Foto: James Tavares/Secom

O novo relatório de balneabilidade da temporada de verão, divulgado nesta sexta-feira, 9, pelo Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), órgão que substitui a Fatma, mostra que dos 215 pontos analisados, 115 (53,5%) estão próprios para banho. As coletas foram realizadas entre 5 e 9 de fevereiro e o relatório completo está no www.fatma.sc.gov.br ou no aplicativo Praias SC, disponível para Android.

Em Florianópolis, dos 75 pontos avaliados, 36 (48%) estão próprios para banho. No restante do litoral, 79 (56,4%) dos locais analisados estão seguros para os banhistas. "Houve uma melhora significativa em relação ao relatório da semana passada. Um ponto passou para a condição de impróprio e 17 passaram a ser próprios”, explica Marlon Daniel da Silva.

Como a balneabilidade é feita
Para dizer se um ponto é próprio ou impróprio para banho, a Fatma analisa a presença da bactéria Escherichia Coli, presente em fezes de animais e humanos. São necessárias cinco coletas consecutivas para se obter o resultado. “Começamos a colher as amostras para o início da temporada em 6 de novembro. Quando em 80% das análises a quantidade da bactéria é inferior a 800 por 100 mililitros, o ponto é considerado próprio”, Silva. Além da estrutura da Fundação, outros dois laboratórios parceiros contribuem para as análises.  

Os pontos analisados são nos municípios Araranguá, Bal. Arroio do Silva, Bal. Gaivota, Bal. Camboriú, Bal. Piçarras, Bal. Rincão, Barra Velha, Biguaçú, Bombinhas, Florianópolis, Garopaba, Gov. Celso Ramos, Imbituba, Itajaí, Itapema, Itapoá, Jaguaruna, Joinville, Laguna, Navegantes, Palhoça, Passo de Torres, Penha, Porto Belo e São José. 

Na internet
Durante a temporada de verão, a Fatma realiza as análises semanalmente. Assim que os resultados são cadastrados no sistema, o site e o aplicativo são atualizados automaticamente. “Indicamos que se observe o histórico do local. Se, na maior parte do tempo está próprio, a chance de estar contaminado é menor que um local que apresenta um histórico de impropridade”, explica o gerente de Pesquisa e Análise Ambiental, Oscar João Vasquez Filho.

Mais informações:
Fundação do Meio Ambiente (Fatma)
Claudia De Conto
comunicacao@fatma.sc.gov.br
(48) 3665.4177 / 99172.8277 / 98845.7087

O feriadão de Carnaval é considerado o segundo maior período de movimento de turistas no verão catarinense, perdendo apenas para a virada de ano. Para garantir o fornecimento de energia adequado em quantidade e a confiabilidade do sistema, ao longo de 2017 a Celesc realizou ações preventivas e, há pelo menos quatro anos, vem adotando um padrão de trabalho que demonstra resultados positivos e que será mantido durante o Carnaval.

Com investimentos da ordem de R$ 380 milhões somente em 2017, a Empresa melhorou em 30% os índices que medem a qualidade do sistema elétrico, DEC (Duração Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora) e FEC (Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora), do verão de 2013/2014 para o verão de 2016/2017. Deste montante, cerca de R$ 90 milhões foram aplicados no sistema elétrico de alta tensão (subestações e linhas de transmissão), e aproximadamente R$ 250 milhões nas redes elétricas de média e baixa tensão. Entre os destaques de investimentos nessa área está a repotencialização da Subestação em Balneário Camboriú, inaugurada em janeiro, que teve sua capacidade triplicada e está dimensionada para atender o crescimento de mercado previsto para os próximos 25 anos.

Os outros R$ 40 milhões foram empregados em ações de manutenção para prevenir ocorrências no sistema elétrico estadual. Esses recursos foram aplicados na poda e roçada da vegetação próxima à rede elétrica — que responde por 40% dos registros, sendo a principal causa de desligamentos do sistema —, na substituição de equipamentos e na inspeção da rede elétrica com “termovisores”, equipamentos de ponta que permitem identificar preventivamente pontos de desgaste e possibilitam a substituição de itens antes da falha.

Além dos investimentos em prevenção, a distribuidora catarinense já conta com 1,3 mil eletricistas divididos em 250 equipes próprias e outras 46 equipes terceirizadas contratadas para atender ocorrências registradas em todo o estado.

Para a demanda da temporada de verão, época em que Santa Catarina recebe milhares de turistas e que o comportamento do sistema demanda mais atenção, por meio da Operação Verão (de dezembro a fevereiro), a Empresa contratou outras 37 equipes de eletricistas que reforçam o contingente nas regiões balneárias, que integram as agências regionais de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Tubarão e Criciúma. Nesse período, 16 equipes terceirizadas adicionais reforçam o atendimento nas localidades que compreendem as regiões que mais registram eventos climáticos adversos: Blumenau, Rio do Sul e Mafra.

Esse expediente será mantido durante o Carnaval. “O trabalho das equipes da área técnica e de atendimento da Celesc vem sendo desenvolvido com bastante sucesso. Por isso, vamos manter a mesma estrutura e assim contribuir para que todos possam aproveitar o carnaval em nosso estado”, afirma o presidente da Celesc, Cleverson Siewert. Ele destaca, ainda, que durante os dias de folia as equipes estarão posicionadas em locais estratégicos e áreas por onde circulam o maior número de pessoas.

Comunicação e Interação com o Consumidor

Para melhor atender as ocorrências, a distribuidora catarinense também conta com a participação do público. “Por mais que nosso sistema de gerenciamento indique imediatamente a região com ocorrência na rede elétrica, quanto mais rápido tivermos informações de quem estiver nessa situação, maior será a agilidade no restabelecimento do fornecimento de energia elétrica”, reforça Siewert.

Em caso de falta de energia, o consumidor tem à disposição o Call Center da empresa (0800 48 0196) ou alternativamente o envio de SMS, via celular, com o texto (48196 SEM LUZ + número da unidade consumidora ou CPF do titular).

Vale destacar que nos últimos anos a Celesc vem investindo em comunicação integrada e atualmente promove o envio de SMS quando há desligamentos programados e disponibiliza a plataforma Em Tempo Real, no site da Empresa, com as informações simultâneas do que ocorre na rede elétrica em todo o Estado. Nas redes sociais, o relacionamento com os clientes é realizado no Twitter e no Facebook.

Cuidados com a rede elétrica para evitar acidentes

Segundo a Associação Brasileira de Conscientização sobre os Perigos da Energia Elétrica (Abracopel), acidentes que envolveram contato com a rede elétrica levaram a óbito 181 brasileiros no ano passado, apesar dos alertas constantes das distribuidoras de energia sobre os riscos existentes.

Para brincar sem riscos neste Carnaval, como essa é uma época com maior incidência de chuvas, a Celesc adverte sobre algumas questões importantes de segurança com a rede elétrica:

- Fios partidos nas ruas — Segundo dados da Abracopel, no ano passado, 53 casos deste tipo ocasionaram 43 mortes:  condições climáticas desfavoráveis (chuvas e ventos fortes), aliadas a problemas como linhas de pipa com cerol, que cortam os fios, ligações clandestinas (gatos), roubo de cabos para vender o metal, dentre outros, podem ocasionar a queda de um fio energizado na rua;

- Barraquinhas de ambulantes com ligação clandestina de energia (gato) — No ano passado, 32 acidentes com postes e grades energizadas, tiraram 25 vidas: Muitas vezes, barraquinhas sem autorização da prefeitura ligam, sem o devido cuidado e autorização, seu negócio diretamente à rede de energia. Além de crime, casos desse tipo expõem todas as pessoas a um enorme risco, pois basta um fio desencapado em contato com o metal dessas tendas para que qualquer um que a toque seja eletrocutado;

- Fique atento também aos carros alegóricos, trios elétricos, arquibancadas e palanques. Muitos deles possuem estrutura metálica associada a fios que garantem som, iluminação e efeitos pirotécnicos. Nesses casos, é necessário que todos ajam de forma preventiva. Evite trafegar debaixo da rede elétrica em trios elétricos ou veículos semelhantes, cuja altura possa expor as pessoas ao choque elétrico. Se você vir algum ato em desacordo com as normas de segurança, denuncie;

- Respeite a distância de segurança necessária entre os enfeites e a rede elétrica. Não use materiais condutores de eletricidade como fitas metalizadas, papel alumínio ou laminados fios de cobre;

- Não lance serpentinas ou confetes sobre a rede elétrica, sejam metálicos ou não;

- Não ligue ou use aparelhos elétricos próximos a duchas ou piscinas;

- Se você for vítima de colisão de veículos contra postes de energia: não saia do veículo! Você poderá tomar um choque se houver um cabo partido em contato com o automóvel;

- Não tente socorrer vítimas de colisão se houver fio partido. Ligue imediatamente para a Celesc (0800 48 0196) e o Corpo de Bombeiros (193).

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

 

 


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo participou na noite desta quinta-feira, 8, em Joinville, da posse da nova diretoria da Associação de Joinville e Região da Pequena, Micro e Média Empresa (Ajorpeme) e Instituto Ajorpeme. O comando da nova gestão fica a cargo do empresário do ramo de tecnologia, Victor Kochella, e no Instituto a Daniel Henrique Moreira.

“A Ajorpeme é uma instituição de muita credibilidade, tem um trabalho extraordinário de contribuição no desenvolvimento da cidade e da região. E a posse é o momento de reconhecer todo este trabalho, esforço, resultado e toda essa colaboração”, disse o governador.

O novo presidente Victor Kochella destacou que a entidade é a mais representativa em número de associados em Joinville e região. “Somos responsáveis por dois terços dos empregos formais.” O empresário agradeceu ao Estado por ter aprovado o SC Bem Mais Simples, responsável pela redução do tempo de abertura de 75% das empresas além de incentivar o empreendedorismo.

Durante o discurso, o governador destacou as ações e os desafios enfrentados pelo Governo do Estado para manter a força econômica catarinense diante do cenário de crise. Relatou o conjunto de ações para superar a crise: maior rigor nos gastos, investimentos em setores estratégicos, fortalecimento das exportações, renegociação da dívida, reforma da previdência e não aumentar tributos.

“Diferente de outros estados, não aumentamos impostos. Isso fez com que Santa Catarina se tornasse ainda mais competitiva. Não só o governo, mas a sociedade catarinense como um todo, apresentou avanços significativos”, informou.

Diante deste contexto, o governador salientou que, em 2017, Santa Catarina foi o Estado que mais gerou empregos com carteira assinada no país, registrando um saldo de 29.441 vagas no acumulado do ano, segundo dados do Ministério do Trabalho, sendo Joinville a cidade que mais abriu postos de trabalho. O crescimento do PIB catarinense de 4,3% em 2017, segundo dados do Banco Central, também foi o maior da nação. 

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Fotos: James Tavares / Secom

O governador Raimundo Colombo inaugurou nesta quinta-feira, 8, trecho da SC-477 entre Itaiópolis e Rio Negrinho, no Planalto Norte, obra que faz parte da ligação da região com o Vale do Itajaí. “Essa é uma obra muito importante, porque promove o desenvolvimento e a integração do Estado, trazendo um grande impacto positivo. É uma obra fundamental para manutenção do equilíbrio social de Santa Catarina. Uma das principais vantagens do nosso estado é a boa distribuição demográfica e a nova rodovia vai contribuir para a preservação desse modelo de sucesso”, destacou Colombo.

“Todas as obras em andamento no Estado são importantes, mas esta é muito especial. A ligação entre as regiões do Planalto Norte e o Vale do Itajaí encurta distâncias, aproxima as pessoas e faz com que as riquezas da região sejam transportadas de forma mais rápida e segura”, acrescentou o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini.

Para discutir as primeiras ações em 2018 contra o Aedes aegypti, ​uma videoconferência com representantes das secretarias estaduais de Saúde de todos os estados do Brasil foi realizada entre esta quarta e quinta-feira, dias 7 e 8, respectivamente. Por intermédio do Ministério da Saúde, em Brasília, o encontro abordou dados de visitas domiciliares, ações de prevenção no período de Carnaval e de parcerias com outros órgãos, como o Ministério do Turismo e do Meio Ambiente.   

