Uma capacitação para ampliar o número de avaliadores que executam as carteiras do Programa do Artesanato Brasileiro deve ocorrer em Santa Catarina até o segundo semestre. Os técnicos da Secretária de Assistência Social, Trabalho e Habitação serão os beneficiados, que posteriormente, atuarão na linha de frente.

A informação é do diretor de Projetos na gerência de Artesanato e Convênios da Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa do Ministério da Indústria e Comércio Exterior e Serviços, Fábio Santos Pereira Silva, que fez o anúncio da capacitação em reunião com o secretário da SST, Valmir Comin, e com o diretor de trabalho e Emprego e Coordenador Estadual do Artesanato de Santa Catarina, Thiago Chaves.

Chaves destacou que segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o setor de artesanato representa 3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil. “Nós vamos trabalhar muito para aumentar o número de carteiras do artesanato”, confirmou.

O secretário Comin afirmou que além de ampliar o número de carteiras, existe um planejamento de uma rodada de negócios, que será realizada em Florianópolis ou Criciúma para dar maior visibilidade ao setor e registrar um grande número de vendas no setor em Santa Catarina. 

Carteira nacional do artesanato

Os interessados em obter a carteira nacional do artesanato devem ligar para (48) 3664-0756 e falar com Eron ou Crislan a partir das 13h, de segunda a sexta-feira, para fazer um agendamento para entrevista de avaliação. A carteira é gratuita e feita na Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Habitação, em Florianópolis.

Documentos necessários:

1 foto 3x4 comprovante de residência

CPF e RG

3 produtos para serem cadastrados com fotos dos mesmos

- O artesão deve trazer no dia da entrevista/avaliação o material para iniciar ou finalizar um dos produtos pessoalmente para ser avaliado.

Mais informações para a imprensa:
Kênia Pacheco
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST)
Fone: (48) 3664-0916 / (48) 99984-1799
E-mail: ascom@sst.sc.gov.br
Site: www.sst.sc.gov.br

 

A parceria entre a Centrais de Abastecimentos do Estado de Santa Catarina (Ceasa/SC) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) para execução do Programa Mesa Brasil começa a render bons frutos. Em fevereiro, os boxistas e produtores rurais que vendem seus produtos na Ceasa/SC doaram 135 toneladas de alimentos para famílias carentes e instituições sociais da Grande Florianópolis. Ao todo foram 17 mil pessoas beneficiadas.

Os alimentos atenderam 107 entidades sociais e 250 famílias cadastradas no programa. O Sesc tem um espaço dentro da Ceasa para recolher e selecionar os alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização e atender as famílias carentes. O Programa Mesa Brasil é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício, que acaba contribuindo para promoção da cidadania e melhoria da qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza.

Segundo o presidente da Ceasa/SC, Agostinho Pauli, o Mesa Brasil gerou uma rede de solidariedade entre os boxistas e produtores rurais. “O programa contribui para diminuir o desperdício de alimentos e redistribui os produtos excedentes aos mais necessitados, dando acesso a uma alimentação saudável e de qualidade, pré-requisitos para formação de uma sociedade mais justa e digna”.

Para mais informações sobre a doação de alimentos para famílias carentes e instituições sociais, faça contato com o Programa Mesa Brasil através do número: 0800-643 4363.

Ceasa/SC

As Centrais de Abastecimento do Estado de Santa Catarina S/A são uma empresa vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e funcionam como um elo entre o produtor e o consumidor por meio da comercialização atacadista e varejista de pescado, produtos hortifrutigranjeiros, alimentos e insumos orgânicos, produtos ornamentais e de floricultura e artesanais.

Informações adicionais:
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48)-3664-4417/ (48) 98843-4996
www.agricultura.sc.gov.br

Nesta terça-feira, 16, a Lei de Acesso à Informação completa cinco anos de vigência. O direito do cidadão em receber informações públicas já está previsto na Constituição de 1988, mas só foi regulamentado em 2012 pela Lei 12.527. Em linhas gerais, a LAI prevê que qualquer pessoa, física ou jurídica, tenha acesso amplo a qualquer documento ou informação específica das três esferas públicas: Executivo, Legislativo e Judiciário.

