Foto: Maurício Vieira/Secom

As estratégias e ações para garantir a segurança, além de serviços aos catarinenses e turistas durante a estação mais movimentada do ano, foram apresentadas nesta quarta-feira, 21, durante o pré-lançamento da Operação Veraneio 2018-2019. O governador Eduardo Pinho Moreira apresentou, junto com os representantes das secretarias e órgãos envolvidos, um panorama do que está programado para a operação deste ano. A vice-governadora eleita Daniela Reinehr também compôs a mesa das autoridades. 

Com recursos garantidos para manter a operação em 61 dos 295 municípios catarinenses, o governador Eduardo Pinho Moreira acredita que será um sucesso. “As experiências que tivemos no passado nos permitiram ter um Estado muito bem preparado em todos os setores. Os recursos estão garantidos, na ordem de 15 milhões de reais, e em caixa. Talvez seja a parte mais significativa”, esclareceu.

Moreira também explicou que as informações trocadas com os futuros representantes do Estado, empossados em meio ao funcionamento da operação, vão fazer a diferença. “O Carlos Moisés é oriundo de uma força integrada neste processo de prevenção, feita pelo Corpo de Bombeiros, e conhece profundamente a operação veraneio. A presença da vice-governadora eleita Daniela Reinehr e também as conversas frequentes com eles permitem que setores vitais trabalhem plenamente”, disse.

Estado preparado

Hoje o turismo representa 13% do PIB Catarinense e é imprescindível que os visitantes sejam bem recebidos. Por isto, pela primeira vez, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), irá disponibilizar aos visitantes uma cartilha com informações em Espanhol. A expectativa do secretário Tufi Michreff Neto é de crescimento no número de visitantes nesta temporada, chegando a 5 milhões de turistas nacionais e estrangeiros, segundo dados da rede hoteleira, das companhias aéreas e Infraero. “Vai ser uma temporada fantástica. Nós estamos bem preparados, Santa Catarina tem bons índices na segurança pública, que é o principal item quando um turista vai escolher um local para visitar e temos essa preocupação de garantir que outros serviços públicos estejam adequados”.

Segurança Pública

A Operação Veraneio 2018-2019 será coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada, presidido pelo secretário da Segurança Pública Alceu de Oliveira Pinto Junior. Além das polícias Civil, Militar e Rodoviária, Bombeiros, IGP e Detran, também aturão de forma integrada as secretarias da Defesa Civil e da Justiça e Cidadania, Exército, Marinha, Aeronáutica, polícias Federal e Rodoviária Federal, bem como as prefeituras abrangidas por meio das guardas municipais.

Cerca de nove mil profissionais de segurança pública e outros mil guarda-vidas contratados contarão com cerca de duas mil viaturas, sete helicópteros e três aviões, além de quadriciclos, motonáuticas e embarcações. A novidade deste ano é que com a expectativa da vinda de 1,5 milhão argentinos, policiais e bombeiros do país vizinho também estarão integrados. A participação deles foi viabilizada através de convênio de cooperação na área de segurança pública entre Santa Catarina e a Província de Missiones (AR).

“Nós percebemos que as operações dos outros anos tinham dificuldade de integração entre as corporações, então em 2018 nós começamos bem antes, com reuniões específicas e temáticas com a Marinha, por exemplo, que tinha dificuldade de fazer o flagrante por falta de um policial civil. Mudamos isto. Este ano, um delegado irá acompanhar as operações, agilizando os processos. Com estas integrações, não teremos esse problema”, explicou o secretário de Estado da Segurança Pública Alceu de Oliveira Pinto Junior.

Para os 81 dias de operações, as corporações terão forte apoio tecnológico. Pela primeira vez um sistema de inteligência analítica foi adotado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública. A plataforma tecnológica permitirá acompanhamento em tempo real das ações de segurança em andamento. As autoridades de segurança e o Governador terão acesso online ao sistema de informações para acompanhamento permanente via tablet e smartfone.

Abastecimento de energia garantido

O presidente das Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), Cleverson Siewert, destacou que, além do crescimento do consumo e aumento da demanda de energia, entre dezembro e março, historicamente, são registrados os eventos climáticos que mais afetam o desempenho do fornecimento de energia. Por isso, a Celesc concentra esforços em três frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

Para a temporada de verão também há um acréscimo nas equipes de eletricistas, uma vez que o número de ocorrências aumenta em três vezes na comparação com as demais épocas do ano. Também é o período com maior dificuldade de deslocamento das equipes nas estradas e por isso a empresa vai contar com cerca de 300 funcionários a mais para atendimento da população.

“Foram 360 milhões de reais de investimentos em alta, média e baixa tensão. 50 milhões em manutenção preventiva, com destaque para as ações de limpeza, poda e roçada, já que 35% das vezes que ficamos sem energia é por conta de vegetação na rede. Temos cerca de 18% a mais de efetivo para recompor o sistema quando necessário”, explicou.

De olho na saúde

Com a temporada aumenta também a possibilidade de problemas com doenças sazonais, tais como febre amarela, sarampo e também dengue. Por isso, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DiVE) está organizada com ações de vacinação, além de prevenção. O trabalho de eliminação dos focos já começou e deve seguir para evitar casos no Estado. A DiVE recomenda que os catarinenses entre nove meses e 59 anos sejam imunizados contra a febre amarela em dose única. Além disso, também existe atenção especial para a imunização contra o sarampo.

Assinaturas

Ainda no evento, foi assinado o documento para o retorno da obra do Centro de Atendimento ao Turista de Dionísio Cerqueira, que estava paralisada há dois anos. “Retomamos o investimento com uma ordem de R$ 587 mil, em um convênio com o Ministério do Turismo que vai permitir ao Estado atender adequadamente o turista estrangeiro, que cruza a fronteira pelo município, para que possa ser bem atendido”, explicou Michreff.

Também foi lançado o contrato de prestação de serviço com o intuito de aumentar o número de praias no Programa Internacional de Certificação Ambiental Bandeira Azul, com um levantamento de 40 locais que serão classificados e executadas adequações necessárias para o Programa.

Informações adicionais para a imprensa:

Melina Cauduro
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Comunicação - Secom
(48) 3665-3009 / (48) 9 9938-9839
melina@secom.sc.gov.br 
www.sc.gov.br 



Durante todo o mês de novembro, a Secretaria de Estado da Defesa Civil promove, em parceria com os municípios catarinenses, uma série de atividades para relembrar a passagem dos 10 anos do "Desastre de 2008", quando 135 pessoas perderam a vida no Vale do Itajaí, e fomentar o debate e reflexão sobre a importância das políticas nacionais e internacionais de Redução de Risco e Desastres (RRD).

Neste período, os municípios de Balneário Camboriú,  Balneário Piçarras, Barra Velha, Bombinhas, Brusque, Blumenau, Camboriú, Canelinha, Gaspar, Itapema, Itajaí, Ilhota,  Luiz Alves, Massaranduba, Navegantes, Porto Belo, Penha, São João do Itaperiú e Tijucas realizam diversas atividades preventivas como Rotas de Fugas em escolas, caminhadas ecológicas, passeios ciclísticos, simulados, sessão solene na Câmara de Vereadores, exposição de fotos, inauguração de memoriais, plantio de mudas, e a participação no Concurso de Desenhos, entre outras, visando ampliar a consciência de proteção na população e nas escolas.

A partir do dia 19, terá início a "Semana Consciência de Proteção" com a realização de uma grande palestra, transmitida para todo o Estado pela Defesa Civil. Os palestrantes serão o Secretário de Estado da Defesa Civil, Sr. João Batista Cordeiro Junior, e o prof. Francisco Costa, da Universidade do Minho - Portugal. O tema será a redução de Riscos de Desastres, Resiliência e Governança: perspectivas no quadro de Sendai.

No dia 22 será realizado, em Itajaí, o Seminário Regional Fortalecimento da Cooperação e Resiliência, no Centreventos Governador Luiz Henrique da Silveira. No evento, será realizada exposição das agências que atuam na resposta a desastres e organizações de ensino que produzem conhecimento a respeito de riscos e desastres.

O seminário também contará com a presença do Promotor da ONU (Campanha Cidades Resilientes), Sidnei Furtado, e Moema Dutra Freire, representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Para finalizar, será realizada uma Ação Social no Morro do Baú, em Ilhota, no dia 24 de novembro, envolvendo o município e a comunidade, com a participação de diversas agências e organizações de resposta aos desastres como CBMSC, PMSC, SAMU, Exército, SESC, entre outras.

Informações adicionais para a imprensa
Flávio Vieira Júnior
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Defesa Civil - SDS
Fone: (48) 3664-7009 / 99185-3889 / 99651-5888
E-mail: defesacivilsc@gmail.com
Site: www.defesacivil.sc.gov.br

O combate às organizações criminosas em Santa Catarina teve na manhã desta terça-feira, 6, mais uma importante ação da Polícia Civil após intensas investigações. Foi mais uma fase da Operação Rigor, que começou em 19 de janeiro deste ano após a morte em Navegantes do integrante de uma facção criminosa e cujas investigações identificaram outros 77 suspeitos de pertencerem à quadrilha. Até 21 de julho, 21 deles já estavam presos nos presídios de Itajaí, Joinville e Florianópolis.

Florianópolis – Até dezembro deste ano, o Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina (Detran), prevê a implementação das provas eletrônicas de CNH, em todas as Ciretrans do Estado. Florianópolis foi à pioneira, através de um projeto piloto, em que a rapidez do resultado, a modernidade e a segurança foram um dos fatores determinantes para a nova ferramenta tecnológica.  Antes, com a prova manual, o candidato esperava em média 48 horas para saber o resultado do exame de legislação.

As 40 questões da prova são sorteadas aleatoriamente de um banco de dados com mais de 2000 opções, cujo conteúdo é revisado com frequência, considerando as recentes mudanças no Código de Trânsito Brasileiro.

Explica a Gerente de Habilitação de Condutores, Claudia Regina Bernardi da Silva, que “diante dos inúmeros casos já constatados e aqueles em apuração relativos a fraudes e problemas nas provas teóricas, e visando dar credibilidade a todas as etapas do processo de obtenção da CNH, o Detran/SC buscou um banco de questões atualizado, disponibilizado pelo Detran do Paraná, a certificação do candidato por meio da validação biométrica, prova disponibilizada de forma eletrônica, e monitoramento da sala de provas por câmeras pela Corregedoria do Detran/SC”, afirma.

Segundo Claudia, atualmente 88% das provas teóricas em Santa Catarina são aplicadas de forma eletrônica, totalizando 236.633 mil provas aplicadas de tal forma até 29.10.2018.

CIDADES QUE JÁ APLICAM AS PROVAS ELETRÔNICAS DE CNH

Florianópolis

Março/2016

Joinville

Setembro/2016

Blumenau

Outubro/2016

Jaraguá do Sul

Novembro/2016

Balneário Camboriú

Novembro/2016

Criciúma

Junho/2017

Urussanga

Junho/2017

Içara

Junho/2017

Orleans

Junho/2017

São Miguel do Oeste

Julho/2017

Xanxerê

Julho/2017

Brusque

Agosto/2017

São José

Agosto/2017

Palhoça

Agosto/2017

Rio do Sul

Outubro/2017

Ituporanga

Outubro/2017

Lages

Janeiro/2018

Itajaí

Fevereiro/2018

Mafra

Fevereiro/2018

Tubarão

Março/2018

Braço do Norte

Março/2018

Jaguaruna

Março/2018

Chapecó

Julho/2018

São Lourenço do Oeste

Julho/2018

Joaçaba

Julho/2018

Capinzal

Julho/2018

Laguna

Agosto/2018

Videira

Agosto/2018

Porto União

Agosto/2018

Canoinhas

Previsão: 14/11/2018

 

Pendentes em razão de falta de acessibilidade:

Caçador

Araranguá

Concórdia

Campos Novos

São Joaquim

Curitibanos

São Bento do Sul

O Governo do Estado publicou, no Diário Oficial de nº 19.590, de 7 de junho de 2013, na página 5, a nomeação de 23 novos servidores aprovados em concurso para exercerem cargo de provimento efetivo de Auxiliar Médico Legal, do Instituto Geral de Perícias (IGP), da Secretaria de Estado da Segurança Pública. A partir de agora, os nomeados deverão providenciar a documentação. Os concursados integram a chamada das vagas remanescentes do Concurso Público IGP/2010.

"Após parecer favorável do grupo gestor, que entendeu a necessidade da demanda dos serviços disponibilizados pelo órgão, o governador Raimundo Colombo autorizou a convocação desses servidores", destacou o diretor-geral do IGP, Rodrigo Tasso.

O Instituto Geral de Perícias publica no site www.igp.sc.gov.br a lista dos nomeados, contendo todas as orientações sobre o curso de formação, realização de exames de saúde, documentos necessários para a posse, data de apresentação e demais informações necessárias para o efetivo ingresso na Segurança Pública de Santa Catarina.

Confira a relação dos nomeados e os locais de lotação 
Balneário Camboriú - Ricardo Augusto Brandt, Adriano Manoel dos Santos e Tiago Moraes.
Blumenau - Lais Caroline Biz Wilrich e Vanessa Maruska Genhard.
Brusque - Rogério Tridapalli Júnior.
Concórdia - Andreza Granoski.
Curitibanos - Thuyanna Malu Dias.
Itajaí - Viviane de Mesquita Cruz, Diego Martinho de Castro, Francine Magalhães Brites e Fabiana Cabral de Souza.
Jaraguá do Sul - Eduardo Guilherme Weishaupt Meyer.
Joaçaba - Gisele Marca.
Joinville - José Geraldo da Silva Irmão, Talita Macedo Maia e Gabriel Sesterhenn.
Palhoça - Josielle Gonçalves Mafiolete e Valéria Rodrigues Landerdahl.
Rio do Sul - Paola Borges e Alexandre Kruli de Moraes.
São Bento do Sul - Rodrigo Lodetti.
São Miguel do Oeste - Abel Petter. 

Informações adiconais: 
Luiz Roberto Damiani
Instituto Geral de Perícias
E-mail: comunicacao@igp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3331 4512

O secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, recebeu em seu gabinete os presidentes das Câmaras de Vereadores de Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu, nesta segunda-feira, 10, para tratar de questões relacionadas à área da segurança, comuns aos quatro municípios que compõem a região metropolitana da Grande Florianópolis.

Entre os temas abordados estão ampliação do sistema de vigilância por câmeras, leilões de veículos apreendidos, construções de sedes próprias para Polícia Militar, Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias, além de reforço nos efetivos policiais e distribuição de novas viaturas.

Segundo o vereador César Faria, presidente da Câmara Municipal de Florianópolis, “os problemas da região metropolitana precisam ser analisados de forma conjunta, pois muitas das questões que preocupam a Capital são comuns às outras cidades da região”.  De acordo ele, este movimento iniciou em maio e a expectativa é de reunir, em breve, os 22 presidentes do legislativo das cidades da Grande Florianópolis.  

Sobre os pedidos o secretário César Augusto Grubba, confirmou a ampliação do sistema de videomonitoramento e a integração das imagens entre os municípios da região. Para isso estão sendo concluídas as tratativas para melhoria no sistema de fibra óptica, que irá garantir melhorias e qualidade nas imagens captadas pelas câmeras de vigilância. Grubba também confirmou a construção de novas sedes da Polícia Militar, Polícia Civil e Instituto Geral de Perícias (IGP) nos municípios de Florianópolis, São José, Biguaçu e Palhoça, que receberão obras do Pacto da Segurança.

Os vereadores pediram, ainda, empenho da SSP na realização de leilões de veículos apreendidos para desafogar os pátios e as delegacias de polícia. O secretário que este é um processo demorado, mas que só este ano foram realizados 14 leilões, com a comercialização de 4333 veículos e a ideia é acelerar o processo com a expectativa de leiloar 15 mil veículos até o final deste ano. “Tivemos que interromper o processo no ano passado, mas este ano temos um cronograma de leilões que vem sendo executado com sucesso”, disse Grubba.

Já com relação à distribuição das novas viaturas, o secretário confirmou que os municípios serão atendidos assim que forem concluídas as licitações para aquisição de 1,6 mil veículos. Sobre reforço de efetivo, Grubba informou que a PM concluiu o processo de concurso público para ingresso de mil novos policiais, e a Polícia Civil aguarda manifestação do Grupo Gestor para abertura de um novo exame para delegados e agentes de polícia. Uma turma de 47 novos escrivães está finalizando o curso de formação e em breve tomará posse.  

Participaram da reunião os vereadores César Faria (Florianópolis), Sanderson de Jesus (São José), Fábio Coelho (Palhoça), Manoel Pereira (Biguaçu), o secretário Adjunto da SSP, Coronel PM Fernando Rodrigues de Menezes, e o Coronel PM Vãnio Luiz Dalmarco, coordenador do sistema de videomonitoramento urbano da SSP.

Informações adicionais:
João Carlos Mendonça 
Secretaria de Estado da Segurança Pública 
E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br
Telefone: (48) 3251-1116

O tenente Everton Carlos Roncaglio é o novo comandante do 2º Pelotão da 5ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), com sede em São Miguel do Oeste. O tenente Roncaglio assumiu, na manhã desta quinta-feira, 13, na função desempenhada até o momento pelo capitão Sadiomar Antonio Dezordi, que foi transferido para a 5ª Companhia de Polícia Militar Ambiental de Chapecó.

A passagem de comando aconteceu no quartel do pelotão e contou com presença do secretário Regional de Maravilha, Valci Dal Maso; dos comandantes da 9ª Região de Polícia Militar de São Miguel do Oeste, coronel João Batista Martins; do Batalhão de Polícia Militar Ambiental, tenente-coronel Leibnitz Martinez Hipolito; e da 5ª Companhia da Polícia Militar Ambiental, Major Edvar Fernando da Silva Santos; juntamente com demais autoridades estaduais, regionais e municipais.

O secretário Regional destacou a boa atuação do capitão Sadiomar Dezordi a frente do batalhão parabenizando o novo comandante frisando a certeza da continuidade dos serviços com a mesma dedicação e comprometimento com as causas ambientais da nossa região.

O capitão Dezordi foi comandante do 2º Pelotão por seis anos, lembrou em seu discurso que dedicou 10 anos para a Ambiental, dos seus 15 anos de carreira. O tenente Roncaglio é de Guaraciaba e atuava como corregedor no 11º Batalhão da Polícia Militar de São Miguel do Oeste. 

Mais informações
Carla Trentin
Secretaria Regional de Maravilha
(49) 8839-1117

policia militar 20130620 1031152601

Com o objetivo de garantir a segurança da população e a livre manifestação do pensamento, a Polícia Militar de Santa Catarina divulgou, nesta quarta-feira, 19, algumas recomendações aos cidadãos. A polícia reitera que os protestos são um direito garantido pela Constituição e pede que os manifestantes denunciem a conduta de possíveis vândalos.

A Polícia pede que os manifestantes não se deixem influenciar por vândalos, que não apoiem a depredação, dano ou qualquer outro ato violento. Estes atos podem ser denunciados pelo telefone 190 ou pelo Twitter da Polícia Militar @P_M_S_C.

Quem não está participando das manifestações deve ter paciência e evitar as vias públicas que podem ser bloqueadas, muitas vezes, sem aviso prévio. O transporte coletivo também poderá sofrer atrasos em função dos protestos e os usuários precisam ter paciência ou tentar horários e rotas alternativas. A dica é que os que têm compromissos importantes considerem estes fatores e planejem seus deslocamentos com antecedência.

 

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) receberá nesta sexta-feira, dia 21, equipamentos de proteção e operacionais previstos no programa ‘Crack, é possível vencer’. Serão entregues quatro bases operacionais móveis, oito viaturas modelo Fiesta, oito motocicletas, 24 capacetes, 200 pistolas de condutividade elétrica (arma de choque) e 600 embalagens de spray de pimenta.

A solenidade será realizada a partir das 14h na Academia da Polícia Militar de Santa Catarina, em Florianópolis, e terá a presença da secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki. O Estado aderiu ao programa em julho do ano passado. Durante a entrega dos equipamentos outros três municípios catarinenses irão aderir ao programa – Joinville, Blumenau e São José.

Para o secretário César Augusto Grubba, da Segurança Pública, o programa permite um trabalho integrado com foco na prevenção pois, segundo ele, quanto mais o Estado investir nesta área menos irá gastar na repressão. “O  crack não é somente um problema de governos, mas sim uma causa social e necessita do envolvimento e compromisso do conjunto de toda a sociedade. Por isso a importância desta parceria já que esta droga têm atingido toda a sociedade, destruindo famílias e criando uma verdadeira legião de zumbis", declarou  Grubba.

As quatro bases móveis a serem instaladas em Florianópolis ficarão em áreas consideradas de maior concentração de uso de crack. Duas delas serão destinadas ao 4ª Batalhão, que atua na área central e no Sul da Ilha; uma ficará com o  21º Batalhão, no Norte da Ilha, e a outra no 22º Batalhão, no Continente.  

Para atuar nas bases móveis da Capital já foram capacitados 145 profissionais de segurança pública e 17 policiais militares, que trabalham especificamente com o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Outras três cidades irão aderir ao programa nesta sexta-feira. Juntos irão receber investimentos na ordem de R$ 7,9 milhões para a aquisição de quatro bases móveis e equipamentos de proteção e operacionais. Das quatro bases móveis a serem entregues em 2014, Joinville receberá duas, enquanto que os municípios de Blumenau e São José recebem uma base, cada um.

Serviço:

O quê: Entrega de quatro bases móveis e adesão de três municípios ao Programa Crack, é Possível Vencer.

Quando: 21 de junho (sexta-feira) a partir das 14h

Onde: Academia da Polícia Militar de Santa Catarina, localizada na Rua Madre Benvenuta, 265, Trindade.

Informações adicionais:

Jornalista João Carlos Mendonça Santos

Fones: (48) 3251.1116/8843.7615

E-mail: imprensa@ssp.sc.gov.br

Até as 19h30 desta quinta-feira, 20, a Polícia Militar estimava em cerca de 70 mil o número de manifestantes nas ruas do Estado de Santa Catarina. Até este horário, nenhuma ocorrência policial havia sido registrada e os protestos seguiam pacificamente.

seguranca publica 20130620 1456222578
Central de Monitoramento da Polícia Militar em Florianópolis. Crédito: Alícia Alão/Secom

Na Capital, Florianópolis, os manifestantes se concentram no Centro da cidade. A Avenida Beira-Mar Norte está fechada, assim como as pontes que dão acesso à Ilha. Há também passeatas pelas principais vias do Centro como a Avenida Mauro Ramos e ruas próximas da Assembleia Legislativa, além das redondezas do Terminal Integrado do Centro (Ticen).


Números aproximados:

Florianópolis - 20 mil

Rio do Sul - 1 mil

Praia Grande - entre 20 e 30 pessoas

Blumenau - 8 mil

Criciúma - 8 mil

Jaraguá do Sul - 3,5 mil

Xanxerê - 2,3 mil

Lages - 8 mil

Joinville - 5 mil

Tubarão - 200 pessoas

Mais informações
Qualquer informação adicional pode ser obtida por meio do telefone da redação da Secom/SC no (48) 3665-3006. Outros contatos e informações do Governo estão disponíveis na página Sala de Imprensa, no Portal do Governo do Estado.