Santa Catarina conta com ciclos de visitas, sendo seis por ano. As cidades mais críticas, que atualmente são 64 recebem uma atenção especial. De acordo João Augusto Fuck, da Gerência de Vigilância de Zoonoses e Entomologia da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), em relação ao período de Carnaval, o alerta contra o mosquito ocorrerá em conjunto com a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Logo após este período, uma grande ação midiática será colocada em prática, reforçando os métodos de prevenção e conscientização para a não proliferação do inseto.

A intenção também é intensificar as ações das agentes de saúde comunitárias e junto às escolas, inserindo esta conscientização no plano pedagógico das instituições. Um grande aliado para esta inserção é o Programa Saúde na Escola (PSE), que surgiu como um indutor de políticas entre as áreas de saúde e educação, na perspectiva da prevenção, promoção, atenção e formação à saúde de crianças, adolescentes e jovens da educação básica pública.

De acordo com o analista técnico de Políticas Públicas e Sociais do Ministério da Saúde, Marcílio Ferrari, o programa pode ser inserido de forma voluntária nas instituições e está presente em 90% dos municípios brasileiros, atingindo quase 120 milhões de pessoas. O coordenador das doenças do Aedes aegypti (dengue, zica e chicungunha) do Ministério da Saúde, José Brás Padilha, ressalta também que ao longo do ano parcerias com o Ministério do Turismo em eventos, regiões e datas especificas serão intensificadas, bem como com o Ministério do Meio Ambiente, principamente na questão dos resíduos sólidos.

Entre os dias 31 de dezembro de 2017 e 3 de fevereiro de 2018, o Estado apresentou um crescimento no número de focos do inseto de 71,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. De acordo com a Dive, foram identificados 2.073 focos do mosquito em 91 municípios. Destes, 64 já são considerados infestados, o que representa um aumento de 20,7% em relação ao mesmo período de 2017, quando Santa Catarina registrou 53 municípios nessa condição. Além de profissionais da secretaria de Saúde e da Casa Civil, técnicos da secretaria de Articulação Nacional do Estado também participaram da videoconferência.

Informações adicionais para a imprensa
Douglas Saviato
Assessoria de Imprensa 
Secretaria Executiva de Articulação Nacional
E-mail: douglas@san.sc.gov.br
Fone: (61) 3101-0900 / 99304-0198
Site: www.san.sc.gov.br 

material apreendido arma

A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São Lourenço do Oeste, prendeu uma quadrilha nesta madrugada, 8, suspeita de roubos em Santa Catarina, Paraná e no Rio Grande do Sul. A ação policial ocorreu em Campo Erê e resultou na prisão de seis pessoas (de 20, de 21, de 25, de 26 e dois de 32 anos). Foram apreendidos três veículos, uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 SPL, munições destes calibres e três veículos.

Segundo o delegado Eduardo Mattos, a organização criminosa é responsável por cerca de 20 roubos em residências, comércios e ônibus, nos últimos meses. “Inclusive, iriam realizar um roubo, nos próximos dias, em Campo Erê”, explica.

De acordo com o delegado, os policiais estão empenhados na captura de um sétimo integrante da quadrilha, que conseguiu fugir. As buscas contam com apoio do helicóptero do SAER/FRON. “Dos sete presos, cinco são do Rio Grande Sul e os outros dois são das cidades catarinenses de Modelo e Chapecó. Um dos presos, de 26 anos, natural de Erechin/RS, tinha dois mandados de prisão, pelo crime de roubo. Outro preso, de Chapecó, de 25 anos, era foragido da penitenciária do Paraná, onde cumpria pena pelo crime de roubo. Outro comparsa, de 32 anos, estava com mandado de prisão em aberto, pelo crime de contrabando”, relata.

Os presos foram autuados em flagrante pelos crimes de organização criminosa, porte ilegal de munição e porte de arma com sinal identificador, suprimido ou adulterado.

A ação contou com apoio de policiais civis das delegacias de comarca de Campo Erê, Quilombo, canil São Lourenço do Oeste, SAER FRON e SIC de Maravilha.

Uma coletiva está prevista para esta sexta-feira, 9, às 10h, na sede da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São Lourenço do Oeste.

Colabore com a Polícia Civil. Disque Denúncia 181.

Mais informações para a imprensa:
Juliana Balotin
Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional de São Lourenço do Oeste
E-mail: ascom@snx.adr.sc.gov.br e juliana.balotin@gmail.com
Fone: (49) 3372-1003 / 98832-9273
Site: sc.gov.br/index.php/regionais/saolourencodooeste 

 


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo e o secretário da Saúde, Acélio Casagrande, inauguraram nesta quinta-feira, 8, em Joinville, a reforma e ampliação de 43 leitos de recuperação clínica e cirúrgica do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt. Também foi autorizado o edital de licitação para 20 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do centro hospitalar, sendo 10 para cardiologia e 10 gerais.

“É uma conquista importante da comunidade. Uma obra que avança em tecnologia, melhora a estrutura da saúde e os serviços se ampliam e se qualificam. Há necessidade de ampliar e modernizar porque a maior reivindicação da população é a melhoria da saúde. E nós temos que oferecer essa proteção para as pessoas”, disse o governador ao contextualizar os avanços na expectativa de vida dos catarinenses e na redução da mortalidade infantil.

Os novos quartos são mais amplos, possibilitam ventilação com luz natural e as camas têm capacidade para pacientes de até 260 quilos. Os banheiros também foram completamente reestruturados e tiveram tamanho ampliado para acesso de macas e cadeirantes. Dos novos leitos, 18 passam a ser utilizados na sexta-feira, 9, e o restante da ala entra em funcionamento depois de concluída a higienização.

>>> Mais imagens na galeria

O investimento do Governo do Estado é de R$ 8,9 milhões somados aos 42 leitos entregues em outubro de 2015. Essa quantia também foi destinada à construção de salas de estar e áreas de estudo e reuniões, uma forma de humanizar a ala de recuperação. Além disso, todo o setor está climatizado, inclusive corredores e postos de enfermagem.

“Essas melhorias significam a humanização para aqueles que necessitam. É uma obra fundamental, pois a demanda de atendimentos é grande. E a população precisa de mais leitos. Vamos conseguir proporcionar para a população uma qualidade melhor na assistência à saúde. É um grande ganho”, salientou o secretário Casagrande.

Desde 2014, o HRHDS, referência em cardiologia, apresenta um crescimento gradativo do número de atendimentos. Em 2017, entre serviços de pronto socorro, ambulatoriais, internações e cirurgias, foram prestados 101.176 atendimentos.

A diretora da unidade de saúde, Tânia Eberhardt, destacou que as melhorias representam um grande avanço, oferece ainda mais eficiência e qualidade para a saúde de Joinville e todas as regiões que atende. “Aqui era uma ala antiga deste hospital, onde funcionava a pediatria e quando abriu o hospital infantil esses leitos ficaram fechados. Então, efetivamente o que estamos abrindo hoje são 43 novos leitos para atender a comunidade. E a nossa expectativa é de que o pronto socorro possa diminuir o número de pessoas internadas nele, bem como pacientes que hoje ficam um ou dois dias aguardando vagas no hospital.”

Também participaram da inauguração a secretária Regional Simone Schramm o prefeito de Joinville, Udo Döhler , deputados federais e estaduais, funcionários e comunidade.

Mais investimentos

O Hospital Regional Hans Dieter Schmidt é referência para o Ministério da Saúde em procedimentos cardíacos. Possui 20 leitos de UTI e com o edital de licitação terá sua capacidade dobrada – 10 novos leitos de cardiologia e 10 gerais. O projeto orçado em R$ 8,9 milhões atende a parte estrutural, elétrica, hidrossanitária, climatização, exaustão, renovação de ar e tratamento de gases medicinais.

O Governo do Estado conclui nos próximos meses a reforma e readequação da subestação de energia elétrica do hospital que inclui a construção de um novo prédio para receber toda a casa de máquinas. A entrega está prevista para o mês de março com investimento de R$ 2,5 milhões.

Além disso, cinco novas salas do centro cirúrgico estão na fase final, investimento de R$ 11,5 milhões. Neste mesmo valor está incluída a nova central de materiais esterilizados (CME), concluída e em funcionamento desde o ano passado.

Investimentos entregues

Sistemas de iluminação e condicionamento de ar e refrigeração mais eficientes, viabilizados em abril de 2015 pelo Programa de Eficiência Energética da Celesc Distribuição, num investimento de R$ 670 mil. O trabalho contemplou substituição de 2.798 lâmpadas, 1.546 luminárias, quatro refrigeradores e 114 condicionadores de ar.

Três focos cirúrgicos de uso móvel com LED, quatro eletrocardiógrafos de quatro canais e 60 carros auxiliares para banho e curativo. Novo ultrassom ecocardiógrafo, duas novas ambulâncias. Aquisição de 130 camas hospitalares para os novos leitos do hospital com capacidade para pacientes de até 260 quilos e contam com três regulagens.

O Governo do Estado investe aproximadamente R$ 21,8 milhões por mês no funcionamento manutenção dos três hospitais públicos em Joinville: o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, a Maternidade Darcy Vargas e o Hospital Infantil Jeser Amarante Faria. Neste valor está incluído o custeio e pagamento de servidores.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Os mais de 40 mil profissionais da Educação de Santa Catarina começaram as atividades para 2018 nesta semana. Professores, gestores, assessores e assistentes de educação das 1.073 escolas estão reunidos até sexta-feira, 9, para o Curso de Formação Continuada Descentralizada de Professores: Planejamento e Gestão Pedagógica. A iniciativa é da Secretaria de Estado da Educação, executada nas 36 Regionais por meio das Gerências Regionais de Educação e Coordenadoria da Grande Florianópolis.

O objetivo principal é a preparação de todos para o início de mais um ano letivo. Entre os principais assuntos da formação, está o aperfeiçoamento do processo de avaliação da aprendizagem e a elaboração dos Planos de Ação de cada unidade escolar e do curso/currículo anual das disciplinas articulado ao Projeto Político Pedagógico (PPP).

De acordo com a gerente de Gestão de Educação Básica e Profissional, Zulmara Luiza Gesser, o planejamento é o primeiro passo para organizar os conteúdos que serão ministrados ao longo do ano. “Este é o momento para definir e reforçar os aspectos pedagógicos para possibilitar a apropriação do conhecimento das diferentes áreas por parte dos alunos. Também é um momento de aproximação de todos os profissionais das escolas com foco no trabalho coletivo que melhore ainda mais a educação catarinense”, destaca.

O encontro também será para apontar as necessidades e os possíveis desafios que podem ser enfrentados no ambiente escolar, com a ideia de buscar estratégias em conjunto com os profissionais.

Ao todo a formação terá carga horária de 40h e está envolvendo os profissionais de todas as modalidades de ensino, sendo do Fundamental ao Médio (Regular, Integral, Profissional, Inovador).

Informações adicionais para a imprensa
Edinéia Rauta
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Educação  - SED
E-mail: edineiarauta@sed.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-0353 / 3664-0161 / 3664-0356 / 9-9980-3136
Site: www.sed.sc.gov.br

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde (SES) alerta para o número de focos do Aedes aegypti que, entre os dias 31 de dezembro de 2017 e 3 de fevereiro de 2018, apresentou um crescimento de 71,7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Foram identificados 2.073 focos do mosquito em 91 municípios. Destes, 64 já são considerados infestados, o que representa um aumento de 20,7% em relação ao mesmo período de 2017, quando Santa Catarina registou 53 municípios nessa condição. A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

>>> Mais informações no Boletim Epidemiológico

Diante do risco de epidemias das doenças transmitidas pelo mosquito – dengue, zika e chikungunya, especialmente durante o Verão, estão sendo intensificadas as ações de prevenção e controle do Aedes aegypti em todo o território catarinense. Destaque para as reuniões mensais da Sala Estadual de Situação, a supervisão e assessoria aos municípios e distribuição de material informativo para ações de educação em saúde.

“As condições climáticas contribuem para o aumento do número de focos no Verão. Combinações de chuvas e altas temperaturas propiciam a proliferação do mosquito”, observa João Augusto Fuck, da Gerência de Vigilância de Zoonoses e Entomologia da DIVE.”Entretanto, a prevenção é responsabilidade de todos, uma vez que locais com água parada são perfeitos para reprodução do mosquito”, complementa Fuck.

