Além de uma paixão nacional, o futebol desempenha papel importante em nossa sociedade no que diz respeito à integração e interação dos indivíduos, independente de crenças, raças e classes sociais. Baseado nesse pensamento, a direção do Hospital Santa Teresa decidiu implantar o Projeto Torcedores São Todos Iguais, que busca promover a reinserção social de seus pacientes, muitos moradores da instituição, levando-os aos campos de futebol para torcerem por seus times.

“A intenção é proporcionar aos nossos pacientes algumas atividades fora da instituição e que possam estimular e promover a reinserção social por meio de ações terapêuticas, como levar grupos de pacientes aos estádios de futebol para que possam interagir com outras pessoas”, explica o autor do projeto, Paulo Ricardo Rodrigues Bassi, educador físico do Hospital Santa Teresa.

O projeto teve início dia 3 de agosto, quando o grupo de pacientes foi levado ao Estádio da Ressacada para assistir ao jogo entre Avaí e Paysandu.  As atividades são sempre aos sábados à tarde, acompanhadas e supervisionadas pelas equipes de profissionais do hospital.  Bassi conta que nessa fase inicial do projeto foram avaliados e selecionados 29 pacientes que apresentam condições de participar dessas atividades externas.

A ideia do projeto, segundo ele, surgiu com a diversificação das atividades externas oferecidas aos pacientes do hospital e também foi motivada pela proximidade da Copa do Mundo, que acontece no Brasil, em 2014. “Elaboramos o projeto com base nessas questões e acreditamos que essas atividades tenham efeito positivo em nossos pacientes”, destaca Paulo Bassi.

Histórico
O Hospital Santa Teresa, localizado em São Pedro de Alcântara, pertence à rede de hospitais públicos administrados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Foi fundado em 1940, com o nome de Colônia Santa Teresa de Dermatologia Sanitária, e tinha a finalidade de confinar e segregar pessoas portadoras de hanseníase, na época chamada de Lepra.

A construção da unidade de saúde foi baseada no formato de uma pequena cidade com casas, pavilhões, escola e teatro, característica mantida até hoje. No início dos anos 60, a instituição atingiu o maior número de internações, acolhendo perto de 700 pessoas.

Nesta década também foi iniciado o tratamento com Sulfonas, medicamento que aos poucos permitiu a alta de muitos pacientes. Quem tinha para onde ir e como sobreviver deixou a instituição. Mas muitos ficaram por não ter mais família ou casa para retornar, passando a morar no hospital.

Atualmente, o Hospital Santa Teresa possui 93 leitos, sendo 40 destinados aos portadores de hanseníase ou outras doenças dermatológicas, 23 para pessoas com patologias clínicas e outros 30 para pacientes psiquiátricos do Centro de Convivência Colônia Santana, além de funcionar como hospital de retaguarda do Hospital Regional de São José. O hospital tem hoje 82 pacientes, sendo que 63 moram na instituição.

{text}

As macrorregiões de Chapecó, Itajaí, Joinville, Joaçaba, Lages, Grande Florianópolis e Tubarão sediam as conferências regionais de promoção da igualdade racial entre 19 e 23 de agosto. Nas conferências regionais serão escolhidos os delegados e as prioridades das regiões a serem discutidas na conferência estadual, prevista para 29 e 30 de agosto em Florianópolis.

De acordo com o presidente em exercício do Conselho Estadual das Populações Afrodescendentes (Cepa) e presidente da comissão organizadora da conferência estadual, José Ribeiro, as conferências regionais serão importantes porque os municípios vão contribuir com sugestões para a promoção da igualdade racial no Estado.

A 3ª Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial é promovida pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST) e o Conselho Estadual da População Afrodescendente (Cepa). A expectativa é reunir 200 participantes para debater o tema “Democracia e Desenvolvimento por uma Santa Catarina sem racismo: por um Brasil afirmativo”.

“O objetivo destas conferências é o de atender aos anseios da sociedade, buscando a integração e a promoção da igualdade racial por meio das ações de políticas públicas dos governos municipais e do Estado”, destacou o Secretário de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), João José Cândido da Silva.

Com base no tema central os participantes serão divididos em grupos de trabalho para tratar dos seguintes assuntos: Estratégias para o desenvolvimento e o enfrentamento ao racismo; Políticas de igualdade racial no Brasil: avanços e desafios; Arranjos Institucionais para assegurar a sustentabilidade das políticas de igualdade racial e Participação política e controle social: igualdade racial nos espaços de decisão e mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial.

