Fotos: Leticia Wilons / Dive

O secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, esteve nesta quinta-feira, 23, com prefeitos e profissionais de saúde dos municípios de Itapema, Balneário Camboriú e Joinville para atualização das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti. Foi assinado o Termo de Compromisso para qualificar as ações de combate, alertar sobre o aumento expressivo do número de focos e também buscar o envolvimento da comunidade. Participaram também o superintendente de Vigilância em Saúde, Fábio Gaudenzi, e o diretor de Vigilância Epidemiológica, Eduardo Macário.

Segundo Vicente Caropreso é necessário redobrar a atenção para esta causa. “Além das ações realizadas pelos profissionais da área, há a necessidade da população fazer a sua parte. É um trabalho simples e direcionado que intensifica o combate ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e do Vírus Zika”, completa o secretário.

Em Itapema, a prefeita Nilza Simas afirma que “agora é o momento de uma divulgação muito forte, com apelo à população para que nos ajude na prevenção do Aedes”. Segundo ela, é necessário fazer contratações para aumentar o número de agentes da dengue para prevenção e monitoramento de focos e visitação nas residências.

O prefeito de Balneário Camboriú, Fabrício Oliveira, comenta sobre a força tarefa que o município está fazendo. “O que fizemos aqui foi envolver várias secretarias para gestão desse caso, pois o aumento de focos no município é grande e totaliza 15% dos casos registrados no estado. Contamos também com a população, que deve contribuir na fiscalização e prevenção dos focos”, finaliza.

Segundo o superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Fábio Gaudenzi, a região do Litoral sofre a pressão da entrada de turistas e de cargas, apresentando grande risco tanto para a inserção do vetor quanto das doenças transmitidas por ele. 

Já o diretor de Vigilância Epidemiológica da SES, Eduardo Macário, afirma que Itapema sempre chamou a atenção pela aglomeração de pessoas e pelo risco de infestação. “Atualmente, a cidade possui 34 mil imóveis em áreas de infestação. O município tem um bom número de imóveis visitados, mas precisa aumentar a produtividade dos agentes de endemias, contratando mais 26 agentes para atender os parâmetros do programa nacional”.

Em Joinville, a maioria dos focos está concentrada no bairro Boa Vista, na zona leste da cidade.  “Vamos agir com rapidez. Temos duas semanas para trabalhar forte nas escolas e realizar mutirões nas regiões com focos”, garantiu o prefeito de Joinville, Udo Döhler. Ele também determinou a vinculação da sala de situação municipal ao gabinete da prefeitura, para maior controle e acompanhamento das ações.

Para cumprir os parâmetros estabelecidos em portaria pelo Programa Nacional de Combate ao Aedes aegypti, é preciso de um agente para cada mil imóveis em um ciclo de visita que ocorre a cada dois meses. Itapema ainda precisa contratar 26 agentes de controle de endemias, já Balneário Camboriú precisa de 40. Em Joinville o número de agentes está de acordo.

Até o dia 11 de novembro deste ano, foram identificados 9.953 focos do mosquito Aedes aegypti em 142 municípios de Santa Catarina, sendo 322 focos em Itapema, 1.579 em Balneário Camboriú e 243 em Joinville.

Informações adicionais para a imprensa:
Letícia Wilson e Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

 

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) continua, nesta quinta-feira, 23, a agenda de encontros com prefeitos para intensificação das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, em Santa Catarina. Desta vez a equipe da SES passará por três municípios do Litoral e do Norte catarinense, todos infestados pelo mosquito. Os encontros iniciarão em Itapema, às 14h, seguindo para Balneário Camboriú às 15h30, e finalizando em Joinville, às 17h30.

O objetivo é buscar o compromisso do gestor municipal, alertando para o aumento expressivo no número de focos e de municípios infestados nessa região. A comitiva contará com a presença do secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, o superintendente de Vigilância em Saúde, Fábio Gaudenzi, e o diretor da Vigilância Epidemiológica (Dive), Eduardo Macário.

O grupo esteve na região Oeste, na última quinta-feira, 16, onde realizou reuniões com prefeitos de Dionísio Cerqueira, São Miguel do Oeste, Chapecó, Xanxerê e Xaxim – que também estão entre os 61 municípios considerados infestados pelo mosquito Aedes aegypti no estado.

Até o dia 11 de novembro deste ano, foram identificados 9.953 focos do mosquito Aedes aegypti em Santa Catarina, em 142 municípios. Esse volume é 53,2% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando 6.498 focos foram identificados, em 133 municípios. Do total, 61 municípios são considerados infestados, 22% a mais do que o mesmo período de 2016, que registrou 50 municípios nessa condição.

Informações adicionais para a imprensa:
Letícia Wilson e Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

 

O 7º Batalhão de Bombeiro Militar de Itajaí e a Agência de Desenvolvimento Regional realizam, na próxima terça-feira, 28, a formatura do projeto “Cidadão Consciente - Juntos podemos salvar milhões de vidas”, com início às 8h30, no Centreventos Itajaí.

Em sua sexta edição, o projeto começou em Gaspar com objetivo de orientar jovens sobre o comportamento no trânsito. Em Itajaí, 119 alunos, entre 13 e 16 anos, das escolas estaduais Paulo Bauer e XV de Junho, receberam treinamento sobre legislação, pela Coordenadoria de Trânsito e sobre ética, cidadania e primeiros socorros, pelo Corpo do Corpo de Bombeiros. O projeto também conta com o apoio do Instituto Geral de Perícias (IGP) e Gerência Regional de Educação.

Na formação dos alunos, blitz educativas foram realizadas com a abordagem de aproximadamente 450 veículos, motos e caminhões. Os motoristas receberam panfletos e informações sobre a civilidade e segurança no trânsito. “É importante a participação e empenho dos jovens quando o assunto é educação no trânsito, pois levam às suas famílias o que aprenderam no curso”, enfatiza o coordenador do projeto, sargento Gil Vicente Pereira.

Mais informações para a imprensa
Silvia Daleffe
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Itajaí
E-mail: sdritajai@gmail.com
Fone: (47) 3398-5950 e (47) 99903-3836
Site: sc.gov.br/regionais/itajai


Foto: Divulgação / SAR 

Secretaria da Agricultura chega ao fim do ano com 687 equipamentos agrícolas cedidos para 173 municípios catarinenses. Os investimentos para aquisição de tratores, carretas agrícolas, ensiladeiras, entre outros passaram de R$ 20,3 milhões.

Os recursos para aquisição dos equipamentos são da Secretaria da Agricultura, que passam de R$ 13 milhões, ou de convênios com o Governo Federal, que chegam a R$ 7,23 milhões. Entre as máquinas repassadas para os municípios estão tratores, ensiladeiras, kits fenação, roçadeiras, carretas agrícolas, plantadeiras e conjuntos de inseminação artificial.

Os equipamentos são adquiridos pela Secretaria da Agricultura e posteriormente cedidos para os municípios. O secretário da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, explica que essa é uma forma de usar melhor o recurso público já que são compradas grandes quantidades de equipamentos e os preços são melhores, além de contar com a contrapartida do Governo do Estado. “Nós conseguimos bons preços e damos a contrapartida. Cabe ao município atender as demandas dos agricultores no interior do Estado. É um exemplo do bom uso do dinheiro público”, ressalta.

Sopelsa destaca ainda a importância do setor agropecuário para a economia catarinense e os bons frutos colhidos pelo setor. “Nós não cansamos de repetir o quanto nos orgulhamos dos produtores rurais catarinenses. É impressionante que um Estado com 1,12% do território nacional seja o maior produtor de suínos, cebola e maçã o segundo maior produtor de aves. Tudo isso conquistado com o suor dos nossos agricultores e pecuaristas, numa parceria com a iniciativa privada, Governo do Estado e Governo Federal”.

A última entrega de equipamentos aconteceu nesta segunda-feira, 20, quando mais nove tratores foram cedidos para os municípios de Camboriú, Luzerna, Sul Brasil, Nova Itaberaba, São Bonifácio, Morro da Fumaça, Vitor Meireles, Lages e Massaranduba. As máquinas foram adquiridas em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), via emenda parlamentar, num investimento de R$ 717,2 mil.

Representando os municípios atendidos, o prefeito de Vitor Meireles, Bento Silvy, afirmou que esse é um momento importante para os pequenos municípios catarinenses. “Os pequenos municípios ajudam a construir a riqueza do país. E esses equipamentos serão úteis para fortalecer a agricultura familiar, base da economia de muitas cidades do nosso Estado”.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/