Foto: Mônica Foltran/ SDS

Cerca de seis mil empregos diretos, 24 mil indiretos e uma estimativa de investimento de R$ 1,3 bilhão são esperados para Santa Catarina com a habilitação de nove empresas. As informações foram analisadas durante a última reunião do comitê técnico do Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec). 

Coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, o programa busca conceder incentivo à implantação ou expansão de empreendimentos industriais e comerciais, com objetivo de produzir e gerar emprego e renda no estado. A previsão é de que, depois de finalizados os incentivos, as empresas devam gerar cerca de R$ 131 milhões em arrecadação no ano. 

"O Estado faz seu dever de casa e dá condições para que o setor produtivo possa ser competitivo, e Santa Catarina permaneça crescendo acima da média nacional, como tradicionalmente vem fazendo”, avalia o secretário Lucas Esmeraldino, sobre a política de programas da SDS.

Representando o secretário no encontro, o adjunto da SDS, Amandio João da Silva Junior, destacou que “o Governo vem incentivando o desenvolvimento do estado por meio de ações e programas que visam o crescimento de empresas e que atraem outras para cá. Com isso, geramos emprego, a economia aquece e fomentamos um ciclo virtuoso da economia”.

Os resultados foram apresentados pelo gerente de Apoio ao Investidor na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Luiz Eduardo Koslovski Santos, e contou com a participação de representantes da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Federação das Associações Empresariais de SC (Facisc), Badesc, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL), Federação de Associações de micro e pequenas empresas (Fampesc) e das Secretarias da Fazenda, Agricultura e Pesca.

“O Prodec é uma ferramenta imprescindível na atração de investimentos para o estado, seja para implantação de empresas ou expansão, facilitando seu capital de giro por meio da postergação de ICMS, fomentando assim emprego, renda e arrecadação. Um estado forte precisa ter economia forte, para o empresário ter a segurança de que estamos do lado dele, pra ajudar”, concluiu Santos.

O programa

O comitê técnico do Prodec reúne-se mensalmente para deliberar os pedidos de habilitação de empresas no programa. Podem participar empreendimentos que atendam, no todo ou em parte, os seguintes requisitos:

— Gerem emprego e renda à sociedade catarinense;

— Incrementem os níveis de tecnologia e competitividade da economia de Santa Catarina;

— Contribuam para o desenvolvimento sustentado do meio ambiente, para a desconcentração econômica e espacial das atividades produtivas e para o desenvolvimento dos municípios e da região;

— Aqueles direcionados às obras de infra-estrutura, especialmente rodovias, ferrovias, portos e aeroportos de Santa Catarina.

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável
Jornalista: Mônica Foltran
E-mail: comunicacao@sds.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-2261/ 99696 1366


Foto: Divulgação / SED

Um projeto feito no Sul do Estado ensina História aos estudantes por meio de jogos de tabuleiro. Os 68 alunos dos 2º anos do Ensino Médio Integral em Tempo Integral (EMITI) da EEB Toneza Cascaes, em Orleans, estão aprendendo desta maneira a Revolução Francesa - A queda da Bastilha e o fim do regime absolutista.

Como atividade do primeiro trimestre do ano letivo, a proposta é trabalhar a cidadania, desde a época da Revolução (1789-1799) até os dias de hoje, desenvolvendo as habilidades socioemocionais dos estudantes, como prevê o EMITI.

“A ideia foi realizar uma aula expositiva fazendo com que eles se divertissem, mas, claro, aprendessem o conteúdo, além de fomentar o protagonismo e a autonomia dos alunos dentro das competências do programa”, diz a professora de História, Cristiane Maccari.

As turmas se dividiram em grupos e criaram seus próprios tabuleiros, conforme cada fase da Revolução, como a invasão da Bastilha e o mandato do imperador Napoleão Bonaparte. “É uma aula mais dinâmica e bem mais fácil para aprender o que estudamos em sala de aula. É legal que interagimos com os colegas, trocamos ideias, o que também ajuda”, conta a aluna Emanuelle Vitorino Felisbino.

A unidade conta com 650 alunos do 9º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio. No EMITI, são 220 estudantes matriculados no 1º, 2º e 3º ano.

Informações à imprensa

André Santiago - (48) 3664-0454 / 99975-6810
Dafnée Canello - (48) 3664-0347 / 99682-6562
Sicilia Vechi - (48) 3664-0353 / 99132-5252
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Educação – SED

 Fotos: Jéssica Maia / HUBSSP

Na manhã da última terça-feira, 21, o Laboratório de Inovação em Segurança Pública (HUBSSP) recebeu, na sede da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), cerca de 60 estudantes de escolas públicas da Grande Florianópolis, participantes do programa ESAG Kids, de extensão universitária, do Centro de Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (ESAG), da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

A visita faz parte de um ciclo de oficinas que fazem parte do projeto "Feirinha de Inovação e Empreendedorismo Mirim". Na SSP, foi abordado o tema "planejamento", englobando as atividades desenvolvidas pela Secretaria. A Oficina foi ministrada pela professora do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e embaixadora do ESAG Kids, Larice Steffen, e também pela coordenadora do HUBSSP, sargento BM Jéssica Maia.

Durante a imersão, foi trabalhada a “roda da vida”, além do planejamento de um sonho das crianças. Outras oficinas fazem parte do projeto, com os temas empreendedorismo, educação fiscal, liderança, inovação, ética e economia criativa, as quais envolverão instituições públicas e privadas como a Câmara de Vereadores de Florianópolis, a Controladoria Geral da União, Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), Sapiens Parque e Wegov.

O Programa ESAG Kids é coordenado pelo professor Eduardo Jara. “É muito importante essa aproximação das crianças com os profissionais de segurança pública, descontruindo paradigmas de repressão existentes na sociedade. Os indicadores demonstram que, para 100% das crianças, esse foi o primeiro contato com a SSP”, afirma. Além da oficina, também foi proporcionado um momento de interação com mombeiros e policiais militares, com grande interação das crianças e interesse com perguntas pertinentes às atividades dos profissionais.

Para completar a visita, todas as crianças puderam conhecer e manusear os equipamentos de Combate a Incêndio do Caminhão de Bombeiro, do 1º Batalhão Bombeiro Militar, com sede em Florianópolis, para proporcionar mais momentos de descontração para os futuros empreendedores mirins.

Texto e fotos: Jéssica Maia - HUBSSP

Informações adicionais à imprensa:
Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Segurança Pública - SSP
(48) 3665-8183 / (48) 99938-9839
melinacauduro@ssp.sc.gov.br
www.sc.gov.br 

A Escola de Saúde Pública Professor Osvaldo de Oliveira Maciel, vinculada à Secretaria de Estado da Saúde, promove uma Especialização em Saúde Pública (edital nº 001/2019) que fará com que o profissional compreenda a dinâmica do processo saúde-doença-atenção. As inscrições são gratuitas e vão até o dia 14 de junho.

O objetivo do curso é fazer com que o profissional busque a reflexão crítica acerca dos valores e princípios do Sistema Único de Saúde (SUS), como forma de aperfeiçoar a prática da saúde pública e, consequentemente, a atuação no âmbito do SUS.

A especialização será realizada de agosto de 2019 a setembro de 2020, em semanas intercaladas, com aulas presenciais nas quintas e sextas-feiras, pela manhã e tarde. Serão oferecidas 35 vagas, com carga horária de 15 horas nos dois dias, sendo que cada aula dura 50 minutos.

Local de realização do Curso:

- Escola de Saúde Pública de Santa Catarina Professor Osvaldo de Oliveira Maciel, Rua das Tulipas, nº 236, no bairro Bela Vista III, em São José.

Link para inscrição

Baixe o edital

Informações adicionais
Gabriela Ressel
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Saúde
Telefone: (48) 3664-8822

 Terreno onde será construída a penitenciária - Foto: Julio Cavalheiro/ Secom

O sistema prisional e o trabalho de ressocialização de apenados do Planalto Norte catarinense ganhará um reforço importante. O governador Carlos Moisés assinou digitalmente nesta quarta-feira, 22, a ordem de serviço para o início da construção da Penitenciária Industrial de São Bento do Sul, que estará entre as mais modernas de Santa Catarina. Com investimento de R$ 23,2 milhões, a estrutura terá 364 vagas e 10 mil metros quadrados de área. 

Veja mais imagens da visita a São Bento do Sul

"Como é uma região pujante e muito produtiva, tenho certeza que a penitenciária industrial vai exercer um papel importante na ressocialização dos apenados", afirmou o governador. Ele lembrou que desde o início do projeto houve empenho por parte das autoridades locais para que a edificação saísse do papel. "O Estado não teria como avançar sem a parceria do prefeito, dos empresários, da sociedade. Só temos a agradecer a visão de futuro do município por ser receptível a receber essa obra", acrescentou.

De acordo com o secretário de Estado de Justiça e Cidadania, Leandro Lima, o prazo para a construção da penitenciária é de 24 meses. Os recursos têm origem no Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) e a estrutura será erguida em um terreno doado pelo Grupo Rudnick. "Queremos que o sistema penitenciário não seja um peso para a sociedade, mas parte da solução. Hoje, o município de São Bento do Sul e demais consorciados dão um exemplo para o estado", enalteceu Lima.

 Assinatura digital da ordem de serviço 

Economia no processo de licitação

A obra estava orçada inicialmente em mais de R$ 32 milhões, mas o processo licitatório resultou em uma proposta mais vantajosa e, por isso, o custo será mais baixo. "Muito provavelmente o recurso que foi economizado será investido aqui na região, para a ampliação do presídio de Mafra", afirmou o secretário.

A unidade contará com um espaço para que empresas se instalem dentro da penitenciária e ofereçam trabalho aos apenados. O local também terá salas de aula para educação formal e profissionalizante, unidade de saúde, cozinha industrial, lavanderia, área de convívio e de visitas. Todas as normas internacionais de direitos humanos e as resoluções do Conselho Nacional de Politica Criminal e Penitenciária (CNPCP) foram atendidos no projeto.

Na avaliação do prefeito de São Bento do Sul, Magno Bollmann, a sociedade esteve aberta a receber a penitenciária justamente por ser uma estrutura capaz de ressocializar os apenados, ao invés de apenas encarcerá-los. "Essa ordem de serviço representa um sucesso para toda a região. Já recebemos contato de empresas interessadas em serem parceiras para aproveitar a mão de obra", declarou Bollmann. Ele reforçou o trabalho consorciado da microrregião que engloba Corupá, Rio Negrinho e Campo Alegre, além de São Bento do Sul. 

O ato foi acompanhado também pelo vice-prefeito de São Bento do Sul, Marcio Dreveck, e pelos prefeitos de Rio Negrinho, Julio Cesar Ronconi, e Campo Alegre, Rubens Blaszkowski, além do empresário Alcides Rudnick, vereadores e secretários municipais, entre outras autoridades.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

 Foto: Heron Queiroz/Fesporte

Dona Ivoni Werner, agricultora aposentada de 75 anos, de Seara, saía da cancha de bolão 23 da Sociedade Recreativa Salto do Norte, na tarde desta terça-feira, 21, em Gaspar, com um sorriso no rosto. Na mão direita, a carteira de identidade e, na esquerda, o bolão, instrumento responsável por ela derrubar 124 pinos dos 180 possíveis. A felicidade tinha um motivo: acabara de estrear na etapa estadual da 12ª dos Jogos Abertos da Terceira Idade de Santa Catarina (Jasti), evento para idosos, com idade a partir de 60 anos, promovido pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Gaspar.

Na outra cancha, uma cena quase idêntica era repetida por Mário Haverroth, o seu Mário, metalúrgico aposentado de 62 anos, de Salete, que derrubou 152 pinos em sua partida de estreia. Assim como dona Ivoni e seu Mário, os cerca de 2.300 atletas de 178 municípios estrearam com toda a intensidade nas modalidades de voleibol, bocha, bolão 23, canastra, dominó, truco e dança folclórica. Foi apenas o primeiro dia dos quatro que estão programados de evento, que encerra sexta-feira, dia 24.

Acostumada a plantar arroz, feijão, milho, mandioca e tirar leite de vaca na propriedade da família, em Seara, o bolão para dona Ivoni representa algo mais importante de que uma medalha de campeã. “Isso aqui é um divertimento, meu filho. Parece que a gente faz até física”, diz.

 Foto: Antonio Prado/Fesporte

Se a incerteza nas palavras surgem, o mesmo não acontece quando o assunto é o amor pelo bolão. “Jogo todas as quintas-feiras por uma hora na Sociedade Recreativa Searense”, diz ela, que é mãe de quatro filhos, que lhe deram quatro netos. “O bolão é um esporte maravilhoso, assim como os Jasti, onde eu conheço novas pessoas e outros lugares e me faz sentir viva”. 

Seu Mário concorda: “Os Jasti são bons para a saúde”, diz ele, com a consciência que jamais será campeão. “Não tem problema. Isso aqui é para participar. Jogo bolão porque gosto”.

O pensamento de seu Mário personifica a filosofia dos Jasti: promover o esporte de inclusão como política de estado.

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 99696-3045
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 

 Foto: Maurício Vieira/Secom

Em visita ao Meio-Oeste catarinense, o governador Carlos Moisés anunciou na tarde desta terça-feira, 21, o repasse de R$ 600 mil para o Hospital Maicé, de Caçador. A verba, que servirá para o custeio e manutenção da unidade, será transferida por meio de um convênio em três parcelas de R$ 200 mil, com a primeira a ser paga até o fim de maio.

Durante a visita ao hospital, que passa por um trabalho de reforma e ampliação, Moisés informou que o convênio é temporário, uma vez que a Secretaria de Estado da Saúde está realizando um levantamento de dados a partir do qual serão definidos os repasses mensais fixos para as unidades filantrópicas.

VEJA A GALERIA DE IMAGENS DA VISITA A CAÇADOR

“Estamos nos baseando por critérios técnicos. O beneficiado por isso será o cidadão, que vai ver redução das filas e um atendimento com mais qualidade”, disse Moisés.

A unidade é referência para aproximadamente 350 mil habitantes da região Meio-Oeste, englobando 32 municípios. Durante a visita, o governador recebeu uma placa com a designação de “amigo do Hospital Maicé”. Por sua vez, Moisés assinou um mural no hall de entrada desejando vida longa à unidade de saúde e lembrou do papel desempenhado pelos funcionários.

“Quem trabalha em hospital atua com coração. Os funcionários têm a plena consciência da finitude do ser humano. É um exemplo claro da missão de servir”, falou aos trabalhadores.

Ex-presidente e atual membro do Conselho Consultivo do hospital, Leonir Tesser agradeceu pelo repasse e disse apoiar a nova diretriz do Estado para os hospitais filantrópicos.

“A gente fica até de certa forma emocionado pela sensibilidade do governador de querer conhecer o nosso projeto. É um modelo que pode ser replicado em outras partes do Estado. Já esse convênio, mesmo que temporário, vai nos ajudar bastante com o custeio”, disse Tesser.

Também presente na cerimônia, o deputado estadual Valdir Cobalchini, que é da região de Caçador, frisou a importância de se trabalhar em parceria: “A vinda do governador aqui nos dá a perspectiva de que ele traga investimentos para a cidade. Juntos nós somos mais fortes. Não podemos trabalhar isolados. Os projetos que são bons para Santa Catarina nós vamos votar”, afirmou.

Visita a empresas

Antes de ir ao hospital, o governador fez visita a duas grandes indústrias da região que empregam centenas de pessoas. Trata-se, na visão de Moisés, de uma forma de ter um conhecimento mais profundo da pujança econômica da região de Caçador. 

“São as impressionantes as plantas que nós visitamos e também a empolgação dos empresários em continuar investindo. Santa Catarina cresce acima do país e contamos que isso continue”, finalizou o governador.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 


Fotos: Krislei Oechsler / SEA

O Arquivo Público de Santa Catarina será reaberto à consulta de pesquisadores e estudantes. A decisão foi tomada em reunião entre a diretoria do Arquivo e a Secretaria de Estado da Administração. O local estava fechado desde dezembro do ano passado, depois que uma forte chuva provocou alagamento num dos pisos e a água acabou infiltrando para o andar onde estava parte do acervo, atingindo 315, dos mais de 130 mil volumes de documentos.

Foto: Jaqueline Noceti/Arquivo/Secom

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, confirmou a retomada das operações da companhia aérea Latam no Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, em Jaguaruna, a partir da segunda quinzena de junho. Na última sexta-feira (17), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) confirmou a aceitação do Termo de Compromisso proposto pelo Governo do Estado, para a normalização do tráfego aéreo.

A Latam decidiu suspender os voos em abril, após vistoria e divulgação do laudo NOTAM pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A Azul, outra companhia que opera em Jaguaruna, manteve as atividades normalmente.

As passagens com saída e destino a Jaguaruna já estão disponíveis para venda no site oficial da Latam.

Mais informações para a imprensa:

Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br

 Foto: Decom/Prefeitura de Criciúma

Localizada no maior corredor meteorológico da América do Sul, Santa Catarina registra os mais variados fenômenos climáticos. Sendo assim, é de extrema importância que a sociedade esteja preparada para os mais diferentes tipos de eventos, preservando, assim, vidas e reduzindo prejuízos. Contando com essas características, a Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) promove a Semana Estadual de Defesa Civil, aproveitando os 46 anos da pasta.

Cada Cigerd (Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres) regional preparou, entre os dias 20 e 24 de maio, uma série de ações que estão à disposição da população. Em Criciúma, por exemplo, nesta segunda-feira, 20, um espaço especial foi montado na praça Nereu Ramos para atender a população em parceria com a Defesa Civil Municipal. No dia 25 de maio, a ação ocorre no Parque das Nações, também em Criciúma, das 10 às 17 hs.

Segundo o secretário estadual, João Batista Cordeiro Júnior, todas as ações realizadas são resultado de muito trabalho em prol dos catarinenses. "Nestes 46 anos, a nossa Defesa Civil teve uma enorme evolução e hoje se destaca nacional e internacionalmente pelo trabalho de muitos homens e mulheres abnegados", reforçou.

Maiores informações sobre a programação regional estão a disposição em um dos Cigerd’s espalhados pelo estado. (Araranguá, Blumenau, Canoinhas, Caçador, Concórdia, Chapecó, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville,  Joaçaba, Lages,Maravilha, Rio do Sul, São Miguel do Oeste, Taió, Tubarão e Xanxerê).

Em Florianópolis, serão realizadas diversas palestras com interação entre todas as Regionais por meio de videoconferência, um grande simulado de evacuação no Cigerd e palestras. Dentre elas “Psicologia das Emergências e Desastres”, que será ministrada pelo Cel Luiz Antônio Cardoso. (Ver programação abaixo.)

Ainda alusivo à Semana Estadual de Defesa Civil, será realizado, nos dias 30 e 31 de maio, o “Seminário de Proteção e Defesa Civil: Incêndios Florestais, Barragens e Inteligência como estratégia em Redução de Riscos e Desastres (RRD)”. O evento será realizado no auditório “C” da UNISUL, Campus Pedra Branca, em Palhoça.

Na oportunidade, será debatido o grau de impacto das mudanças climáticas no desencadeamento de desastres, tais como as estiagens, incêndios florestais e eventos intensos pluviométricos associados a rompimentos de barragens. Da mesma forma a importância da adoção de práticas de inteligência e segurança que minimizem os efeitos, dinâmicas sócio econômicas e a vulnerabilidade social dos eventos citados.

Durante o seminário serão promovidos debates e a exposição de cases, práticas e lições Aprendidas. O evento é realizado em parceria com as organizações que integram o Comitê Técnico Científico junto com a SDC. Dentre elas: Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul), Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto Federal Catarinense ( IFC), Instituto Federal de Santa Catarina( IFSC),  Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Associação Brasileira de Pesquisa Científica, Tecnológica e Inovação em Redução de Riscos e Desastres (ABPRRD). O evento é realizado com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (FAPESC).

Informações e Inscrições estão disponíveis no site ouno site ou nas redes sociais da Defesa Civil de Santa Catarina.

PROGRAMAÇÃO DO SEMINÁRIO DE DEFESA CIVIL

DIA 30/5 (QUINTA)
8:00 às 11:00 - CREDENCIAMENTO
9:00 às 9:30 - CERIMÔNIA DE ABERTURA
9:30 às 10:15 - PALESTRA DE ABERTURA
10:15 às 12:00 - SESSÃO TEMÁTICA: MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE
13:30 às 15:00 - SESSÃO TEMÁTICA: SEGURANÇA EM BARRAGENS E SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL
15:00 às 15:15 - COFFEE BREAK
15:15 às 17:30 - PRÁTICAS E LIÇÕES APRENDIDAS

DIA 31/5 (SEXTA)
9:30 às 11:00 - SESSÃO TEMÁTICA: INCÊNDIOS FLORESTAIS
11:00 às 12:00 - PRÁTICAS E LIÇÕES APRENDIDAS
13:30 às 15:00 - SESSÃO TEMÁTICA: INTELIGÊNCIA COMO ESTRATÉGIA EM RRD
15:00 às 15:15 - COFFEE BREAK
15:15 às 17:15 - PRÁTICAS E LIÇÕES APRENDIDAS

DIA 1/6 (SÁBADO)
10:00 às 12:00  - VISITA GUIADA CIGERD

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br