O debate será baseado no Plano Plurianual 2012-2015, no Plano Nacional de Promoção da Igualdade Racial e deve integrar os vários aspectos da Política Nacional de Promoção da Igualdade Racial.

Cronograma das conferências regionais:
Macrorregião de Joaçaba (19/08) - Colégio Gov. Celso Ramos a partir das 13h, localizado na Av. Santa Terezinha no: 105, Centro, Joaçaba.

Macrorregião de Chapecó (20/08) - Auditório da Câmara Municipal de Maravilha a partir das 13h, localizado na Rua 15 de Novembro no: 817, centro, Maravilha.

Macrorregião de Joinville (20/08) - Auditório Anhanguera a partir das 14h, localizado na rua Presidente Campos Salles no: 850, bairro Glória, Joinville.

Macrorregião de Lages (22/08) - Auditório da SDR de Lages a partir das 13h, localizado na BR 282, km 212, S/N, Bairro Vila Mariza.

Macrorregião da Grande Florianópolis (22/08) - Auditório da Univali campus Kobrasol, em São José, a partir das 13h (shopping Mundo Car)

Macrorregião de Itajaí (23/08) - Auditório de Direito UNIVALI Bloco D1 a partir das 13h, localizado na rua Uruguai, nº458, centro.

Macrorregião de Tubarão (24/08) – Museu Willy Zumblick a partir das 8h, localizado na Praça 7 de setembro, s/n, centro - Centro Municipal de Cultura.

Informações adicionais:
Luciane Lemos
ascom@sst.sc.gov.br
(48) 3229-3753 ou 3229-3906

Estão abertas as inscrições para o 9º Festival de Música de Santa Catarina. O evento será de 19 de janeiro a 1º de fevereiro de 2014, em Jaraguá do Sul, mas os estudantes que quiserem participar devem se inscrever até 15 de setembro deste ano pelo site www.femusc.com.br.

O governador Raimundo Colombo, como presidente do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul), promove nesta segunda-feira, dia 19, das 11h às 14h30min, reunião do grupo na sede da Fiesc, em Florianópolis. Participam o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, e os vice-governadores do Paraná, Flávio José Arns, e do Mato Grosso do Sul, Simone Tebet. Também estarão presentes o presidente do BRDE, Carlos Henrique Horn, e o presidente da província argentina do Chaco, Jorge Milton Capitanich. O presidente da Fiesc, Glauco José Côrte, será o anfitrião da reunião. Em pauta, o aumento e melhora na distribuição de gás natural na região Sul, a assinatura de um protocolo de cooperação conjunta na defesa sanitária, a criação de um órgão de planejamento e gestão para a região Sul, entre outros temas. Às 12h, os governadores e vices concederão uma entrevista coletiva.

Gás Natural

Os quatro estados do Codesul são atendidos exclusivamente pelo Gasoduto Bolívia-Brasil (GASBOL), que limita a capacidade de operação para o Sul do país em 12 milhões metros cúbicos diários de gás natural. Atualmente a região opera no limite de sua capacidade de oferta. Segundo informações da Transportadora do Gasoduto Bolívia-Brasil (TBG), em janeiro de 2013, foi registrado a distribuição de 95,9% da capacidade de transporte.

"A falta de mais suprimento de gás natural engessa o desenvolvimento da indústria de toda a região, que é a alavanca da economia do Sul do Brasil. Se não solucionado o problema, corremos o risco de observar sérios danos ao desenvolvimento econômico de nossa região", alerta o presidente da SCGÁS, Cósme Polêse. No encontro desta segunda, os governadores assinarão ofício endereçado à Petrobras, solicitando a ampliação da oferta e o acesso aos estudos da empresa que apontam as alternativas de ampliação da capacidade de fornecimento de gás aos estados do Codesul. Entre as soluções sugeridas pelo grupo, baseadas em estudo da UFRJ, estão a ampliação da capacidade de transporte do GASBOL e a implantação de um terminal de regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) em um dos portos do Sul do Brasil.

Defesa Sanitária

Os órgãos de vigilância sanitária animal e vegetal dos membros do Codesul lançaram a proposta de compartilhar a estrutura física das barreiras sanitárias das divisas entre os estados para operações de emergência e promoção de ações conjuntas entre Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.

