Foto: Maurício Vieira/Secom

Depois de seis dias de trabalho intenso nas buscas aos desaparecidos pela tragédia em Brumadinho, MG, militares do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina retornaram e foram recepcionados pelo governador Carlos Moisés e pela vice Daniela Reinehr, na tarde desta sexta-feira, 8, na Casa d’Agronômica. Uma nova equipe catarinense foi enviada à cidade mineira para dar continuidade ao trabalho de cooperação.

Quatro cães auxiliaram os bombeiros em Brumadinho: Hunter, Chewbacca, Iron e Bravo. Eles receberam, do governador, uma coleira personalizada com o nome de cada um ao lado do brasão de Santa Catarina. Moisés parabenizou o empenho dos militares e elogiou o treinamento feito dia a dia pelo Corpo de Bombeiros. 

“A gente não quer que ocorram desastres, mas infelizmente eles acontecem e o Corpo de Bombeiros precisa dar uma resposta. Todos estão de parabéns pelo excelente trabalho, que é resultado de uma intensa preparação”, declarou o governador. O comandante-geral do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, coronel Edupércio Pratts, participou da recepção.

O tenente-coronel Walter Parizotto, comandante do Corpo de Bombeiros de Xanxerê, detalhou ao governador e à vice os treinamentos realizados no Centro de Referência em Desastres Urbanos, na cidade do Oeste. “Temos aqui estes cães ‘made in Santa Catarina’ que são referência no Brasil e na América Latina”, mencionou. Segundo ele, é comum que bombeiros de outros estados solicitem participação nos cursos promovidos no estado para atuação em desastres.

Dois anos de treinamento com cães

Durante os trabalhos de busca em Brumadinho, os cães catarinenses localizaram nove corpos inteiros, além de diversas partes que aguardam identificação. Os animais têm entre três e quatro anos de idade, e precisaram passar por pelo menos dois anos de treinamento para atuar em situações como em Minas.

Eles vivem nas residências dos militares com os quais formam “binômios”, para que os bombeiros e os cães tenham profundo conhecimento um do outro, fator fundamental para o sucesso das operações. Hunter, Chewbacca, Iron e Bravo vivem em Curitibanos, Canoinhas, Xanxerê e Blumenau, respectivamente.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Foto Krislei Oechsler/ SEA

Nesta semana, os gestores da secretaria da Administração, secretário Jorge Eduardo Tasca e o secretário adjunto Luiz Antonio Dacol, receberam os últimos carrinhos lotados com notas de empenho e processos de compra para assinaturas. A imagem é emblemática, pois marca a despedida dos gestores desse tipo de procedimento. Aos poucos, o Governo sem Papel vai ganhando espaço na demais secretarias do Estado. Até abril, a ideia é não ter mais papel tramitando no Executivo estadual.

Dacol explica que levou mais de três horas para assinar e analisar todos os processos. ''Esses documentos ainda foram tramitados fisicamente na secretaria. Antes de assinar fisicamente cada um, é preciso entrar no sistema, conferir a certificação de cada nota ou contrato que gerou aquela compra em lugares diferentes, seja em sites ou programas que exigem novos logins e senhas.

Se a tramitação fosse digital, no mesmo documento, já constam todas as informações. Em cerca de 15 minutos nós ja conseguiríamos dar andamento à mesma quantidade de processos,“ disse.

Aos poucos todos setores da Secretaria da Administração também começam a dar adeus aos documentos impressos. Tudo está sendo arquivado em caixas e será encaminhado ao arquivo para que sejam resgatados em caso de necessidade.

Em janeiro, a secretaria de Administração já iniciou os treinamentos dos servidores de todos os órgãos para que possam passar a utilizar o Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos- SGPE, apenas nas modalidades digitais. Com as economias geradas em emissão de papel, impressão e transporte de documentos entre as secretarias, os valores anuais chegarão a R$29 milhões. ''Isso sem falar nos benefícios ao meio ambiente e na facilidade dos serviços aos servidores,'' destaca o secretário Tasca.

Imagem marca a despedida dos gestores desse tipo de procedimento. 

 

Foto: Peterson Paul/Secom

A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) passa a contar com um nova diretoria executiva. Com a presença do governador Carlos Moisés Silva, foram empossados a presidente Edilene Steinwandter, o diretor de pesquisa Vagner Miranda Portes, o diretor de extensão rural e pesqueira Humberto Bicca Neto e o diretor administrativo financeiro Giovani Canola. Eles se unem ao diretor institucional da Epagri, Ivan Bacic, eleito pelos funcionários em pleito realizado em 2018.

Durante a cerimônia, Moisés declarou sua certeza na competência de Edilene para presidir a Epagri com base na premissa de que ela foi indicada por critérios técnicos. A nova presidente é funcionária da Epagri há 17 anos, já tendo ocupado os cargos de gerente regional e estadual. “A vivência da Edilene lhe dá envergadura para estar à frente da empresa”, descreveu o governador.

Em seu discurso, a presidente destacou que sua gestão vai ser pautada na construção coletiva, considerando a experiência dos profissionais da Epagri. Ela disse, ainda, que compôs sua equipe de diretoria com base na ética e na pró-atividade de cada um dos indicados.Todos os diretores são funcionários de carreira da empresa.

O evento, nesta sexta-feira, 08, em Florianópolis, teve ainda a participação dos secretários da Agricultura e da Pesca, Ricardo de Gouvêa, e da Casa Civil, Douglas Borba, entre outras autoridades.

Gouvêa manifestou sua intenção em trabalhar cada vez mais próximo das empresas que compõem a estrutura da pasta: Epagri, Cidasc e Ceasa. Ele disse que vai investir na otimização de recursos estruturais, técnicos e humanos para entregar resultados cada vez mais positivos para a agricultura e a sociedade catarinense.

A cerimônia de posse serviu para apresentar a nova diretora à sociedade e ao corpo funcional da Epagri. O ato foi transmitido para todas as unidades da empresa por videoconferência.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação da Epagri
Gisele Dias
Fone: (48) 3665-5147 / (48) 99989-2992
E-mail: giseledias@epagri.sc.gov.br
Cinthia Andruchak
Fone: (48) 3665-5344
E-mail: cinthiafreitas@epagri.sc.gov.br
Isabela Schwengber
Fone: (48) 3665-5407
E-mail: isabelas@epagri.sc.gov.br
Site: www.epagri.sc.gov.br

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) ainda tem vagas para o curso de extensão de um ano que oferece formação complementar em Administração para pessoas com mais de 45. O curso é oferecido pelo programa Esag Sênior, do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), no campus da Udesc no bairro Itacorubi, em Florianópolis.

Foto: Mauricio Vieira/Secom

O helicóptero, que até esta semana era de uso exclusivo do governador de Santa Catarina, foi utilizado na manhã desta sexta-feira, 8, para transportar um coração de Brusque a Blumenau, onde um paciente aguardava um transplante. A ação foi o primeiro resultado prático do convênio assinado na última quarta-feira, 6, que permitiu o uso da aeronave para transporte de órgãos e tecidos.

Para o secretário de Estado da Saúde, Helton de Souza Zeferino, a ação desta sexta-feira, demonstra a seriedade do Governo do Estado, a preocupação com o cidadão e, principalmente, o bom uso dos recursos públicos em prol de todos os catarinenses. 

“Podemos dizer que já salvamos uma vida com esta decisão”, reconheceu o coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade. Além do coração, na manhã desta sexta-feira também foi transportado para Florianópolis o material genético do doador, para avaliar a possibilidade de doação de pâncreas e rins. “A agilidade e presteza no transporte são fatores essenciais para o sucesso dos transplantes. Só temos que agradecer ao governador Moisés pela decisão de compartilhar o helicóptero”, disse Andrade.

A medida foi determinada pelo governador Carlos Moisés para melhor aproveitamento do contrato de aluguel da aeronave, que prevê no mínimo 25 horas de voo por mês. Moisés não vem utilizando a aeronave e decidiu deixá-la à disposição para ajudar a salvar vidas. Agora, o transporte de órgãos ou tecidos passa a ter prioridade no uso do helicóptero.

A sugestão partiu da Casa Militar, responsável por acionar a aeronave sempre que a Secretaria de Estado de Saúde, por meio da SC Transplantes, solicitar um transporte de órgão ou tecido. A assinatura do convênio teve a participação dos secretários Douglas Borba (Casa Civil), Helton Zeferino (Saúde), João Carlos Neves Júnior (Casa Militar) e do major bombeiro George de Vargas Ferreira, coordenador de transporte aéreo da Casa Militar.

Em Santa Catarina, seis hospitais realizam o procedimento, em Blumenau, Joinville, Florianópolis, Chapecó, Jaraguá do Sul e Itajaí. O Hospital São José, em Criciúma, foi habilitado em janeiro deste ano para a realização de transplantes.

>>> Helicóptero que atende governador fará transporte de órgãos em Santa Catarina

Mais informações para a imprensa:
Fabrício Escandiuzzi
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99913-0316
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br


Foto: Luiz Schmitt/Divulgação

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) abriu nesta semana o período para candidatos do Vestibular de Inverno 2019 pedirem isenção da taxa de inscrição. O prazo irá até 6 de março pelo critério socioeconômico e até 26 de março para doadores de sangue e/ou medula. Veja os editais e os formulários de solicitação.

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Depois de uns dias de temperaturas mais amenas, a previsão do tempo aponta para a volta do calor. O final de semana em Santa Catarina deve ser marcado por sol, calor intenso e pancadas de chuva em algumas regiões, conforme a previsão da Epagri/Ciram. A temperatura pode chegar aos 33°C.

Para o sábado, a previsão indica sol e calor no Oeste, Meio-Oeste, Vale do Itajaí e Planalto Norte. Nas demais regiões, pancadas de chuva de forma mais isolada. O vento sopra de nordeste a noroeste, fraco a moderado.

No domingo, segue com sol e calor, com pancadas de chuva e trovoadas entre a tarde e à noite devido aproximação de uma frente fria. Há risco de temporal localizado. O dia será marcado por forte calor. O vento soprará de nordeste a noroeste, fraco a moderado com rajadas.

Para receber alertas da Defesa Civil no seu celular, envie o CEP por mensagem SMS para o número 40199.

Acompanhe a atualização dos avisos meteorológicos diários e de curto prazo (de 1 até 3 h de antecedência), na página da EpagriDefesa Civil e nas redes sociais.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, telefone de emergência 199, Corpo de Bombeiros 193 ou Polícia Militar 190.

Mais informações:
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5006

Foto: Divulgação/Fapesc

Formar parcerias científicas entre pesquisadores de instituições do Reino Unido e pesquisadores brasileiros  sediados no território catarinense  é o objetivo principal da chamada pública lançada hoje (7 de fevereiro) pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). A chamada também estipula critérios e diretrizes complementares ao edital UK Academies 2018, realizado em conjunto com a Sociedade Real (The Royal Society), Academia de Ciências Médicas (The Academy of Medical Sciences) e Academia Britânica  (British Academy) e Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa, do qual faz parte a FAPESC.

São elegíveis projetos cuja equipe inclua pesquisadores britânicos das áreas de ciências naturais, engenharia, ciências médicas, ciências sociais e humanidades. Os  visitantes  devem ser doutores há pelo menos dois anos e no máximo sete anos (Young Researchers) ou acima de sete anos (Senior Researchers).  Três projetos  na modalidade Research Mobility Grants  (missões de até 15 dias) serão fomentados  pela FAPESC, com até R$ 15 mil, totalizando R$  45 mil para a chamada Nº 02/2019. VEJA O EDITAL

O coordenador de cada projeto deverá submetê-lo até o dia 25 de março de 2019 na Plataforma FAPESC de CTI, disponível em www.fapesc.sc.gov.br.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail internacional@fapesc.sc.gov.br.

Informações adicionais para a imprensa:
Coordenadoria de Comunicação
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do estado de Santa Catarina – FAPESC
Telefone: (48) 3665-4812
Site: www.fapesc.sc.gov.br

 

Foto: Márcio H. Martins/FCC

Para encerrar em grande estilo a mostra Escolhidos pela Capa, em cartaz no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), será realizada uma festa na quinta-feira, 14, a partir das 20h. Os DJs convidados a fazer a curadoria da exposição - Marcelo Pimenta, Grazi Meyer, Jean Mafra, Felipe Martins e Gustavo Monteiro - vão marcar presença em mais uma edição do projeto Discotecando no MIS.

Na produção da mostra Escolhidos pela Capa, os curadores selecionaram o material entre os cerca de cinco mil discos de vinil do acervo do museu. Cada DJ/curador apresenta, assim, um painel com 84 capas dividido em sete eixos temáticos de seleção, independentes ou não do conteúdo musical dos álbuns. A exposição termina no domingo, 17 de fevereiro.

As capas

A produção dos primeiros discos, em goma-laca 78 RPM (rotações por minuto), era feita como qualquer outro produto e suas capas tinham a função básica de identificar o nome do artista e servir como embalagem/proteção para o material, extremamente frágil à época. No fim da década de 1930, o designer nova iorquino Alex Steinweiss, da gravadora Columbia Records, refletiu sobre algo que hoje nos parece óbvio: a embalagem é uma ótima maneira de encantar o consumidor.

Ao longo do tempo, as capas tornaram-se tão importantes quanto o disco em si, atingindo seu auge nos anos 1960 e 1970, quando artistas consagrados passaram a ser contratados para criar artes exclusivas e inovadoras para os discos. Hoje, mesmo na era digital, as capas já estão de tal maneira presentes no nosso imaginário que até os novos formatos com arquivos e aplicativos, que facilitam o acesso à música, ainda destinam um espaço a elas, ao mesmo tempo em que vemos ressurgir lançamentos de álbuns atuais em LP.

SERVIÇO:

O que: Discotecando no MIS
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - localizado no CIC, na Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis 
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Entrada: gratuita

-------------------------
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)  
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Foto: Divulgação/SED

A Secretaria de Estado da Educação está com inscrições abertas para o Programa de Bolsas Universitárias de Santa Catarina (UNIEDU) até 18 de março. São mais de 70 instituições de ensino superior comunitárias e privadas cadastradas que selecionarão estudantes para bolsas de 25 a 100% do valor da mensalidade por meio do Artigo 170 e 171. Interessados devem realizar cadastro pelo site