Foto: Antonio Prado/Fesporte

Quatro competições classificatórias para a etapa estadual da 19ª edição da Olimpíada Estudantil Catarinense (Olesc) vão movimentar quatro municípios do estado. Entre os dias 16 a 20, Tubarão será sede da etapa Sul e no mesmo período Ibirama recebe os competidores para a etapa Centro-Oeste. Depois, entre os dias 23 a 27 de agosto, será a vez de Camboriú sediar a etapa Leste-Norte e, Xaxim, a regional Oeste. A média para cada regional é de 750 atletas entre 12 a 17 anos, totalizando três mil. 

Estarão nas disputas os títulos das modalidades coletivas: futsal, handebol, voleibol e basquete, sendo que os três primeiros colocados garantem vaga para a etapa estadual da Olesc a ser realizada em Videira entre os dias 12 a 21 de setembro. A Olimpíada Estudantil Catarinense é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, em parceria com as prefeituras dos municípios sedes.

Veja os municípios participantes de cada regional:

Regional Sul – Tubarão (27 municípios): Antônio Carlos, Biguaçu, Braço do Norte, Cocal do Sul, Criciúma, Ermo, Florianópolis, Forquilhinha, Garopaba, Grão Pará, Içara, Imbituba, Meleiro, Morro da Fumaça, Orleans, Palhoça, Paulo Lopes, Rio Fortuna, São Joaquim, São José, São Martinho, Siderópolis, Sombrio, Santo Amaro da Imperatriz, Timbé do Sul, Tubarão e Turvo.

Centro-Oeste – Ibirama (26 municípios): Agrolândia, Anita Garibaldi, Caçador, Campos Novos, Celso Ramos, Curitibanos, Erval Velho, Fraiburgo, Herval D’Oeste, Ibirama, Jaborá, Joaçaba, Lages, Lebon Régis, Lontras, Luzerna, Mirim Doce, Otacílio Costa, Ponte Alta do Norte, Rio das Antas, Rio do Campo, Rio do Sul, Salete, São Cristovão do Sul, Taió e Tangará.

Regional Oeste – Xaxim  (32 municípios): Águas de Chapecó, Arvoredo, Caibi, Chapecó, Concórdia, Coronel Freitas, Cunha Porã, Cunhataí, Faxinal dos Guedes, Flor do Sertão, Galvão, Guaraciaba, Iporã do Oeste, Iraceminha, Itá, Itapiranga, Maravilha, Nova Erichin, Palmitos, Passos Maia, Piritiba, Pinhalzinho, Colombo, São João do Oeste, São José do Cedro, São Miguel do Oeste, Saudades, Seara, Tunápolis,  Xanxerê e Xavantina.

Regional Leste-Norte – Camboriú (30 municípios): Araquari, Balneário Camboriú, Balneário Piçarras, Barra Velha, Blumenau, Brusque, Camboriú, Canelinha, Garuva, Gaspar, Guaramirim, Indaial, Itajaí, Itapema, Jaraguá do Sul, Joinville, Mafra, Massaranduba, Navegantes, Nova Trento, Papanduva, Pomerode, Porto União, Rio Negrinho, Rodeio, São Bentos do Sul, São Francisco do Sul, São João Batista, Schroeder e Timbó. 

Na etapa estadual, cuja faixa etária abrange atletas de 8 a 17 anos, dependendo da modalidade, além dos esportes coletivos, estarão em disputa o atletismo, caratê, ciclismo, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, natação, tênis, tênis de mesa e xadrez, no masculino e feminino. Nas provas individuais, os municípios montam suas seleções com atletas mais bem ranqueados para disputar a etapa estadual sem necessidade de passar pelas regionais. 

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

Foto: Heron Queiroz/Fesporte 

O último dia de competição foi de festa em Curitibanos para as escolas campeãs das modalidades coletivas da etapa estadual dos Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc) 12 a 14 anos. Os títulos no basquete, voleibol, handebol e futsal garantiram classificação para a etapa nacional da competição, os Jogos Escolares da Juventude (JEJ), que ocorrem em novembro, em Blumenau.

Os Jesc começaram no dia 3 de agosto com as modalidades individuais: atletismo, badminton, ciclismo, tênis de mesa e xadrez. Entre os dias 6 a 10 continuaram com as modalidades coletivas. No total foram cerca de 2800 estudantes de 290 escolas catarinense. O evento terminou neste sábado. 

Por motivos de logísticas, porém, algumas modalidades esportivas dos Jesc serão disputadas em outros municípios. A natação será realizada de 23 a 25 de agosto, paralela a programação da Olesc no Complexo Aquático da Unisul, em Palhoça. Já o judô, entre os dias 17 a 21 de setembro, juntamente com as disputas dos Jesc 15 a 17 anos, na Olesc em Videira. A luta olímpica, por sua vez, será dia 28 de setembro, juntamente com as disputas dos Jesc 15 a 17 anos, em Blumenau. A disputa da ginástica rítmica ocorreu em 

Os Jesc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras. 

Em 2019 mais de 100 mil estudantes atendidos

Esta 37ª edição dos Jesc 12 a 14 anos, considerando todas as suas fases classificatórias, teve mais de 100 mil estudantes inscritos. Precisamente 111.284 estudantes de 1.281 escolas oriundas de 276 do 295 dos municípios catarinenses participaram em algum momento dos Jesc. Neste ano, foram 12.731 professores envolvidos com o evento.

Confira as escolas campeãs nas modalidades coletivas:

Basquete feminino: Colégio Satc (Criciúma)
Basquete masculino: Colégio São José (Itajaí)
Futsal feminino: Escola Vidal Ramos Júnior (Concórdia)
Futsal masculino: Colégio Recriarte (Camboriú)
Handebol feminino: Escola Claudino Crestani (Palma Sola)
Handebol masculino: Colégio Bom Jesus (Joinville)
Voleibol feminino: Escola Sara C. Kleinkauf (Guaraciaba)
Voleibol masculino: Escola Barão do Rio Branco (Blumenau)

Confira os classificados nas demais modalidades individuais em Curitibanos e classificados aos JEJ:

Atletismo feminino

Dardo: Eduarda Machado (Escola Nair Alves Bratti – Sombrio)
Salto em distância: Thaynara Alves (Escola Oscar Unbehaun – Blumenau)
1.000m rasos: Eduarda Pizzato (Escola Adelaide Stark – Blumenau)
75m rasos: Louise de Carvalho (Colégio Paulo Freire – São José)
Salto em altura: Luiza Lopes (Escola Vila Nova – Passo de Torres)
Arremesso do peso: Camila Flach (Escola Umberto Machado – Itapiranga)
80m com barreiras: Thaynara Alves (Escola Oscar Unbehaun – Blumenau)
Lançamento do disco: Ana Paula Teply (Escola Olavo Bilac – Pomerode)
250m rasos: Sibely Royer (Escola Hermann Guenter – Pomerode)
Tetratlo: Branca Haile (Escola Vereador Guilherme Zuegue – Joinville)

Atletismo masculino

Salto em distância: Pedro Paulo Ohler (Escola Professora Georgina C. Ramos da Luz – Brusque)
Arremesso do peso: João dos Santos Ricardo (Escola Vidal Ferreira – Pomerode)
Lançamento do dardo: Robson Quirino (Escola Ilsa M. Pereira – Sombrio)
1.000m rasos: Bryan Alves (Escola Arnaldo Brandão – Itajaí)
75m rasos: Guilherme Kroh (Escola Plácido Xavier Vieira – Joinville)
Lançamento do disco: Luan Braz (Escola Antônio Rohden – Braço do Norte)
100m com barreiras: Luiz Felipe Voz (Escola Elias Moreira – Joinville)
200m rasos: Tainan Zart (Escola Mário Xavier dos Santos – São Carlos)
Tetratlo: Ricardo Pastain (Escola Ribeirão Molha – Jaraguá do Sul)

Demais modalidades

Badminton feminino: 1ª Letícia Andres (Colégio Conexão – Joaçaba); 2ª Ana Feix (Colégio de Aplicação Uniarp – Caçador)
Badminton masculino: 1º Lucas Arten (Escola Santo Antônio – Mafra); 2º Vinícius Ebeling (Escola Dep. Nelson Pedrini – Joaçaba)
Ciclismo feminino: Rafaela Bernardi (Colégio Jardim Anchieta – Florianópolis)
Ciclismo masculino: João Pedro Jordani (Escola Lourdes Lago – Chapecó)
Xadrez feminino: Maria Eduarda Freitas (Colégio Roda Pião – Palhoça)
Xadrez masculino: Luiz Henrique Buganca (Colégio Objetivo – Lages)

Informações adicionais para a imprensa:
Antônio Prado/Heron Queiroz
Assessoria de Imprensa
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 Foto: Josué Mocelin/Prefeitura Municipal de Curitibanos

O município de Curitibanos sediará, entre os dias 3 e 10 de agosto, os Jogos Escolares de Santa Catarina (Jesc), para estudantes de 12 a 14 anos, que há quase 40 anos revela talentos para o esporte catarinense. Darlan Romani, de Concórdia, recordista brasileiro e sul-americano do arremesso de peso, e Ana Maria, de Nova Trento, destaque do voleibol brasileiro da atualidade, são apenas dois exemplos de inúmeros atletas revelados pelo evento.  

A 37ª edição contemplará 2.786 estudantes de 290 escolas disputando as modalidades de atletismo, badminton, ciclismo, tênis de mesa e xadrez (entre os dias 3 e 4), além de basquetebol, futsal, handebol e voleibol (entre os dias 6 e 10). A cerimônia de Abertura terá como palco o ginásio Onofre Santo Agostini, o Onofrão, no dia 6 de agosto.

111 mil estudantes atendidos
Considerando todas as suas fases classificatórias, 111.284 estudantes de 1.281 escolas oriundas de 276 municípios foram inscritos em alguma etapa dos Jesc. Ou seja, 93% das cidades catarinenses participaram em algum momento dos Jogos. Neste ano foram 12.731 professores envolvidos com o evento.

“A cada ano os Jesc crescem em qualidade e quantidade. Em 2018 foram 100.963 estudantes participantes em sua totalidade e este ano são 111.284, o que mostra que o Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, está trabalhando para melhorar cada vez mais o esporte escolar”, destaca o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

Alerta de frio
Em apoio a Fesporte, a Defesa Civil de Santa Catarina vai disponibilizar as instalações do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) do município para os Jesc. O local será a base para a organização dos jogos. 

"Esta é mais uma ação que mostra a integração da Defesa Civil com as estruturas de Governo", destacou o Chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior. Segundo ele, o monitoramento meteorológico do órgão também está preparando informativos sobre as condições do tempo em apoio a organização e atletas. 

A partir da manhã de sexta-feira, 02, quando as delegações chegam à cidade, está prevista a aproximação de uma massa de ar polar em Curitibanos. Os dados apontam céu parcialmente nublado a encoberto, com chuva a partir do final da manhã e queda acentuada da temperatura ao longo do dia. Durante a noite são esperadas temperaturas próximas a 0ºC. 

Desta forma, a Defesa Civil de Santa Catarina, em parceria com a Fesporte alerta os pais e responsáveis dos alunos atletas em relação ao frio intenso que será registrado nos próximos dias. 

Locais das provas
Por motivos de logísticas algumas modalidades esportivas dos Jesc serão disputadas em outros locais, fora da sede da etapa estadual, Curitibanos.

NATAÇÃO: será realizada de 23 a 25 de agosto, paralela a programação da Olesc no Complexo Aquático da Unisul, em Palhoça.

JUDÔ: será realizado entre os dias 17 a 21 de setembro, juntamente com as disputas dos Jesc  15 a 17 anos, na Olesc em Videira.

LUTA OLÍMPICA: será realizada dia 28 de setembro, juntamente com as disputas dos Jesc 15 a 17 anos, em Blumenau.

A ginástica rítmica foi realizada no período de 5 a 7 de julho em Brusque. Os Jesc são uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com as prefeituras. Em Curitibanos o evento tem a parceria com a prefeitura local.

Programação
Dia 1º de agosto – Chegada da coordenação da Fesporte
Dia 2 de agosto – Chegada dos coordenadores das modalidades, arbitragem e delegações das escolas.
Dias 3 e 4 de agosto – competições de atletismo, badminton, ciclismo, tênis de mesa e xadrez.
Dia 5 de agosto – Chegada das delegações das modalidades coletivas.
Dia 6 de agosto – Início das competições modalidades coletivas: basquetebol, futsal, handebol e voleibol e às 19h30 cerimônia de abertura no ginásio Onofre Santo Agostini, o Onofrão ( Avenida Frei Rogério, nº 466 – Centro)
De 7 a 10 de agosto – Continuidade das competições das modalidades coletivas.

Informações adicionais para imprensa:
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br 
Site: www.fesporte.sc.gov.br 


Foto: Heron Queiroz / Fesporte 

Chapecó conquistou o título de campeão-geral da 32ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina aos 49 minutos do segundo tempo. No último dia de competição, neste sábado, 27, em Rio do Sul, os chapecoenses foram campeões do judô masculino e feminino e do tênis de mesa masculino, modalidade também que ficou em terceiro no feminino, passando de 56 pontos para 105.

Em segundo lugar, ficou Blumenau com 103, e em terceiro, Jaraguá do Sul, com 100 mesmo número que Joinville. No critério de desempate, os jaraguaenses levaram a melhor no critério de maior número de troféus de prata (quatro contra três), já que tinham o mesmo número de ouro (quatro). Os joguinhos, que terminam neste sábado, 27, são promovidos pelo Governo do Estado, por meio da Fesporte, com o apoio do município de Rio do Sul.

Antes da oficialização do título, no Ginásio Artenir Werner, dirigentes de Blumenau faziam as contas e até admitiam que seriam os campeões depois de sete anos. Depois da confirmação, por parte da coordenação técnica da Fesporte, de que o campeão era Chapecó o clima foi de desolação. Os dirigentes do município do Oeste estavam no alojamento acompanhando o término das modalidades. Aladim Sebalhos, da Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer do município, admite que a delegação estava pronta para retornar, quando houve o anúncio do término do judô, que resultou em mais 26 pontos, 18 do tênis de mesa e cinco do futsal feminino - a festa começou no alojamento e terminou no ginásio.

Outro que não esperava pelo pódio foi Jaraguá do Sul. É que um equívoco na contagem de pontos apontava Joinville, em terceiro, com 102 pontos, mas que na verdade seriam 100. Uma recontagem fez jus à real classificação da 32ª edição dos Joguinhos Abertos, que deu à Jaraguá do Sul, pela primeira vez, um lugar no pódio final da competição, conquistando o troféu de terceiro lugar.

O diretor de esportes, Valdeci da Silva, que representou o presidente da Fesporte, Rui Godinho, na solenidade de encerramento, avaliou como excelente a competição, a primeira de alto rendimento na atual gestão. Para o secretário-executivo da Comissão Organizadora, Sérgio Schlemper, os Joguinhos ultrapassaram as expectativas. “Foi importante não apenas no aspecto esportivo, mas no aspecto econômico, com a movimentação no comércio”, complementou.

Os campeões por modalidades

Atletismo masculino – Joinville

Atletismo feminino – Balneário Camboriú

Basquete masculino – Concórdia

Basquete feminino – Jaraguá do Sul

Ciclismo – Rio do Sul

Caratê masculino – Blumenau

Caratê feminino - Tubarão

Futebol masculino – São José

Futebol Feminino – Joinville

Futsal masculino – Jaraguá do Sul

Futsal feminino – Brusque

Ginástica artística masculina – São Bento do Sul

Ginástica artística feminina – Itajaí

Ginástica rítmica – Brusque

Handebol masculino – Itajaí

Handebol feminino – Concórdia

Judô masculino – Chapecó

Judô feminino – Chapecó

Natação masculina – Joinville

Natação feminina – Tubarão

Taekwondo masculino – Itajaí

Taekwondo feminino – Joinville

Tênis de mesa masculino – Chapecó

Tênis de mesa feminino – Joinville

Voleibol masculino – Jaraguá do Sul

Voleibol feminino – Jaraguá do Sul

Vôlei de praia masculino – Balneário Camboriú

Vôlei de praia feminino – Balneário Camboriú

Xadrez masculino – Blumenau

Xadrez feminino - Blumenau

Orlando Pereira - Ascom/Fesporte

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ (48) 99949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 

 Heron Queiroz/Arquivo/Fesporte

Sexta-feira marca a abertura do segundo maior evento esportivo de Santa Catarina. Cerca de 3.200 atletas de 81 municípios catarinenses estarão em Rio do Sul, de 19 a 27 de julho, para as competições da 32ª edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. Serão 15 modalidades em disputa: atletismo, basquete, caratê, ciclismo (contrarrelógio, cross country, bicicross e estrada), futebol, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, taekwondo, tênis, tênis de mesa, voleibol, vôlei de praia e xadrez.

Além dessas modalidades, também compõem a grade a natação e a ginástica artística, que, para atender as exigências regulamentares, já foram realizadas no Complexo Aquático da Unisul, em Palhoça, nos dias 6 e 7 de julho, e no Complexo Esportivo do Sesi, em Blumenau, em 13 e 14 de julho.

Uma das novidades desta edição é o taekwondo, que compõe a grade como modalidade oficial pelo primeiro ano após cumprir o período exigido como apresentação. O tênis feminino não será disputado por não exigir o limite mínimo de oito municípios participantes. 

Vinte e um locais de competição vão compor a estrutura física dos Joguinhos, sendo duas fora de Rio do Sul: o Ginásio Municipal de Lontras e Ginásio Municipal de Esportes Hermínio Girardi, em Laurentino. Ambos os espaços vão acolher as partidas de voleibol.

O cronograma geral do evento, programação e boletins diários podem ser acompanhados diretamente pelo site da Fesporte (www.fesporte.sc.gov.br).

A abertura dos Joguinhos Abertos acontecerá no dia 19, às 20 horas, no Ginásio Municipal Artenir Werner. O evento é uma promoção do Governo do Estado, realizado pela Fesporte, em parceria com o Município de Rio do Sul.

Informações adicionais para imprensa:
Heron Queiroz
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9656-3362
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br 
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 Foto: Antonio Prado/Fesporte

As mais de 250 lutas ficarão para a história do esporte de Santa Catarina, pois o estado sediou neste sábado, dia 13, em Canasvieiras, Florianópolis, o tão aguardado 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo. O evento envolveu 117 atletas com deficiências física, intelectual e visual de todas unidades federativas do país, além da participação de três angolanos e uma argentina. 

Durante as lutas, por traz das medalhas e subidas ao pódio, o que se viu foram momentos de superação. Histórias como a da paraense Maria do Carmo Paixão Teixeira, 47 anos, conhecida no meio do jiu-jitsu como "Carmem Casca Grossa", que viajou mais de três mil quilômetros de Belém até Santa Catarina para disputar a competição: “Esse evento é maravilhoso, pois permite que lutemos com atletas com as mesmas deficiências que a nossa. É uma grande oportunidade de inclusão”, disse Carmem.

A atleta vive como amputada da perna direita há sete meses e este evento em Santa Catarina é o primeiro que compete nesta condição. E logo de cara foi campeã ao vencer na final a atleta paulista Mirna Melo na classe K.

A amputação de Carmem ocorreu devido a uma infecção no pé direito. “Em outubro de 2018 acompanhei Círio de Nossa Senhora de Nazaré, em Belém, descalça na corda de promessas para pagar uma promessa que fiz para minha mãe que estava com câncer. Uma pedra entrou no meu pé, causou uma infecção e tive que amputar a perna”.

Assim como Carmem, os atletas deram show de participação e superação no Hotel Canasvieiras Internacional durante o 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo. Um deles foi Dione Luiz da Cruz, de Içara, cego há cinco anos, após um acidente de trânsito. Ele, que tem como guia o filho, João Vitor, de 13 anos, diz que jiu-jitsu paradesportivo e o atletismo lhe trouxeram de volta a alegria de viver.

“Quando fiquei cego entrei em depressão e cai no alcoolismo, já que era jogador de futebol e o esporte era a minha vida. Mas graças a Deus conheci o jiu-jtsu paradesportivo e voltei a sorrir”, afirma Cruz.

O 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo é uma realização da parceria entre do Governo do Estado de Santa Catarina, por intermédio da Fesporte, Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo (FBJJP), Prefeitura de Florianópolis e Sumus.

Durante a competição várias autoridades esportivas tiveram presentes, entre as quais, Rui Godinho, presidente da Fesporte, e Elcyrlei Luz da Silva, presidente da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo.

Um aspecto bastante elogiado pelos competidores foi a inclusão da medalha com inscrição em braile e o pódio adaptado, que permite que o atleta com deficiência sua ao pódio. As duas medidas foram introduzidas pela Fesporte.

“Este pódio está aprovadíssimo. Parabenizo quem teve a ideia, pois isso nos dá total independência”, diz o atleta cadeirante Alex Alves, de São Paulo. “Nunca tinha visto um pódio adaptado em nenhuma competição do Brasil e essa medalha com inscrição em braile foi uma iniciativa nota dez, pois mostra respeito aos deficientes”, concluiu o atleta cego Rafael Brito, do Rio de Janeiro.

Informações adicionais para a imprensa:
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br


Foto: Rafael Luteri/Desbravadores Inclusivos

Florianópolis recebe neste sábado, 13, o 1º Brasileiro de Jiu-Jitsu Paradesportivo. Um conjunto de ações, como seminário e jantar, está sendo realizado para a chegada de atletas e autoridades. Estarão presentes 117 competidores em Canasvieiras, representando todos os estados brasileiros, além de três angolanos e uma argentina.

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, deus as boas-vindas aos participantes e destacou a importância do evento para Santa Catarina. "Poder sediar um evento que já nasce com essa magnitude é bastante importante, principalmente porque tem forte caráter inclusivo, vindo ao encontro de um dos principais focos da nossa gestão", destacou Godinho.

Esta  sexta-feira, 12, foi reservada para a classificação funcional dos atletas e congresso técnico, que vai até as 17h. É pela classificação funcional que se definem o grau de deficiência de cada atleta, relacionando-o a uma classe da qual farão parte seus adversários.
No congresso técnico são definidos os confrontos entre eles e a respectiva ordem de lutas e horários. As atividades ocorrerão no Hotel Canasvieiras Internacional.

No mesmo local, ocorrerão as competições, no sábado, 13, das 11h às 19h. Dentre as 18 classes envolvendo as deficiências física, intelectual e visual, a organização do evento prevê cerca de 30 a 35 categorias, número este que será definido a partir da classificação funcional.

Já na quinta-feira, 11, o presidente da Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo, Elcyrlei Luz da Silva, ministrou um seminário no auditório da Fesporte, para  preparar árbitros e profissionais de academias a receber atletas com deficiência, considerando adaptações do espaço físico e a parte técnica em lidar com os 18 tipos de deficiência. Representantes de diversas entidades de Santa Catarina e de outros estados estiveram presentes. 

A organização e a realização do evento têm a parceria do Governo do Estado, por intermédio da Fesporte, Federação Brasileira de Jiu-Jitsu Paradesportivo (FBJJP), Prefeitura de Florianópolis e Sumus.

Informações adicionais para a imprensa
Heron Queiroz
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 48 9 9656-3362
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br


Foto: Heitor Vilela / COB

O presidente da Fesporte, Rui Godinho, esteve no início nesta terça-feira, 9, na sede do Comitê Olímpico do Brasil (COB), no Rio de Janeiro, para a assinatura do termo de compromisso para Blumenau sediar a etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ), de 16 a 30 de novembro. 

Além de Rui Godinho, estiveram presentes Bernard Rajzman (membro Comitê Olímpico Internacional), Paulo Vanderelei (presidente do COB) e Mário Hildebrandt (prefeito de Blumenau) e dirigentes de esporte de Blumenau.

A vinda da maior competição escolar da América Latina para Santa Catarina começou a se desenhar no dia 2 de abril quando Blumenau se candidatou para ser uma das três sedes regionais do evento. O presidente da Fesporte levantou a  possibilidade de ver a cidade de Blumenau sediar a etapa nacional. A proposta foi bem recebida pelos dirigentes do COB, que poucos dias depois, homologaram a escolha do município catarinense. 

No processo de escolha, a Fesporte se encarregou de construir, para a competição, uma pista de atletismo em piso sintético no município de Timbó e de locação de ônibus urbanos para traslado das delegações. Para cada serão investidos de R$ 1 milhão. “Uma nova pista de atletismo será um grande legado para o esporte catarinense”, destaca o presidente da Fesporte.

O Governo do Estado, por meio da Fesporte, disponibilizará equipamentos, recursos humanos, van e caminhão para os 15 dias de competições. "Ter um grande evento como este em nosso Estado gera um aquecimento na economia da região. São cerca de 36 mil diárias, cujo valor se soma aos de outros consumos e serviços. Só de diárias serão mais de R$ 3 milhões na economia local”, destacou Godinho.

Esta é a primeira vez que um município catarinense recebe a etapa nacional dos JEJ. Joinville chegou a ser sede regional em 2018, primeiro ano com a formatação com etapa regional, ocasião em que a Fesporte cobriu os custos da delegação, como tem feito.

Agora, na etapa nacional em Blumenau, a Fesporte entra não apenas como a patrocinadora da delegação de Santa Catarina, mas como co-realizadora de um evento no qual sua estrutura estará praticamente toda voltada aos Jogos Escolares da Juventude em seu período.  

Ao longo dos anos, os JEJ têm se consolidado como grande revelador de talentos, muitos dos quais, atletas olímpicos. Em novembro a expectativa é que mais de 6.000 atletas de todos os estados brasileiros, com idade entre 12 a 17 anos, estejam em solo catarinense disputando 14 modalidades esportivas.

Informações adicionais para a imprensa
Heron Queiroz
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 48 9 9656-3362
prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br 


Foto: Antonio Prado / Fesporte

O frio de 3ºC deste sábado, 6, em Maravilha, emoldurou o último dia de competição da 10ª edição dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc).  Atletismo, golbol e tênis de mesa foram as modalidades que terminaram no sábado. Foi o dia de coroar os campeões com a tão cobiçada medalha de ouro.

Atletas como Alana Maschio, da Escola Municipal Vereador Santa, de Balneário Camboriú, que foi campeã do tênis de mesa classe 9. Nascida com má formação congênita na perna direita, Alana tem apenas 13 anos, mas já tem um currículo de gente grande: campeã da Copa Brasil 2016, campeã brasileira paralímpica 2017, campeã brasileira das Paralimpíadas Escolares 2018.

“Competições como os Parajesc são muito importantes, pois dão oportunidade dos estudantes conhecerem modalidades, disputar a competição e quem sabem serem grandes campeões no futuro”, destacou Alana, após receber sua medalha de ouro.

Gerenciadas pelo Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a Prefeitura de Maravilha, as competições dos Parajesc começaram nesta sexta-feira, 5. A previsão inicial era de que o torneio se estendesse até  este domingo, 7, mas, após pedido de antecipação pelos dirigentes pelo intenso frio na região, os organizadores resolveram acatar a solicitação e anteciparam o fim da programação para este sábado.

A etapa estadual dos Parajesc envolveu 303 atletas de 38 municípios de 245 escolas com  deficiências física (DF), visual (DV) e intelectual (DI). Na programação estiveram as modalidades de atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha paralímpica, futebol 7, golbol, judô, tênis em cadeira de rodas, tênis de mesa e voleibol.

Os atletas melhores ranqueados nos Parajesc ganharam o direito de participar da seleção de Santa Catarina que disputará as Paralimpíadas Escolares, em novembro, em São Paulo. 

Informações adicionais para a imprensa
Antônio Prado
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 9 9949-5255
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br

 Foto: Heron Queiroz/Fesporte

Mesmo com a fria noite desta quinta-feira, 4, mais de 400 pessoas entre público e as 38 delegações representantes dos municípios catarinenses que participarão da décima edição dos Jogos Escolares Paradesportivos de Santa Catarina (Parajesc) estiveram presentes no Ginásio Municipal Carlos Alberto Begrow (Tomatão), em Maravilha, para a abertura oficial do evento. Entre as autoridades, acompanharam o ato a vice-governadora do Estado, Daniela Reinehr, a prefeita de Maravilha, Rosimar Maldaner; e o presidente da Fesporte, Rui Godinho.

:: VEJA GALERIA DE FOTOS

Daniela Reinehr destacou a superação dos atletas paradesportivos, que já chegam ao evento como vencedores. “Ninguém sairá daqui sem ser tocado pela bravura e pela coragem de nossos atletas” disse ela. A vice-governadora aproveitou para anunciar o repasse de R$ 141 mil e disponibilização de 24 professores para a Apae de Maravilha.


Rosimar Maldaner deu boas-vindas aos participantes e fez agradecimento pela escolha do município para sediar o evento, que deixará um legado de inclusão. “Queremos deixar Maravilha mais acessível para pessoas especiais, que precisam de um olhar diferente e condições para ter liberdade e mobilidade”, completou a prefeita.

Rui Godinho destacou o envolvimento do governo do Estado pelo paradesporto. “Essa gestão está realmente preocupada com a inclusão. Queremos atender esses atletas da melhor forma, para que se sintam cada vez mais incluídos na sociedade ”, disse ele. O presidente da Fesporte ainda apresentou o protótipo do pódio adaptado ao paradesporto e falou das medalhas com inscrições em Braille. O presidente da Fesporte ainda aproveitou para fazer homenagens aos profissionais e autoridades envolvidos com a realização do evento, com entrega de troféus de honra ao mérito.

A condução do fogo simbólico e acendimento da pira ficou com o atleta Leandro Cibulski, primeiro do ranking nacional do lançamento do dardo paralímpico e recordista na modalidade. Já o juramento foi pronunciado pelo atleta Gabriel Erbetz, bicampeão dos Parajesc na provas de 75m e 250m rasos e no salto em distância.

A cerimônia foi encerrada com a coreografia “Dança da Inclusão”, apresentada pelo grupo da Apae de Maravilha. As competições acontecem nesta sexta-feira e sábado, 5 e 6. O evento é uma promoção do Governo do Estado, realizado por intermédio da Fesporte, em parceria com o Município de Maravilha.

Informações adicionais para a imprensa
Heron Queiroz
Assessoria de Imprensa
Fundação Catarinense de Esporte - Fesporte
Fone: (48) 3665-6126/ 48 9 9656-3362
E-mail: prado@fesporte.sc.gov.br
Site: www.fesporte.sc.gov.br