Compartilhe


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Raimundo Colombo participou, na tarde desta segunda-feira, 5, na sede da Defesa Civil do Estado, em Florianópolis, da reunião de trabalho do Grupo de Ações Coordenadas - que envolve todas as instituições de emergência do Estado e do Governo Federal - para definir estratégias de atuação na proteção das pessoas e ajuda aos municípios afetados pelas chuvas em Santa Catarina. 

Depois da reunião o governador viajou para Blumenau, onde vai acompanhar as ações deflagradas no Vale do Itajaí por causa das cheias.  Nesta terça, às 7h, participa de reunião na prefeitura de Blumenau para avaliar a situação. Depois, segue para Rio do Sul.

“Antes de tudo, é preciso reconhecer essa contribuição que é histórica e nos ajuda a superar desafios como este. Estamos mobilizados em alerta total para prestar o apoio necessário a todas as famílias e a todos os municípios”, disse Colombo.



>>> Mais imagens na galeria

O governador reiterou que já começou o diálogo com o Governo Federal para garantir recursos para os eventuais trabalhos de reconstrução nos municípios que decretaram situação de emergência e que ainda possam vir a decretar.

Neste momento, a Defesa Civil alerta que ainda há risco de chuvas torrenciais, deslizamentos de terra e inundações, principalmente nas regiões do Vale do Rio do Peixe, Serra, Alto Vale do Itajaí e Médio Vale e nas bacias do Litoral Sul. Nesses locais, a recomendação é que as famílias que estão em áreas de risco busquem os abrigos seguros e acompanhem as informações oficiais. Outra orientação é que, para os casos de inundações, as famílias, retirem de forma antecipada, móveis e outros pertences.

Durante as inundações é recomendado evitar o contato com as águas, não dirigir em lugares alagados, transitar em pontilhões e pontes submersas e reforçar o cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.



De acordo com o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, a maior preocupação se concentra nas regiões: Meio-Oeste, Vale do Itajaí e Planalto Sul – devido ao acúmulo de chuva no Vale do Rio Uruguai composto pelos rios Pelotas, Canoas e Carahá. “Nessa região, a saída de água é muito lenta, e a previsão de mais chuva, para todas as regiões, agrava essa situação”, explica Moratelli.

O secretário reforça que todo o trabalho está sendo baseado na informação e na mobilização. “Trabalhamos principalmente, de forma preventiva, para que antes que ocorra algo mais incisivo na área urbana, a gente consiga diminuir a quantidade de afetados, e, consequentemente, os prejuízos que eles possam ter”, frisa Moratelli.

Chuva persistente no Estado reforça alerta para inundações e deslizamentos

A mobilização do Estado na proteção e assistência às famílias afetadas pelas chuvas em Santa Catarina ocorre no paralelo das informações sobre a previsão do tempo. O meteorologista da Epagri/Ciram, Clovis Correa, explicou que o período de excesso de chuvas em Santa Catarina é atípico e muito preocupante.

Para se ter uma idéia, durante o mês de maio choveu o esperado para três meses e os primeiros dias de junho também devem acumular o volume que estaria previsto para todo o mês. O meteorologista explica, que mesmo não estando sob influência de fenômenos como El Niño e La Niña, o Estado recebe a instabilidade do Oceano Pacífico.

“Em geral, a chuva segue, em todas as regiões até pelo menos a próxima quinta-feira, 8, numa média de 30 milímetros, sendo que não descartamos a ocorrência de picos que podem atingir os 100 milímetros”, alerta.

A Defesa Civil reforça que com a condição de rios saturados e solo encharcado, qualquer quantidade de chuva pode provocar um problema maior, como é o caso das inundações e dos deslizamentos de terra.

Balanço de ações e ocorrências

Registros:
Municípios que relataram ocorrências: 88
Desalojados 1178 (em casa de parentes e amigos)
Desabrigados: 1178 ( em abrigos públicos)
Afetados: 10127 (todos atingidos de alguma forma pelo evento)
Residências afetadas: 2604

Ocorrências:
Ocorrências:
1 registro de vendaval
10 registros de alagamento
11 registros de enxurrada
15 registros de chuva intensa
23 registros de inundação
40 registros de deslizamentos

Abrigos:
Lages: 6 abrigos com 171 pessoas
Rio do Sul: 12 abrigos com 564 pessoas
Rio do Oeste: 3 abrigo com 186 pessoas
Ponte Serrada: 1 abrigo com 4 pessoas
Laurentino: 1 abrigo com 70 pessoas
Capinzal: 1 abrigo com 6 pessoas
Agronômica: 1 abrigo 97 pessoas
Taió 1 abrigo 7 pessoas
Correia Pinto 1 abrigo - 56 pessoas
Ituporanga 3 abrigos - 69 pessoas

Possíveis decretações de Situação de Emergência (29) nível municipal
São Carlos
Água de Chapecó
Lages
Rio do Sul
Brusque
Ouro
Joaçaba
Ibicaré
Concórdia
Seara
Ipira
Piratuba
Penha
Barra Velha (devido ressaca)
Correio Pinto
Palmito
Pedras Grandes
Lindóia do Sul
São Bonifácio
São José do Cerrito
Atalanta
Trombudo Centra
Taió
Ituporanga
Agronômica
Xanxerê
Abdon Batista
Vargem
Belmonte

Itens de Assistência Humanitária destinados para famílias em abrigos

Lages
288 cestas básicas ;288 kits de limpeza ; 748 kits de higiene pessoal; 83 colchões de solteiro e 83 acomodações de solteiro.

Rio do Sul
147 cestas básicas; 526 kits higiene pessoal; 144 galões de água de 5 litros; 147 kits de limpeza;50 colchões de solteiro e 50 kits acomodações para colchões.

ALERTA PARA RISCO DE DESLIZAMENTOS DE TERRA EM SC

Em virtude dos altos volumes de chuva registrados no estado nos últimos dias, há risco para deslizamentos de terra em todas as regiões do Estado de SC, especialmente no Oeste, Meio Oeste, Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grande Florianópolis. Municípios com risco moderado para ocorrências: Lages, Criciúma, Morro da Fumaça, Alfredo Wagner, Anitápolis, Garopaba, Santo Amaro da Imperatriz, Palhoça, Ituporanga,Vidal Ramos, Imbituba, Rancho Queimado, Florianópolis, São José, Antonio Carlos, Águas Mornas, Governador Celso Ramos, Balneário Camboriú, Itapema, Porto Belo, Bombinhas, Itajaí.

Fonte: CENAD.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC