O presidente da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc), Fabrício Oliveira, assinou nesta segunda-feira, 22, o edital para concurso público com 34 novas vagas. “Nosso número de efetivos está sendo dobrado, pois há muitos anos o quadro da Jucesc estava desfalcado”, explica. As inscrições iniciam nesta terça-feira, 23, e seguem até dia 22 de agosto. O edital estará disponível no site da Fepese.

São 15 vagas de nível superior, no qual duas são para advogado autárquico, 11 para analista técnico em gestão de registro mercantil com formação em contabilidade, administração, economia ou direito e mais duas para analista técnico em gestão de registro mercantil com formação em informática. As 19 vagas para nível médio são para técnico em atividades administrativas. As provas serão realizadas em 15 de setembro de 2013.

Segundo Fabrício, com esta ação o processo se tornará mais ágil, melhorando a qualidade do atendimento aos empresários. “Esta é uma das ações que compreendem a nova Junta Comercial. Lançaremos, em breve, a Junta Digital e também o projeto piloto do sistema de abertura de empresas em Santa Catarina”, completou.

A Junta Comercial é vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). "A Jucesc está caminhando com firmeza no objetivo que nós traçamos, de ser um facilitador do desenvolvimento econômico de Santa Catarina e de se tornar na grande referência desse desenvolvimento", frisou o titular da SDS, Paulo Bornhausen.

Informações adicionais:
Michelle Nunes 
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável 
E-mail: michelle@sds.sc.gov.br 
Telefone: (48) 3665-2256 

A Secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina reforça o alerta para riscos de chuva forte, com possibilidade de ocorrer deslizamentos e alagamentos em vários municípios, principalmente no Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte.

Em Itajaí, mais de dez pessoas foram encaminhadas para um abrigo devido às consequências da maré-alta no domingo, 21, no bairro Cordeiro. Alagamentos ocorreram na avenida Ministro Victor Konder e nas ruas Prefeito Paulo Bauer, Samuel Heusi, Pedro Ferreira e Silva devido a maré alta. No bairro Espinheiro, a Defesa Civil municipal também registrou famílias afetadas.

Em Blumenau, no Vale do Itajaí, chove desde às 17h do último sábado. Na cidade, o pico máximo da situação do Rio Itajaí-Açú foi de 5,01 m às 18h do domingo, dia 21. Até agora foram registrados pequenos deslizamentos em 14 pontos. No bairro Vila Formosa, ocorreu o deslizamento de um barranco nos fundos de uma residência, obrigando ao corte de uma árvore que ameaçava cair no local, e no bairro Glória, também uma família ficou assustada por conta da quantidade de barro que caiu de um barranco e atingiu a residência.

Relatório de ocorrências - Atualizado em 22/07/2013, às 17h50

Município

Detalhamento

Decreto Municipal

Solicitações à SDC

1

Biguaçu

- Moradores de ruas abrigados pelo município, porém alguns permanecem nas ruas por opção;

- um homem faleceu.

Não

Solicita cobertores, colchões e vestimentas.

2

Lages

- Moradores de ruas abrigados pelo município;

- Registro de ocorrência de neve.

Não

Solicita cobertores.

3

Correia Pinto

Aguardando informações.

Não

Solicita cobertores.

4

São José

- Moradores de rua sendo encaminhados para abrigo da prefeitura.

Sim

Decreto Municipal

(não solicitou homologação da Defesa Civil Estadual)

Não

5

Blumenau

- Chuva atingiu 100 mm;

- pontos de alagamentos já normalizados;

- 14 pontos de pequenos deslizamentos.

Não

Não

6

Itajaí

- No domingo, 21, foram registradas ruas alagadas por maré alta;

- um abrigo aberto com 20 pessoas.

Não

Não

7

Camboriú

- três bairros com alagamento, sendo 25 ruas alagadas (média de 20 casas atingidas).

Não

Não

8

Balneário Camboriú

- Segue monitoramento pontos de escorregamentos de encostas.

Não

Não

9

Penha

- uma rua alagada.

Não

Não

10

Jaraguá do Sul

- Possui área de deslizamento com três residências interditadas;

- acumulado de chuva de 120 mm.

Não

Não

11

Balneário Barra do Sul

- Áreas com erosão marinha.

Não

Não

12

Guaramirim

- Estão sendo monitoradas encostas nas áreas de risco.

Até o momento sem interdição.

Não

Não

13

Joinville

 - Área de alagamento no bairro Morro do Meio;

- Monitoramento em encostas.

Não

Não

14

Ilhota

- Alagamentos;

- Escorregamento de uma encosta atinge fundos de uma casa.

Não

Não

 

Informações adicionais:

Pamela Marin 
Secretaria de Estado da Defesa Civil 
E-mail: defesacivilsc@gmail.com 
Telefone: (48)3244-0600 

A Gerência de Assistência Social, Trabalho e Habitação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Maravilha prepara a III Conferência Macro Regional de Promoção da Igualdade Racial. O evento está programado para o dia 9 de agosto, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores de Maravilha, com início previsto para as 13h, tendo como tema “Democracia e Desenvolvimento Sem Racismo: por um Brasil Afirmativo”.

“Os objetivos da Conferência são reafirmar e ampliar o compromisso dos governos e da sociedade com políticas de enfrentamento ao racismo e de promoção da igualdade como fatores essenciais à democracia plena e ao desenvolvimento com justiça social, avaliando os avanços obtidos e os desafios a serem enfrentados após 10 anos de implementação da Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial”, pontua o Gerente Carlos Mello, acrescentando que além disso serão discutidos os mecanismos de enfrentamento ao racismo.

O secretário Regional de Maravilha, Valci Dal Maso, agradeceu a oportunidade de sediar o evento em conjunto com os 14 municípios de abrangência da Regional, ressaltando o compromisso e importância da causa. Frisou ainda a colaboração das secretarias de desenvolvimento regionais parceiras na organização do evento.

Estão envolvidas nesta Conferência 11 SDRs, representantes da sociedade civil e governamental das etnias envolvidas de 75 municípios da região, que vão eleger 22 delegados para a etapa Estadual.

{text}

A equipe da Epagri/Ciram divulga a previsão de neve, entre esta segunda, dia 22, e madrugada de terça, 23, e frio extremo com geada forte e ampla nesta semana em SC.

Neve: o frio aumenta ainda mais no decorrer da segunda-feira, 22, o que aliado à elevada umidade mantém a condição de neve e chuva congelada nas áreas altas do Planalto Sul, Oeste, Meio Oeste e Planalto Norte até o início da madrugada de terça-feira. No Planalto Sul, há previsão de acumulo significativo de neve.

Desde a madrugada desta segunda-feira, 22, já ocorreram em diversos municípios de Santa Catarina neve e chuva congelada (veja lista abaixo). 

Neve: precipitação de cristais de gelo formados diretamente pelo congelamento do vapor d'água que se encontra suspenso na atmosfera. A neve pode cair como partículas mais pesadas, as chamadas pelotas de neve ou como grãos de neve, com diâmetro inferior a um milímetro, e que formam flocos de neve que caem em pequena quantidade.

sao joaquim 20130722 1491204294
São Joaquim. Foto: Prefeitura São Joaquim/Divulgação. Mais imagens na galeria


Chuva congelada: a precipitação cai na forma de gelo, mas não é confundida com granizo porque ocorre sempre em áreas de transição entre a chuva e a neve. Costuma-se dizer que é o estágio inicial da neve antes de chegar na sua forma tradicional em flocos.

Ocorrência de neve (lista atualizada às 17h): Água Doce, Bom Jardim da Serra, Caçador, Campos Novos, Catanduvas, Chapecó, Coronel Freitas, Erval Velho, Herval do Oeste, Itapiranga, Iporã do Oeste, Jaborá, Joaçaba, Lages, Lebon Régis, Painel, Pinhalzinho, Pinheiro Preto, São Miguel d'Oeste, São Joaquim, Tangará, Timbó Grande, Urupema, Xanxerê e Xaxim.

sao joaquim 20130722 1389118343
São Joaquim. Foto: Wagner Urbano/Divulgação. Mais imagens na galeria

Ocorrência de chuva congelada (lista atualizada às 17h): Água Doce, Campos Novos, Canoinhas, Capinzal, Catanduvas, Chapecó, Faxinal dos Guedes, Joaçaba, Macieira, Lacerdópolis, Lebon Régis, Pinheiro Preto, Salto Veloso, São Domingos, São Joaquim, Urupema, Videira e Xanxerê.

Outros alertas:
Geada: forte e ampla no Estado, no amanhecer de terça-feira, 23, especialmente no Oeste, e nas demais regiões entre a noite de terça, 23, e o amanhecer de sexta-feira, 26, com risco para agricultura e pecuária. Não se descarta a possibilidade de geada negra especialmente nas áreas altas do Oeste, Meio Oeste, Planalto Sul e Planalto Norte, principalmente na terça-feira, 23.

Chuvas: entre esta segunda-feira, dia 22, e o início de terça-feira, 23, persiste a condição de chuva mais significativa no Norte de SC. No Planalto Norte e Litoral Norte, região que já choveu bastante nas últimas 48h, há previsão de chuva mais intensa. No Vale do Itajaí, a previsão é de acumulado de chuva entre 20 mm e 40 mm.

Temperatura extrema: no período noturno desta segunda-feira, 22, até a quinta-feira, 25, há previsão de temperatura mínima próxima de 0°C e negativa em boa parte do Estado. Mas é no amanhecer de quarta-feira, 24, que se espera temperaturas entre -10°C a -8°C, especialmente em Urupema, Urubici, Painel, Bom Jardim da Serra e São Joaquim, dentre outras com altitude próxima a 1000 m. No Litoral, as mínimas podem variar entre 0°C a 4°C.

Risco de congelamento na pista: em alguns trechos da Serra do Rio do Rastro, Corvo Branco, Dona Francisca, e trechos em cidades altas, no fim desta segunda, 22, e madrugada de terça-feira, 23.

Vento e mar agitado: no decorrer desta segunda, 22, e na terça-feira, 23, há previsão de ventos moderados a fortes de Sudoeste a Sul e mar muito agitado no Litoral Catarinense, com picos de onda de 2,5 a 3 metros, devido a um Ciclone Extratropical entre a costa do Uruguai e sul do Rio Grande do Sul e o avanço da intensa massa de ar polar (sistema de alta pressão) pelo Sul do Brasil. O vento deve ser constante no período com rajadas de 60 a 80km/h, com risco para navegação e atividades de pesca. 

Observação: possibilidade de alagamentos isolados em Florianópolis, associado à maré. Condição meteorológica e oceanográfica favorece novos alagamentos no Sul da Ilha de Santa Catarina, na rodovia Diomício Freitas, que dá acesso ao aeroporto Hercílio Luz e CentroSul. Ventos do quadrante sul provocam o empilhamento da água junto a costa, o que associado à maré, pode resultar em novos alagamentos nesses locais nesta segunda-feira (14:51h) e na terça-feira (2:43h e 15:15h).

Caso se confirmem as previsões, a Defesa Civil recomenda:

Deslizamentos de terra: deve ser observada qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Alagamentos: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Geada forte e ampla: agricultores deverão tomar medidas preventivas. A Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca divulgou orientações sobre a onda de frio e geada. Veja aqui.

Onda de frio intenso: atenção com população mais vulnerável, como moradores de rua, famílias carentes, idosos e crianças. Orientações para a população e prefeituras em como se proteger e agir em relação à onda de frio podem ser obtidas na Secretaria de Estado da Saúde e na Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação.

Gelo e neve na pista: o Batalhão da Polícia Militar Rodoviária de Santa Catarina divulgou nota orientativa em relação à Operação Neve na pista 2013.

Mar agitado: perigo a navegação e a atividade de pesca.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 4009-9816.

 

Mais informações

Qualquer informação adicional pode ser obtida por meio do telefone da redação da Secom/SC no (48) 3665-3006. As fotos também estão disponíveis na página Galeria de Fotos e são de uso livre da imprensa. Para pedidos de fotos ou outro material de imagens, favor enviar no fotografia@secom.sc.gov.br ou diretamente pelo telefone (48) 3665-3013.

Estamos à disposição.

 

Até o dia 27 de julho, a cidade de São João do Oeste sedia a 5ª edição da Deutsche Woche (Semana Alemã). A festa foi realizada pela primeira vez em 2009, no intuito de manter e incentivar a cultura alemã no município. O evento tem o apoio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, através do Funcultural.

deutsche woche 20130722 1721747196
Divulgação prefeitura São João do Oeste

A abertura oficial da 5ª Deutsche Woche aconteceu na tarde de domingo com cerimonial que contou com participação de autoridades. Em seguida teve a sangria do 1º barril de chopp, feito pelas soberanas do município, Show com a cantora alemã Franziska Fischer e matinê com a Bandinha do Garrafão, além dos concursos do serrote e do chopp em metro.

Os visitantes poderão acompanhar apresentações de bandas tradicionais alemãs, celebrações religiosas, concursos, jogos, comidas típicas e bailão de chopp – isso sem contar uma decoração especialmente elaborada pela organização do evento.

A programação pode ser conferida no site da prefeitura de São João do Oeste: www.saojoao.sc.gov.br

{text}

O ex-presidente da Embrater (Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural), ex-secretário estadual de Agricultura e fundador do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Glauco Olinger, vai integrar o quadro de titulares da Academia Brasileira de Ciência Agronômica. A solenidade de posse acontece nesta quarta-feira, dia 24, às 18h, em sessão especial da 65ª Reunião da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no auditório Centro de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Cidade Universitária, Recife (PE).

A indicação do nome de Olinger para integrar a Academia Brasileira de Ciência Agronômica foi do secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, João Rodrigues, em setembro de 2011. “Glauco Olinger é uma das mais importantes referências do setor agrícola catarinense, por isso sua indicação. Ele incentivou o desenvolvimento da moderna agricultura de Santa Catarina, modelo para vários outros estados brasileiros. Contribuiu para o desenvolvimento das cadeias produtivas de arroz irrigado, maçã, uva, gado de leite, suínos e aves, dentre outros”, destaca Rodrigues.

Olinger foi secretário de Estado da Agricultura nos governos de Ivo Silveira (1966-1971) e Colombo Salles (1971-1975), e é responsável pelo plano de implantação do curso de agronomia na Universidade Federal de Santa Catarina (UfSC). Olinger também participou da instalação do Ministério da Agricultura e Pesca, em Cabo Verde e da fundação do Serviço de Extensão Rural em Angola.

Informações adicionais:
Ney Bueno
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Telefone: (48) 3239-4137

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) fará até esta quarta-feira, 24, as inscrições do Processo Seletivo nº 06/2013.

Ao todo, serão contratados 29 professores substitutos em caráter temporário, por prazo não superior a quatro anos, na falta de docente efetivo. O número de horas de trabalho varia conforme a área de conhecimento.

Há vagas em Balneário Camboriú,Chapecó, Florianópolis (Cead e Esag),IbiramaJoinvilleLagesLaguna eSão Bento do Sul. Para se inscrever, é preciso comparecer aos centros até o último dia do prazo ou enviar os documentos pelo correio.

Os endereços e os horários constam no item 3.3 do edital, que está disponível com anexos, ementas e ficha de inscrição no Portal Udesc.

Os candidatos passarão por avaliação de títulos e farão prova escrita de conhecimento, além de outra de didática ou prática experimental, entre 31 de julho e 2 de agosto.

Mais informações podem ser obtidas com os centros da Udesc envolvidos no processo seletivo.

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Rodrigo Brüning Schmitt
E-mail: rodrigo.schmitt@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143

O Governo do Estado definiu o cronograma dos encontros regionais para esclarecimentos e orientações sobre o Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) que destinará mais de R$ 500 milhões em investimentos às prefeituras catarinenses. As reuniões serão realizadas nos dias 25, 26, 29 e 30 de julho, em oito regiões do Estado: São Miguel do Oeste, Chapecó, Joaçaba, Lages, Blumenau, Joinville, Criciúma e Grande Florianópolis (veja cronograma abaixo). 

De acordo com o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, o objetivo dos encontros será apresentar detalhes do fundo, esclarecer procedimentos e repassar orientações a todos os 295 municípios catarinenses para o envio dos projetos a partir do mês de agosto. Além da Casa Civil, estão envolvidas na organização dos encontros as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs); a Secretaria da Fazenda, gestora do Fundam, e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que assinou contrato junto ao Governo do Estado para atuar como agente do fundo.

O Fundam

Criado pela lei 16.037 e regulamentado pelo decreto 1.621, o Fundo de Apoio aos Municípios destinará R$ 500 milhões exclusivamente para investimentos nas cidades catarinenses. O principal critério para a distribuição dos recursos será o número de habitantes por município. A intenção do Governo do Estado é que as prefeituras recebam, no mínimo, R$ 700 mil e que municípios com mais de 50 mil habitantes possam pleitear cerca de R$ 3 milhões.

Os recursos poderão ser utilizados nas áreas de infraestrutura referente à logística e mobilidade urbana; construção e ampliação de prédios nas áreas de Educação, Saúde e Assistência Social; construção de centros integrados nas áreas de desporto e lazer; saneamento básico; aquisição de equipamentos e veículos novos, fabricados no território nacional, destinados às atividades finalísticas dos serviços de saúde e educação públicas; e para a compra de máquinas e equipamentos rodoviários novos, fabricados no país, destinados às atividades operacionais das prefeituras.

Para receber o dinheiro, os municípios deverão cadastrar os planos de trabalho no portal SCtransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br), novo modelo de transferência voluntária de recursos adotado pelo Governo do Estado em 2013, e também apresentar a documentação ao BRDE que fará a análise das propostas e emitirá parecer técnico. Cada município poderá apresentar duas propostas de trabalho.

Cronograma dos encontros regionais

Data

Horário

Local

SDRs e municípios envolvidos

25/07

8h às 11h

Auditório do IFSCem São Migueldo Oeste

São Miguel do Oeste (7 municípios); Itapiranga (5), Dionísio Cerqueira (6), São Lourenço (7) e Maravilha (14). Total: 39 municípios

25/07

15h às 18h

Auditório da Prefeitura de Chapecó

Chapecó (9 municípios); Quilombo (6), Xanxerê (14), Seara (8) e Palmitos (8). Total: 45 municípios

26/07

8h às 11h

Auditório da Unoesc em Joaçaba

Joaçaba (13 municípios), Caçador (7), Campos Novos (8), Concórdia (7) e Videira (7). Total: 42 municípios

26/07

15h às 18h

Auditório da SDR de Lages

Lages (12 municípios), São Joaquim (6) e Curitibanos (5). Total: 23 municípios

29/07

8h às 11h

Auditório da SDR de Blumenau

Blumenau (5 municípios), Ibirama (9), Taió (6), Rio do Sul (7), Timbó (7), Ituporanga (9) e Brusque (8). Total: 51 municípios.

29/07

15h às 18h

Auditório da SDR de Joinville

Joinville (8 municípios), Jaraguá do Sul (5), Mafra (7), Canoinhas (6). Total: 26 municípios

30/07

8h às 11h

Auditório da SDR de Criciúma

Criciúma (12 municípios), Braço do Norte (7), Tubarão (7) e Araranguá (15). Total: 41 municípios.

30/07

15h às 18h

Auditório da Univali no MundoCar Mais Shopping em São José

Grande Florianópolis (13 municípios), Itajaí (9) e Laguna (6). Total: 28 municípios.

Mais informações:
Maiara Gonçalves
Assessoria de Comunicação
comunicacao@scc.sc.gov.br
(48) 3665-2005 / 8843-3497 

 

A busca por novos conhecimentos é condição fundamental para a ampliação da competitividade em qualquer setor produtivo. Em sua 13º edição, o Encontro Nacional sobre Fruticultura de Clima Temperado (Enfrute), realizado a partir desta terça, dia 23, até quinta-feira, dia 25, no Parque da Maçã, em Fraiburgo, reúne bianualmente perto de mil participantes de todo o setor frutícola, da produção à comercialização, passando pela pesquisa e ensino, além de aproximadamente 50 empresas expositoras. Nesta terça-feira, 23, às 10h, o secretário-adjunto de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies, participa da abertura oficial do evento.

O encontro propicia uma atualização técnica imediata de conhecimentos recentemente desenvolvidos pela pesquisa agropecuária brasileira e mundial. A parte técnica desta edição será desenvolvida em duas sessões, uma de palestra, com 23 palestrantes, sendo 11 internacionais e outra de apresentação de pôsteres, com 198 trabalhos inéditos de pesquisa em fruticultura, dando oportunidade aos estudantes e pesquisadores, de difundirem seus trabalhos diretamente ao público consumidor abordando os conhecimentos e tecnologias em desenvolvimento.

A fruticultura de clima temperado é uma atividade de grande importância para o Sul do Brasil, viabilizando um grande número de pequenas propriedades rurais. A manutenção da renda destas propriedades nesta atividade é dependente cada vez mais de tecnologias visando a redução de custos, aumento da produção e minimização dos impactos ambientais, por meio de um sistema de produção sustentável.


Segue a programação do Enfrute:

23/07 – TERÇA-FEIRA
8h – INSCRIÇÕES
10h – SOLENIDADE DE ABERTURA

BLOCO l – MANEJO DE POMAR
Coordenadores: Marcelo Couto e Atsuo Suzuki
11h – Porta enxertos de macieira – serie CG – Genaro Fazio – Cornell University – Estados Unidos
12h30 – Almoço
13h – Apresentação de Pôsteres
13h30 – Cobertura de Pomares – Michael Blanke – Horticultural Science, University of Bonn, Alemanha
14h30 – Preservação Industrial de Madeiras - Silvio J de Lima. Administração de Empresas – Faculdades Metropolitanas Unidas – FMU. MBA – Gestão Empresarial – Instituto Nacional de Pós Graduação
15h15 – Intervalo
15h30 – Queimadura de frutas – causas e prevenções – Josef Racsko – Valent BioScience Crop – Estados Unidos
16h15 – A experiência com poda mecânica e poda de raiz em pomares nos Estados Unidos – José Carlos Fachinello – Universidade Federal de Pelotas
17h – Estratégia de controle da mosca das frutas em fruteiras de clima temperado – Marcos Botton – Embrapa Uva e Vinho
17h45 – Controle biológico de doenças – Denise Naknat – USA ,Bayer CropScience

24/07 – QUARTA-FEIRA
BLOCO ll – RALEIO E DIVERSOS
Coordenadores: Gilmar Marodin e João Peterson Pereira Gardin
8h – Raleio químico em Pessegueiro – Danilo Cabrera - Nacional Agriculture Research Institute – Uruguai
9h – Raleio químico da ameixeira – Alexandre Pavanello, Eng. Agro
9h45 – Intervalo
10h15 – Influência dos carboidratos na abscisão de frutos e regularização da produção - Michael Blanke – Horticultural Science, University of Bonn, Alemanha
11h – Avanços no desenvolvimento de reguladores de crescimento na fruticultura - Josef Racsko – Valent BioScience Crop – Estados Unidos
11h45 – Destanização do Caqui – Ricardo Kruge- USP/Piracicaba
12h30 – Almoço
13h – Apresentação de Pôsteres

BLOCO lll – QUALIDADE DE FRUTAS
Coordenadores: Cassandro V.T. do Amarante e Gilberto Nava
13h30 – Diagnostico de qualidade da maçã no Brasil – Luiz Carlos Argenta – Pesquisador da Epagri/Estação Experimental de Caçador
14h – Métodos de aprimoramento da Qualidade de Frutas de Clima Temperado. Experiências do Estado de Washington, Estados Unidos. Eugene M. Kupferman – Professor Emérito da Washington State University, USA
15h – Usando a percepção dos consumidores para produzir lucratividade para a indústria de maçãs. Roger Harker, PhD, Principal Scientist The New Zealand Institute for Plant & Food Research Limited. Auckland, New Zealand
16h – Disposição dos consumidores pagarem por qualidade e características (tipos) de maçãs. Karina Gallardo, PhD. School of Economic Sciences, Tree Fruit Research and Extension Center. Washington State University
17h – Trabalhando com consumidores para definir qualidade de maçãs. Ann Colonna, M.S. Sensory Program Manager, Food Innovation Center, Oregon State University
18h – Debate
18h30 – Controle do crescimento com uso do Viviful – José Luiz Petri – Epagri/Estação Experimental de Caçador
19h45 - COQUETEL

25/07 – QUINTA-FEIRA
BLOCO lV – DIVERSOS
Coordenadores: Marcus Vinicius Kvitschal – Marco Antonio Dal Bó
8h – Tecnologia para a produção de pera no Brasil – Prof. Leo Rufatto - UDESC
8h45 – Pequenas frutas – estratégias para o desenvolvimento – Luiz Eduardo Correa – Embrapa Clima temperado
9h30 – INTERVALO
10h – Cancro Europeu – estratégias de controle – Rosa Maria Valdebenito Sanhueza - Proterra
10h45 – Comportamento de clones de macieira em diferentes regiões – João Fioravanço – EMBRAPA UVA E VINHO
11h30 – Novo código florestal e seus reflexos na fruticultura – Valdir Colatto – Deputado Federal
12h30 – Encerramento

Informações adicionais:
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Telefone: (48) 3239-4084

A segunda visita de famílias que têm crianças com deficiência, iniciativa do projeto Família no Museu, do Centro de Educação a Distância (Cead), da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), será a exposição coletiva "Poéticas do Desenho", em cartaz na Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis, em 4 de agosto, das 15h às 17h.

As inscrições para participar da segunda visita podem ser feitas das 13h às 18h pelo telefone (48) 3321-8471 ou pelo e-mail familianomuseu@gmail.com.

A primeira visita ocorreu em 14 de julho, na Fundação Hassis, no Bairro Itaguaçu, com a presença de 17 pessoas de quatro famílias. Elas conheceram a exposição "Diário-Imagens –Grafias", de cinco artistas. O projeto Família no Museu é do grupo de pesquisa Educação, Arte e Inclusão, da Udesc Cead, e busca possibilitar o acesso de famílias com crianças deficientes aos museus da Capital.

Os encontros serão realizados a cada três semanas, sempre aos domingos, das 15h às 17h, e acompanhados pela mediadora educativa especializada Priscila Anversa, que concluiu o Mestrado em Artes Visuais no Centro de Artes (Ceart), da Udesc. Ela e os artistas explicarão o tema da exposição e, em seguida, realizarão uma oficina com as famílias.

A exposição

A exposição "Poéticas do Desenho", em cartaz na Rua Visconde de Ouro Preto, no Centro de Florianópolis, faz simulacro do próprio corpo do artista e é realizada por estudantes orientados pela professora Adriana Maria dos Santos, da disciplina Poética do Desenho, do curso de Artes Visuais, da Udesc Ceart. Segundo Adriana, a proposta foi desenvolver um "desenho expandido, tridimensional, fazendo uma espécie de brincadeira com o alter ego de cada aluno". A maioria criou bonecos do próprio tamanho, "mas há também desenhos sobre estandartes ou aplicados fora desses suportes", acrescenta.

Objetivos

A coordenadora do grupo de pesquisa Educação, Arte e Inclusão, Maria Cristina da Rosa Fonseca, explica que o projeto Família no Museu visa estabelecer o diálogo entre as famílias e a criança com deficiência e auxiliá-las no acesso ao que a cidade oferece em produção artística. Segundo ela, em cada museu haverá sempre uma abordagem diferenciada com foco no tema da exposição. A professora da Udesc Cead diz que a iniciativa do grupo é inédita em Santa Catarina.

A educadora Priscila Anversa lembra que o projeto surgiu quando realizava o Mestrado em Artes Visuais na Udesc, entre 2010 e 2011. Ela levou uma família, que tinha uma criança com deficiência, a visitar o Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis. "Aí nasceu a idéia de criar um programa que facilitasse o acesso dessas famílias aos museus", ressalta.

O grupo

O grupo de pesquisa está ligado ao programa Nupert de Inclusão e Arte, resultado de uma parceria com a Udesc Ceart, e surgiu em 2006, já inscrito na base de dados do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). É constituído por seis pesquisadores e 16 estudantes de graduação e de mestrado. O objetivo é desenvolver estudos a fim de contribuir para a compreensão do fenômeno inclusão e exclusão na formação de professores de Artes, articulado com ensino, pesquisa e extensão.

Segundo a professora Maria Cristina, o grupo de pesquisa atua em três perspectivas inclusivas: uma voltada a pessoas com deficiência, outra ligada às questões étnico-raciais e a construção de um currículo multicultural crítico, e a terceira com foco na inclusão como fenômeno tecnológico capaz de ampliar o acesso à informação e a formação crítica.
O grupo de pesquisa já publicou duas revistas sobre educação, arte e inclusão e tem realizado parceria com educadores de Portugal, Espanha e Argentina sobre a educação no contexto da arte. Nos últimos anos, tem apresentado suas sistematizações em forma de livros. O primeiro foi publicado em 2009 e o outro, em 2010

Assessoria de Comunicação da Udesc
Jornalista Valmor Pizzetti
E-mail: valmor.pizzetti@udesc.br
Telefones: (48) 3321-8142/8143