Esse acesso pode ser feito de duas formas: por transparência ativa, quando a divulgação se dá por iniciativa do próprio setor público, por meio dos portais de transparência; e por transparência passiva, quando o cidadão não encontra a informação e solicita através de um pedido via Serviço de Informações ao Cidadão (SIC). Nesse caso, o órgão tem 20 dias para dar a resposta. O prazo pode ser prorrogado por mais 10 dias, mediante justificativa.

Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) - Em Santa Catarina, o Serviço de Informação ao Cidadão (SIC) está sob a responsabilidade da Ouvidoria Geral do Estado. Desde a vigência da Lei, o órgão já respondeu a mais de 4 mil pedidos de informação. O tempo médio de respostas é de 10 dias. Um relatório estatístico com esses dados é publicado anualmente no Portal da Transparência. Agora, a Ouvidoria se prepara para publicar periodicamente as respostas encaminhadas aos solicitantes.

“Muitas são recorrentes e podem ser de interesse de outros cidadãos. A ideia de um banco de respostas amplia a transparência ativa”, destaca o coronel Djair Vicente Pinto, Ouvidor Geral do Estado. Há seis anos no cargo, ele acredita que a LAI tem um papel fundamental nas relações entre governo e cidadão. “Estamos construindo uma nova forma de comunicação com a sociedade, com reflexo sobre as decisões públicas”, acredita.

Portal Transparência – a tendência é que os pedidos de informação via SIC diminuam com o aumento de usuários aos portais de transparência. Em fevereiro último, o Poder Executivo de Santa Catarina lançou um novo Portal da Transparência com uma série de novidades que buscam estimular o cidadão a aprofundar suas pesquisas, dentre elas  ferramenta de pesquisa, glossário interativo, consultas detalhadas e de documentos da despesa.  

Além disso, seguindo as tendências atuais, o cidadão conta com uma avançada ferramenta interativa, a Pergunta Cidadã, principal novidade do Portal. A tecnologia apresenta questionamentos estruturados para que o usuário consiga selecionar suas dúvidas e obter as respostas com uma linguagem simples e objetiva.

“Queremos despertar o interesse do usuário por diferentes temas das contas públicas. Assim, aos poucos vamos criando a cultura do acesso à informação, tão importante para alcançarmos o efetivo controle da sociedade”, explica Graziela Meincheim, Diretora de Contabilidade Geral do Estado, responsável pelo Portal da Transparência.

Outra novidade do novo Portal é o acesso direto aos valores aplicados nas principais áreas do governo, sem que o cidadão tenha que fazer qualquer consulta. Por meio dos destaques de cada área, o usuário é transferido para as principais informações de acordo com a seleção de seu interesse. Nessa mesma linha, foi disponibilizado o Mapa da Transparência, ferramenta para o cidadão acompanhar as obras no Estado. Um mapa interativo permite selecionar as obras de seu o interesse por meio de filtros.

www.transparencia.sc.gov.br

www.acessoainformacao.gov.br/perguntas-frequentes/aspectos-gerais-da-lei

Informações para a imprensa:

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Fazenda

Aline Cabral Vaz/Cléia Schmitz/Sarah Goulart/Rosane Felthaus
(48) 3665-2575/2572/2504
www.sef.sc.gov.br | @fazenda_sc | facebook.com/fazendasc


Foto: James Tavares / Secom

A estrutura da Casa de Apoio Colibri, uma entidade beneficente de Lages que atende gratuitamente pessoas de diferentes regiões do Estado em tratamento contra o câncer no Hospital Tereza Ramos, acaba de passar por uma ampliação. Nesta sexta-feira, 12, o governador Raimundo Colombo conheceu o novo espaço, resultado de R$ 394 mil em investimentos do Governo do Estado.

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) abriu inscrições nesta quinta-feira, 11, para um curso gratuito a distância de Especialização em Gestão Pública Municipal, com 150 vagas distribuídas por seis polos de apoio presencial em diferentes regiões catarinenses, nas cidades de Campos Novos, Concórdia, Indaial, Laguna, Palhoça e São Bento do Sul. São 25 vagas em cada polo.


Fotos: James Tavares / Secom

O governador Raimundo Colombo visitou a nova ala de internação clínica e cirúrgica do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt de Joinville, nesta terça-feira, 9. As obras de reforma e ampliação dos 43 leitos terminaram na semana passada e entram em funcionamento assim que for concluída a contratação dos funcionários por meio de processo seletivo. Serão 50 técnicos, seis enfermeiros e quatro serventes. A previsão é de que a nova ala entre em funcionamento em 40 dias.

A Fundação Escola de Governo (ENA) inicia nesta segunda-feira, 8, uma série de palestras sobre educação financeira para servidores públicos. São eventos em Florianópolis e em Joinville que integram a 4ª Semana Nacional de Educação Financeira, promovida em parceria com o Banco Central do Brasil. A participação é gratuita, basta chegar no horário programado, sem necessidade de inscrição prévia. A programação segue até sexta-feira, 14. Os horários e locais das palestras estão publicados no site www.enabrasil.sc.gov.br.

O objetivo é proporcionar um diálogo sobre educação financeira e conscientizar sobre a importância do planejamento financeiro, apresentando conteúdos que ajudam desenvolver uma relação equilibrada com o dinheiro e decisões acertadas sobre finanças e consumo.

A Semana Nacional de Educação Financeira é uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef), dentro da proposta de divulgar a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF), política pública lançada em 2010 com a finalidade de promover a educação financeira e previdenciária da população, bem como contribuir para o fortalecimento da cidadania, a eficiência e solidez do sistema financeiro nacional e a tomada de decisões conscientes por parte dos consumidores.

O evento é realizado anualmente desde 2014. No ano passado, 1.044 ações (presenciais ou on-line), organizadas por 153 instituições, alcançaram aproximadamente 1,3 milhão de pessoas em 458 municípios de diferentes estados brasileiros. Também faz parte da estratégia, a manutenção do site www.vidaedinheiro.gov.br, onde é possível encontrar diversas ferramentas e materiais gratuitos, além de links para todos os membros do Conef. O comitê é formado por instituições como o Banco Central do Brasil; a Comissão de Valores Mobiliários (CVM); a Superintendência de Previdência Complementar (Previc); e os ministérios da Educação, da Fazenda e da Justiça.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

A instituição de ensino superior mais antiga de Santa Catarina, a Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) - fundada em julho de 1959 -  recebeu um novo prédio que vai abrigar seis diferentes cursos para cerca de 700 alunos. A entrega foi oficializada, durante solenidade, pelo governador Raimundo Colombo, na noite desta quinta-feira, 4 de maio, no campus da universidade, em Lages, na Serra Catarinense. O governador afirmou o compromisso para a construção do complexo esportivo no valor de R$ 4 milhões onde o Governo do Estado ajudaria com R$ 2 milhões. A estrutura vai contar com ginásio esportivo e academia.

“Esse novo prédio vai desenvolver um potencial enorme porque são cursos especializados de engenharia. Isso faz com que o capital social da cidade se amplie significativamente, além de abrir um espaço de oportunidade qualificada para os jovens da nossa região e atrair de outras”, disse Colombo.

A nova estrutura, que recebeu investimento do Governo do Estado de R$ 12,5 milhões, vai abrigar o Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), com os cursos de Engenharia de Produção, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica, Engenharia Elétrica, Arquitetura e Design de Interiores. O prédio de 6,5 mil metros quadrados conta com mais de 50 salas de aula, laboratórios e auditório para 255 pessoas sentadas.

“O polo educacional se fortalece muito, porque são cursos estratégicos que vão ter impacto no desenvolvimento econômico, também forte para nossa região. Passa a agregar um portfólio bem mais ampliado de oferta e qualificação das pessoas da nossa região”, concluiu o governador.

Para o prefeito de Lages, Antonio Ceron, a Uniplac vem ao longo de sua história, cumprindo uma missão muito importante. “Temos a certeza que com este avanço na sua estrutura a instituição ainda tem muito a ajudar a escrever uma história de crescimento, uma história de bem estar”.

