Termina no próximo dia 30 o prazo de envio das informações para a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. Os dados dos municípios deverão ser inseridos no Sistema de Informações do Programa de Regionalização do Turismo.

Clube do Livro, escola Dom Orlando Dotti

A escola estadual Dom Orlando Dotti, em Caçador, lançou na noite da última sexta-feira, 9, seu mais novo projeto extra classe: o Clube do Livro. A iniciativa, que envolve 75 alunos do Ensino Médio, tem como objetivo incentivar o hábito de leitura nos jovens. O primeiro encontro foi marcado pelo entusiasmo dos estudantes, que receberam apoio da direção da escola e Associação de Pais e Professores (APP).

De acordo com a diretora Irene Maria De Bortolo, o Clube do Livro é um dos projetos elaborados para melhorar a interpretação de texto e escrita dos alunos. “Percebemos essa necessidade em uma reunião de planejamento da escola. Os jovens hoje são muito ligados no celular e isso está os afastando dos livros. E no nosso entendimento a formação de bons leitores é essencial”, afirma.

Na prática, o projeto prevê a escolha de um livro diferente a cada mês para leitura e debate em grupo. Os exemplares serão adquiridos pelos próprios alunos, a um preço especial conseguido através de parceria com uma editora. Para o professor Cassiano Rocha de Lara Picoloto, a iniciativa tem tudo pra dar certo. “A empolgação dos alunos nos deixa animados também. Foram eles inclusive que sugeriram o primeiro título. Agora vamos trabalhar em encontros semanais para que eles tomem gosto e encontrem o prazer na literatura”, conta.

No lançamento do Clube do Livro esteve presente o presidente da APP (Associação de Pais e Professores) da escola Dom Orlando Dotti, Márcio Airton de Souza, que também declarou apoio ao projeto. “A escola tem essa característica de desenvolver bons projetos extraclasse que complementam as disciplinas tradicionais. E os alunos aceitam bem esse modelo. Essa ideia do Clube do Livro é ótima, pois vai ajudar a ocupar o tempo ocioso da garotada com leitura de qualidade”, comenta.

Na opinião da gerente regional de Educação da 10ª ADR, Dirley Aparecida Antunes Heller, a escola está de parabéns pela iniciativa, pois o trabalho em grupo pode ser um facilitador em tornar a leitura um hábito. “Seja para estudar, manter-se informado ou prazer, o exercício da leitura é fundamental no desenvolvimento intelectual dos alunos”, disse.

Alunos ressaltam benefícios da leitura

Para o aluno do 2º ano do Ensino Médio e integrante do Grêmio Estudantil da escola, Rudyer Eduardo Padilha, a leitura traz benefícios para a vida. “A leitura me ajuda a entender melhor as matérias de aula, na escrita, na oratória, no entendimento do mundo em geral. A importância dos livros é uma coisa que ouvimos desde pequeno e que aos poucos vamos entendendo que é verdade”, resume.

Já a aluna Natasha Cardoso acredita que os jovens deveriam dividir melhor seu tempo para ler mais. “Eu também gosto das redes sociais e do bate papo no celular, mas ler um bom livro é algo que me emociona, que mexe com a imaginação, com a criatividade e ajuda a ter argumento para discutir sobre vários assuntos”, conclui a estudante.

Informações adicionais para a imprensa:
Murilo Rosso
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Caçador
E-mail: comunicacao@cdr.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3561-5905 / 99173-3024
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcacador

Escola Dom Orlando Dotti
Foto Murilo Roso / ADR Caçador

A escola estadual Dom Orlando Dotti, em Caçador, teve bons resultados na Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA). Os números preliminares, referentes a 2016, foram divulgados no dia 22 de maio, e a escola os apresentou no último dia 3 de junho, em evento cultural que reuniu centenas de pais e alunos.

De acordo com a coordenadora pedagógica Michiko Okuyama, a avaliação indica o nível e aprendizagem dos alunos do 3º ano do ensino fundamental nas duas categorias (leitura/escrita e matemática). O desempenho é indicado por níveis de vão de 1 a 4.

Os resultados da escola Dom Orlando Dotti apontam melhoras nas duas categorias em relação a 2014. Em português, por exemplo, 84,21% dos alunos, ou seja, 64 dos 76 que realizaram o teste, conseguiram nível 3 ou 4. Em contra partida o número de estudantes com nível 1 e 2 diminuiu.

O destaque maior foi na matemática que registrou 85,91% para os níveis 3 a 4, sendo 59% com o nível máximo. Isso significa que 42 dos 71 alunos participantes atingiram todas as habilidades desejáveis na disciplina.

Noite cultura abrilhantou apresentação dos resultados

Organizado pelas professoras Zuleide Wartha Nora e Beatriz Machado, com a participação da segunda professora Ana Paula Antunes da Costa Feix, o espetáculo “Era uma Vez” deu um brilho a mais para o momento da divulgação dos resultados. O objetivo foi reviver as histórias infantis para desenvolver habilidade de interpretação, oratória e escrita. 

Escola Dom Orlando Dotti

“O evento foi excelente, pois enalteceu a qualidade dos nossos alunos dentro e fora da sala de aula. Centenas de pais comemoraram junto conosco os resultados da avaliação, e se encantaram com a naturalidade ea espontaneidade de seus filhos nas apresentações. A comunidade da escola Dotti parabeniza os alunos e, em especial, as professoras Zuleide, Beatriz e Ana Paula, que com experiência pedagógica incontestável, têm desenvolvido atividades inovadoras e lúdicas de acordo com as orientações do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) - e da 10ª Gerência Regional de Educação”, finaliza Michiko.

Informações adicionais para a imprensa:
Murilo Rosso
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Caçador
E-mail: comunicacao@cdr.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3561-5905 / 99173-3024
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcacador

 

Caçador - Assinado contrato para recuperação das rodovias da ADR
Foto Murilo Roso/ADR Caçador

O secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Caçador, Imar Rocha, assinou nesta quinta-feira, 8, contrato com a empresa Orildo Giardini ME, de Catanduvas, para serviço de recuperação das rodovias da região. O valor é de R$ 270 mil e corresponde a mil toneladas de massa asfáltica para uma operação tapa buracos.

De acordo com o secretário executivo, a aplicação do recurso é importante para dar mais segurança aos motoristas que utilizam as rodovias. “A empresa é a mesma que contratamos no ano passado e fez um bom trabalho. Esperamos com esse novo contrato conseguir manter as estradas em condições de trafegabilidade, ainda mais agora que choveu e a recuperação é ainda mais necessária”, diz Imar.

Os trabalhos devem iniciar nos próximos dias assim que o tempo melhorar. O contrato é válido até dezembro e pode receber 25% de aditivo caso necessário. Na próxima semana a ADR assina outro contrato, no valor de R$ 58 mil para roçadas nas margens das rodovias.

Informações adicionais para a imprensa:
Murilo Rosso
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Caçador
E-mail: comunicacao@cdr.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3561-5905 / 99173-3024
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcacador