O Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2017 encerrou as inscrições com um recorde de projetos inscritos: 1.803, superando a marca do prêmio lançado em 2014, que foi de 1.569 propostas. O período de inscrições, que começou no dia 27 de abril terminou na segunda-feira, 26. O presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, credita a marca histórica ao processo de inscrição digital, implantado nesta edição e que garantiu mais agilidade e segurança no envio das propostas.

“A inclusão do edital no universo digital foi um grande passo para a democratização deste que é o maior mecanismo de fomento à cultura e às artes em Santa Catarina. Um processo que se provou ser mais fácil e barato em termos de operação pelos proponentes, limpo e seguro. Prova disso é que superamos o recorde da edição passada, que teve um prazo ainda maior para inscrições, que foi de 90 dias”, disse o presidente da FCC.

O secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Arcangelo Pavan, destaca a importância do edital como política pública de valorização da cultura. “O edital é um instrumento democrático, que estimula e contempla diferentes iniciativas e projetos que engrandecerão a cultura de Santa Catarina”, explica Pavan.

Com investimento total de R$ 5,6 milhões, o edital selecionará até 176 projetos em 11 premiações. Os recursos são do Governo do Estado, com promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). Proponentes de todo o Estado puderam submeter seus projetos para as seguintes premiações: Culturas Populares; Arte e Cultura Negra e Indígena; Artes Visuais; Dança; Literatura; Música; Patrimônio Material e Imaterial; Museus; Teatro e Circo, Apoio a Eventos Artísticos e Culturais; Bolsa de Trabalho, Intercâmbio e Residências.

Entre as premiações com mais projetos inscritos destacam-se  Música, Apoio a Eventos Artísticos e Culturais, Teatro e Circo, Artes Visuais, Letras e Patrimônio Cultural Material e Imaterial. Com o fim das inscrições, o Edital entra na fase de credenciamento das propostas pelas comissões Permanente de Licitação (CPL) e de Organização e Acompanhamento (COA), que divulgarão a lista dos projetos habilitados e não habilitados no dia 3 de julho. A partir daí, abre-se um prazo de cinco dias para recursos. Na sequência, entra em cena a Comissão de Avaliação e Seleção (CAS), cuja tarefa será julgar as propostas e definir os vencedores em cada premiação, que deverão ser anunciados na primeira semana de agosto.

O calendário do edital programou para a segunda quinzena de agosto a convocação dos premiados para a assinatura dos contratos, culminando com o pagamento das premiações na primeira semana de setembro. A edição do prêmio marcou o seu ingresso no mundo digital, com os processos de inscrições, avaliação e seleção inteiramente online, por meio da plataforma www.fcc.sc.gov.br/editalisebeteanderle.

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Telas pintadas por artistas curitibanenses e da região começaram a ser expostas nesta terça-feira, 27, no Centro Administrativo do Governo de Santa Catarina, em Florianópolis. Projeto denominado ‘Nossa Essência em Cores’ permanecerá por duas semanas com os trabalhos expostos no hall de entrada para apreciação do público que ali passar.

Organizada pela ADR e UnC de Curitibanos, a exposição ainda está aberta a receber obras. “Tivemos esta iniciativa para mostrar um pouco dos nossos valores, dos nossos talentos regionais, a nossa cultura e as diversas formas de expressão que temos”, ressalta a secretária executiva em exercício, Cristina Maria Agustini Moraes Erhartdh.

Ana Paula Della Giustina, diretora do campus da UnC, diz que a iniciativa visa a valorização do artista. “Sabemos do esforço e da dedicação deles para retratar sonhos, angústias, temas sociais, nossas contradições humanas e por isso esperamos e buscamos este reconhecimento aos nossos artistas regionais”, frisa.

Dois dos artistas que colocaram suas obras à disposição, estavam presente no lançamento da exposição: Adriana Volpi e Jean Cleiton Rodrigues. Outros artistas da região que expõem seus trabalhos são Débora Aparecida Almeida, Dalva Regina Ronsani, Edla Ronchi (in memorian) e Marines Gazzola Paust.

A artista plástica curitibanense Adriana Volpi já tem inclusive reconhecimento internacional. Ela realiza exposições individuais com bastante frequência no Brasil, Miami, Nova York e Paris. Alguns de seus trabalhos já ilustraram publicações como a coleção de cartões do UNICEF, revista Marie Claire HK e The Washington Post.

Adriana começou a expor fora do país em 2006 com uma exposição para mulheres em Miami. “Foi realmente um grande marco em minha vida, muito emocionante, muito desafiador”, conta.  “É uma prova de que ser pode chegar onde quiser, basta disciplina, persistência, mas acima de tudo amar o que se faz”, orienta.

Outro artista curitibanense que impressiona o público da região de Curitibanos desde seus oito anos é Jean Cleiton Rodrigues. Incentivado por professores, ele realça seu talento em telas impressionantes. “Gosto de retratar um pouco da cultura da nossa região como a figura do monge, do cavalo. Também me agradam temas como o Carnaval de Veneza e a Santa Ceia”, explica.  

Informações adicionais para a imprensa:
Fabio Claudino Fontana
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Curitibanos
E-mail: ascom@cbs.sdr.sc.gov.br
Telefone: (49) 3412-3011 / 98839-0615
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrcuritibanos

 

Em julho o TAC 8 em ponto, projeto da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), terá o espetáculo teatral Suspeitos, do Grupo N.A.F.T (4/7); o show Hora Certa com Felipe Coelho Trio (11/7); e os lançamentos dos álbuns Inverno, do trio Templa (18/7); e Tropical Mojo dos Skrotes (25/7). Os espetáculos começam sempre às 20h, no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC).

04/07/2017 – Suspeitos - Grupo N.A.F.T.

Suspeitos é um espetáculo do grupo N.A.F.T. - Nós Amamos Fazer Teatro, no qual os atores improvisam a história seguindo as orientações da plateia. Assassinato, intrigas, investigação e muita improvisação nessa peça que precisa do público para existir. No elenco estão os atores Angela Cristina Victoriano, Eduardo Beziaco, Evandro Xavier, Natanael Vieira e Yasmim Furtado. Luz e Som de Iury Vinicius e direção geral de Fabiana Franzosi.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1579433385400874/

11/07/2017 – Hora Certa - Felipe Coelho Trio

Felipe Coelho (violão) e os músicos Tie Pereira (baixo acústico) e Richard Montano (bateria) comandam o som no palco do TAC 8 em Ponto. Felipe é um dos maiores expoentes da música catarinense nacional e internacionalmente, considerado "A Cara no Novo Violão Brasileiro" (Revista Violão Mais 12/16), e "Melhor Instrumentista Catarinense" (Premio da Música SC 2015). Também recebeu o aclamado Prêmio Funarte de Música Popular 2010, além de premio de segundo lugar no Festival Nacional de Composição (Vinhedo SP 2012), entre outras premiações. Já participou em mais de 30 festivais de música instrumental com seu trabalho autoral e produziu um total de dez turnês, tendo se apresentado em Chicago, Nova Iorque, Shanghai (China) e Buenos Aires.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/239271766565105

18/07/2017 – Templa – Lançamento do álbum Inverno

A Templa, trio de Florianópolis formado por Felipe Melo (guitarra e voz), José Neto (baixo e backing vocals) e João Mateus da Rosa (bateria), comemora dois anos lançando novo trabalho. Em 2016, a banda lançou o EP Vícios, Livros, Dores & Cores no teatro Sesc Prainha, além de circular pelos principais palcos da cena independente da Grande Florianópolis, sem nunca abandonar o trabalho em novas canções. Deste processo entre shows e novos sons, nasceu Inverno com uma sonoridade um pouco mais nostálgica e noturna, assim como as letras mais maduras e reflexivas. A soma dos dois trabalhos garante uma experiência única a quem já conhece a Templa, e uma outra oportunidade aos novos ouvintes.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/321149655002041

25/07/2017 - Skrotes - Lançamento do álbum Tropical Mojo

O som dos Skrotes nasceu em 2009, em Florianópolis, a partir da diversidade musical dos seus integrantes. Chico Abreu, Guilherme Ledoux e Igor De Patta transitam entre a música clássica, o jazz, o samba, o punk rock, o metal e a música eletrônica de forma tão natural que as diferenças entre estilos se diluem. Sua música é baseada na liberdade, desconstrução e transgressão das estéticas musicais. Skrotes já lançou quatro registros independentes e fez mais de 200 shows por Santa Catarina e outros estados, marcando presença em festivais importantes do Brasil. Tropical Mojo é o segundo álbum completo do grupo, gravado em Florianópolis no The Magic Place e produzido por Edu K.

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/112950912657595

Serviço:

O quê: TAC 8 em Ponto
Quando: sempre às terças-feiras, às 20h
Onde: Teatro Álvaro de Carvalho (TAC) - Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis (SC)
Ingresso: R$ 20 inteira; R$ 10 meia-entrada.
Informações: (48) 3665-6401 / www.fcc.sc.gov.br/tac8emponto 

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial   
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Tradicional torta de queijinho será uma das receitas do livro - Foto Renata Vieira

Resgatar e preservar a cultura através da gastronomia, da língua, da arquitetura e do patrimônio natural da cidade. Este é o objetivo de um livro com receitas típicas trazidas pelos colonizadores alemães para Ibirama e que está sendo produzido pela Universidade do Estado de Santa Catarina, através do Centro de Educação Superior do Alto Vale do Itajaí (Ceavi) e da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Ibirama. A obra, que contará um pouco da história de cada prato, de quem o produz e também mostrará os atrativos turísticos de todos os bairros de Ibirama, deve ser lançada nos próximos meses em dois idiomas.

A estudante de Engenharia Sanitária da Udesc, Diomar Caetano, que é apaixonada por gastronomia e também participa de um projeto de extensão da universidade para elaboração de pratos aproveitando quase 100% dos alimentos é uma das coordenadoras da iniciativa e destaca que o livro, além de contribuir com o resgate cultural, também deve fomentar o turismo. “Queremos mostrar tudo que o município possui e que as pessoas ainda não conhecem, isso envolvendo gastronomia, o idioma alemão e também o patrimônio natural e histórico como as casas em modelo enxaimel”, explica.

A gerente de Políticas Socioeconômicas Rurais e Urbanas da ADR de Ibirama, Edna Beltrame Gesser, explica que nesse processo a Regional vai ajudar na identificação das receitas típicas de cada comunidade e visitar as famílias para entrevistas e elaboração dos pratos. “Nossa intenção é percorrer todos os bairros porque cada localidade guarda um tesouro escondido e que merece ser divulgado e preservado. Além disso, queremos selecionar receitas que também poderão ser apreciadas pelos visitantes que vem a Ibirama.”

Delícias como a tradicional torta de queijinho e o Kochkäse, queijo branco cozido, “derretido” e que é que era esfarelado, salgado e fermentado para depois ser frito com manteiga pelos imigrantes alemães, devem estar presentes no livro e retratar a riqueza das tradições germânicas no Alto Vale.

Projeto foi apresentado nesta segunda ao prefeito de Ibirama

Udesc e ADR vão lançar livro com receitas típicas alemãs de Ibirama
Prefeito de Ibirama garantiu apoio ao projeto - Foto: Helena Marquardt/ADR Ibirama

O projeto do livro foi apresentado nesta segunda-feira, 26, para o prefeito de Ibirama, Adriano Poffo, que elogiou a iniciativa da Udesc e da ADR e garantiu o apoio da prefeitura para a elaboração do livro. “Esse livro de receitas é extremamente interessante porque vamos trabalhar preservando a nossa história com a divulgação do patrimônio natural, casas enxaimel e gastronomia e também com isso estamos trabalhando o turismo, despertando o interesse das pessoas para conhecerem a nossa cidade, então só temos a agradecer.”

