Arte: Sal Santos/Secom

Uma reunião entre o governador Carlos Moisés e nove prefeitos marcou a apresentação de nova proposta para viabilizar a integração do sistema de transporte coletivo da Grande Florianópolis. A minuta do projeto foi apresentada e debatida durante um encontro na Casa D’Agronômica na tarde desta quinta-feira, 21.

Segundo o governador, já havia um consenso entre os prefeitos para retomar a questão após entraves ocorridos no último ano. Moisés elencou os benefícios de uma associação efetiva: “A integração é um ato de inteligência, e o Estado pretende coordenar essa atuação. Vai ter um impacto direto na mobilidade, sem sobreposição de linhas. As tarifas também têm de ser módicas. A ideia é que não haja uma tarifa única, mas que você pague pelo percurso que vai fazer, com isso escalonado em quatro, cinco ou seis valores.”

A proposta foi inicialmente exposta aos prefeitos pelo servidor Guilherme Medeiros, que acompanha a questão desde a criação da Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf), e pelo secretário de Estado da Casa Civil, Douglas Borba. O primeiro passo será a designação de um representante de cada uma das prefeituras para diálogo direto com a Superintendência e a Secretaria, a quem o órgão ficará vinculado após a reforma administrativa.

Nova reunião nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, o secretário Douglas Borba deve se reunir novamente com os prefeitos da região para tratar do tema. A proposta do governo prevê que a licitação do serviço fique com responsabilidade da Suderf. Para isso, as Câmaras municipais precisariam aprovar um projeto de lei delegando competência. Em seguida, seria assinado um convênio. De acordo com o cronograma inicial apresentado aos prefeitos, a intenção é de que o processo licitatório possa ser lançado no fim deste ano. Isso dependeria de um trabalho das prefeituras e do governo do Estado, que teve um recomeço nesta quinta-feira.

“Agora a gente precisa prosseguir na questão legal. Os prefeitos vieram por que estão de acordo com esse projeto. É claro que precisa aparar algumas arestas. Nós estabelecemos prazos para, através de ações coordenadas com os municípios, futuramente lançar esse processo de licitação para regularizar o sistema de transporte coletivo na Grande Florianópolis e otimizar esse serviço público para o conforto do cidadão”, acrescentou Moisés.

Com exceção de Florianópolis, que realizou licitação para o transporte coletivo em 2014, todas as demais da prefeitura possuem contratos precários de transporte coletivo. Na mesma situação se encontram as linhas intermunicipais.

 Além do governador e dos secretários Douglas Borba (Casa Civil) e Jorge Eduardo Tasca (Administração), estiveram na reunião os prefeitos Gean Loureiro (Florianópolis), Adelina Dal Pont (São José), Camilo Martins (Palhoça), Ramon Wollinger (Biguaçu), Geraldo Pauli (Antônio Carlos), Juliano Duarte Campos (Governador Celso Ramos), Omero Prim (Águas Mornas), Edésio Justen (Santo Amaro da Imperatriz) e Ednei José Stahelin (São Pedro de Alcântara).

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

Foto: Maurício Vieira/Secom

As obras de revitalização da pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, em Florianópolis, já têm recursos assegurados. Nesta segunda-feira, 18, o governador Carlos Moisés autorizou uma descentralização orçamentária de aproximadamente R$ 31 milhões para contemplar o serviço, incluindo também a supervisão, controle e fiscalização das obras.

Trata-se de um rearranjo financeiro, que vai retirar receitas de outras fontes para garantir a revitalização. A autorização foi feita durante a reunião do Colegiado Pleno, na sede da coordenadoria regional de Defesa Civil da Grande Florianópolis.

“A autorização vem a garantir a transferência dos valores para que a gente dê início às obras. Para iniciar, a gente não pode depender necessariamente do financiamento. Esse foi um ato de transferência para garantir a celeridade dos trabalhos. Essa é uma obra prioritária, pois trata da segurança das duas pontes, há tempos esperada pela população”, disse Moisés.

O secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli, explicou que, caso o financiamento seja  autorizado, um novo rearranjo será feito para devolver esses R$ 31 milhões ao caixa do Estado. De qualquer forma, o recurso próprio para a obra já está garantido.

Secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler explica que o processo licitatório para a escolha da empresa que fará a supervisão da obra já está praticamente finalizado, restando somente a homologação. Com essa etapa vencida, faltará apenas a assinatura da ordem de serviço, o que deve acontecer até o fim deste mês.

“Agora, com a liberação do recurso pelo governo do Estado, a gente já pode, o quanto antes, emitir a ordem de serviço tanto para a supervisão quanto para a Execução. Hoje de manhã, já houve uma reunião com a executora e a supervisora para acertar os detalhes iniciais e discutir o plano de ataque”, Hassler.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

O governador Carlos Moisés e secretários de Estado visitaram as obras do novo terminal do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, na manhã desta segunda-feira, 18. A comitiva acompanhou uma vistoria realizada pela Secretaria de Aviação Civil (SAC) e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A inauguração do terminal está marcada para o dia 1º de outubro, data definida em conjunto entre o Governo do Estado e a Floripa Airport, concessionária do aeroporto.

"É um empreendimento que vai transformar a vida dos catarinenses. Vai trazer segurança, conforto e investimentos para Santa Catarina", projetou o governador.

O CEO da Floripa Airport, Tobias Markert, enalteceu o diálogo com o Governo do Estado para planejar os detalhes da abertura do terminal. “Estamos encontrando uma maneira muito boa de trabalhar em conjunto. Tivemos uma reunião muito produtiva e definimos o dia 1º de outubro como a data ideal para a inauguração”, explicou.

A previsão é que as obras no aeroporto fiquem prontas até julho, quando se iniciam os testes. As lojas e restaurantes terão até setembro para se instalarem.

Atuação integrada para concluir o acesso

Ao mesmo tempo em que as obras no aeroporto avançam, o Governo trabalha em várias frentes para concluir o acesso ao novo terminal. Além das obras, existe uma forte atuação administrativa e judicial para garantir as desapropriações de imóveis e licenças ambientais para que a rodovia seja concluída e aberta ao tráfego.

Por determinação do governador, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) mantém um procurador à disposição do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) para lidar com as desapropriações. O primeiro lote já teve a situação resolvida e, agora, o trabalho se concentra no segundo.

“Dependemos de uma atuação que já foi positiva, no primeiro momento, com a Justiça Estadual. Acredito que esse segundo momento também será acelerado para que possamos dar continuidade à evolução da pista”, detalhou Moisés.

O secretário nacional de Aviação Civil, Ronei Saggioro Glanzmann, conheceu o andamento das obras no aeroporto e na rodovia de acesso. Ele se colocou à disposição para, em Brasília, ajudar na liberação das licenças no Ministério do Meio Ambiente e no Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Além do governador, acompanharam a vistoria os secretários Carlos Hassler (Infraestrutura), Paulo Eli (Fazenda), o presidente do Instituto do Meio Ambiente (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio e a procuradora-geral do Estado, Célia Iraci da Cunha.

Informações adicionais para a imprensa
Renan Medeiros
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: renan@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3058 / (48) 99605-9196
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Com o objetivo de verificar a situação das demais placas e parafusos da Ponte Pedro Ivo Campos, o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) realizou uma vistoria nas placas das juntas de dilatação na noite da última quinta-feira, 14. Não houve a necessidade de reapertar nenhum parafuso. A equipe técnica do Deinfra seguirá monitorando a situação das pontes e reafirma que não há risco estrutural e de colapso.

Na próxima semana, a Secretaria de Estado da Infraestrutura dará prosseguimento à homologação do processo licitatório de supervisão das obras de recuperação das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles. Também dará continuidade às tratativas com a empresa que irá executar as obras. A expectativa é de que as ordens de serviço sejam assinadas até o fim deste mês.

