Foto de arquivo /  Secom

Na próxima terça-feira, 12, a partir das 17h, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgará a primeira chamada do Vestibular de Verão 2018 para 49 cursos presenciais de graduação, com o total de 1.273 candidatos aprovados.

As listas serão publicadas em www.vestibular.udesc.br e na Coordenadoria de Vestibulares e Concursos (Covest), em Florianópolis. Na internet, os candidatos também poderão consultar seu desempenho nas provas.



O programa Com a Palavra, o Governador desta sexta-feira, 8, traz o comentário de Raimundo Colombo sobre o cronograma de pagamentos do funcionalismo público, a formatura de quase um mil policiais militares e sobre o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd), desenvolvido pela PM há quase 20 anos com jovens e adolescentes das escolas públicas e privadas de Santa Catarina.

Fórum RI 27
Fotos: Rafael Paulo/SAI

Os entes federados brasileiros, membros do Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Relações Internacionais (Fórum RI 27), definiram as sugestões a serem encaminhadas à Agência Brasileira de Cooperação (ABC) para o decreto que irá orientar as cooperações técnicas descentralizadas internacionais no país. As sugestões ao texto vinham sendo debatidas no Fórum desde o último encontro, em Belo Horizonte, e agora definidas na quinta reunião, no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, 8.

Entre as sugestões dos estados está a possibilidade de transferência de recursos da ABC para os entes federados e características da atuação do Focid, grupo de gestores de cooperação internacional descentralizada que a ABC deve criar a partir do decreto.

“Buscamos um cenário em que os estados brasileiros tenham condições de ampliar o leque de cooperações no âmbito internacional trabalhando em harmonia com a ABC e seu corpo técnico”, explicou o presidente do Fórum RI 27 e secretário de Assuntos Internacionais de Santa Catarina, Carlos Adauto Virmond.

Palácio do Itamaraty

O segundo dia da quinta reunião do Fórum RI 27 ocorreu no Palácio do Itamaraty no centro do Rio de Janeiro. O prédio, cuja construção foi concluída em 1854, foi sede do governo federal nos primeiros anos da República. A partir de 1899, se transformou na casa da diplomacia brasileira até transferência do Ministério das Relações Exteriores para Brasília em 1970. O palácio é tão emblemático na história da diplomacia do país que seu nome batiza o edifício congênere na Capital federal.

Fórum RI 27

Os participantes da reunião conheceram as instalações do edifício histórico em arquitetura neoclássica. Foi nele, por exemplo, que o Barão do Rio Branco garantiu, após litígio contra a Argentina, partes dos territórios de Santa Catarina e Paraná na Questão de Palmas, e a aquisição do território do estado do Acre da Bolívia. Hoje o Palácio abriga o Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores no Rio de Janeiro (Ererio), o Museu Histórico e Diplomático, o Arquivo Histórico, a Biblioteca Histórica e a Mapoteca Histórica do Itamaraty, ademais do Centro de História e Documentação Diplomática.

O chefe do Ererio, embaixador Eduardo Prisco Paraíso Ramos recebeu os membros do Fórum e fez uma palestra sobre a história da diplomacia do Brasil durante a reunião. “Para nós, é importante que vocês nos vejam como parceiros”, disse o diplomata ao comentar a relações do Ministério das Relações Exteriores (MRE) com os entes federados. O secretário e presidente do Fórum RI 27, Carlos Adauto Virmond, concorda com a posição do embaixador. “Os estados buscam parcerias construtivas com o MRE”, completou.

Ensino de idiomas

Esta reunião teve organização da Subsecretaria de Relações Internacionais do Estado do Rio de Janeiro, em conjunto com o Fórum RI 27. A pauta do último dia contou com a apresentação do programa Dupla Escola, pelo qual escolas públicas estaduais adotam, no ensino de tempo integral, educação com base no currículo nacional comum, mas ensinam algum ofício específico ou estudos bilíngues a partir de uma cooperação técnica internacional bilateral direta entre o Estado do Rio de Janeiro e os parceiros internacionais de ensino de idioma no modelo de educação integral pública fluminense.

Segundo o assessor-chefe de Planejamento e Gestão, da Secretaria de Educação do Rio de Janeiro, Adriano Giglio, 1,3 mil jovens já passaram pelo projeto do ensino médio vocacional intercultural bilíngue, que oferece 12 horas semanais de núcleo linguístico. A iniciativa tem firmadas cooperações técnicas com entidades públicas e privadas, e representações consulares dos EUA, Espanha, França, China e Turquia; projetos pilotos com o Catar, Coreia do Sul, Itália e Japão; e prospecta parcerias na Alemanha e Reino Unido.

Entre as atividades, além do ensino de idiomas, estão o ensino de outras disciplinas em conjunto com escolas dos outros países, atividades entre os alunos dos dois lados, intercâmbio alunos e professores, recepção de visitantes estrangeiros e a definição de escolas-irmãs.

Mais informações para a imprensa:
Rafael Paulo
Assessoria de comunicação
Secretaria Executiva de Assuntos Internacionais
Email: rafael@sai.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2214 / 99952-4504


Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, inauguraram na tarde desta sexta-feira, 8, a reforma e a ampliação do Hospital e Maternidade Maria Auxiliadora em Presidente Getúlio. A obra, que recebeu mais de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado nos últimos anos, foi executada em quatro etapas e beneficiou diferentes setores.

O hospital é administrado pela Congregação das irmãs Franciscanas de São José e completa 80 anos de fundação. Essa é a primeira reforma significativa da unidade onde foram reestruturados os setores como pronto atendimento, administrativo, de nutrição e refeitório. Foi construído ainda um Centro de Diagnóstico por Imagem. Os convênios para a obra foram assinados em 2012, 2013, 2015 e 2016 quando a unidade recebeu a maior quantia, cerca de R$ 3 milhões.

Em Presidente Getúlio, Colombo acompanhou uma missa comemorativa e depois fez uma visita pelas alas reformadas da unidade. Em seu discurso ele afirmou que apesar de todas as dificuldades financeiras Santa Catarina tem conseguido vencer desafios, principalmente na saúde. “Ficamos muito felizes de ver esse avanço na saúde e essa qualidade no atendimento  que é nosso maior objetivo. Também temos que agradecer a parceria com as irmãs e a todos que ajudaram. Aqui temos um belo exemplo da comunidade que se engaja para ajudar o hospital.”

Com investimento de R$ 4,8 milhões do Governo do Estado, Colombo inaugura reforma do hospital em Presidente Getúlio

Já o secretário da Saúde lembrou o esforço das irmãs ao longo dos anos e destacou que a missão do governo é cuidar das pessoas. “Essa é a nossa prioridade e temos feito o possível para isso. Recentemente conseguimos abrir a UTI de Ibirama que também é tão importante para a região e a partir de janeiro teremos a oncologia no Hospital Regional de Rio do Sul, investimentos significativos que vão fazer a saúde avançar ainda mais.”

O secretário executivo da ADR de Ibirama, Jamir Marcelo Schmidt, parabenizou o trabalho que as irmãs franciscanas realizam no hospital e falou sobre a importância da reforma para toda a população. “Sabemos o quanto é difícil passar por problemas de saúde e mais difícil ainda é ter que se deslocar para outra cidade para receber tratamento, ficar longe de casa e da família. Por isso nada mais justo do que investir nesse hospital que é referência, para que a comunidade possa se tratar aqui, onde recebem um excelente atendimento”.

A diretora do HMMA, irmã Aurélia Pauli, falou da união das irmãs que se colocam voluntariamente a serviço dos mais fragilizados e agradeceu ainda a toda a equipe médica e demais colaboradores que não medem esforços para prestar um serviço humanizado e de qualidades. Ela também ressaltou e agradeceu as autoridades que entenderam a importância da obra e liberaram recursos e a toda comunidade que ajuda o hospital com benfeitorias. “Com isso conseguimos manter esse serviço tão importante que completa 80 anos salvando vidas”, ressaltou.

Mais informações para a imprensa:
Helena Marquardt
Assessoria de comunicação 
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.adr.sc.gov.br
Site: sc.gov.br/regionais/ibirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama


Foto: Cleiton C. Ferrasso/Ascom Defesa Civil

Santa Catarina participou da mobilização nacional contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, proposta pelo Ministério da Saúde para esta sexta-feira, 8, em todo o país. Comandada pela Sala Estadual para o Combate ao Aedes aegypti, foi feita uma videoconferência com as Gerências Regionais de Saúde, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), em Florianópolis.

“Estamos aqui para buscar o comprometimento do Poder Público, das prefeituras, das secretarias municipais de saúde, dos gerentes regionais de saúde e dos agentes de endemias para combatermos o mosquito Aedes aegypti em nosso estado, pois este ano tivemos um aumento expressivo no número de focos. Acredito que, a partir desta videoconferência, todos irão triplicar as ações para evitar que essas doenças graves ocorram em Santa Catarina”, disse o secretário adjunto de Estado da Saúde, Murillo Ronald Capella, na abertura do evento. Até o dia 25 de novembro, foram identificados 10.361 focos de Aedes aegypti em Santa Catarina, número 57% maior ao registrado no mesmo período do ano passado.

O secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, reforçou o apoio da equipe da Defesa Civil nesse combate. “Temos um batalhão de agentes pelo Estado e nossa preocupação é tornar efetivo esse trabalho de campo para reduzirmos o impacto na nossa sociedade”, enfatizou. 

Também participaram do encontro o chefe da divisão de Gestão Estadual do Ministério da Saúde, Rogério Mendes Ribeiro, o superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Fábio Gaudenzi, o diretor de Vigilância Epidemiológica da SES, Eduardo Macário, o coordenador da Sala Estadual para o Combate ao Aedes aegypti/SC, João Fuck, e os coordenadores do Programa de Controle da Dengue dos municípios de Florianópolis e São José. “É importante que fique bem claro que, sem mosquito, não teremos as doenças transmitidas por ele. Então, o foco das ações deve ser o controle do vetor”, frisou Fábio Gaudenzi.

Na videoconferência, as Gerências Regionais de Saúde participantes estiveram conectadas em tempo real. Esta foi a primeira transmissão realizada pelo Cigerd, que deverá ser oficialmente inaugurado no primeiro trimestre de 2018, marcando o início de uma nova política de gestão de riscos em território catarinense. “Todas as interfaces do governo estarão reunidas nesta estrutura, acelerando os atendimentos. Ao diminuir o tempo de resposta, evitamos que uma crise se transforme num desastre e que um desastre se transforme em catástrofe”, enfatizou o secretário Moratelli.

Índice de Infestação

Durante a videoconferência foram apresentados os resultados do Levantamento de Índice Rápido para Aedes aegypti (LIRAa) realizado por 58 dos 61 municípios considerados infestados pelo mosquito em novembro. “Destes, 34 estão em situação de alerta, com índices de infestação entre 1 e 3,9; 23 apresentam situação satisfatória, com índices abaixo de 1; e um município está em situação de risco – São Domingos – que apresentou índice de infestação acima de 3,9”, explicou João Fuck, coordenador da Sala Estadual para o combate ao Aedes aegypti/SC. O LIRAa prevê a vistoria de uma amostra de 20% do total de imóveis existentes no município e calcula o índice de infestação para cada 100 imóveis inspecionados. Até o momento, os municípios de Florianópolis, Nova Itaberaba e Joinville ainda não concluíram o LIRAa.

De acordo com o levantamento, dos 40.653 depósitos que continham água parada inspecionados, ou seja, todos potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti, a maioria era lixo ou sucata (15.003) e depósitos móveis, como balde, prato de planta, bebedouro de animais e reservatório de geladeira (12.139). Recipientes fixos, como calhas, piscinas e ralos, totalizaram 7.045.

Importante instrumento para direcionar as ações de controle do mosquito, o LIRAa é realizado anualmente de abril e de novembro, por orientação da Estratégia Operacional para Prevenção e Controle da Dengue, Febre de Chikungunya e do Zika Vírus no estado de Santa Catarina. No LIRAa de abril, foram inspecionados 43.814 depósitos que continham água parada em 55 municípios. “Com base nestas informações, o gestor municipal e suas equipes têm um diagnóstico da situação entomológica local, permitindo melhor condução das ações de combate ao Aedes aegypti durante o verão, época de maior proliferação do mosquito e de transmissão das doenças”, frisou Eduardo Macário, diretor da DIVE.

Clique aqui e confira a apresentação, com os resultados do LIRAa, na íntegra.

Informações adicionais para a imprensa:
Letícia Wilson e Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br

No próximo domingo, 10, o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, acompanhará as atividades do Mutirão das Cirurgias de Catarata 2017, no Hospital Maicé, em Caçador. A previsão é que mil procedimentos sejam realizados entre os dias 9 e 14 de dezembro.

A campanha ocorre em todas as unidades de saúde do Estado que aderiram ao mutirão, no período entre novembro/2017 e fevereiro/2018. Serão investidos mais de R$ 9 milhões na realização de aproximadamente 8.500 cirurgias. Os municípios de São Lourenço do Oeste e Iporã do Oeste já concluíram a ação.

“Todos os nossos esforços estão voltados para zerar as filas e assim melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. É muito gratificante e recompensador realizar esse tipo de ação”, ressalta Caropreso.

Estão aptos a fazer o procedimento os pacientes que tem a indicação cirúrgica e constam na lista de espera de seus municípios. A cirurgia é realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o paciente terá direito a  consulta pré-operatória, exames, cirurgia e colírios.

No Alto Vale do Rio do Peixe, além de Caçador, o Hospital de Fraiburgo também participará do mutirão nos dias 11 e 12 de janeiro.

Confira abaixo as unidades que ainda realizarão as cirurgias: 

Hospital e Maternidade Rio do Testo - Pomerode

Hospital OASE - Timbó

Hospital Dom Joaquim - Brusque

Hospital Azambuja - Brusque

Hospital de Olhos - Blumenau

Hospital São Luiz - Campo Alegre

Hospital Penha - Penha

Hospital São Donato - Içara

Hospital Nossa Senhora de Fátima – Praia Grande

Hospital Bethesda – Joinville

Hospital São Francisco de Assis – Santo Amaro da Imperatriz

Hospital Chiquinha Gallotti - Tijucas

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 


Foto: Homero Buzzi /  ADR

O governador Raimundo Colombo visitou o município de Braço do Trombudo nesta sexta-feira, 8, quando foi recebido pelo prefeito Ildo Melmestet, pelo vice-prefeito Vilberto Shovinder, por secretário municipais na Prefeitura Municipal de Braço do Trombudo.

O governador destacou os investimentos do Estado na região e disse que a visita é uma maneira de ouvir demandas do município. “Tenho uma meta de visitar todos os 295 municípios catarinenses até o fim do ano. A ideia é entender a realidade do município e ver de que forma o Estado pode auxiliar”, explicou Colombo que ainda ouviu pleitos do prefeito e vice. 

O prefeito agradeceu ao empenho do governador em obter recursos do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam), para Braço do Trombudo, e pelo apoio dado através da Defesa Civil do Estado, com os kits de transposição, além da ajuda na manutenção de estradas vicinais.

Falando com o governador, o produtor leiteiro Guido Vermoehlen elogiou os programas Revitalizar e Juro Zero, que incentivam produtores a investir e a crescer, de modo que possam apostar na atividade e continuar produzindo, evitando o êxodo rural e fortalecendo as regiões agrícolas de Santa Catarina. 

Informações adicionais para a imprensa:
Homero Buzzi
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Rio do Sul
E-mail: imprensa@rsl.adr.sc.gov.br
Telefones: (47) 3526-3014 / 99905-6336 
sc.gov.br/regionais/riodosul

 

 

  

 


Foto de arquivo: Julio Cavalheiro /  Secom

O primeiro relatório de monitoramento da qualidade das praias da temporada de verão 2017/2018, divulgado nesta sexta-feira, 8, pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma), mostra que 78,6% dos 215 pontos analisados estão próprios para banho. As coletas foram realizados de 4 a 8 de dezembro em 114 praias de 27 municípios do Estado. O relatório completo está no site da Fatma ou pode ser conferido no aplicativo Praias SC, disponível para android. 

Na Capital, 74,7% (56) dos locais podem ser aproveitados pelos banhistas. No restante do Litoral, 80,7% (169) estão próprios para banho. “A partir de agora, as coletas, análises e divulgação da qualidade das praias de Santa Catarina passam a ser semanais. Este é um programa de saúde pública realizado pela Fatma há 40 anos, feito conforme as normas do Conselho Nacional do Meio Ambiente, o Conama, por técnicos efetivos capacitados e com mais de três décadas de experiência”, explica o presidente da Fundação, Alexandre Waltrick Rates. 

Como a balneabilidade é feita 

Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, encontrada em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. “Começamos a colher as amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, explica o técnico do laboratório da Fatma, Marlon Daniel da Silva. Além da estrutura da Fundação, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises.   

Os pontos analisados são nos municípios Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Piçarras, Porto Belo e São José. 

Mais informações:
Fundação do Meio Ambiente (Fatma)
Claudia De Conto / Anne Caroline Anderson
Comunicacao@fatma.sc.gov.br
(48) 3665.4177 / 99172.8277


Foto: Julio Cavalheiro /  Secom

O governador Raimundo Colombo aproveitou a agenda em Ituporanga nesta sexta, 8, para prestar uma homenagem à EEF Mont’Alverne, que venceu o Prêmio Gestão Escolar 2017, superando mais de 4 mil concorrentes de todo o país.  O governador visitou a escola e também encontrou a diretora Viviane Rosa Bennert em solenidade realizada na Câmara dos Vereadores de Ituporanga. “Queremos parabenizar todos os envolvidos pelo trabalho realizado que acaba de ter reconhecimento nacional, o que nos deixa muito felizes e motivados”, afirmou Colombo. 


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

A prefeitura de Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí, vai receber R$ 4 milhões para a compra de veículos, equipamentos, obras em escolas e creches e pavimentação de ruas. O recurso está garantido pelo programa Badesc Cidades, do Governo do Estado. O contrato foi assinado nesta sexta-feira, 8, em ato na cidade com a presença do governador Raimundo Colombo, do vice-presidente da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), Justiniano Pedroso, e do prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas.