tesoura, canetinha, compasso, esquadro, transferidos, entre outros, dependendo da modalidade de ensino. O investimento é de R$ 4.730.855,01.

NOVOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO

No dia 1º de fevereiro, 1 mil professores e profissionais para a área administrativa das escolas foram efetivados no quadro do magistério estadual catarinense. Foram 600 professores do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) e do Ensino Médio e 400 profissionais para a área administrativa: Assistente de Educação, Supervisor Escolar, Administrador Escolar e Orientador Educacional. Os profissionais já iniciaram seu trabalho nas escolas e participaram as formações ao longo desta semana. Esta foi a primeira chamada do concurso público que é válido por 2 anos, prorrogável por mais 2. Desta forma, novos profissionais da educação devem ser chamados para ingressar no magistério estadual nos próximos anos.

GESTÃO ESCOLAR

A Sistemática de Avaliação da Gestão Escolar (SAGE) ganha uma nova edição. Este ano a avaliação é sobre a atuação dos gestores escolares ao longo de 2017. Também serão realizadas formação continuada para os diretores de escola; Seminário Estadual: Socialização de Práticas de Gestão Escolar; formação continuada para o diretor e 3 membros do Conselho Deliberativo Escolar (CDE), sendo 1 profissional, 1 estudante e 1 responsável por estudante; e 40 Seminários Regionais de Gestão Escolar: Gestão Democrática e o papel do Conselho Deliberativo Escolar. Trabalha-se ainda para publicação de um Caderno Pedagógico com relato de 39 diretores escolares, sobre a implementação do Plano de Gestão Escolar.

BOLSAS UNIVERSITÁRIAS DE SANTA CATARINA (UNIEDU)

Mais de 24 mil bolsas de graduação devem ser ofertadas ao longo deste ano. As bolsas são de 25 a 100% do valor da mensalidade de 67 Instituições de Ensino Superior do sistema ACAFE e privadas. O investimento é de cerca de R$ 110 milhões para graduação e pós graduação. Neste momento, estão abertas as inscrições para cadastramento dos estudantes para bolsas de graduação. Mais informações: www.uniedu.sed.sc.gov.br

ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

Na alimentação escolar o destaque é o novo modelo de contagem da alimentação escolar implantado em 2017 em 400 escolas. Cada aluno recebeu uma carteirinha e toda vez que vai se alimentar na escolar passa pela leitura eletrônica por meio do tablets ou leitor de código de barras para contabilizar o consumo. A ferramente gerou economia e tornou o sistema mais transparente e eficaz. A meta para este ano é implantar a contagem em todas as escolas com mais de 500 alunos, além de capacitar os gestores escolares e servidores responsáveis pelo processo da alimentação escolar para utilizarem a ferramenta.

A agricultura familiar também esteve em destaque. O investimento previsto para este ano é de R$ 20,5 milhões, o que representa 50% do valor repassado pelo PNAE/FNDE. A lei exige mínimo de 30%.Na fase de credenciamento, 31 cooperativas registraram interesse em participar da oferta dos alimentos. A inserção da agricultura familiar na alimentação escolar, integra uma política que busca atender de forma mais saudável e sustentável as necessidades nutricionais dos estudantes e fomentar o desenvolvimento do pequeno agricultor. Além disso, outros benefícios são obtidos tais como: criação das cadeias curtas de produção e comercialização que aproxima a relação entre produtores e consumidores, fortalecimento das relações sociais, valorização da diversidade produtiva, possibilitando o acesso a alimentos saudáveis e de qualidade na perspectiva das promoções de segurança alimentar e nutricional.

TRANSPORTE ESCOLAR

Novos ônibus escolares devem ser adquiridos pelo Governo do Estado para repasse aos municípios ao londo de 2018. A previsão é de 131 veículos, com investimento de R$ 22 milhões. Neste momento está sendo feito o registo de preço via FNDE, para depois fazer a compra.

A Secretaria da Educação tem parceria com os municípios catarinenses para oferta do transporte escolar. Um acordo firmado entre o Governo do Estado e a FECAM definiu um aumento significativo no repasse de recurso aos municípios este ano. O novos valores a serem pagos aos municípios pelo transporte escolar dos alunos da rede estadual são quase R$ 5,8 milhões a mais que em 2017, sendo o investimento de R$ 87,6 milhões.

- Aumento de 7,5% para aluno transportado a uma distância acima de 24 Km;

- Aumento de 7,5% para alunos transportados a uma distância entre 12 e 24 Km;

- Aumento de 9% para alunos transportados a distâncias compreendidas entre 6 e 12 Km.

INFRAESTRUTURA

Alunos de 9 escolas iniciarão as aulas em uma nova unidade. A Sed entregou para este início de ano letivo, 9 novas escolas de ensino médio e Cedups. Outras três escolas entregues foram completamente reformadas ou ampliadas pelo Pacto pela Educação. Além dessas, 163 escolas estão com obras em andamento, o que não prejudica o andamento das aulas.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Algumas escolas pediram a reorganização do calendário escolar devido as obras que estão sendo finalizadas nas unidades. Todas as escolas que tiverem suas aulas adiadas estão organizando o calendário de reposição.

AULAS INICIAM NO DIA 15 DE FEVEREIRO COM EXCEÇÃO:

Início ano letivo dia 19 de fevereiro

- Todas as turmas de Ensino Médio Integral de 27 escolas. Apenas as escolas EEB Casimiro de Abreu, de Curitibanos, EEB Gomes Carneiro, de Xaxim, e EEB Max Tavares D’ Amaral, de Blumenau, iniciam as aulas dia 15.

- EEB Pedro Bitencourt, Imaruí, e alunos do Ensino Fundamental Anos Finais da EEB Henrique Estefano Koerich, Palhoça.

Início ano letivo dia 20 de fevereiro

EEB Laércio Caldeira de Andrada, São José

Início ano letivo dia 26 de fevereiro

EEB Cecília Rosa Lopes, São José, EEB São Miguel, São Miguel do Oeste, e EEB Santa Catarina, São Francisco do Sul.

Agenda – INÍCIO ANO LETIVO

- quinta-feira, 15, 8h30, Abertura Oficial do ano letivo na EEB Industrial de Lages. Presenças confirmadas: secretário Eduardo Deschamps e governador Raimundo Colombo.

Fonte: Assessora de Comunicação da Secretaria de Estado da Educação SC

Informações adicionais para a imprensa
Fabrícia Silveira Carneiro
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Laguna
E-mail: imprensa@lga.sdr.sc.gov.br
Fone: (48) 3647-7707 / 98843-3563
Site: sc.gov.br/regionais/laguna