Informações adicionais para a imprensa:
Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive)
Secretaria de Estado da Saúde
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
E-mail: divecomunicacao@saude.sc.gov.br
www.dive.sc.gov.br




 


Foto: James Tavares / Secom

O Governo do Estado definiu o calendário de atendimento dos órgãos públicos durante o Carnaval 2018. Foram estabelecidos pontos facultativos nos dias 12 e 13 de fevereiro, segunda e terça-feira, e na parte da manhã do dia 14 de fevereiro, quarta-feira de Cinzas. O decreto 1.460/2018 foi publicado no Diário Oficial do Estado, no dia 30 de janeiro, e vigora para todos os órgãos e as entidades da administração direta, autarquia e fundação do Poder Executivo Estadual.

O decreto estabelece que os serviços públicos essenciais devem ser garantidos com escalas de plantão ou ato definido pela autoridade competente. São considerados serviços públicos essenciais: tratamento e abastecimento de água; produção e distribuição de energia elétrica, gás e combustíveis; assistência à saúde; distribuição e comercialização de medicamentos; captação e tratamento de esgoto; e as atividades finalísticas das secretarias da Segurança Pública, Saúde, Defesa Civil, Educação, Justiça e Cidadania e da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc).

Veja o esquema de plantão para o período

Saúde

Os atendimentos nos hospitais públicos serão mantidos em esquema de plantão durante todos os dias.

O Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) realizará horário especial de atendimento durante o Carnaval. Confira abaixo a programação completa.

Dia 10/02 – Sábado

– O Hemocentro Regional de Blumenau abrirá normalmente;

Dia 12/02 – Segunda-feira

– Abertura normal dos Hemocentros;

– As Unidades de Coleta de Tubarão e Jaraguá do Sul estarão fechadas;

Dia 13/02 – Terça-feira

– Não haverá atendimento ao público externo;

Dia 14/02 – Quarta-feira

– Abertura de todo o Hemosc a partir das 13h.

Casan

A Casan não terá expediente interno nos dias 12 e 13. Nestes dias, será mantido o atendimento de emergência 24 horas pelo 0800-643-0195. O atendimento normal volta na quarta-feira, 14, às 12h. Durante o feriado de Carnaval, a Casan terá equipes duplicadas na área operacional (consertos, vazamentos e outros) e na área de atendimento pelo 0800-643-0195, chat e redes sociais, para responder a atender todas as ocorrências para o pleno abastecimento de água.

Celesc

A Celesc não terá expediente interno nos dias 12 e 13. O atendimento retorna no dia 14, às 13h.

Para atendimento nestes dias, o consumidor da Celesc poderá dispor do Call Center pela discagem gratuita – 0800-48-0196 (emergências) ou 0800-48-0120 (comercial).

Além do call center, casos de falta de luz poderão ser informados por meio de SMS – mensagens de texto de celular – para o número 48196, com a mensagem SEM LUZ e CPF do titular ou número da unidade consumidora.

Durante o feriado de Carnaval, a Celesc terá equipes extras para responder a possíveis ocorrências na rede de distribuição.

Segurança

As Delegacias de Polícia Civil (181), a Polícia Militar (190), o Corpo de Bombeiros (193) e órgãos como o Instituto Geral de Perícias (IGP) e o Instituto Médico Legal (IML) funcionarão todos os dias em esquema de plantão.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) o Ciretrans e Citrans não funcionarão no período do Carnaval, retornando os serviços somente a partir de quarta-feira, 14, em horário especial das 13h às 19h.

Vale lembrar que também é possível registrar Boletim de Ocorrência pela internet neste link da Polícia Civil.

Defesa Civil

A Secretaria de Estado da Defesa Civil orienta a população, em caso de emergência, que comunique à coordenadoria municipal de Defesa Civil, no telefone 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. O cidadão também pode entrar em contato com a Defesa Civil do Estado, no plantão 24 horas, que conta com equipes de prontidão. O telefone é o (48) 3664-7000.

Comunicação

A Secretaria de Estado da Comunicação estará de plantão para atendimento à imprensa, atualização do portal do governo e das redes sociais durante o período do recesso. Acesse aqui a lista completa dos assessores de todas as secretarias e órgãos do Governo do Estado.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC