Compartilhe


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira, acompanhado da primeira dama Nicole Torret Moreira, partilhou, nesta sexta-feira, 4, com milhares de fiéis, momentos de fé e emoção que marcaram os 170 anos da festa em homenagem à Nossa Senhora Mãe dos Homens, em Araranguá, no Sul do Estado. A missa, seguida de procissão com a imagem de Nossa Senhora pelas ruas centrais da cidade, é o grande destaque das comemorações. Neste ano, o evento também marca a elevação da Igreja Matriz de Araranguá a santuário.

“Renovar a fé e agradecer são gestos que enchem o coração de esperança, que fazem homens, mulheres e crianças reforçarem princípios e valores, que independem de crença, para a construção de uma sociedade mais justa e mais humana. Um evento desta magnitude é a prova de que o bem é o melhor caminho a se praticar. Começa na fé de cada um e se estende a essa demonstração coletiva forte e transformadora”, enfatizou o governador.



>>> Imagens na galeria

A festa em homenagem à Nossa Senhora Mãe dos Homens termina nesta sexta, 4, com show de evangelização do cantor Thiago Brado.

O SANTUÁRIO

Neste ano, o grande destaque da da Festa de Nossa Senhora Mãe dos Homens foi a elevação da Igreja Matriz de Araranguá a Santuário. O ato ocorreu por meio de decreto do Bispo diocesano. O movimento começou em 2016, devido à grande peregrinação de fiéis e contou com abaixo-assinado da comunidade. Em meados de 2017, o Conselho Diocesano de Pastoral de Criciúma, ao qual pertence a paróquia de Araranguá, aprovou o projeto de elevação a santuário.

A partir do decreto, nesta sexta-feira, 4, o atual pároco, padre Alírio Leandro, passa a ser o reitor do Santuário. O templo passa a realizar missas diariamente e celebrará todas as solenidades Marianas.



TURISMO RELIGIOSO

Com a elevação, a diocese de Criciúma, no Sul de Santa Catarina, passa a contar com três santuários, fomentando o turismo religioso. “É uma modalidade forte que traz uma contribuição muito importante, especialmente para a economia local”, observou o governador.

Além de Araranguá, os municípios de Nova Veneza e Içara contam com santuários da Igreja Católica visitados por milhares de fiéis, todos os anos.

HISTÓRIA

Embora a festa complete 170 anos, a história de devoção se fortaleceu com a chegada de Nossa Senhora na paróquia de Araranguá, há 146 anos. A imagem veio da Bahia, à pedido do Bispo da época.

Esculpida em madeira com braços móveis, chama a atenção pelos caprichos e detalhes das vestimentas. A cada ano, a imagem recebe vestido e manto novos, bordados por voluntários. Conforme informações da direção paroquial, a lista de espera para bordar as vestes de Nossa Senhora garante as próximas 20 edições da tradicional celebração.

Ainda segundo a tradição, o manto leva a imagem do Santuário e desenhos que simbolizam as águas do rio Araranguá. Os devotos contam que, na tentativa de retirar a imagem da igreja, o rio subiu ameaçando inundar a cidade. A partir daí, a imagem foi colocada de frente para o rio acreditando na proteção de Nossa Senhora contra enchentes na região. Desde então, a imagem só sai da igreja durante os atos religiosos que marcam a festa em homenagem à Nossa Senhora Mãe dos Homens.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC