Começa no próximo sábado, 9, a programação do Estação Cultural, projeto itinerante da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) que levará oficinas e apresentações artísticas a até 50 cidades de Santa Catarina. Na primeira etapa, os municípios de Ituporanga, Quilombo, São Lourenço do Oeste e Lages vão receber os espetáculos que terão entrada gratuita.

Cada cidade terá uma apresentação artística, como teatro, música e circo e ocorrerá em praças e teatros. A FCC se encarrega da seleção dos projetos e contratação das atrações, tendo os municípios como parceiros na divulgação das ações e disponibilização de espaços, datas e horários para as apresentações. Das cinco ações iniciais, três se concentrarão no sábado, 9, e domingo, 10, ficando para Lages, no dia 16, o encerramento da primeira etapa.

Para a seleção das atrações, foram levadas em consideração aquelas com melhor classificação no edital promovido pela FCC, também, a disponibilidade dos municípios em receber as atividades. Os demais projetos que foram selecionados serão incluídos em agenda, que tem execução prevista para 2018. ”O Estação é um projeto de circulação, integração e de estímulo à produção cultural catarinense. São mais de 150 projetos selecionados, mobilizando todas as regiões catarinenses, levando as mais variadas formas de expressão artísticas e também de conhecimento, por meio de oficinas. O que o projeto busca é a valorização do nosso artista, da sua produção e também a formação de público no Estado”, explica o presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz.

O projeto da Fundação Catarinense de Cultura ocorrerá em até 50 municípios de Santa Catarina. A iniciativa é embrião de uma política pública que visa à democratização do acesso às atividades culturais, com atrações de abrangência estadual. 

Inicialmente programado para ser executado em outubro deste ano, o Estação Cultural sofreu alterações em seu cronograma orçamentário, de seleção e qualificação dos projetos, culminando com o lançamento em dezembro de 2017 e realização ao longo de 2018. “Em virtude dessas alterações, trabalhamos com a construção de um novo calendário que concilie a disponibilidade de agenda de artistas, oficineiros e dos municípios a serem atendidos”, adianta o presidente da FCC.

O piloto do projeto, intitulado Verão Cultural, ocorreu no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis, em janeiro e fevereiro de 2017. O projeto atingiu um público de aproximadamente 21 mil pessoas.

Programação Estação Cultural 2017

Cidade: Ituporanga
Data: 09/12/2017
Horário: Das 9h às 12h
Local: Praça Frei Gabriel - Centro
Atração: “Coisas que fazem o coração correr mais rápido”. Nesta intervenção artística, a atriz Paula Bittencourt oportuniza aos participantes – de forma confidencial – recordações importantes de suas vidas. Durante a performance, a atriz fica caracterizada com a personagem “Velha”, permanecendo por três horas dentro da casinha, onde o público é convidado a entrar, de forma individual, em seu mundo e compartilhar de um universo lúdico, sendo a única coisa que importa é dividir “o afeto e as coisas que fazem o coração correr mais rápido”. Vencedor do Prêmio Funarte Artes na Rua 2013, o espetáculo estreou em dezembro de 2014 em Florianópolis e, desde então, já realizou mais de 34 apresentações em diferentes cidades catarinenses.

Cidade: Quilombo
Data: 10/12/2017
Horário: 20h
Local: Praça Municipal Helio Antônio Farezin - Centro
Atração: “La Conquista - A Conquista da Prima Vera”, da Cia Dalecirco. O casal de palhaços Pitucada Rosa e Chico Chan apresenta seu repertório repleto de habilidades circenses, mas isso é só um pretexto para uma sequência de situações raras e hilárias que parece não ter fim. As personalidades dos dois vão se modificando, renovando a atenção do espectador de tal maneira que parece que a apresentação acaba de começar. A participação ativa do público traz ao espetáculo a expansão do novo, mágico, e exclusivos momentos, vivenciados com intensidade e entrega. Com seus jogos cômicos, demonstram a bagagem adquirida pela dupla nesses seis anos de realizações, nos quais, sem querer contar uma historia, retratam a vida a partir do olhar do palhaço e sua lógica de fazer rir e refletir

Cidade: São Lourenço do Oeste
Data: 10/12/2017
Horário: 20h30
Local: Teatro Professor Arno Ignácio Etges - Anexo ao Centro de Eventos Luiz Henrique da Silveira
Atração: “A Mariana e a Benzedeira da Ilha”, da Cia Sandra Baron. Espetáculo de teatro de formas animadas inspirado nas narrativas de homens e mulheres sobre bruxas e benzedeiras, onde a cultura açoriana apresenta de um lado a mulher que faz o bem, que cura, que reza e de outro a mulher que faz o mal, que ameaça, tão poderosa quanto, mas também feminina. Duas versões do feminino, como se ressalta nas narrativas locais, demonstrando um poder de domínio das mulheres. A concepção do espetáculo apresenta Ana Francisca, uma benzedeira interpretada por uma boneca de espuma em tamanho natural; Mariana, neta de Ana Francisca; Suzana, melhor amiga de Mariana e Zecão, pretendente de Mariana; todos interpretados pela atriz manipuladora Sandra Baron.

Cidade: Lages
Data: 16/12/2017
Horário: 20h
Local: Teatro Marajoara - Rua Presidente Nereu Ramos, 64 - Centro
Atração: Espetáculo “Imagens de Ópera”, do Grupo de Teatro O Dromedário Loquaz. Alicia Cupani (soprano) e Eugênio Menegaz (piano) apresentam o espetáculo/recital de árias interpretadas numa perspectiva lúdica e imaginária. Em seus aposentos, um jovem pianista conversa diretamente com o público, revelando sua paixão pela ópera. Este pianista narrador vai abordando aspectos importantes do gênero lírico de maneira simples e bem humorada. Com linguagem atual, vai recorrendo sobre a história da ópera, suas principais características, os compositores, os enredos, os personagens, as vozes, entre outros temas. À medida que os assuntos vão se desenvolvendo, a soprano interpreta diversas árias, com sutis mudanças de figurino e adereços, para ilustrar cada tema tratado.

Informações: (48) 3664-2556/ 3664-2636
E-mail: estacaocultural@fcc.sc.gov.br

Informações adicionais para a imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Cultura - FCC
E-mail: fernanda@fcc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2571/ 98802-1822
Site: www.fcc.sc.gov.br



Foto: SED

Uma gestão engajada e democrática. Esse é o foco da diretora da EEF Mont Alvern, Viviane Rosa Bennert, do município de Ituporanga, em Santa Catarina, finalista do Prêmio Gestão Escolar 2017. O resultado será divulgado no final da tarde desta segunda-feira, 4, em Bonito (MS), onde estão reunidos os secretários estaduais e municipais de todo o país no encontro promovido pelo Conselho Nacional dos Secretário de Educação (Consed) .

O que levou Viviane, diretora desde 2015, a ser vencedora da região Sul foram ações como o incentivo da participação dos pais e responsáveis nas atividades e decisões dos assuntos rotineiros escolares, chamada Gestão Pedagógica Participativa. Além da avaliação institucional realizada com a comunidade escolar, como uma forma de avaliar a sua gestão, entre outras iniciativas. “A união e determinação da equipe e o apoio de toda a comunidade escolar foi o que tornou possível o trabalho diferenciado”, destaca.

A gestora venceu a etapa regional, pelo Sul, em evento realizado em Florianópolis com a participação de 11 estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país. Antes de vencer a etapa regional, a escola foi escolhida entre as quase 200 unidades inscritas da etapa estadual.

O Prêmio Gestão Escolar é realizado desde 1998 pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e estimula a melhoria da gestão das escolas públicas, reconhecendo boas práticas e ações que possibilitem a troca de experiências entre gestores, multiplicando boas estratégias.

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 9-9980-3136
Site: www.sed.sc.gov.br

Na sexta-feira, 1º, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) divulgou o gabarito oficial do Vestibular de Verão 2018. Das cem questões das provas objetivas, quatro foram anuladas e uma teve o gabarito alterado.

A lista dos 1.273 candidatos aprovados na primeira chamada será anunciada até 12 de dezembro na Reitoria da Udesc, em Florianópolis, e na página da seleção. As matrículas ocorrerão em 8 e 9 de fevereiro, e as aulas começarão em 19 de fevereiro.

As provas objetivas e a redação foram aplicadas em 26 de novembro, em oito cidades catarinenses: Balneário Camboriú, Chapecó, Florianópolis, Ibirama, Joinville, Lages, Laguna e São Bento do Sul. Dos 8.975 candidatos inscritos em 49 cursos de graduação, 1.414 não compareceram aos locais de prova, o que gerou um índice de abstenção de 15,74%.

A universidade também publicou o gabarito oficial da prova objetiva de teoria e percepção musical, aplicada em 25 de novembro somente para candidatos dos cursos de Música.

Mais informações podem ser obtidas com a Coordenadoria de Vestibulares e Concursos da Udesc (Covest) pelo e-mail vestiba@udesc.br e pelos telefones (48) 3664-8089 e 8091. Acompanhe as notícias do vestibular pelo Facebook, pelo Instagram e pelo Twitter.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010


F
oto: Tatina Tomazini / FCC

A Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio da Gerência de Pesquisa e Tombamento da Diretoria de Preservação do Patrimônio Cultural, divulgou o resultado da pesquisa realizada entre os dias 21 de setembro e 8 de outubro sobre o patrimônio cultural, mais especificamente os bens tombados, do município de Urussanga, no Sul de Santa Catarina. O questionário contou com 213 respostas de pessoas de variadas faixas etárias, sendo a mais representativa entre 26 e 40 anos, que correspondeu a 48% dos participantes.

Confira um resumo dos resultados

O objetivo do projeto, do qual a pesquisa faz parte, é lançar um novo olhar sobre o patrimônio cultural catarinense. O projeto piloto em Urussanga vai promover o estudo específico de preservação de conjunto urbano/arquitetônico dos bens já tombados pelo Governo do Estado. A partir daí será desenvolvido um projeto que subsidie uma normativa clara de intervenção nestas áreas, deixando os processos mais transparentes, e que ao mesmo tempo permita uma proteção patrimonial mais efetiva.

Resultados

A proposta do questionário foi compreender como a população residente e não residente de Urussanga percebe seus espaços, seus elementos construídos e naturais, e se existem dificuldades ou necessidades diante de tais elementos. A partir dele é possível embasar tal projeto-piloto de requalificação das edificações históricas da cidade.

A palavra mais citada na questão que solicitava que fossem elencadas as três palavras que melhor referenciavam a cidade foi vinho, remetendo à forte conexão que a cidade possui com a produção e comercialização do produto tradicional da região. As demais palavras relacionam-se também ao patrimônio histórico cultural material e imaterial da cidade tais como: cultura, Itália, história" e tradição.

Entre ambientes edificados de importância coletiva, foram citados os casarões históricos ao redor da Praça, a própria Praça Anita Garibaldi, a Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição. Percebe-se que tais edificações segundo as respostas recebidas, de alguma forma estão desvalorizadas, não sendo utilizados da maneira mais adequada a todos os possíveis usuários. Novos usos para as edificações foram propostos pela população e também novos horários de utilização e programações especiais, como shows e eventos, o que remete a um potencial econômico latente voltado à prestação de serviços ligados ao lazer, cultura e gastronomia.

Essa consulta foi extremamente relevante para que a equipe de técnicos da FCC pudesse entender a importância da identidade local para a população, e ajudará a tomar importantes decisões quanto às diretrizes de intervenção para edificações tombadas.

A experiência adquirida em Urussanga, através do projeto piloto, servirá de base para o desenvolvimento de uma metodologia de trabalho a ser aplicada futuramente nas demais cidades do Estado, uma nova política de preservação do patrimônio cultural catarinense. 

Informações adicionais para a imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Cultura - FCC
E-mail: fernanda@fcc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2571/ 98802-1822
Site: www.fcc.sc.gov.br

Nesta segunda-feira, 4, o Hospital Nossa Senhora das Mercês, de Iporã do Oeste, começou a atender a demanda da região no Mutirão de Cirurgias de Catarata 2017. Está prevista a realização de 700 procedimentos na unidade.

