Compartilhe

O time feminino de vôlei da Escola Estadual Francisco Mazzola, de Nova Trento, foi o campeão nacional na modalidade nos Jogos Escolares da Juventude 15 a 17 anos, que terminou no sábado, 16, em Belém, no Pará. Santa Catarina também levou o vice-campeonato no futsal masculino e basquete masculino. Conseguiu ainda o terceiro lugar no vôlei masculino e no futsal feminino. O saldo de medalhas catarinenses foi de 33, sendo 14 de ouro, nove de prata, e 10 de bronze.

Na final do vôlei feminino, as meninas da Escola Francisco Mazzola, de Nova Trento tiveram a sensação de jogar em casa. Após quase três horas de partida, cinco sets e a vitória emocionante por 3 a 2 (25/23, 25/20, 17/25, 15/25 e 16/14) sobre a equipe do Centro Educacional da Lagoa (RJ), as catarinenses conquistaram o título da Primeira Divisão com apoio da torcida local, que compareceu ao Ginásio dos Bancários. A medalha de bronze ficou com o Colégio Martin Luther (RS), após vencer por 3 sets a 1 (25/19, 17/25, 25/20 e 25/21) o Colégio Regina Mundi (PR).

“Tem gente que diz que torcida não influencia. Eles ajudaram muito a gente. São muito queridos. Fomos bem acolhidas pelos paraenses. Gostei muito deles. Alguns começaram a nos acompanhar na primeira partida e não nos deixaram mais. Ver uma torcida assim para outro estado, que é bem distante, foi muito bom e emocionante. Esta é uma vitória da fé e da união. A gente lutou muito por isso”, falou Khenia Girola, duas vezes medalhista de prata na etapa de 12 a 14 anos dos Jogos Escolares, e estreante nesta categoria. Além dos torcedores paraenses, o time de Santa Catarina também contou com o apoio de outras delegações.

jogos escolares em belem 20131117 1026778006
Foto: Antônio Prado/Fesporte

Carinho dos paraenses
O carinho da torcida não se deu apenas durante a final. Um grupo de cinco amigos paraenses foi até o Centro de Convivência do evento, localizado no Hangar, para ver a premiação das atletas. Um dos novos torcedores das meninas é o jovem Igor Shibata, 17 anos, estudante do Colégio Ideal (PA). Após a entrega das medalhas, Igor e os amigos Breno, Fernando, Lucas e Víctor foram convidados pelo técnico e pelas alunas-atletas de Santa Catarina para o alto do pódio e tiraram várias fotos. “Acho que a nossa torcida ajudou, mas o mérito é todo delas. Não acompanhava jogos de vôlei, mas vi a primeira partida delas e decidi torcer até o final. Elas são bonitas, talentosas, legais e muito humildes”, disse Igor.

Vôlei masculino 3º lugar
O vôlei masculino, da Escola Estadual Valdete Inês Zindars, de Jaraguá do Sul, ganhou do Colégio Gabarito, de Minas Gerais, por 3 a 1, e garantiu o terceiro lugar da competição. Depois de conquistar quatro títulos em edições anteriores dos Jogos Escolares da Juventude, Santa Catarina, desta vez, não consegui o título de campeão do futsal masculino: foi vice ao perder por 2 a 1 do Rio de Janeiro. A equipe catarinense, do Colégio Evangélico Jaraguá, de Jaraguá do Sul, começou a partida perdendo de 1 a 0, chegou a empatar, mas o Rio fechou o placar por 2 a 1. Para o técnico Agostinho Ferrari, a participação dos catarinenses foi bastante positiva. “Perdemos por detalhes. Nossas bolas não entraram e eles foram mais felizes”, enfatizou.

O futsal feminino, da Escola Estadual Paulo Medeiros, de Joinville, venceu por 7 a0 a Escola Senhor dos Caminhos, do Rio Grande do Sul, e garantiu o terceiro lugar da competição. O basquete masculino de Santa Catarina, representado pelo Senai, de Concórdia, conseguiu voltar para a primeira divisão dos Jogos Escolares da Juventude no dia anterior, mas na final da segunda divisão, neste sábado, não conseguiu superar os alunos da Escola Jesus Cristo Rei, do Espírito Santo, perdendo de 72 a 61, garantindo o vice-campeonato da modalidade.

Para o chefe de delegação de Santa Catarina, Ademar José da Silva, gerente de esporte de base e inclusão da Fesporte, a participação catarinense nos Jogos Escolares, em Belém, foi altamente positiva: “Conseguimos 33 medalhas, sendo 14 de ouro. Isso mostra a força esportiva catarinense no cenário nacional. Todos os atletas estão de parabéns por esse grande resultado para o nosso Estado”, conclui.

Os Jogos Escolares da Juventude foram disputados por alunos-atletas de 26 estados do Brasil, mais o Distrito Federal, e a delegação da cidade anfitriã. Os Jogos são organizados e realizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), correalizados por Ministério do Esporte e Organizações Globo, com patrocínio da Coca-Cola e apoio do Governo do Estado do Pará e da Prefeitura Municipal de Belém. A logística da delegação catarinense foi toda feita pela Fesporte. A delegação catarinense foi composta por 190 pessoas, entre dirigentes, professores-técnicos e alunos-atletas. Foram no total 155 alunos representando 26 municípios de 54 escolas catarinenses, que obtiveram a classificação na etapa estadual dos Jogos Escolares (Jesc), em setembro, em Brusque.

Informações adicionais
Antonio Prado
(48) 9125-2286