No encontro desta segunda, os governantes assinam o protocolo de cooperação que vai regulamentar a medida e colocar o acordo em prática. Segundo o presidente da Cidasc, Enori Barbieri, a parceria também permitirá que uma equipe de um Estado possa entrar até 12 quilômetros no Estado vizinho para trabalhos de vigilância sanitária animal e vegetal. “Será criada uma área comum para trabalhos mais urgentes”, explica. Hoje, apenas Santa Catarina conta com mais de 60 barreiras sanitárias em operação.

Região Sul

Os representantes dos estados do Codesul também vão debater a proposta de recriação de um grupo dentro dos moldes da extinta Superintendência de Desenvolvimento da Região Sul (Sudesul). A proposta é que o grupo articule com o Governo Federal os investimentos na região, principalmente em infraestrutura e logística, com destaque em um primeiro momento para a construção de novas ferrovias, explica o secretário de Estado de Planejamento de SC, Murilo Flores.

Nesta segunda-feira, os governantes estruturam um documento a ser enviado para a presidente Dilma Rousseff oficializando a proposta, que já recebeu sinal positivo do Ministério da Integração Nacional. O secretário Flores destaca, no entanto, que a medida prevê uma estrutura bastante enxuta e eficaz, podendo inclusive funcionar dentro de outro órgão, como o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Serviço
O quê: coletiva com os governadores do Codesul
Quando: segunda-feira, dia 19, às 12h
Onde: sede da Fiesc, no bairro Itacorubi, em Florianópolis

{text}

Três cidades da região do Vale do Itajaí foram beneficiadas, nesta sexta-feira, com o Badesc Cidades Juro Zero, programa lançado no começo do ano para incentivar o desenvolvimento dos municípios catarinenses. O governador Raimundo Colombo assinou contratos de financiamento com 100% dos juros subsidiados pelo governo do Estado em Apiúna, José Boiteux e Vidal Ramos.

Colombo também entregou a ordem de serviço, no valor de R$ 26,4 milhões, para a revitalização da SC-110, entre Ituporanga e Imbuia.

Apiúna
O primeiro compromisso foi no Centro de Eventos de Apiúna, que recebeu R$ 2,5 milhões. No município, o governador e opresidente do Badesc, João Paulo Kleinübing, assinaram o primeiro contrato na nova modalidade do programa, num total de R$ 1 milhão. Para o governador, esta é uma grande oportunidade para os municípios. “Com este financiamento, o Estado paga o juro, enquanto a cidade tem um ano de carência, além de três anos para pagar e sem correção”.

apiuna 20130816 1800288172
Foto: Antônio Carlos Mafalda/Secom

Colombo ainda anunciou o repasse de R$ 1,5 milhão pelo Fundam. “O Estado também cuida de grandes obras, mas as prefeituras perderam a capacidade de investimento de obras pequenas, por isso, nós precisamos ajudá-las. Esse dinheiro pode ser usado em uma praça, para comprar máquinas ou para ampliar uma creche, por exemplo. São obras menores, mas que, no conjunto, fazem toda a diferença”.

O prefeito de Apiúna, Nicanor Morro, explicou que o recurso do Programa Badesc será usado na aquisição de dois caminhões caçamba e de uma patrola. “Quanto à verba do Fundam, vamos reunir as lideranças para dar o melhor encaminhamento. Já sabemos que R$ 400 mil serão usados na reforma da praça do Posto Fiscal”.

José Boiteux
Por volta das 11h, Colombo seguiu para José Boiteux, onde fechou contrato com o Badesc Cidades no valor deR$ 499,9 mil para a compra de dois caminhões basculantes. O governador ainda anunciou recurso de R$ 1 milhão pelo Fundam. O secretário de Desenvolvimento Regional de Ibirama, Roberto Ferrari, e autoridades locais acompanharam as solenidades.

Vidal Ramos
No início da tarde, por volta das 13h, R$ 500 mil foram repassados, também por meio do Badesc Cidades Juro Zero, para a prefeitura de Vidal Ramos, no Alto Vale do Itajaí, na presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de Ituporanga, Elia Souza, e do secretário de Infraestrutura, Valdir Cobalchini.

A verba será investida em um ônibus para transporte escolar e em uma pá carregadeira. Ainda na mesma solenidade, que aconteceu no Anfiteatro Municipal Tranquilo Dognini, Colombo entregou a ordem de serviço para restauração da SC-110, dentro do Pacto por SC. “É uma obra praticamente nova. Devido ao alto fluxo de veículos pesados por causa de uma fábrica de cimento, a estrada se deteriorou. É uma obra urgente”.

A obra inclui o trecho de Ituporanga até o entroncamento com a SC-281. Serão 16 quilômetros de restauração completa do pavimento, construção de terceiras faixas e eliminação de pontos críticos entre os dois municípios. A empresa responsável pela execução da obra da rodovia será a Terraplanagem e Transportes AZZA Ltda, vencedora do processo licitatório no valor total de R$ 26,4 milhões. Os recursos para a execução da obra estão garantidos pelo Governo do Estado e são provenientes de financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Programa BID V. O prazo estimado para a execução do projeto de revitalização, depois de iniciado, é de aproximadamente 18 meses.

Mais informações
Qualquer informação adicional pode ser obtida por meio do telefone da redação da Secom/SC no (48) 3665-3006 ou com a assessora Mauren Rigo, que acompanha o governador. O celular do assessor é (48) 9145-6761. Outros contatos e informações do Governo estão disponíveis na página Sala de Imprensa. As fotos também estão disponíveis na página Galeria de Fotos e são de uso livre da imprensa. Para pedidos de fotos ou outro material de imagens, favor enviar no  fotografia@secom.sc.gov.br ou diretamente pelo telefone (48) 3665-3013.

Estamos à disposição.

As Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) de Joinville, Jaraguá do Sul, Mafra e Canoinhas realizam na próxima terça-feira, 20, a 3ª Conferência Macrorregional de Promoção da Igualdade Racial. O congresso visa discutir os avanços e desafios na área da justiça social no âmbito do Norte Catarinense. As inscrições acontecem antes do evento, que ocorre às 14h, no auditório da Faculdade Anhanguera, em Joinville.

A iniciativa tem como objetivo buscar propostas para integrar à política nacional do gênero. As discussões poderão ser apresentadas em forma de palestras, oficinas, grupos de trabalho e debates em plenário. Durante o encontro, será formada a delegação que representará a região na etapa estadual do evento, programada para o final deste mês, em Florianópolis. Em novembro, as propostas de Santa Catarina serão debatidas em Brasília, na 3ª Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial. O tema central desta edição é “Democracia e Desenvolvimento sem Racismo: Por um Brasil Afirmativo”.

Serviço
Local: Faculdade Anhanguera (Rua Presidente Campos Salles, 850, Glória – Joinville)

Informações adicionais:
Natália Silva
Assessoria de Comunicação
SDR - Joinville
Fone (47) 3461-1241
www.jve.sdr.sc.gov.br

A Polícia Civil de Santa Catarina vai importar 100 fuzis carabina 5,56mm, da marca Arma Lite INC. Este será o primeiro Pregão Presencial Internacional da Instituição, procedimento que abre a possibilidade de importação de equipamentos internacionais.

Os fuzis, que serão importados dos Estados Unidos, serão distribuídos entre as equipes especializadas, como a Diretoria Estadual de Investigação Criminal (DEIC), Coordenadoria de Operações Especiais (Cope) e Divisões de Investigação Criminal (DIC).

Além destes fuzis, desde 2010 foram adquiridas 1.575 pistolas .40 e  2.125 coletes balísticos. Também já está em processo final a compra de mais 2.107 pistolas .40 com as verbas do Pacto por Santa Catarina. “Estamos, durante estes anos à frente da Polícia Civil, buscando a evolução da nossa Instituição. Este passo é importante para a estrutura física da polícia, oferecendo um armamento com uma tecnologia mais avançada no combate à criminalidade”, ressalta o Delegado Geral, Aldo Pinheiro D’Ávila.

Mais informações
Isabel Muniz Corradini
Assessoria de Imprensa
Polícia Civil de Santa Catarina
(48) 3251-8129/ (48) 91752336

A Secretaria de Estado da Saúde informa, a seguir, a situação das emergências dos hospitais Celso Ramos e Regional de São José, nesta sexta-feira, 16 de agosto.

Nesta sexta-feira, 16, até o final da manhã, a emergência do Hospital Celso Ramos, em Florianópolis, estava atendendo 34 pessoas. A situação é de normalidade. Segundo informações da instituição, uma pessoa estava em estado grave. Nas últimas 24 horas, o Celso Ramos recebeu, na Emergência, 216 pessoas. Deste total de atendimentos, 111 são do setor de ortopedia, que, em geral, envolve pessoas que sofreram acidentes de trânsito.

No Hospital Regional de São José havia, na emergência geral, 142 pacientes até o final da manhã desta sexta-feira. A emergência está lotada, com 23 pessoas aguardando consulta. O atendimento é feito de acordo com a gravidade dos casos, a partir da classificação de risco que é feita com cada paciente que chega.

Nas últimas 24 horas, de acordo com as informações da direção do Hospital Regional de São José, o setor de emergência atendeu 239 pacientes. Na emergência pediátrica, 98 crianças foram atendidas. O quadro geral do Hospital Regional de São José é de 320 pacientes internados. Ao todo, 38 internações foram feitas nas últimas 24 horas.

No Hospital Regional de São José, cerca de 80% dos casos que chegam à Emergência são ambulatoriais, ou seja, são situações que podem ser resolvidas nos postos de saúde. Por isso, a Secretaria de Estado da Saúde orienta a população a primeiro procurar os centros de saúde dos seus municípios. Os postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) estão aptos a atender situações de urgência, que são aqueles em que a pessoa não corre riscos. São casos, por exemplo, de febre e dores generalizadas. Os casos mais graves serão encaminhados para os hospitais.

 

 

{text}

Durante o mês de julho, o Programa Juro Zero destinou R$ 2,7 milhões em 960 operações de microempreendedores individuais de Santa Catarina. Desde sua implantação, há quase dois anos, o programa já atingiu a marca de R$ 45,5 milhões em empréstimos em 16.245 operações.

As regiões com o maior número de movimentação financeira em julho, por meio das instituições de microcrédito foram Florianópolis, com quase R$ 540 mil; São Miguel do Oeste, com R$ 390 mil; Blumenau, com R$ 226 mil; e Lages, com R$ 216 mil. O principal benefício é isenção dos juros para quem paga as sete primeiras parcelas em dia.

A maior parte dos empréstimos é solicitada por vendedores autônomos e prestadores de serviço. “O objetivo agora é ampliar o benefício para as microempresas, com empréstimos de R$ 15 mil a R$ 100 mil. A expectativa é de iniciar as operações ainda este ano”, salienta o presidente da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc), João Paulo Kleinübing.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Paulo Bornhausen, destaca o sucesso do programa a anuncia outras novidades. “Já ultrapassamos a primeira meta, que era de 10 mil operações. Agora, vamos levar o Juro Zero para dentro das agências do Sine de todo o estado. Como registrou o principal jornal de economia do país, o Valor Econômico, em sua edição de 30/07, este é o maior programa de inclusão social do estado. O próprio Valor é que afirma: é modelo para o país”.

Além do empréstimo, os microempreendedores com faturamento bruto anual de até R$ 60 mil, recebem uma consultoria em gestão e inovação do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae/SC). Para o diretor de administração e finanças da instituição, Sérgio Cardoso, o acompanhamento de consultores do Sebrae/SC é fundamental para que o recurso seja bem aplicado. "O programa é inovador por isso: oferece crédito sem juros e consultoria gratuita para que o empresário otimize ao máximo esse aporte", sustenta. O Juro Zero também tem o apoio da Associação das Organizações de Microcrédito de Santa Catarina (Amcred/SC).

Saiba como se beneficiar do Programa Juro Zero.

Mais informações:
Fones: (48) 3027-6000/ 9125-7623

Acadêmicos de Direito de Santa Catarina já podem inscrever seus artigos para participar do Prêmio Procurador do Estado Irineu José Rubini, promovido pela Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Os trabalhos devem abranger matérias de Direito de interesse para as atividades fins da PGE, como atuação da Procuradoria no inventário; o papel da PGE na execução fiscal ou matérias de defesa da instituição nas ações de fornecimento de medicamentos.

O Prêmio visa estimular a pesquisa nas áreas de Direito envolvidas com as atividades da Procuradoria e, assim, propiciar aos interessados um melhor entendimento da defesa do interesse público promovido pela instituição. O foco são os estudantes das faculdades de Direito do Estado. Uma comissão formada por procuradores avaliará e escolherá os três melhores artigos, que serão publicados na Revista da PGE, edição 2013.

O Decreto Nº 1.578, que instituiu o prêmio, foi assinado pelo governador Raimundo Colombo em junho e homenageia o procurador do Estado que atuou em Santa Catarina entre 1983 e 1994. As inscrições começaram nesta quinta-feira, 15, e se estendem até 30 de setembro. O regulamento e a ficha de inscrição podem ser acessados no site da PGE (www.pge.sc.gov.br).

{text}