Foto: Carolina Debiasi/ADR Xanxerê

A Escola de Educação Básica Dom Vital, de Ponte Serrada, foi agraciada na última terça-feira (27) com o primeiro lugar no prêmio “Escola Cidadã”, promovido todos os anos pela Fundação Aury Luiz Bodanese, do grupo Aurora Alimentos. A escola da rede estadual de ensino recebeu o cheque simbólico no valor de R$ 1,5 mil durante o evento que ocorreu em Chapecó.

O prêmio valoriza os projetos com temas socioambientais desenvolvidos nas escolas. As atividades esse ano iniciaram em março com os programas “Eco Cooperação” e “Roda de Leitura”, sendo que a EEB Dom Vital inscreveu o projeto “Da Consciência pela Persistência para Sobrevivência”, desenvolvido com os alunos desde 2010.

Nesse projeto é realizado oficinas de sabão ecológico com o título “De óleo no futuro”, as quais incentivam alunos, professores, familiares, donos de restaurantes e lanchonetes a coletarem o óleo de cozinha usado para ser reutilizado na fabricação de sabão. Também faz parte desse projeto a horta escolar, intitulada “Com as mãos na Terra”, possibilitando que toda produção seja utilizada para consumo na própria escola.

Outra ação desse projeto é o “Desafio Consciente”, abrangendo todos alunos, a comunidade escolar e comunidade em geral. A coleta e a separação de lixo ocorrem em várias etapas, em seus lares, espaços púbicos, comércio e indústrias. O material coletado é classificado e armazenado, sendo entregue nas datas estipuladas pelos organizadores. As demais ações são monitoradas semanalmente, como contagens, pesagens e venda, sendo que o dinheiro arrecadado é investido na própria escola. Em 2017, com a própria verba arrecadada, foi realizada a reforma do ginásio de esportes. Neste ano, a direção pretende reformar a quadra aberta e realizar viagens de estudo e lazer para os alunos.

“O que nos deixa felizes e eufóricos, mais do que receber este prêmio, é o reconhecimento pelo bem que fazemos através de nossos projetos para a construção de um mundo melhor e mais sustentável. E só fomos contemplados com este prêmio porque temos uma escola com profissionais que se empenham em fazer o melhor sempre. Temos alunos e pais comprometidos e que são parceiros em todas as ações da escola. O mais importante do prêmio não é o dinheiro que iremos receber, mas sim saber que estamos fazendo a diferença na educação e no mundo. Estamos ensinando, além dos componentes curriculares, valores que ninguém vai tirar de nossos alunos. Eles vão levar para vida e se tornarão seres humanos melhores. Isso sim é gratificante. Esse é o prêmio maior”, comenta a coordenadora dos projetos de sustentabilidade, Maria Elenice Branco.

O projeto “Desafio Consciente” está na sua última etapa, sendo que os vencedores serão contemplados com viagem a Piratuba para os 1º e 2º lugares, e os 3º e 4º lugares com ida ao cinema em Chapecó. Até a décima colocação, as escolas receberão lanches, como bolo, cachorro-quente, pizza e geladinhos.

Já a última ação do projeto o “Consumo Consciente” tem como objetivo despertar na comunidade escolar, por meio de ações sustentáveis, atitudes de cuidado com o planeta. Portanto são escolhidos dois alunos por turma para serem os monitores ambientais. A escola trabalha a conscientização da realidade ambiental, a começar pela realidade escolar com frequentes reuniões com os monitores, para que os alunos sejam os porta-vozes da escola em sua turma. Cada professor dentro de sua referida disciplina trabalha a ação que lhe compete. A coordenação do projeto, junto com os monitores, faz a coleta de embalagens de produtos de limpeza que são transformados com muita arte em pesos de portas e pano de sombrinhas. Guarda-chuvas quebrados são transformados em sacolas ecológicas.

Informações adicionais para a imprensa:
Carolina Debiasi
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de Xanxerê
E-mail: sdr-xanxere@xxe.adr.sc.gov.br
Fone: (49) 3382-2018 ou 9.9115-2114
Site: adrs.sc.gov.br/adrxanxere 

O Detran de Santa Catarina informa que prorrogará o prazo de implantação do padrão Mercosul nas placas dos veículos no Estado. O prazo determinado pelo Denatran seria até o próximo sábado, 1º de dezembro, mas por falta das empresas, devidamente credenciadas, junto ao Denatran, o prazo será estendido.

Segundo o Diretor do Detran, Francisco Wollinger Neto, o número de  empresas credenciadas não atende, de forma satisfatória, os usuários do Detran, inviabilizando o atendimento, sendo mais prudente aguardar que um número suficiente de empresas possuam insumos de estamparia e estejam devidamente regularizadas para o início do processo. “O sistema DetranNet já está pronto para atender as novas mudanças estabelecidas”, explica.

Perdas de símbolos de município e estado

O Ministério das Cidades anunciou ontem, 28, a retirada dos brasões das novas placas de padrão Mercosul. O modelo brasileiro era o único a contar com esses itens. Com a retirada dos brasões, a placa do veículo permanecerá a mesma por toda a sua vida útil, sem a necessidade de trocar de placa ao mudar de município ou mesmo estado, o que acarretaria em gastos extra para o proprietário.

Segundo o ministério, quem já utiliza as novas placas com os brasões não precisará trocá-las. O procedimento de troca só será feito em uma futura troca de propriedade, onde será adotado o padrão sem os símbolos.

Informações adicionais para a imprensa

Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa Detran
Departamento Estadual de Trânsito de SC - Detran
E-mail: imprensa@detran.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-1733
Site: www.detran.sc.gov.br

A Justiça determinou que o município de Brusque forneça a consulta de viabilidade para a ampliação do presídio local, nos arredores da cidade. A decisão é do Juízo da Vara da Fazenda Pública e dos Registros Públicos de Brusque, que atendeu ao pedido da Procuradoria Geral do Estado (PGE). A nova ala da Unidade Prisional Avançada (UPA) terá 116 novas vagas para o cumprimento das penas de condenados no regime semiaberto.

Ação no Vale do Itajaí realiza oficinas de gastronomia sustentável para comunidade - Fotos: Divulgação

Um projeto do Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi)da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) em Ibirama, foi selecionado em uma chamada pública do Ministério do Meio Ambiente (MMA).

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira deu as boas-vindas a Santa Catarina a conselheiros e funcionários de tribunais de contas de todo o país que participam do VI Encontro Nacional dos Tribunais de Contas, que ocorre em Florianópolis até a sexta-feira, 30. Na solenidade de abertura do encontro, Moreira destacou a importância das cortes de fiscalização dos gastos públicos em todos os Estados da nação.

“Santa Catarina os recebe de braços abertos. Espero que a troca de experiências nesse evento seja extremamente profícua para o futuro do Brasil. Desejo muito sucesso a todos”, discursou o governador.

Moreira também elogiou a qualidade dos corpos técnicos dos tribunais de contas espalhados pelo país e agradeceu a devolução de R$ 20 milhões aos cofres do Executivo por parte do TCE-SC, ocorrida nesta semana.

“Esse dinheiro é muito bem-vindo e ajudará Santa Catarina a honrar os seus compromissos”, afirmou Moreira.

A edição deste ano do encontro dos TCEs tem como tema “O Futuro dos Tribunais de Contas, a inovação, integração, prevenção e eficiência”. Ao todo, serão 50 horas de conteúdo, com 23 palestrantes e painelistas convidados.

Informações adicionais para a imprensa

Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Os interessados em participar do último leilão do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN/SC), de 2018, que ocorrerá dia 4 de dezembro, em Palhoça, terão direito à visitação, nos dias 29 e 30 de novembro e 03 de dezembro, nos pátios (depósitos) autorizados.

Mais informações no http://www.detran.sc.gov.br

Os veículos com documentos, considerados conservados e direito a circulação em vias públicas, estão representados em lotes individuais por 16 automóveis e 148 motocicletas, que serão leiloados, a partir das 09h do dia 4 de dezembro, nas dependências da Spazio Flez, localizado na Rua João Born, nº 1401, Ponte do Imaruim, em Palhoça, na Grande Florianópolis. O lance vencedor não pagará nenhum débito atrasado (multa, imposto, seguro), todavia, com ressalva ao licenciamento não vencido dos veículos com placa final 0 (zero).

Quanto aos veículos baixados, considerados sucatas e sem direito a circularem em vias públicas, serão leiloados 311 automóveis e 215 motocicletas, sem despesas de débitos de documentação para o arrematante, com valores a partir de R$ 100. Estes veículos são destinados para retirada de peças e venda somente para pessoa jurídica, do ramo de desmanche e/ou peças usadas.  

O pagamento deverá ser realizado, via depósito, pelo arrematante em até 24 horas após o leilão. A renda alcançada será, posteriormente, transferida para conta bancária prevista no edital de leilão público nº 24/CEL/2018 (DETRAN/SC), destinado para pagamentos dos débitos atrasados. O que sobrar retorna para o proprietário do veículo ficando à disposição em conta da Secretaria da Segurança Pública.

Todos os veículos (motos e carros) são oriundos de apreensões por infrações de trânsito, removidos aos pátios e não recolhidos pelos proprietários, no prazo superior a seis meses de depósito. Os carros serão vendidos livres, sem multas e IPVA vencidos até a data do leilão. 

Alguns veículos oferecidos são: GM/Celta, ano 2002, com lances iniciais de R$ 1.500,00 (lote nº 23240), e Honda Biz 125 ES, ano 2006, por R$ 300 (lote 23293), um HB20, ano 2014, com valor inicial de R$ 2.800,00 (lote 23241), e uma moto SUZUKI GSX750F ano 2005, por R$ 1.500,00 (lote 23255).

O voleibol está na programação da Olesc (Foto: Heron Queiroz/Fesporte)

A partir da próxima sexta-feira, dia 30, começam as emoções estaduais da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) e os cerca de 4 mil atletas com idades entre 14 a 16 anos, de 84 municípios dos quatros quantos de Santa Catarina, não veem a hora da competição começar. Indaial e Timbó sediarão a competição, um fato inédito nos 18 anos de história do torneio, cuja promoção é do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras de Timbó e Indaial.

A Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) inaugura na sexta-feira, 30, sua nova Unidade de Beneficiamento de Sementes de Arroz (UBS). O evento acontece às 10h e vai marcar o início oficial das atividades dessa Unidade, cujo grande diferencial é o sistema de automação em todo o processo de beneficiamento, que permite mais agilidade, segurança e rastreabilidade.

A EEI contava com uma unidade de beneficiamento de sementes de arroz desde a década de 1980. Mas, considerando os anos de uso, o prédio estava deteriorado e os equipamentos eram superados. O prédio foi reformado para receber a nova UBS, com renovação da cobertura, piso, paredes e portas. Foram instalados novos equipamentos, projetados para atender a real necessidade dos pesquisadores da EEI.

São 588,71 metros quadrados de área construída, com espaços para recepção, pré-limpeza, secagem e beneficiamento de sementes. Há ambiente próprio para armazenamento, sala de engenho de prova, fornalha de secagem, além de setores de ensacamento, pesagem e apoio.

A unidade tem a capacidade de receber até quatro cultivares simultaneamente. Entre os equipamentos novos, conta com máquinas de pré-limpeza e de limpeza, mesa densimétrica e elevadores sem poço. Também foi instalado um secador intermitente com sistema automático de secagem a gás, visando melhor controle da temperatura durante o processo.

Foram investidos R$ 917.631,14 na reforma do prédio e aquisição dos equipamentos. Os recursos foram aportados por meio de projeto aprovado pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep).

“Na UBS serão beneficiadas e classificadas as sementes de arroz das variedades desenvolvidas pela Epagri para as diferentes condições de clima e solo de Santa Catarina”, descreve Alexander De Andrade, Coordenador da Equipe de Pesquisa do Projeto Arroz da EEI. Segundo ele, esse processo vai garantir ainda mais qualidade às sementes de origem genética e básica produzidas pelos pesquisadores. Alexander explica que quem ganha são os agricultores, que terão ainda mais certeza da qualidade das sementes que comprarão das empresas certificadas pela Epagri para multiplicação e revenda do material.

A nova UBS recebeu o nome de Urbano Franzner, um agricultor com espírito empreendedor que em 1960 fundou a Urbano Agroindustrial, que atua no beneficiamento de arroz, feijão e macarrão de arroz. É uma das três maiores beneficiadoras de arroz do Brasil, com matriz em Jaraguá do Sul e filiais no Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, São Paulo e Paraná.

Arroz irrigado

Santa Catarina é o segundo maior produtor de arroz irrigado no Brasil. A qualidade das sementes disponibilizadas para os agricultores é um dos motivos desse resultado.

Ao longo de sua história a Epagri já desenvolveu 31 cultivares de arroz, 23 deles lançados especificamente para as condições de Santa Catarina. Destes, 12 seguem com recomendação de cultivo, já que os mais antigos acabam se tornando obsoletos com o desenvolvimento de novas pesquisas.

Graças ao trabalho da Epagri, o Estado tornou-se um exportador de sementes de arroz de qualidade. “Mais de 50% das sementes produzidas aqui são exportadas para o Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Tocantins, Mato Grosso do Sul, Goiás, Maranhã e Vale do São Francisco, além de outras regiões” enumera Alexander. No Estado catarinense, 80% das lavouras de arroz utilizam cultivares desenvolvidos pela Epagri.

Em Santa Catarina a cultura do arroz irrigado se destaca pela sua importância social e econômica. Mais de 8 mil famílias de pequenos e médios agricultores, distribuídos em 65 municípios, têm a atividade como sua principal fonte de renda. O Estado detém um dos mais elevados índices de produtividade do Brasil com 7,85 toneladas por hectare.

Serviço

  • O que: inauguração da nova Unidade de Beneficiamento de Sementes de Arroz (UBS) da Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI)
  • Quando: dia 30 de novembro, sexta-feira
  • Onde: Rodovia Antônio Heil, 6800, Bairro Itaipava, Itajaí
  • Informações e entrevistas: Alexander De Andrade, Coordenador da Equipe de Pesquisa do Projeto Arroz da EEI

Informações para a imprensa: 
Gisele Dias, jornalista: (48) 9989-2992 / 3665-5147
Cinthia Freitas, jornalista: (48) 3665-5344
Isabela Schwengber, jornalista: (48) 3665-5407Epagri inaugura na sexta-feira, em Itajaí, novas instalações da Unidade de Beneficiamento de Sementes de Arroz

Santa Catarina terá um Centro de Referência Tecnológica do Leite. Nesta quarta-feira, 28, a Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) inauguram a estrutura que atuará na capacitação de profissionais na área de bovinocultura de leite. O evento acontece junto ao Dia de Campo na Estação Experimental da Epagri de Campos Novos. A inauguração está prevista para as 11h30, com a presença do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies.

O Centro de Referência Tecnológica do Leite (CRT) é fruto de um convênio entre a Epagri e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Dia de Campo

O Dia de Campo inicia às 09h com uma palestra sobre os desafios de obter rentabilidade na produção de leite. Logo após acontece a apresentação do Centro de Referência e a abertura oficial. As 13h30 está prevista uma visitação ao CRT.

Leite em Santa Catarina

O leite já é a atividade agropecuária com o maior crescimento em Santa Catarina. Envolvendo 45 mil produtores em todo o estado, a produção girou em torno de 3,4 bilhões de litros em 2017 – um incremento de 8% em relação a ano anterior. Os números consolidaram o estado como o quarto maior produtor de leite do país.

Os três estados do Sul produziram 12,8 bilhões de litros de leite em 2017 – 38% do total produzido no país. E as expectativas são de que, até 2020, a região produza mais da metade de todo leite brasileiro. Formada pelo Sudoeste do Paraná, Oeste Catarinense e Noroeste do Rio Grande do Sul, a região pode ser chamada de a “Nova Meca” do leite no Brasil, uma vez que apresenta o maior crescimento na produção e é também onde as indústrias de lacticínios têm feito os maiores investimentos nos últimos 10 anos.

Informações adicionais para a imprensa
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

As cortinas do palco do Teatro Pedro Ivo Campos se abriram para mais um momento emocionante nesta terça-feira, 27, em Florianópolis. O espetáculo, no entanto, reuniu não só artistas, mas também servidores que se dedicam a manter, por 10 anos, o caçula entre os teatros administrados pelo Governo do Estado de Santa Catarina. A data foi marcada por uma solenidade com descerramentos das placas comemorativa do aniversário, a denominação do palco “Zeula Soares” e a entrega de placas em homenagem a quem trabalha para divulgar a cultura.

A primeira vez que o Teatro Governador Pedro Ivo abriu suas portas para o público foi em 21 de novembro de 2008. A construção do Teatro, que funciona junto ao Centro Administrativo do Governo do Estado, levou três anos e contou com investimentos de R$ 5,9 milhões. “Vencemos desafios de toda a ordem para manter as atividades desta casa e, já que esse palco possibilita aflorar tantos sentimentos, o aplauso de hoje é de agradecimento a toda a nossa equipe que faz esse teatro existir e sobreviver”, discursou o secretário-adjunto de Estado da Administração, Nelson Nappi Júnior.

Ao longo desses dez anos, o Pedro Ivo foi palco de 1.718 espetáculos para um público de mais de um milhão de pessoas. Para a promoção da cultura no Estado, foram realizados gratuitamente 388 apresentações. Pelo palco do Teatro passaram espetáculos de dança, peças teatrais, apresentações musicais dos mais diferentes gêneros, óperas, orquestras e musicais, com o destaque para o projeto de plateia infantil.

Secretário-adjunto de Estado da Administração

Teatro de formação de plateia

Nessa modalidade, um dos projetos de sucesso é do produtor carioca Roberto Rezende, que deixou o Rio de Janeiro e veio para Santa Catarina. Desde 2000, ele trabalha com a missão de despertar o gosto pela cultura nas famílias, começando cada vez mais cedo, pelas crianças.

Rezende chegou ao estado em 2014. Reside em Bombinhas, mas encontrou no palco do Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, o local perfeito para os ensaios e apresentações de um elenco formado por artistas catarinenses. Dependendo do espetáculo, entram em cena até 21 artistas.

“O Teatro Pedro Ivo é minha segunda casa e o apoio que ganhamos aqui, em cada apresentação, é diferenciado e acolhedor”, destacou o diretor artístico, que revelou o objetivo de contribuir com sua produção para que o Pedro Ivo se transforme em uma referência em teatro infantil.

Entre os espetáculos que são apresentados pela equipe de Roberto Rezende estão os musicais Peter Pan, A Pequena Sereia, Os Saltimbancos e Rei Leão. “Santa Catarina compreendeu e aceitou muito bem nossa proposta, temos casa cheia em praticamente todos os espetáculos”, agradeceu.

Mostra de Cinema Infantil

Outro evento cultural que, desde  2009, ocorre no Teatro Pedro Ivo Campos é a Mostra de Cinema Infantil, da idealizadora Luiza Lins. Ela também foi uma das homenageadas com a placa de comemoração dos dez anos do Teatro. Luiza destaca que o evento deu um salto importante no alcance de público depois que passou a ser realizado no Pedro Ivo. A mostra já atingiu 20 mil crianças. “Esse lugar cumpre uma missão muito importante. Eu não acredito em educação sem cultura, essa combinação amplia o conhecimento e transforma o cidadão em um ser humano muito melhor”, enfatizou Luiza Lins.

A Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis é um dos mais importantes festivais do segmento no país, utilizando o cinema como instrumento de inclusão, educação e intercâmbio de culturas.

Também foram homenageados na solenidade o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, o assistente jurídico da secretaria de Estado da Administração, Adriano Dias de Lima, a Associação Pró-Música de Florianópolis, o pianista Pablo Rossi, a RPR Produções Artísticas e o Grupo Cena 11 Cia. de Dança.

Luiza Lins, idealizadora da mostra

Talento e dedicação de um artista de bastidores

Entre os homenageados, o nome do administrador do Teatro Pedro Ivo, desde a fundação, Irani Brunner Apolinário, foi unanimidade como exemplo de dedicação. O servidor contou que foi chamado para atuar no Teatro por conta do conhecimento técnico na montagem dos equipamentos de luz, mas acabou assumindo com pleno entusiasmo funções administrativas e a liderança de processos que ajudaram a colocar o Pedro Ivo entre as casas mais importantes na cena cultural de Santa Catarina.

“Muitas vezes eu troco os momentos com a minha família para estar aqui, preparando o teatro para as apresentações, ajudando os artistas e cuidando dos detalhes para que tudo funcione bem durante os espetáculos. Faço isso com orgulho porque, para mim, é um compromisso com o bem da sociedade”, declarou.

Além do administrador, a equipe de manutenção do Teatro conta com outros três servidores, quatro técnicos, cinco auxiliares administrativos e outras quatro pessoas responsáveis pela limpeza da estrutura.

Equipe responsável pela manutenção do teatro e homenageados

A estrutura

O Teatro Governador Pedro Ivo possui uma área construída de 2,6 mil metros quadrados. O teatro tem capacidade para 722 lugares e conta com um moderno sistema de iluminação, composto por 210 refletores de 265 mil watts de potência. O espaço conta ainda com três camarins individuais e dois coletivos, além de um elevador elétrico para o deslocamento da orquestra do fosso (espaço reservado para os músicos, abaixo do palco), dinamizando os espetáculos.

O palco tem uma área de 450 metros quadrados e uma boca de cena de 7 x 14 metros, o que representa um dos diferenciais do teatro, em função da proximidade do palco, de grandes dimensões, com a plateia.

Palco levará nome de Zeula Soares

Um dos atos mais marcantes das homenagens alusivas aos dez anos do Teatro Pedro Ivo foi o descerramento da placa indicativa do palco. O espaço passa a se chamar Zeula Soares, nome da artista catarinense, nascida na Capital, que consolidou carreira em atuações marcantes como poetisa, atriz, autora e diretora teatral.

A irmã Maura Soares acompanhou o descerramento da placa e agradeceu o gesto por parte do Governo do Estado. “Esse momento reconhece e eterniza o talento que minha irmã Zeula Soares transmitia em sua arte”.

Maura Soares, irmã de Zeula Soares

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC