Compartilhe


Fotos: James Tavares/Secom

O primeiro compromisso do governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira, nesta segunda-feira, 19, foi na Secretaria de Estado da Saúde, onde esteve reunido com o secretário Acélio Casagrande, o adjunto Marcelo Lemos dos Reis e equipes responsáveis por alguns setores da área. Moreira, que recebeu o detalhamento de alguns serviços, disse que pretende atuar diretamente e acompanhar de perto tudo que diz respeito à Saúde dos catarinenses.

>>> Galeria de fotos

“Até o dia 28 de fevereiro, vamos receber um detalhamento técnico de todos os gastos que ocorrem nos hospitais próprios e, na etapa posterior, os filantrópicos e privados. Vamos fazer um estudo minucioso, pois tudo que é gasto deve ser bem aplicado em benefício da população, evitar desperdícios e controle absoluto dos gastos públicos, isso é sinal de responsabilidade, que é o queremos fazer para atender melhor a população de Santa Catarina”, disse Moreira, reforçando seu compromisso de repasse dos 14% do orçamento mensal para o setor.

O secretário informou que o objetivo é estabelecer as metas e compromissos com a saúde de Santa Catarina e definir a estratégia de regionalização. “Nossa atenção também está voltada para os nossos 12 hospitais para melhorar, dar mais eficiência e agilizar os atendimentos. A reunião de hoje foi muito importante e, com certeza, é só início na busca de qualidade para todos os catarinenses na área da Saúde”, informou o secretário Casagrande.

Recursos

Em seguida, o governador em exercício seguiu para a Assembleia Legislativa, onde em esforço conjunto com a bancada federal catarinense, acompanhou o repasse de R$ 9,1 milhões para 62 hospitais filantrópicos do Estado.

Os recursos que serão destinados para custeio de instituições filantrópicas são provenientes da Emenda Parlamentar da bancada catarinense referente à Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017, que era de R$ 190 milhões destinados para municípios e hospitais filantrópicos. Como os recursos são vinculados ao Ministério da Saúde, o Governo Federal contingenciou 48% do valor da emenda impositiva, ou seja, o montante destinado para a saúde catarinense ficou em R$ 98,8 milhões.

Parte já foi destinada aos municípios contemplados pela bancada no final de 2017. Agora, os hospitais filantrópicos também receberão os valores indicados pelos senadores e deputados. Além disso, R$ 2,2 milhões foram repassados para a Secretaria de Estado da Saúde.

Mais informações para a imprensa
Sabryna Sartott
Assessoria de Comunicação
Gabinete do Vice-Governador
E-mail: sabrynasartott@gmail.com
Fone: (48) 3665-2283 / 99138-8722
Site: www.sc.gov.br