Também no Oeste Catarinense, entre os dias 25 de novembro e 2 de dezembro, o Hospital de São Lourenço do Oeste realizou 1,2 mil cirurgias de cataratas. A campanha nesta regiãobeneficiou pacientes de 53 municípios do Oeste e Extremo-Oeste catarinense.

O Mutirão de Cirurgias de Catarata 2017 está sendo realizado em todos os hospitaisde Santa Catarina que aderiram à campanha, no período entre novembro/2017 e janeiro/2018. Serão investidos mais de R$ 6 milhões na realização de aproximadamente 6 mil cirurgias.

Estão aptos a fazer o procedimento, os pacientes com indicação cirúrgica que constam na lista de espera de seus municípios. A cirurgia de catarata é realizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e o paciente tem direito à  consulta pré-operatória, exames, cirurgia e colírios.

Além desses hospitais, até o momento foram confirmadas  cirurgias nas seguintes unidades de Santa Catarina:

Hospital e Maternidade Rio do Testo - Pomerode

Hospital OASE - Timbó

Hospital Dom Joaquim - Brusque

Hospital Azambuja - Brusque

Hospital de Olhos - Blumenau

Hospital São Luiz - Campo Alegre

Hospital Penha - Penha

Hospital São Donato - Içara

Hospital Maicé - Caçador

Hospital de Fraiburgo - Fraiburgo

Hospital Bethesda - Joinville

Mais informações para a imprensa:
Suelen Costa
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Saúde - SES
Fone: (48) 3664-8820 / 99113-6065
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br
Site: portalses.saude.sc.gov.br

 

O Governo do Estado editou medida provisória instituindo o Programa Catarinense de Parcelamento de Débitos Fiscais, com redução de multas e juros. Além de restabelecer as condições para pagamento à vista do Prefis vigente de julho a outubro, com descontos de 90% a 35%, a MP estabelece parcelamento em até 60 meses, com descontos, para todos os contribuintes do ICMS.

“A última vez que a Fazenda ofereceu parcelamento de débitos aos contribuintes foi em 2012. É uma grande oportunidade, tanto para as empresas resolverem pendências com o fisco catarinense quanto para o governo recuperar imposto devido”, afirma o secretário da Fazenda, Renato Lacerda. A MP 216 foi publicada no Diário Oficial do Estado de 1º de dezembro de 2017.

A adesão ao Prefis estará disponível para todos os setores a partir desta terça-feira, 7, no portal da Fazenda. O programa foi autorizado pelo Convênio ICMS 158, de 23 de novembro de 2017, do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Estão contemplados os débitos de ICMS cujos fatos geradores tenham ocorrido até 31 de dezembro de 2016, constituídos ou não, inscritos ou não em dívida ativa, inclusive ajuizados.

Os débitos terão os valores relativos a juros e multa reduzidos:

1. Débitos cujos montantes totais decorram exclusivamente de multa, juros ou ambos:

- Pagamento integral

60% (sessenta por cento), no caso de pagamento integral do débito até 18 de dezembro de 2017;
55% (cinquenta e cinco por cento), no caso de pagamento integral do débito até 27 de dezembro de 2017;
50% (cinquenta por cento), no caso de pagamento integral do débito até 31 de janeiro de 2018;
45% (quarenta e cinco por cento), no caso de pagamento integral do débito até 28 de fevereiro de 2018;
- Pagamento parcelado

50% (cinquenta por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 18 de dezembro de 2017;
45% (quarenta e cinco por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 27 de dezembro de 2017;
40% (quarenta por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 31 de janeiro de 2018; ou
35% (trinta e cinco por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 28 de fevereiro de 2018;

2. Nos casos que contemplam imposto, multa e juros:

- Pagamento integral

90% (noventa por cento), no caso de pagamento integral do débito até 18 de dezembro de 2017;
80% (oitenta por cento), no caso de pagamento integral do débito até 27 de dezembro de 2017;
75% (setenta e cinco por cento), no caso de pagamento integral do débito até 31 de janeiro de 2018;
60% (sessenta por cento), no caso de pagamento integral do débito até 28 de fevereiro de 2018;

- Pagamento parcelado

75% (setenta e cinco por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 18 de dezembro de 2017;
70% (setenta por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 27 de dezembro de 2017;
65% (sessenta e cinco por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 31 de janeiro de 2018; ou
55% (cinquenta e cinco por cento), no caso de pagamento da primeira parcela até 28 de fevereiro de 2018.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda - SEF
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 98843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 99157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Rosane Felthaus
E-mail: rosanef@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3506/ (48) 99109-8513
Site: www.sef.sc.gov.br 


Foto: Divulgação/PC

Em trabalho conjunto, a Polícia Civil, por meio da Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico (Denarc), a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic) e a Receita Federal do Brasil realizaram, na manhã desta segunda-feira, 4, a apreensão de 100Kg de substância semelhante a “cocaína”, com valor estimado em R$ 3 milhões.

O condutor de um veículo Renault Master foi abordado às margens da BR-101, no município de Camboriú. Após verificação, foi constatado que, no assoalho do carro, estavam ocultados 94 tabletes da substância, com os símbolos Mercedes Benz e Rolex.

Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido até a sede da Deic, onde será autuado pelo crime de tráfico interestadual de drogas. O homem é natural e reside na cidade de Curitiba, no Paraná, e tem 40 anos de idade.

O trabalho de investigação durou cerca de quatro semanas e envolveu equipes da Polícia Civil - Denarc/Deic - e Receita Federal do Brasil.

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil - PC
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br


Foto: James Tavares/Secom

A semana começa com sol, aumento de nuvens entre o final da manhã e o início da tarde com pancadas de chuva e trovoadas a partir da tarde em todas as regiões, conforme a previsão do tempo da Epagri/Ciram. A temperatura diminui em relação aos dias anteriores. O vento sopra de nordeste a sul, fraco a moderado, com rajadas no Litoral.

>>> Mais detalhes da previsão para esta segunda

Previsão para Dezembro de 2017, Janeiro e Fevereiro de 2018

O verão deve ser marcado por pouca chuva em boa parte de SC, com valores próximos abaixo da média climatológica. Apenas na região da Grande Florianópolis e Norte do Estado, a previsão é de chuva mais frequente e os totais podem ficar acima da média.

Destaque: no verão são comuns os temporais com granizo e ventania, e por vezes acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo.

Por isso, a Epagri/Ciram recomenda o acompanhamento diário dos boletins e informações disponibilizados no site.

Climatologia (o que se espera para época do ano)  

Dezembro marca a transição entre a primavera e verão e a média de chuva no Estado varia de 130 a 170mm, sendo mais frequente na segunda quinzena. Em janeiro e fevereiro, o regime de verão já está estabelecido e a chuva convectiva (curta duração) ocorre com maior frequência entre a tarde e noite, e por vezes na madrugada, e a média mensal é de 180 a 200mm.

Durante o trimestre, os episódios de precipitação normalmente ocorrem associados à passagem rápida de frentes frias e influência dos Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM) e Complexos Convectivos de Mesoescala (CCMs) que provocam chuva mais intensa especialmente no Oeste e Meio-Oeste. E também pelo processo convectivo (trovoadas da tarde).

Ciclones extratropicais nesta época do ano são menos frequentes, mas quando ocorrem intensificam o vento no litoral e deixam o mar agitado com ressaca e perigo para a navegação no Litoral catarinense.

Temperatura

A previsão é de temperatura acima da média climatológica, no trimestre. No entanto, na primeira quinzena de dezembro, a temperatura no período noturno continua baixa em relação ao esperado para a época do ano e ainda pode ocorrer à formação de geada fraca nas áreas altas da região. No verão, pelo menos duas ou três ondas de calor deve manter alta a temperatura, por vários dias consecutivos. 

Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 e (48) 3665-5172
E-mail: contatociram@epagri.sc.gov.br
Site: www.ciram.epagri.sc.gov.br
Facebook


Fotos: Heron Queiroz / Fesporte

Foi só o locutor oficial anunciar o fim da cerimônia de abertura da 13ª edição dos Jogos Abertos Paradesportivos de Santa Catarina (Parajasc) na noite desta sexta feira, 1º , em Criciúma, para os participantes tomar a quadra central do Ginásio Municipal Irmão Walmir Antônio Orsi e explodir em alegria entre danças e abraços de confraternização.

>>> Confira os melhores momentos da abertura

A energia contagiante deu o tom de toda a cerimônia. Desde a apresentação da Apae de Urusunga, que contemplou a todos com a “Dança do Guerreiro”, à Banda Marcial da Satc, que coreografou vários sucessos nacionais do momento.

Por fim, nos discursos das autoridades, o secretário de Turismo Cultura e Esporte, Leonel Pavan, pediu que todos se abraçassem, solicitação prontamente atendida. Antes, destacou que todos ali iriam fazer os melhores Parajasc da história.

O presidente da Fesporte, Erivaldo Caetano Junior, o Vadinho, agradeceu ao trabalho dos professores de educação física e disse que a dedicação esportiva dos atletas era exemplos para todos.

Durante seu discurso o dirigente distribui o livro do Guga às Autoridades e atletas citando o irmão do campeão de tênis, Guilherme (que tinha paralisia cerebral), como uma das fontes de inspiração do campeão de Roland Garros.

O prefeito de Criciúma, Clésio Savaro, destacou que estava feliz em sediar o evento enfatizando que os Parajasc deixam uma linda mensagem de superação e lição de vida.

Um dos pontos de destaque foi o acendimento da pira dos Jogos feito pelos atletas criciumenses Ramon Colombo, Jean Carlos Padilha (do tênis de mesa) e Marlete Vicente (do lançamento do disco) e do juramento do atleta proferido por João Paulo Gregorini (natação).

As competições começam neste sábado, 2, e irão até o dia 6. Estão no programa: atletismo, basquetebol, basquetebol em cadeira de rodas, bocha, bocha paralímpica, ciclismo, futsal, golbol, handebol em cadeira de rodas, natação, tênis de mesa e xadrez, nos segmentos de deficiência física, auditiva, intelectual e visual.

Os Parajasc são uma promoção do Governo do Estado, por meio da Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte), em parceria com a Agência de Desenvolvimento Regional local e a Prefeitura de Criciúma.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 99696-3045
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br 

Nos últimos sete anos, 437 estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) em Santa Catarina passaram por melhorias e adequações. O número representa 79% do total e demonstra a modernização nos processos para fabricação dos produtos de origem animal comercializados no Estado. Esta é mais uma ação do Programa SC Rural, executada pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc).

Santa Catarina conta com 551 estabelecimentos registrados e ativos com Serviço de Inspeção Estadual (SIE), ou seja, habilitados para comercializar os produtos de origem animal em todo o Estado. Os estabelecimentos que passaram por melhorias ou adequações contaram com o apoio da Cidasc para ajustar na rotulagem e no processo de inspeção, treinamento de Responsável Técnico e inspetor, entre outros. Em SC, existem ainda outros 612 estabelecimentos com registro suspenso.

Os investimentos do SC Rural nas áreas de defesa sanitária vegetal e animal, capacitação de beneficiários e técnicos, vigilância sanitária agropecuária e fortalecimento da Cidasc passa de R$ 43,6 milhões.

Inspeção de Produtos de Origem Animal

Em Santa Catarina, a Cidasc acompanha bovinos, aves e suínos desde seu nascimento, com a devida supervisão profissional, até o abate e a comercialização da carne ao consumidor final. No caso dos bovinos, todos os animais nascidos no Estado recebem um brinco que permite a identificação e garante a rastreabilidade do rebanho.

Após um rigoroso processo de inspeção, antes e depois do abate, os produtos partem para os pontos de vendas, onde a Vigilância Sanitária analisa as condições de armazenagem, embalagem, carimbo de procedência e rotulagem dos produtos.

Todo esse sistema visa garantir a qualidade dos produtos comercializados em Santa Catarina e faz do Estado um modelo também em inspeção de produtos de origem animal.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br
www.facebook.com/AgriculturaePescaSC/