A abertura da 57ª edição dos Jogos Universitários Catarinenses (JUCs) na noite desta quarta-feira, 31, reuniu representantes de 13 universidades e autoridades na Arena da Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe (Uniarp), em Caçador. Com 142 atletas, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) participará das competições que seguem até sábado, 3, com a maior delegação.

O JUCs é considerado o maior evento esportivo universitário em Santa Catarina. As disputas envolvem sete modalidades: judô, xadrez, futebol, futsal, vôlei, basquete e handebol. A natação já foi disputada em Blumenau e as provas do atletismo acontecerão em Itajaí. As equipes campeãs representarão Santa Catarina nos Jogos Brasileiros Universitários, em Goiânia.

O pró-reitor de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex) da Udesc, Mayco Nunes, esteve na abertura e acredita em um bom desempenho da universidade. “Fizemos uma boa estreia vencendo no basquete. Acredito que temos chances de ficar entre os primeiros colocados em várias modalidades e brigar pelo título geral”, comentou o pró-reitor.

Os coordenadores de Extensão, Alfredo Balduíno Santos, e de Eventos da Udesc, Juliano Tibola, além de outras autoridades da universidade também prestigiaram a abertura da edição 2013 do JUCs, em Caçador.

Leia Mais:

24/7/2013 – Udesc consegue apoio do Fundesporte para alunos participarem dos Jogos Universitários

23/7/2013 - Udesc participa de Jogos Universitários Catarinenses com mais de cem atletas

1/8/2011 - Udesc é campeã geral dos Jogos Universitários Catarinenses pela primeira vez em 46 anos


Um aplicativo inédito e revolucionário desenvolvido pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF) detectou em apenas três meses mais de R$ 15 milhões em infrações tributárias no segmento de supermercados. Batizada com o sugestivo nome de Olho Mágico, o sistema verifica se o produto registrado no emissor de cupom fiscal (ECF), na boca do caixa, está realmente classificado de acordo com o previsto pela legislação tributária, ou seja, se está aplicando a alíquota correta de ICMS.

"Uma prática comum no varejo é cadastrar de forma irregular os itens, de maneira a resultar em uma tributação menor. Por exemplo, vender carnes bovinas - cuja alíquota de ICMS é 12% - utilizando a redução de base de cálculo prevista para carnes e miudezas de aves, suínos, ovinos, caprinos e coelhos, que resulta em uma alíquota de 7%", explica Francisco de Assis Martins, gerente de fiscalização da SEF.

Sem o Olho Mágico, detectar esse tipo de sonegação era praticamente impossível devido ao grande volume de dados. “Estamos falando de mais de 5 milhões de mercadorias comercializadas anualmente em apenas uma loja de uma grande rede de supermercados”, ressalta Martins. O Olho Mágico tem mais de 120 mil itens cadastrados por meio de seus códigos de barras universais. O número abrange praticamente todas as mercadorias vendidas no varejo, restando apenas aquelas cujo código de barra é gerado na própria loja.

Em testes desde o início de 2013, o Olho Mágico começou a ser efetivamente usado em maio para fiscalizar supermercados, mas em breve será aplicado em outros setores. A sonegação verificada pelo aplicativo tem correspondido, em média, a 1% do faturamento dos contribuintes fiscalizados. “Se considerarmos que em 2012 o faturamento dos supermercados no Estado foi de R$ 14 bilhões, temos uma noção do potencial do Olho Mágico no combate à sonegação e, logo, em aumentar a arrecadação”, afirma o auditor fiscal Leo Leoberto Guimarães Patrício, desenvolvedor do aplicativo.

Assessoria de Comunicação SEF
Aline Cabral Vaz / Cléia Schmitz
avaz@sef.sc.gov.br / cschmitz@sef.sc.gov.br
Twitter: @fazenda_sc

A 23ª Gerência Regional de Saúde (Gersa), de Joinville, informa que a partir desta quinta-feira, 1º, a Central Regional de Regulação de Leitos atenderá durante 24 horas, diariamente, inclusive nos finais de semana e feriados. O local é responsável pela gestão das solicitações e encaminhamentos de pacientes em estado de urgência e emergência para os hospitais referenciados. A unidade compreende as macrorregiões Nordeste e Planalto Norte do Estado.

Como funciona

Equipes formadas por médicos e operadores atendem por telefone os pedidos de 26 municípios abrangidos pelas Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) de Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra e Canoinhas. Por meio do Sistema de Regulação (Sisreg), os atendentes verificam as disponibilidades de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de cuidados prolongados, conforme a demanda requerida pela unidade prestadora dos primeiros atendimentos.

Municípios abrangidos: Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Bela Vista do Toldo, Campo Alegre, Canoinhas, Corupá, Garuva, Guaramirim, Irineópolis, Itaiópolis, Itapoá, Jaraguá do Sul, Joinville, Mafra, Major Vieira, Massaranduba, Monte Castelo, Papanduva, Porto União, Rio Negrinho, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú, Schroeder e Três Barras.


{text}

Informações sobre o Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) estão reunidas em uma página no portal da Secretaria de Estado da Fazenda, gestora do fundo. O site (www.sef.sc.gov.br/servicos-orientacoes/dgef/fundam), lançado nesta quinta-feira, 1º, disponibiliza os arquivos da lei 16.037, que criou o Fundam, e do decreto 1.621, que o regulamenta. Além disso, traz uma apresentação com o passo a passo para as prefeituras que quiserem pleitear recursos. Os contatos de todos os órgãos envolvidos estão listados no final da apresentação. 

Na semana passada, o Governo do Estado reuniu 263 dos 295 municípios catarinenses em oito encontros regionais com o objetivo de prestar esclarecimentos sobre o Fundam. Criado para promover o desenvolvimento das cidades catarinenses, o fundo vai distribuir R$ 500 milhões e a intenção é contemplar todos os municípios. A expectativa é de que as prefeituras possam começar o envio dos projetos a partir da segunda semana de agosto e de que até o final de 2013 sejam liberados R$ 300 milhões. 

O repasse será feito por intermédio do sistema SCtransferências (www.sctransferencias.sc.gov.br) e poderá ocorrer de uma única vez ou em mais parcelas, conforme cronograma pré-estabelecido. O Fundam está sob a gestão da Secretaria da Fazenda e seu agente mandatário é o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), que terá o apoio das Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs). A Casa Civil será a responsável pela celebração dos convênios. 

Clique aqui para acessar a página do Fundam. 

Assessoria de Comunicação SEF
Aline Cabral Vaz/Cléia Schmitz
avaz@sef.sc.gov.br / cschmitz@sef.sc.gov.br
Twitter: @fazenda_sc

Nesta sexta-feira, 2 de agosto, será realizada a solenidade de posse da diretora eleita do Centro de Artes (Ceart) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), professora Gabriela Mager, para a gestão 2013/2017. A solenidade ocorrerá às 19h no auditório do Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC), localizado no Palácio Cruz e Sousa, no centro de Florianópolis.

Docente do Departamento de Design, Gabriela Mager foi eleita em maio deste ano para o mandato que inicia no dia 3 de agosto, assumindo o cargo atualmente ocupado pelo professor Milton de Andrade, do Departamento de Teatro – Diretor Geral no período compreendido entre 2009 e 2013.

Entre suas metas para a próxima gestão, está a ampliação e melhoria da estrutura física do centro, implementação da Escola Livre de Artes de Florianópolis, fortalecimento e ampliação dos convênios existentes para ensino, pesquisa e extensão, apoio a uma comunicação estratégica e convergente entre diversas mídias, entre outras metas.

O Centro de Artes conta atualmente com aproximadamente 1100 alunos, 140 professores e 62 técnicos universitários, e oferece à comunidade os cursos de graduação em Artes Visuais, Design (Gráfico e Industrial), Moda, Música e Teatro. Na pós-graduação, conta com mestrado em Artes Visuais, Design, Música e Teatro, e doutorado em Artes Visuais e em Teatro.

Sobre Gabriela Mager

Gabriela Mager é graduada em Design Gráfico pela Universidade Mackenzie (1992), especialista em Design de Móveis pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2001), mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004) e doutora em Design pela PUC Rio (2011).

Desde 2000 é professora do curso de Design da Udesc, e entre 2003 e 2007 atuou na administração do Departamento de Design, como chefe e coordenadora de curso. Por três anos foi membro do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) e esteve no último ano à frente da Direção de Ensino do Centro de Artes.

Gabriela Mager é coordenadora do programa de extensão DesignAção, diretora de arte da Revista Hallceart, e atuou na orientação do projeto de redesign do site do Centro de Artes e da nova identidade visual do centro, lançada em novembro do último ano.

Assessoria de Imprensa da Udesc Ceart
Jornalista Laís Moser
E-mail: nucleoceart@udesc.br
Telefone: (48) 3321-8350

 

A Secretaria de Estado da Saúde informa, a seguir, a situação das emergências dos hospitais Celso Ramos e Regional de São José, nesta quinta-feira, 01.

Nesta quinta-feira, 01, até o final da manhã, a emergência do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, estava atendendo 13 pessoas. A situação é de normalidade. Segundo informações da instituição, três pessoas estavam em estado grave. Nas últimas 24 horas, o Celso Ramos recebeu, na Emergência, 174 pessoas. Deste total de atendimentos, 72 são do setor de ortopedia.

No Hospital Regional de São José havia, na emergência geral, 153 pacientes até o final da manhã desta quinta-feira. A emergência está superlotada, com 21 pessoas sendo atendidas e 18 aguardando consulta. O atendimento é feito de acordo com a gravidade dos casos, a partir da classificação de risco que é feita com cada paciente que chega.

Nas últimas 24 horas, de acordo com as informações da direção do Hospital Regional de São José, o setor de emergência atendeu 325 pacientes. Na emergência pediátrica, 99 crianças foram atendidas. O quadro geral do Hospital Regional de São José é de 325 pacientes internados. Ao todo, 37 internações foram feiras nas últimas 24 horas.

No Hospital Regional de São José, cerca de 80% dos casos que chegam à Emergência são ambulatoriais, ou seja, são situações que podem ser resolvidas nos postos de saúde. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a primeiro procurar os centros de saúde dos seus municípios. Os postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão aptos a atender situações de urgência, que são aqueles em que a pessoa não corre riscos. São casos, por exemplo, de febre e dores generalizadas. Os casos mais graves serão encaminhados para os hospitais.

Informações adicionais:
Ana Paula Bandeira
Secretaria de Estado da Saúde
E-mail: anap@saude.sc.gov.br
Telefone: (48) 9113-6065


O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o Jav

O Governo do Estado repassou, na quarta-feira, 31, recursos para os municípios de Iraceminha e Serra Alta pertencentes à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Maravilha. O secretário Regional, Valci Dal Maso, salientou que estes valores foram disponibilizados através da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca. "A aquisição destes maquinários beneficiará toda população, trazendo melhorias nas estradas e promovendo o desenvolvimento", disse.

Para Iraceminha, foi assinado convênio no valor de R$ 300 mil para aquisição de um conjunto de britagem móvel, sendo R$ 150 mil de repasse do Governo do Estado e contrapartida do município de Iraceminha, de R$ 150 mil. Já para Serra Alta, o convênio totalizou R$ R$ 214,2 mil para aquisição de um rolo compactador. Deste valor, 150 mil são oriundos do Estado e R$ 64,2 mil de contrapartida do município.

Os recursos foram repassados por meio do novo modelo de transferências voluntárias, adotado pelo Governo do Estado neste ano, o Portal SCTransferências, que foi criado para aumentar o controle e a transparência em relação aos pagamentos de convênios, subvenções sociais e contratos de apoio financeiro.

Além do prefeito de Iraceminha, Bruno Roberto Pan; do vice-prefeito Jeri Tumelero e do prefeito de Serra Alta, Francisco Both, participaram da assinatura o diretor geral da SDR Maravilha, Vilson Warmling; gerentes da SDR Maravilha; vereadores e equipe das prefeituras.

Informações adicionais:
Carla da Silva Trentin
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Maravilha
E-mail: 
carla@mvh.sdr.sc.gov.br

Telefone: (49) 8839-1117

 

Terminado o recesso escolar, a Udesc Joinville volta a realizar as observações astronômicas por meio do projeto de extensão “Astronomia como base da educação científica”, que pertence ao Programa Mundo Físico, desenvolvido na universidade. As observações ocorrem todas as sextas-feiras, às 18h, em frente à entrada do campus.

Conforme o coordenador do projeto, o professor, José Fernando Fragalli, a cada semana a observação tem uma abordagem diferente. Nesta sexta-feira, 2, por exemplo, serão observados os planetas Vênus e Saturno, e também a constalação de Escorpião.

“O destaque é para Vênus, que estará bem grande e terá boa visibilidade até às 21h”, disse o professor, reforçando que, de acordo com a previsão meteorológica, as condições climáticas estarão favoráveis.

A participação é aberta à comunidade em geral. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail:astronomiaudesccct@gmail.com

 

{text}

O governador Raimundo Colombo sancionou a Lei nº 16.062, de 22 de julho de 2013, que cria a Escola de Educação Básica João Küchler – Ensino Médio, em Santa Terezinha. O educandário será instalado na Escola Municipal Alto Rio da Anta, onde já vinha funcionando como extensão da EEB Padre João Kominek, desde 2001. A escola atenderá cerca de 220 estudantes do Ensino Médio no período noturno, com oito turmas.

Cumprindo o compromisso assumido com a comunidade escolar, a Gerência de Educação da Secretaria de Desenvolvimento Regional de Taió e a direção da EEB Padre João Kominek, se empenharam com o objetivo de conseguir a instalação da escola de Ensino Médio naquela comunidade, distante 17 quilômetros da área central do município. “A previsão é que no segundo semestre a escola esteja funcionando”, afirmou o secretário regional Jocelino Amancio.

Para o gerente de Educação, João Tadeu Corrêa, essa foi uma conquista da comunidade de Alto Rio da Anta, com empenho de diversas lideranças políticas, que trará muitos benefícios aos estudantes. “A implantação do educandário proporcionará a permanência dos jovens no campo e ao mesmo tempo, lhes permitirá o acesso aos estudos”, destacou o gerente.

A integradora de Ensino Médio e Profissional, Marcia Peters Busarello explicou que, a partir da criação da escola, será formada uma equipe gestora, com isso a direção da escola Padre João Kominek não precisará mais se deslocar. O prefeito de Santa Terezinha, Valdecir Ferens disponibilizou a estrutura da escola municipal para instalação do Ensino Médio, colaborando com o Estado. “Nós cedemos o espaço físico e o Estado, professores e gestores”, colocou o prefeito. As despesas com o funcionamento e a manutenção da escola correrão por conta de dotações próprias do orçamento do Estado.

De acordo com o diretor da EEB Padre João Kominek, Carlos Alberto Caetano, a Escola João Küchler já existia na comunidade de Alto Rio da Anta, mas por ser pequena, depois de alguns anos de funcionamento foi fechada. O nome da instituição foi escolhido para homenagear João Küchler, um dos primeiros moradores da localidade.

Informações adicionais:
Estela Stange Purnhagen
Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Taió
E-mail: 
informacao@tao.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 8801-6642

A pedagoga Jane Maria Ghizzo Schmidt assumiu, na última semana, a Coordenadoria Estadual da Mulher. O objetivo da coordenadoria, vinculada à Secretaria da Casa Civil, é o de articular ações, programas e projetos voltados à mulher catarinense. Jane destaca que pretende atuar como integradora das ações de políticas públicas voltadas para as mulheres. “Precisamos atuar de maneira intersetorial com ações conjuntas numa política única e para que as mulheres possam exercer plenamente a cidadania”, ressalta.

A nova coordenadora estadual afirma que pretende continuar o trabalho da gestão anterior e que atuará de forma integrada às áreas de Educação, Saúde, Segurança Pública, Justiça e Cidadania e Assistência Social. Além disso, pretende articular-se com as Secretarias de Desenvolvimento Regionais (SDRs), associações de municípios, conselhos municipais, empresários e com a bancada feminina da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Entre os projetos de Jane frente à coordenadoria, estão propor a criação de casas de acolhimentos para mulheres que sofrem violência; incentivar a criação de conselhos municipais de mulheres nos municípios onde não existam; e capacitar as mulheres para o trabalho por meio de cursos de qualificação profissional como os do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

A pedagoga acumula experiência em ações voltadas às mulheres. Há 18 anos, fundou uma Organização Não Governamental (ONG) chamada Mulheres em Movimento, que presta serviços de conscientização sobre direitos e informações sobre capacitação profissional para as mulheres da região de Rio do Sul. Além disso, ajudou a fundar a Associação de Mulheres de Prefeitos do Alto Vale do Itajaí (Abave).

Foi no município de Rio do Sul que Jane também atuou como vereadora, presidente da Câmara de Vereadores, Secretária Municipal de Educação, Cultura e Assistência Social e foi coordenadora de assistência social na região na gestão do ex-governador Pedro Ivo Campos.

O secretário da Casa Civil, Nelson Serpa, ressalta que a escolha de Jane para assumir a coordenadoria reflete o desejo do Governo do Estado de que o órgão possa atuar de forma plena. “A expectativa do Governo é de que a Coordenadoria da Mulher seja referência na articulação de políticas públicas e integração entre as diferentes ações e programas do Governo do Estado voltados à mulher”, destaca Serpa.

O secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), João José Cândido da Silva, destaca que a coordenadoria tem papel fundamental. “A coordenadoria terá na SST a base mais importante para a elaboração de políticas afirmativas de inclusão da mulher no mercado de trabalho e nas ações intersetoriais em programas como Bolsa Família, Santa Renda, o programa de Habitação Meu Cantinho e programas de combate à fome e segurança alimentar”, afirma.

Assistência social

Além do apoio, por meio da Coordenadoria Estadual, para a articulação de políticas públicas voltadas à mulher, na área de assistência social, as mulheres podem contar com o atendimento nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e nos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS).

Os CRAS são a porta de entrada das famílias para a inclusão social. Por isso, são locais de acesso a serviços como Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada (BPC – para idosos e pessoas com deficiência) e benefícios eventuais (auxílios natalidade, funeral e calamidade pública). No Estado, são 343 CRAS em 271 municípios. O governo do Estado construirá 79 CRAS até o final de 2014 com R$ 30,5 milhões de investimentos previstos.

Nos CREAS, há os serviços de orientação e apoio às famílias com direitos violados: população de rua, crianças e adolescentes em medidas socioeducativas, submetidas ao trabalho infantil, vítimas de violência (sexual, física, psicológica e maus tratos), idosos, mulheres e pessoas com deficiência. Atualmente, Santa Catarina possui 86 Creas em 82 municípios. O governo estadual construirá outros 27 CREAS até o final de 2014 com recursos previstos de R$ 14 milhões. 

Informações adicionais:

Cláudia Marcelo de Lima

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação 

ascom@sst.sc.gov.br

(48) 3229-3906 / 9181-2626

Maiara Gonçalves

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Casa Civil

comunicação@scc.sc.gov.br

(48) 3665-2005 / 8843-3497