Foto: Nilton Wolff/Divulgação

O governador Raimundo Colombo prestigiou na noite desta quinta-feira, 23, a entrega do 19º Prêmio Empreendedor José Paschoal Baggio, em cerimônia realizada no Serrano Tênis Clube, em Lages. Na ocasião, ele assinou a autorização das obras para construção de redes estruturantes de fornecimento de gás natural em Lages.

A promoção do Correio Lageano premiou empresas que demonstraram grande potencial econômico e que mais contribuíram com o percentual de retorno do ICMS adicionado, além de colaborar para o crescimento regional por meio da inovação. O governador Raimundo Colombo apontou o papel que os empreendedores possuem na sociedade e a importância da iniciativa que premia empresas da região da Serra catarinense. "É importante destacar as pessoas que geram riqueza e dignidade social. É através dos empreendedores que conseguimos superar as dificuldades que estamos enfrentando em tempos de crise", declarou.

>>> Confira mais fotos

Números positivos obtidos pelo Governo do Estado, que colocam Santa Catarina como segundo estado mais competitivo do Brasil, também foram citados pelo governador Raimundo Colombo para exemplificar algumas ações que garantiram a retomada do crescimento econômico. "A taxa de desemprego no Brasil é de 14%, enquanto que em Santa Catarina, é de 6%. Se formos ver os últimos três meses, o Estado teve um aumento de 22% de geração de empregos em relação ao Brasil, com 6.329 empregos em agosto, 8.011 em setembro e 8.611 em outubro", explicou.

Anfitriã do evento, a empresária Isabel Baggio, destacou a presença do governador Raimundo Colombo e do trabalho realizado pelo Governo do Estado na região. "Lages completou 251 anos ontem (22) e é preciso salientar que são diversos os investimentos do poder público. A nossa economia cresce, e isso se deve à visão empreendedora do governador Raimundo Colombo. As 50 empresas homenageadas são provas deste protagonismo", completou.

Gás natural

Durante a cerimônia, o governador Raimundo Colombo também assinou o termo de autorização de obras do projeto de redes estruturantes que antecipará o fornecimento de gás natural ao município da Serra catarinense. O projeto será realizado em duas etapas, que somadas resultarão na construção de mais de 25 quilômetros de redes e investimento aproximado de R$ 11,3 milhões. O termo também foi assinado pelo prefeito de Lages, Antônio Ceron, e pelo presidente da SCGÁS, Cósme Polêse.

As redes estruturantes, também conhecidas como redes isoladas, consistem em um trecho de gasodutos desconectado da rede principal, que pode ser abastecido por veículos que transportam o gás natural comprimido ou líquido até o local de distribuição. A SCGÁS tem investido na interiorização do insumo através do Projeto Serra, mas a previsão é que a chegada da rede principal à Lages ocorra a partir de 2020 - hoje, Rio do Sul é o município mais à Oeste de Santa Catarina que possui oferta de gás canalizado. Diante deste cenário, as redes estruturantes anteciparão a oferta e estimularão a demanda pelo gás natural no município.

A assinatura do termo acontecerá pouco mais de um mês depois do Conselho Administrativo da SCGÁS autorizar a Diretoria Executiva da distribuidora a assinar o contrato. Antes disso, o projeto precisou da aprovação da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) - as condições para realização foram indicadas através da Resolução nº 075, de março, e a autorização efetiva foi feita através da Resolução nº 090, em setembro.

A execução da obra se dará em duas etapas. A primeira, que tem prazo de execução previsto para 12 meses, exigirá investimento de R$ 7,1 milhões na construção de 12,5 quilômetros de rede. Já a segunda etapa resultará na construção de mais 13 quilômetros de gasodutos, com investimento aproximado de R$ 4,2 milhões. Inicialmente, as redes estruturantes deverão receber aproximadamente 180 mil m³ de gás natural por mês. Em estimativa de mercado feita pela SCGÁS, são três indústrias, 167 estabelecimentos comerciais, 476 unidades residenciais e três postos de GNV que podem ser atendidos inicialmente após a conclusão do projeto. A previsão é que as obras tenham início no próximo mês de fevereiro.