Sobre os processos licitatórios para supervisão e execução das obras

A empresa vencedora da licitação para supervisionar as obras de recuperação das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Machado Salles foi a Engevix. O valor a ser contratado é de R$1.335.771,61.

A execução das obras será realizada pela empresa CEJEN Engenharia Ltda., de Curitiba, vencedora do processo licitatório realizado em 2016. O valor contratado para execução da obra é de R$ 29.661.611,40 e o prazo para conclusão é de 24 meses, conforme previsto no edital.

Mais informações para a imprensa:
Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br


Foto: James Tavares/Secom

Uma equipe técnica do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra) realizou os reparos em uma placa metálica da Ponte Pedro Ivo Campos, na noite de quarta-feira,13. Os engenheiros do Deinfra farão uma nova vistoria no local nesta quinta-feira, 14, para verificar a situação das demais placas e parafusos.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler, a estrutura não oferece risco de colapso. “A parte estrutural não está comprometida. Estamos trabalhando para garantir a segurança de todos que trafegam pelas pontes”, garantiu.

Ainda nesta quinta-feira, será divulgado no Diário Oficial a empresa que ficou em primeiro lugar no processo licitatório de supervisão das obras de recuperação das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos. O prazo para recurso já foi encerrado. A proposta com menor valor foi apresentada pela Engevix,  por R$ 1.335.771,61.

A obra de recuperação das pontes será realizada pela empresa CEJEN Engenharia Ltda., de Curitiba, vencedora do processo licitatório realizado em 2016. O valor contratado para execução é de R$ 29.661.611,40, e o prazo para conclusão é de 24 meses, conforme previsto no edital.

De acordo com o secretário Hassler, as tratativas com a empresa que irá executar as obras já estão em andamento. A expectativa é que a ordem de serviço seja assinada ainda neste mês.

Concurso

Com o objetivo de aumentar o quadro de engenheiros e assim atender às demandas de fiscalização das obras, foi realizado no último dia 27 o concurso público do Deinfra para preenchimento de 50 vagas para o cargo de engenheiro.

Os cargos estão distribuídos entre as especialidades de engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia florestal, engenharia mecânica e engenharia ambiental.

Entre as atribuições do engenheiro, estão: supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente; executar estudo, planejamento, projeto e especificação; entre outros. Segundo o secretário, Hassler, este é um passo muito importante. “O Deinfra não realizava concurso há muito tempo e nosso quadro de engenheiros estava defasado. A vinda desses 50 novos profissionais trará mais agilidade aos trabalhos”, declarou.

Mais informações para a imprensa:
Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br

Foto: Maurício Vieira/Secom

Um mês depois de ser interditado preventivamente pela Defesa Civil de Santa Catarina, o tráfego de veículos e caminhões de pequeno porte foi liberado na Serra do Corvo Branco na manhã desta quarta-feira, 13. O secretário em exercício da Defesa Civil estadual, Diogo Bahia Losso, vistoriou o trecho e constatou as melhorias na sinalização e na pista, realizadas pelo Deinfra, que possibilitaram a reabertura da estrada (SC-370).

A comunicação da reabertura foi feita em um encontro no topo da Serra com os prefeitos de Grão-Pará, Ademir Bonetti, e de Urubici, Antonio Zilli. Também participaram da reunião o capitão Fabiano Marques, da Polícia Militar Rodoviária, e o engenheiro Carlos Augusto Rogério, do Deinfra.

>>> Confira mais imagens na galeria de fotos

A rodovia havia sido bloqueada no dia 14 de janeiro após fortes chuvas ocasionarem alguns pontos de deslizamento.

“Nós visitamos o trecho hoje e constatamos que já há condições de liberar o trânsito na rodovia. Foram colocadas defensas metálicas em pontos críticos. Pedimos apenas que o tráfego seja evitado no período noturno por conta da falta de iluminação”, afirmou Losso.

Três pluviômetros devem ser instalados no trecho de serra. Eles passarão informações em tempo real para a sede da Defesa Civil, que comunicará a necessidade de interdições pontuais em caso de chuva torrencial.

O prefeito interino de Grão-Pará, Ademir Bonetti, agradeceu o trabalho realizado tanto pela Defesa Civil quanto pelo Deinfra e ressaltou a importância econômica de se manter a rodovia aberta.

“É uma ligação importante para a escoação de produtos agrícolas. Sem ela, os produtores têm que rodar o dobro da quilometragem. É essencial também para o turismo, que deu uma parada nesse período em que ela esteve fechada. Esperamos que tudo retorne ao normal agora”.

Já o prefeito de Urubici destacou que as intervenções feitas no último mês, com a melhoria da sinalização e a colocação de defensas, permitiram que a estrada estivesse neste momento em uma situação melhor do que antes da interdição, na metade de janeiro.

“Seria uma calamidade para Urubici trancar a Serra do Corvo Branco. A cidade necessita dessa estrada. Felizmente, houve a compreensão do Governo do Estado e melhorias”, disse Zilli.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

 

Foto: Saul Oliveira/Secom

Na tarde desta terça-feira, 5, a Comissão de Licitação do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra) realizou a abertura das propostas de preços das empresas classificadas no processo licitatório de supervisão das obras de recuperação das pontes Colombo Machado Salles e Pedro Ivo Campos, localizadas em Florianópolis.

A empresa Engevix apresentou a menor proposta, no valor de R$ 1.335,771,61, seguida pelo consórcio Ponte Sul, com o valor de R$ 1.631.090,89, e pela empresa Falcão Bauer, com a proposta de R$ 1.760.366,91. Nas propostas técnicas, todas as empresas foram classificadas com a mesma pontuação.

O resultado da classificação será publicado na forma da legislação em vigor, por meio do site do Deinfra, e as empresas têm cinco dias úteis para apresentar recurso. Caso não haja, a empresa vencedora será homologada após este prazo.

Mais informações para a imprensa:

Patricia Zomer
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Infraestrutura
(48) 3664-2008 / 9-9995-8494
patriciazomer@sie.sc.gov.br

Foto: Peterson Paul/Secom

Acompanhado do secretário de Estado da Infraestrutura, Carlos Hassler, o governador Carlos Moisés realizou nesta terça-feira, 29, a sua primeira visita às obras de restauração da ponte Hercílio Luz, em Florianópolis. Antes de caminhar pelos andaimes, Moisés participou de uma reunião com engenheiros da empresa portuguesa Teixeira Duarte, responsável pelos trabalhos, e também com Wenceslau Diotallevy, engenheiro do Deinfra e  fiscal encarregado pela reforma.

“A gente veio acompanhar o andamento das obras e conversar com a empresa portuguesa que está executando os trabalhos. Também (vamos) dar celeridade aos nossos processos dentro do poder público para contratação dos itens necessários para a conclusão da obra, que é de importância extrema para os catarinenses. Ela será um monumento à visitação e de fomento ao turismo, além de servir à mobilidade urbana”, frisou Moisés.

Em relação aos desafios do curto prazo, o governador salientou que está em andamento um processo de dispensa de licitação para contratar a mesma empresa portuguesa para refazer a estrutura que suporta a ponte enquanto o serviço de restauração ocorre. Moisés ainda se disse otimista com a possibilidade de finalizar a restauração em dezembro:

“Temos muita esperança de entregar ainda esse ano para os catarinenses e para o Brasil essa obra, que é um patrimônio histórico do nosso estado”, afirmou.

O secretário Carlos Hassler disse que a visita do governador teve por objetivo conhecer pessoalmente toda a complexidade da obra e verificar in loco todas as informações que são fornecidas ao seu gabinete.

“A presença dele aqui é fundamental nesse sentido. Agora, quando ele receber as informações, vai entender o porquê de se estar levando determinado dado a ele”, afirmou Hassler.

Uma novidade da última semana foi o início da instalação das faixas exclusivas para pedestres e ciclistas no lado insular. No lado continental, esse trabalho já havia começado no fim de 2018.

Informações adicionais para a imprensa
Leonardo Gorges
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: leonardogorges@secom.sc.gov.br 
Fone: (48) 3665-3045
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC 

Realizado no último domingo, 27, o concurso público do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra) terá o resultado divulgado no dia 6 de fevereiro de 2019, no Diário Oficial do Estado, por meio de Portaria do DEINFRA, e na internet, por meio do endereço eletrônico http://deinfra2018.fepese.org.br/.

O concurso contou com a participação de aproximadamente quatro mil candidatos.  O cargo mais concorrido foi o de engenheiro civil, com 79 candidatos por vaga. Os cargos estão distribuídos entre as especialidades de engenharia civil (43 vagas), engenharia elétrica (2), engenharia florestal (2), engenharia mecânica (1) e engenharia ambiental (2). A remuneração inicial, valor bruto já com as gratificações e auxílio alimentação, é de R$ 6.735,24 para jornada de trabalho semanal de 40 horas.

Entre as atribuições do engenheiro, estão: supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente; executar estudo, planejamento, projeto e especificação; executar estudo de viabilidade técnico econômica; prestar assistência, assessoria e consultoria; dirigir obras e serviços técnicos; executar vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e perecer técnico; elaborar orçamento; executar outras tarefas. A lotação ocorrerá nas cidades de Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joaçaba, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste. 

Crédito fotos: Cláudio Cherem Garcia / Deinfra 

Mais informações para a imprensa:
Patricia Zomer           
Secretaria de Estado da Infraestrutura
Fone: (48) 3664-2008 / 9 - 9995-8494 

A Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese) divulgou, nesta segunda-feira, 21, o local das provas do concurso público do Departamento Estadual da Infraestrutura (Deinfra). A prova será aplicada neste domingo, 27, em Florianópolis, e terá duração de quatro horas.

Para consultar o endereço da prova o candidato deve acessar o site do concurso na Internet: http://deinfra2018.fepese.org.br/ e informar o número de inscrição e cpf.

A prova objetiva será constituída de uma única etapa, de caráter eliminatório e classificatório. Ela contemplará 50 questões, sendo cinco de língua portuguesa, cinco de raciocínio lógico e 40 de conhecimentos específicos.

Abertura dos portões
De acordo com o edital os portões serão abertos às 13h e só será permitida entrada mediante apresentação de documento de identificação original e no prazo de validade. Os portões serão fechados às 13h40. O candidato só poderá entregar a prova e deixar o local após uma hora do início.
O resultado será publicado dia 6 de fevereiro de 2019, no Diário Oficial do Estado, por meio de Portaria do DEINFRA, e na internet, por meio do endereço eletrônico http://deinfra2018.fepese.org.br/.

Vagas
Foram realizadas 4.489 inscrições e o cargo que possui maior concorrência é o de engenheiro civil com 79 candidatos por vaga. Os cargos estão distribuídos entre as especialidades de engenharia civil (43 vagas), engenharia elétrica (2), engenharia florestal (2), engenharia mecânica (1) e engenharia ambiental (2).
A remuneração inicial é de R$ 6.735,24 para jornada de trabalho semanal de 40 horas, já inclusas as gratificações e o auxílio-alimentação no valor de R$ 264.
Entre as atribuições do engenheiro, estão: supervisionar, coordenar e orientar tecnicamente; executar estudo, planejamento, projeto e especificação; executar estudo de viabilidade técnico econômica; prestar assistência, assessoria e consultoria; dirigir obras e serviços técnicos; executar vistoria, perícia, avaliação, arbitramento, laudo e perecer técnico; elaborar orçamento; executar outras tarefas. A lotação ocorrerá nas cidades de Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joaçaba, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste.

Concurso Deinfra 2019

Mais informações à imprensa:
Patricia Zomer  / Vanessa Pires         
Secretaria de Estado da Infraestrutura
Fone: (48) 3664-2008 / 3664-2007 
(48) 99995-8494 / 98476-3215