A Uniplac é uma Instituição pública de direito privado. Sua história se iniciou em 1959 com a criação da Associação Catarinense de Cultura (ACC). Se tornou reconhecida como universidade em 1999, embora oferecesse cursos superiores há mais 30 anos. Oferece cursos de graduação, como medicina, engenharia civil, fisioterapia, engenharia elétrica, administração, direito, biomedicina, terapia ocupacional, odontologia entre outros. Além de cursos de pós-graduação latu-sensu e stricto-sensu.

“Por ser a mais antiga, a Uniplac é referência por sua história, pela qualidade do ensino e pelas atividades de pesquisa e extensão junto à comunidade. Hoje tem cerca de 4 mil alunos em 28 cursos de graduação, além de especializações e mestrados”, destacou o reitor da Uniplac, Luiz Carlos Pfleger.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC


Fotos: Jeferson Baldo / GVG

Durante audiência de assinatura da renovação do convênio da Casan com a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Içara, nesta quarta-feira, 3, em Florianópolis, o vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, anunciou um repasse de R$ 500 mil para dar início à construção da Casa Rosa, que será a nova sede da entidade. “O trabalho realizado pela rede feminina de Içara é exemplar, eu apadrinhei esse projeto, e serei parceiro, hoje repassamos os recursos para dar início o mais rápido possível”, destacou.


Foto: Ana Cenatti / ADR Jaraguá do Sul

A escola General Rondon, de Massaranduba, recebeu, na tarde desta quarta-feira, 3, 16 computadores que serão utilizados na sala de informática, pelos mais de 730 estudantes da unidade.

Os computadores foram entregues pelos profissionais do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), que conduzem o projeto de Inclusão Digital, idealizado pela Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Jaraguá do Sul, em 2008.

O projeto consiste em recuperar, montar e repassar aos alunos da rede pública, computadores doados pela comunidade que seriam descartados. Um dos requisitos é não ter computador em casa. Mas, desta vez, a entrega foi diferente, foi feita diretamente para a escola. “A escola tinha 16 computadores que não estavam funcionando, falamos com o Senai e conseguimos recuperar quatro deles, os outros 12 foram doados por meio do projeto”, explicou o diretor da escola, Evelásio Zanotti.

A escola General Rondon tem duas turmas do curso de aprendizagem do Senai. São 70 alunos que estudam em salas cedidas pelo Governo do Estado, com profissionais e material didático do Senai. O diretor do Senai de Jaraguá do Sul, Michael Seimeintcoski, falou sobre os benefícios desta parceria. “Se não fosse esta parceria, não teríamos os cursos aqui em Massaranduba, pois o Senai não possui estrutura aqui e se utilizamos a estrutura da escola, damos também prioridade às ações que podem auxiliar a unidade”, justificou.

O vice-presidente Regional do Vale do Itapocu da Fiesc, Célio Bayer, também participou da entrega e deu destaque aos trabalhos que estão sendo desenvolvidos na área da educação, pela Regional de Jaraguá do Sul. “Uma equipe não consegue desenvolver bons projetos se não tiver um líder que os apoie, por isso quero dar os parabéns ao secretário executivo da ADR, Leonel Pradi Floriani, que tem dado agilidade às melhorias e incentivado projetos na educação”, falou.

Floriani ressaltou que a escola é de todos, que o projeto de Inclusão Digital é muito bem conduzido pelo Senai e beneficia diversos jovens da rede pública. “A estrutura é do Governo do Estado, mas todos somos responsáveis por cuidar. Este deve ser o lugar onde vocês (alunos e professores) se sentem bem, onde alunos devem encontrar os professores como amigos e mestres, que vão ajuda-los a ter um futuro melhor”, concluiu.

 

Informações adicionais para a imprensa:

Ana Cenatti
Assessoria de imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Jaraguá do Sul
E-mail:anacenatti@jgs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (47) 3276-9241 / (47) 9-8861-2652
Site:www.adrs.sc.gov.br/adrjaraguadosul