O Projeto Estruturante de Lages é inspirado no modelo de atendimento de gás natural em algumas regiões de Portugal e em modelos implantados no Rio de Janeiro. De acordo com o plano plurianual de negócios da SCGÁS, os próximos municípios contemplados com o projeto devem ser Correia Pinto, Garuva e Sombrio.

Informações adicionais para Imprensa:
Cristiano Rigo Dalcin
Assessoria de Comunicação
ADR Lages
Fones: (49) 98839-1727 / (48) 99984-3619
E-mail: imprensa.sdrlages@gmail.com
Site: sc.gov.br/regionais/lages

 


Leonardo Mosimann Estrella
Assessoria de Comunicação
Companhia de Gás de Santa Catarina - SCGás
E-mail: leonardo.estrella@scgas.com.br
Telefone: (48) 3229-1256 / 99623-9891
www.scgas.com.br

 

A SCGÁS lança nesta quinta-feira, 23, durante o 19° Prêmio Empreendedor do jornal Correio Lageano, às 20h30 no Serrano Tênis Clube, o projeto de redes estruturantes que antecipará o fornecimento de gás natural ao município da Serra Catarinense. Assinarão o termo que dará autorização às obras o governador, Raimundo Colombo, o prefeito de Lages, Antônio Ceron, e o presidente da SCGÁS, Cósme Polêse. O projeto, pioneiro em Santa Catarina, será realizado em duas etapas, que somadas resultarão na construção de mais de 25 quilômetros de redes e investimento aproximado de R$ 11,3 milhões.

Faturas em atraso, ações administrativas ou judiciais por falta de pagamento da conta de luz podem ser negociadas com a Celesc durante a 12ª Semana Nacional de Conciliação, realizada pelo Tribunal de Justiça, em parceria com a Prefeitura de Florianópolis, de 27 de novembro a 1 de dezembro, no Fórum Central da Capital. O acerto será feito com isenção de juros e multas, sendo que após o acordo o cliente terá um boleto para pagar uma entrada de 15% do valor devido. O pagamento restante poderá ser feito em até 11 parcelas, cobradas diretamente na fatura mensal da Celesc.

A advogada da Celesc Distribuição, Miriane Heidrich, explica que todos os moradores da Grande Florianópolis inadimplentes até novembro de 2017 podem aproveitar a oportunidade para quitar as dívidas. “O serviço será oferecido a pessoas físicas ou jurídicas, sejam clientes residenciais, empresariais, industriais ou rurais”, disse.

A Celesc vai disponibilizar dez estações de trabalho com oito atendentes diários, todos capacitados para fazer a conciliação financeira. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h, com sistema de distribuição de senhas. “É importante ressaltar que cada atendimento demora, então as pessoas devem procurar o serviço com tempo para resolver a situação”, explica Miriane, ao lembrar que todas as senhas geradas serão atendidas no mesmo dia e o cliente sairá com um boleto bancário no valor do ato, de 15% do valor conciliado.

Expectativa

Em 2016, a Celesc estendeu em uma semana, por conta própria e encerrou o período com 441 acordos, que representaram R$ 2 milhões negociados. A previsão para este ano é recuperar em torno de 50% a mais.

Os documentos necessários para fazer a quitação da dívida são o CPF e o comprovante de que o cliente é o titular da conta. Caso a pessoa não possa comparecer, deve fazer uma procuração simples, registrada em cartório, para um representante.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br


Fotos: James Tavares/Secom

O governador Raimundo Colombo, o vice Eduardo Pinho Moreira e o presidente da Celesc, Cleverson Siewert, lançaram nesta quinta-feira, 16, em Florianópolis, a quarta edição do projeto Bônus Eficiente - Linha Eletrodomésticos. A partir desta sexta- feira, 17, os consumidores poderão fazer a troca de freezers, geladeiras e aparelhos de ar-condicionado pela metade do preço nas lojas Colombo de SC.

“Estamos comemorando aqui o Brasil moderno. O processo de globalização nos impõe fazer mais com menos e ser mais competitivos. E o que se faz aqui hoje mostra a preocupação com a competitividade, com a redução de custos, com sermos eficientes e ajudarmos a economia a prosperar. O Bônus Eficiente é um projeto extraordinário, que ainda permite às famílias reduzirem os gastos com a conta de luz”, disse o governador.

>>> Mais fotos na galeria

O vice-governador Eduardo Pinho Moreira destacou que este projeto representa economia da energia e benefício social. “As pessoas recebem equipamentos novos e vão gastar menos com seu orçamento. Isso também protege o Brasil, que já tem ameaça de um novo racionamento de energia. Então, toda racionalização é fundamental”, afirmou.

Por meio do Projeto de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a Celesc oferece um subsídio de 50% aos consumidores para a substituição de geladeiras, freezers e aparelhos de ar-condicionado antigos por outros novos e mais eficientes. Cada consumidor adimplente com a companhia tem direito a fazer a troca de um equipamento por unidade consumidora, sendo que os aparelhos usados devem ter mais de cinco anos de fabricação e não conter o selo Procel de energia.

A troca segue até o encerramento dos estoques. O cliente poderá parcelar o valor do produto em até seis vezes, sem juros, no cartão de crédito. A compra inclui o direito a trocar até cinco lâmpadas fluorescentes ou incandescentes por novas de LED. Além disso, para efetivar a transação, o comprador precisa fazer uma contribuição de R$ 50.

Doação para o Cepon

A previsão da Celesc é arrecadar cerca de R$ 385 mil, que serão doados para o Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), hospital especializado em atendimento a pacientes com câncer em Florianópolis.

O presidente da Celesc destacou que a eficientização energética tem sido um tema recorrente, tratado pela empresa em suas várias classes de consumo. “Hoje estamos dando mais um passo importante. As pessoas que vão adquirir ou fazer a troca dos produtos terão cerca de 30% de redução na conta de energia no final do mês. Além disso, é importante a parceria de doação de recursos para o Cepon. Sabemos da importância da Saúde na vida de cada catarinense”, afirmou Siewert.

“Com esses recursos, conseguimos planejar a compra de algum equipamento importante, como mamógrafo. Essas parcerias são importantes”, informou o gerente de administração do Cepon, Irineu José Nunes.

Também estiveram presentes no lançamento do Bônus Eficiente, o chefe da Divisão de Eficiência Energética e Pesquisa e Desenvolvimento da Celesc, Marco Aurélio Gianesini, o diretor presidente das lojas Colombo, Adelino Raymundo Colombo, o diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Whirlpool Corporation, Guilherme Lima, e outras autoridades.

Marcas e modelos

Ao todo, são 7,7 mil eletrodomésticos da marca Consul destinados para o projeto Bônus Eficiente – sendo 4,2 mil refrigeradores divididos em três opções com capacidade entre 300 litros e 405 litros; 1,5 mil freezers de modelo vertical com 231 litros; além de dois mil condicionadores de ar split quente/frio de 9mil BTU’s, que poderão ser substituídos pelos antigos “de janela”.

O objetivo do programa é melhorar a eficiência energética e, consequentemente, reduzir o consumo de energia nas residências catarinenses”, afirma o gerente de projetos da Celesc, Mário César Machado Junior. Ele reforça que os aparelhos antigos serão encaminhados para o processo de manufatura reversa, com destinação final adequada de cada componente, seja para reciclagem, reaproveitamento ou descarte.

Resultados expressivos

A Celesc realiza o Bônus Eficiente Linha Eletrodomésticos desde 2013 e, nas três edições concluídas, já substituiu cerca de 80 mil eletrodomésticos e mais de 458 mil lâmpadas em 104 mil residências. Ao todo, mais de 400 mil catarinenses foram beneficiados com um investimento superior a R$ 65,6 milhões. A contrapartida dos consumidores também ajudou diversas instituições do estado, com aproximadamente R$ 3,7 milhões arrecadados e doados para entidades sociais.

A energia economizada nas últimas três edições do projeto é equivalente a 60.112,07 MWh/ano e daria para abastecer 250 mil residências durante um ano, quantidade relativa ao município de Brusque, por exemplo.

O desempenho positivo do Bônus Eficiente rendeu para a Celesc, em 2015, a premiação como melhor projeto em eficiência energética do Brasil, segundo a Aneel, no Seminário de Eficiência Energética do Setor Elétrico.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3014 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

O crescimento do consumo de energia na área de concessão e a evolução dos processos de eficiência operacional são os principais fatores dos resultados positivos registrados pela Celesc no balanço dos nove primeiros meses do ano. No período, as vendas de energia elétrica na área de concessão da Celesc Distribuição, principal empresa do Grupo, somaram 18.080 GWh, volume 3% maior que o registrado em igual período do ano passado, e o número de clientes cresceu 2,2%, chegando a 2.877.736 em setembro de 2017.

O domingo, 12, de sol foi o dia ideal para mais de 4 mil pessoas aproveitarem os serviços da 2ª edição do Celesc de Portas Abertas, evento que reuniu programação cultural, debates sobre assuntos em pauta na sociedade atual e prestação de serviço para a comunidade. Foram feitas 180 carteiras de identidade pelo IGP, sendo que as fotos foram pagas pela Celesc, 60 cortes de cabelo pelo Senac, além das diversas ações que movimentaram o dia na sede da concessionária, no Itacorubi.

A tenda de diálogos fez sucesso entre os presentes, que trocaram informações sobre inclusão social, representatividade e direitos humanos. As crianças também puderam aproveitar o dia durante o evento, com cama elástica, slackline, brinquedos infláveis, jogos de tabuleiro, contação de história e toda a programação cultural recheada de apresentações de dança e shows musicais.

De acordo com uma das organizadoras do evento e assessora de responsabilidade social da Celesc, Regina Schlickmann, o Celesc de Portas Abertas foi um sucesso, principalmente porque a comunidade pode aproveitar o momento para realizar serviços de cidadania e, ao mesmo tempo, desfrutar de ótimos momentos de entretenimento e cultura. “Além do acesso aos serviços, muitos funcionários da empresa puderam aproximar suas famílias com o nosso trabalho e essa aproximação é sempre muito importante”, finaliza. 

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

 



Em duas semanas, a Celesc já recebeu solicitações que atingem 83% da verba de R$ 6,5 milhões disponibilizada para o Programa Bônus Eficiente Linha Motores, que dá descontos de até 40% na aquisição de motores mais novos e eficientes. Neste período, indústrias, empresas de comércio e serviços, instituições públicas, condomínios e produtores rurais com CNPJ, tiveram seus cadastros submetidos à avaliação dos critérios do programa. Desses, até o momento, foram aprovados 24 projetos para a substituição de 324 equipamentos obsoletos. Outros 108 projetos estão sendo analisados (cerca de 1.500 motores) ou passam por adequações.

A expectativa é de que o valor total do programa, realizado em parceria com a WEG, esteja empenhado nos próximos dias, encerrando as inscrições. Para garantir a participação, os interessados devem se inscrever no site www.bonusmotor.com.br. A iniciativa faz parte do Programa de Eficiência Energética da Celesc, que já realizou com sucesso os programas Bônus Eficiente (que substituiu eletrodomésticos com 50% de desconto) e Bônus Fotovoltaico (com instalação de 1.000 sistemas de captação de energia solar).

Benefícios

A força motriz é uma das maiores consumidoras de energia elétrica do Brasil, responsável por mais de 50% de toda a eletricidade utilizada no país. “Nosso objetivo é contribuir para a manutenção ou o aumento da atividade produtiva de Santa Catarina, com a redução do consumindo de energia elétrica, por meio de motores mais novos e eficientes”, explica Cleverson Siewert, presidente da Celesc.

O engenheiro Marco Aurélio Gianesini, chefe da Divisão de Pesquisa, Desenvolvimento e Eficiência Energética da Celesc, conta que a expectativa é de que o programa movimente R$ 28 milhões na economia de Santa Catarina, além de gerar uma redução de consumo equivalente a 2,3 mil residências. Em termos ambientais, o projeto evita a emissão de aproximadamente 462 toneladas de CO2, volume similar ao plantio de 2.772 árvores.

Como funciona

A troca será realizada para motores trifásicos de 1 a 250 cv ou monofásicos de 1 a 15 cv; com 2, 4, 6 e 8 polos; fabricados até 2009 e que operem, no mínimo, 2.640 horas por ano. O diretor de vendas da WEG, Fernando Garcia, explica que, entre os benefícios estão a economia de energia, o aumento da competitividade e maior confiabilidade, maior sustentabilidade, rápido retorno do investimento, redução de gastos com manutenção e garantia de fábrica.

No acordo, as empresas beneficiadas se comprometem a entregar os motores antigos para a WEG, que fará o descarte correto do material, incluindo destruição e reciclagem de peças. 

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

 

A Celesc estará de “Portas Abertas” para receber a comunidade no próximo domingo, 12. Esta é a segunda edição do evento que trará atrações durante todo o dia para adultos e crianças. A partir das 10h, com entrada franca, o público terá acesso a serviços gratuitos de cidadania; atividades de saúde e bem-estar; apresentações culturais; debates e exposições; shows de música, teatro e dança; feira e bazar beneficente; recreação infantil e brinquedos infláveis, além de um parque de food trucks.

Entre as atividades oferecidas, o Celesc de Portas Abertas terá uma tenda de diálogos, onde temas sobre representatividade, inclusão e direitos humanos serão apresentados e debatidos. “Em 2016, o evento foi um sucesso, e agora estamos nos organizando com ainda mais parceiros para oferecer um domingo especial à toda comunidade”, afirma uma das a organizadoras do Celesc de Portas Abertas e assessora de responsabilidade socioambiental, Regina Schlickmann. A expectativa é que, neste ano, cerca de cinco mil cidadãos passem pelo evento durante todo o dia.

Confira abaixo e pela página no Facebook a programação do evento e os serviços que serão oferecidos, das 10h às 20h de domingo:

Programação do palco:

10:30 - Academia World Gym
11:00 - Dança – Cenarium
11:30 - Banda Policia Militar
12:30 - Grupo Maracatu
13:15 - Anderson Oliveira & Banda
14:00 - Dança – Garagem da Dança
14:20 - Two Groove
15:20 - Dança DANX
15:40 - MagHigh
16:40 - Intervalo
17:00 - Bateria da Consulado
17:45 - Erva Rasteira
20:00 - Encerramento

Programação Tenda de Diálogos:

10h30 – Recepção do público com música ambiente
11h – DIÁLOGO “Violências em Jogo: conhecendo a Lei Maria da Penha” com Kess, Marinês da Rosa e Gabriela Pedroni - NIGS
12h – DIÁLOGO “Negros no Sul? Dos meus ancestrais aos Negros atuais” com Alexandra Alencar, Coordenadora da Aláfia Casa de Cultura
13h – DIÁLOGO “Juntes contra a LGBTFOBIA: o amor não tem fronteiras” com Anna Amorim, Carlos, Guilherme Laus, Suzana Martins Costa e Yuri Bráh do Núcleo de Identidade de Gênero e Subjetividades (NIGS)
14h – DIÁLOGO “Azul para as meninas e rosa para os meninos: descobrindo os papéis de gênero” com Alessandra Ghiorzi, Gabriela Lauterbach e Larissa Niemann do NIGS
15h – DIÁLOGO “Cidade: Inclusão e exclusão – Medo e Sonho” com Padre Vilson Groh
16h- DIÁLOGO “Direitos Humanos: Pra quê e Porquê?” com Luzia Cabreira, Advogada RENAP

Programação Pátio Celesc

Serviços de cidadania (das 10h às 17h):

• Solicitação de Carteira de Identidade - Instituto Geral de Perícia/IGP-SC 
Levar, no original ou cópia autenticada, Certidão de Nascimento (para quem sempre foi solteiro); de Casamento (para casados, viúvos, separados judicialmente e divorciados); foto 3X4 colorida, recente, sem data, com fundo branco, sem retoques e com expressão facial normal (sem sorrisos). Fotos grátis para os primeiros 200 atendimentos.

• Balcão cidadão - CÂMARA DE VEREADORES DE FLORIANÓPOLIS
Solicitação e busca de certidões + isenção de taxa de cartório para casamento civil

• Orientação direitos e deveres do cidadão - PROCON-SC

• Consultas jurídicas - DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO - DPU – consultas sobre situações que envolvam a União e Órgãos Federais quanto a: moradia/financiamento, crimes federais, educação, assistência jurídica internacional, saúde, militares, aposentadoria, benefícios e auxílios sociais

• Orientação e consulta jurídica - OAB CIDADÃ

• Atendimento comercial - CASAN (2ª via de fatura, consulta débitos, atualização cadastral) e renegociação de débitos

• Serviços comerciais - CELESC (cadastro de fatura por e-mail, oxigenoterapia e tarifa social, 2a via de fatura, atualização cadastral e consulta e renegociação de débitos) e projetos socioambientais (Jovem Aprendiz, Energia do Futuro, Bônus Fotovoltaico, Banho de Energia, Energia do Bem, entre outros)

• Programa Educacional de Resistência às Drogas - PROERD/PM/SSP-SC

• Informação empresarial, orientação abertura de MEI, orientação de cursos para empresas - SEBRAE

Serviços de Saúde e Bem-Estar

SESI-FIESC:
• Espaço educativo em saúde
• Avaliação física
• Orientação nutricional e de saúde auditiva
• Teste de acuidade visual

SENAC:
• Verificação de pressão
• Corte de Cabelo
• Simulador de envelhecimento

Outras atrações culturais e recreativas

• Feiras de Antiguidades, Artesanato e Orgânicos • CDL / Viva CIDADE
• Exposição "Há braços fazendo arte na Celesc" - com os artistas celesquianos
• Bazar Beneficente: Feira Mulheres CEDEP, ACIC, Associação de Surdos e Bonecas da Solidariedade SEOVE
• Ponto de adoção de animais e exibição de carros antigos e carros elétricos
• Contação de histórias para crianças e adultos: Pipo & Fifi, Prevenção de violência sexual na infância
• Brinquedos infláveis / SESI-FIESC + projeto Brincando no parque / SESC
• Parque de Food Trucks (Assoc. Truckeiros da Grande Florianópolis)

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

Nesta terça-feira, 31, a Celesc comemorou a aprovação na Assembleia Legislativa do projeto que viabiliza o empréstimo de US$ 345 milhões junto a bancos de fomento internacionais para custear 60% das obras previstas entre 2018-2022. No mesmo dia, a empresa foi reconhecida em duas das 14 categorias do Prêmio Fritz Müller, promovido pela Fundação do Meio Ambiente (Fatma). A premiação, que ocorreu em Florianópolis, enaltece iniciativas de conservação e proteção ao meio ambiente além do que determina a legislação e, este ano, recebeu inscrições de 70 instituições.

O Programa Banho de Energia, desenvolvido há cinco anos pela Celesc Distribuição em municípios da Serra catarinense, venceu a categoria Gestão Socioambiental. O projeto consiste na instalação de trocadores de calor em fogões à lenha para aquecer a água e também na substituição de lâmpadas tradicionais por lâmpadas LED e já recebeu quase R$ 6 milhões em investimentos do Programa de Eficiência Energética Celesc/Aneel. Em agosto, foi lançada a segunda edição desse projeto que já beneficiou mil famílias que enfrentam baixas temperaturas na região. A previsão é atender, nesta nova etapa, mais 800 unidades consumidoras nos municípios de Bocaina do Sul, Bom Retiro, Campo Belo do Sul, Capão Alto, Lages, Rio Rufino, São Joaquim, São José do Cerrito, Palmeira e Urubici.

Coordenador do projeto, Thiago Jeremias estima que a iniciativa seja responsável por uma economia superior a 1.500 MWh/ano de energia e por uma redução de demanda no horário de ponta superior aos 750 kW. “Isso corresponde ao consumo de, aproximadamente, sete mil unidades consumidoras e representa uma redução de 122,5 toneladas na emissão de Dióxido de Carbono (CO2), o gás do efeito estufa ou o equivalente ao plantio de mais de 700 árvores nativas ou, ainda, a retirada de circulação de mais de 100 carros populares”, afirma.

Já na categoria Conservação de Insumos de Produção (Energia), foram reconhecidos os resultados da Celesc Holding em Processos de Manufatura Reversa, ou seja, o descarte ambientalmente correto dos eletrodomésticos, equipamentos e lâmpadas substituídos durante a execução dos projetos de eficiência energética da Aneel/Celesc. Até o momento, foram destinados aos processos de manufatura equipamentos ineficientes substituídos em mais de 180 mil unidades consumidoras. Os números alcançados demonstram a importância da manufatura reversa nas ações de eficiência energética, contribuindo para a sustentabilidade, meio ambiente e desenvolvimento da sociedade catarinense.

Desde 1999, a Celesc vem investindo em projetos inovadores na área de eficiência energética. Até o ano passado, foram mais de R$ 300 milhões aplicados no desenvolvimento de 120 trabalhos que geraram uma economia de 1.400 GWh/ano, equivalente a 8,31% do consumo anual em Santa Catarina. “De 2012 até o momento, as iniciativas do PEE da Celesc foram responsáveis por diminuir a emissão de mais de 80 mil toneladas de CO2 no ambiente, o equivalente à retirada de uma frota de 65 mil veículos do tráfego durante um ano”, conta o gerente de projetos Mario Cesar Machado Junior.

O presidente da Celesc, Cleverson Siewert, afirma que sustentabilidade é um tema amplamente discutido na empresa, focada no desenvolvimento social, econômico e ambiental da área de sua concessão. “Energia elétrica é fator de competitividade e indução de desenvolvimento. Os investimentos da Celesc em Eficiência Energética permitem otimizar o uso das fontes de energia por meio da execução de projetos que visam a democratização do seu uso, em benefício da maior quantidade possível de pessoas e em áreas de maior necessidade. O reconhecimento de nossos projetos por órgão ambiental de grande prestígio do estado demonstra que estamos no caminho correto e nos incentiva a trabalhar ainda mais”, diz.

Como funciona o Programa Banho de Energia

Alcino Alano, inventor e parceiro da Celesc, criou um sistema para esquentar a água das residências reutilizando o calor desperdiçado pelas chaminés que, após período de testes, foi abraçado pelo Programa de Eficiência Energética Celesc/Aneel. Nele, um trocador de calor é instalado na chaminé dos fogões à lenha para aquecer a água que, então, é armazenada em um reservatório térmico e pode ser distribuída aos chuveiros e torneiras. Outro benefício do sistema é a ampliação da eficiência do fogão, que permite a economia de lenha e a redução da emissão de cinza e de foligem.

Dona Marlene Lima, moradora de Urupema, já percebe uma redução de 20% em sua conta de luz. “Essa economia faz uma grande diferença no orçamento doméstico. Com o dinheiro que sobra, podemos investir em outras necessidades da casa ou da propriedade”, conta. 

Como funciona a Manufatura Reversa 

Todos os bens ineficientes retirados das instalações dos consumidores nos projetos de Eficiência Energética da Celesc são encaminhados à indústria de reciclagem para que sejam desmontados, moídos e transformados em matéria-prima e, então, reencaminhados ao setor produtivo, seguindo as normas e legislação vigente. Ao final do processo, é emitido um laudo de descarte.

Até agora, foram reciclados os seguintes equipamentos obsoletos e ineficientes:

• 501 motores elétricos, monofásicos e trifásicos de diversas potências;
• 2 chillers – refrigeradores a água para climatização de grandes ambientes;
• 709.815 lâmpadas – incandescentes 60 W e 100 W, fluorescentes compactas e tubulares, vapor de sódio, vapor de mercúrio e vapor metálico;
• 16.000 chuveiros de diversas potências;
• 54.689 refrigeradores de uma ou duas portas e de diversas capacidades; • 4.308 condicionadores de ar de diversas capacidades;
• 6.456 freezers, horizontais e verticais, de diversas capacidades.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br

Chapeco Area Rural site

Equipes da Celesc terminaram o trabalho de restabelecimento da energia elétrica na região Oeste de Santa Catarina, nesta quarta-feira, 1º de novembro. Uma tempestade com ventos e descargas elétricas causou estragos em diversos pontos da rede na tarde de domingo, 29 de outubro. As primeiras ocorrências foram registradas nas subestações de Palmitos e Mondaí. Na sequência, foram afetados alimentadores das regionais de São Miguel do Oeste, Concórdia e Chapecó.

No pico do problema, próximo das 18h de domingo, mais de 60 mil unidades consumidoras da região ficaram sem energia elétrica. A Celesc trabalhou com mais de 40 equipes em campo para restabelecer a rede. Em função da dificuldade de acesso em alguns locais específicos e complexidade das ocorrências, ainda restavam 3,5 mil UCs sem fornecimento de energia elétrica na segunda-feira, 30, em cidades atendidas pelas agências regionais de Concórdia, São Miguel do Oeste e Chapecó.

As equipes seguiram com os trabalhos na noite de segunda-feira e durante toda terça-feira, 31, quando no fim do dia cerca de mil UCs permaneciam sem luz na regional de Chapecó – a mais afetada pelo temporal.

De acordo com o chefe da divisão técnica da Celesc na cidade, Paulo Giacomazzi, mais de 20 equipes ficaram em campo por dois dias seguidos para que os trabalhos fossem finalizados ainda na quarta-feira. “Tivemos problemas principalmente com a reconstituição da rede, que foi atingida por objetos, cascas e galhos de árvores arremessados com a força do vento. Além disso, tivemos postes caídos, cabos rompidos e muitas árvores para serem podadas ou removidas da rede elétrica”. O engenheiro lembra que, em todo o Estado, a vegetação próxima à rede é causa de 40% das interrupções de energia.

Prioridades de atendimento

Quando a rede da Celesc é atingida de forma intensa, em caso de temporais, os atendimentos seguem a ordem técnica de priorizar a saúde, a segurança pública e, na sequência, os grandes centros urbanos e a área rural. “Os produtores agrícolas e pecuaristas, inclusive, foram de grande compreensão, confiando no trabalho das nossas equipes”, observou Giacomazzi.

Os municípios mais afetados com a falta de energia no Oeste foram Palmitos, Mondaí, Concórdia, Xanxerê, Quilombo, Faxinal dos Guedes, São Miguel do Oeste, Pinhalzinho, Chapecó, União do Oeste, Lageado Grande, Bom Jesus, Nova Erechim e Caxambu do Sul.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa 
Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. - Celesc 
E-mail: comunica@celesc.com.br
Atendimento 24h: 0800-480120
Site: www.celesc.com.br