Mais informações para a imprensa:

Helena Marquardt

Assessoria de Comunicação ADR Ibirama

Fone: (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350

Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama

Facebook:www.facebook.com/regional.ibirama

Espetáculo A Era do Rádio será apresentado em Chapecó, Florianópolis e Joinville. Foto: Divulgação / Udesc

Propagar a produção artística e cultural da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) pelo Estado. Este é o objetivo do projeto Interiorizando Ceart, lançado pela Udesc, por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex), em parceria com o Centro de Artes (Ceart) da universidade.

O projeto começou no sábado, 24, com apresentação da Orquestra Acadêmica Udesc no 6º Encontro Brasileiro de Orquestras, realizado em Chapecó. As demais ações já agendadas para este ano contam com oficinas de música e dança, e espetáculos como A Era do Rádio e O Auto da Compadecida. A programação já confirmada até o momento será realizada nas cidades de Chapecó, Florianópolis e Joinville.

“O Centro de Artes é um expoente na produção artística e cultural do Brasil e o projeto busca, através de parcerias, levar um pouco do que é produzido pela Udesc para além dos muros da universidade, gerando intercâmbio entre as produções culturais da Udesc Ceart e das diversas iniciativas que o Estado e os municípios possuem”, afirma o coordenador de Cultura da Udesc, Ivan Tonon.

A circulação dos espetáculos deverá envolver mais de 50 pessoas, entre acadêmicos e professores da Udesc Ceart – só o espetáculo musical A Era do Rádio, vinculado às comemorações de 20 anos da Rádio Udesc, contará com a participação de cerca de 40 acadêmicos do Departamento de Música.

“Pretendemos estabelecer um projeto permanente de divulgação da arte produzida pela e na universidade por todos os seus campi, garantindo a difusão de projetos artísticos e culturais”, comenta o diretor de extensão da Udesc Ceart, Vicente Concilio.

Assessoria de Comunicação da Udesc Ceart
E-mail: comunicacao.ceart@udesc.br
Telefone: (48) 3664-8350

Após cancelar as sessões desta quinta e sexta-feira (22 e 23 de junho) devido a problemas técnicos com o projetor, o Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) volta a exibir sua programação normal neste sábado e domingo (24 e 25 de junho), às 20h, com entrada gratuita. A realização é uma parceria da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e da Unisul campus Pedra Branca.

Confira a programação:

24 de junho de 2017 (sábado), às 20h:

Noites brancas
Direção: Luchino Visconti
Duração: 97 min
País: Itália
Ano: 1957
Classificação indicativa: 16 anos
Sinopse: Em Livorno, numa noite de inverno, o solitário Mario conhece a ingênua Natalia, que chora à espera de seu grande amor. Nas noites seguintes, Mario apaixona-se por Natalia, sem saber o que o destino reserva para eles. Uma novela de Dostoiévski.

TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=hqF1NXmpS8s

25 de junho de 2017 (domingo), às 20h:

Camille Claudel
Direção: Bruno Nuytten
Duração: 175 minutos
País: França
Ano: 1988
Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse: Em Paris, em 1885, a jovem escultora Camille Claudel entra em conflito com sua família burguesa e choca a sociedade ao tornar-se aprendiz, depois assistente e, finalmente, amante do famoso escultor Auguste Rodin, que era casado. Depois de quinze anos de um relacionamento dramático com Rodin, Camille rompe com ele, mas mergulha na solidão e na loucura, tendo que ser internada num manicômio em 1912, por seu irmão mais novo, o escritor Paul Claudel.

TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=TCkCl3E_5I8

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

A Orquestra Acadêmica da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) se apresentará neste sábado, 24, a partir das 20h, no 6º Encontro Brasileiro de Orquestras, que será realizado no Teatro Municipal de Chapecó, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes.

Será a primeira participação da Orquestra Acadêmica da Udesc no evento. O grupo encerrará a programação com apresentações de "Hoe Down", de Aaron Copland; "Roda Viva", de Chico Buarque, com arranjo de Jhonatas Carmo, acadêmico da Licenciatura em Música do Centro de Artes (Ceart); e "Mourão", do compositor brasileiro César Guerra-Peixe.

O encontro será importante, segundo o professor João Titton, coordenador da orquestra, para confraternizar e trocar experiências com outros músicos e coordenadores e mostrar o trabalho realizado na Udesc.

"Através desta exposição, poderemos apresentar aos participantes o trabalho de excelência que a universidade vem realizando e assim recrutar jovens músicos para os nossos cursos do Bacharelado e da Licenciatura em Música", destaca.

Para assistir às apresentações, basta trocar um quilo de alimento não perecível, exceto sal, açúcar e farinha de mandioca, por um ingresso. As trocas serão realizadas na Livraria da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó) e na Secretaria de Cultura de Chapecó, que organizam o evento.

Ao todo, 330 músicos de dez orquestras participarão do evento, que busca dar visibilidade à música instrumental de diversas regiões do País, contribuindo com o processo de democratização da cultura e a difusão do conhecimento nessa área. O encontro integra a programação oficial do centenário de Chapecó.

Mais informações podem ser obtidas pelo email gustavoregente@unochapeco.edu.br e pelo telefone (49) 2049-8416.

Serviço:

O QUÊ: 6º Encontro Brasileiro de Orquestras.
QUANDO: Sábado, 24, às 20h.
ONDE: Teatro Municipal de Chapecó, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, Rua Assis Brasil, 20 D, Centro.
QUANTO: Evento gratuito e aberto ao público, com ingresso mediante troca de 1 kg de alimento não perecível (exceto sal, açúcar e farinha de mandioca).

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8006/8010

Com investimentos de R$ 6,8 milhões, o Prêmio Catarinense de Cinema 2017 está programado para abrir inscrições no fim de julho. A nova edição do edital foi anunciada pelo presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, durante a abertura do 21° Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM) na noite de terça-feira, 20. Os recursos virão do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e FCC e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) da Agência Nacional do Cinema (Ancine), órgão vinculado ao Ministério da Cultura.

O anúncio da premiação foi recibo com entusiasmo pela plateia que lotou o Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), espaço que recebe o FAM até o domingo, 25. Conforme o presidente da FCC, a minuta do edital do Prêmio está em fase de conclusão pela Comissão de Organização e Acompanhamento (COA), que já definiu os valores para as categorias, dependendo agora dos trâmites legais junto ao Governo do Estado e da celebração do convênio com a Ancine, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Audiovisual Brasileiro (Prodav). O edital irá financiar projetos audiovisuais como produção de longa-metragem de ficção, telefilme documentário, obra seriada e curtas-metragens.

“Juntamente com a Ancine, acreditamos que teremos o maior valor já pago na história do Prêmio Catarinense de Cinema. O avanço que está acontecendo depende do esforço de cada um de nós. O FAM também é um exemplo disso, pela dimensão que deu ao nosso cinema nessas 21 edições, projetando Florianópolis não só como a capital turística do Mercosul, mas como a capital do cinema e do audiovisual da América do Sul”, disse Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, que também destacou o sucesso do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2017, que no dia 26 de junho encerra suas inscrições por meio do site www.fcc.sc.gov.br/editalelisabeteanderle. São R$ 5,6 milhões para projetos culturais e artísticos dividido sem 11 premiações.

Sobre o FAM

Considerada uma das principais janelas para a exibição e para o debate da produção audiovisual na América do Sul, o FAM acontece até o dia 25 de junho, em Florianópolis, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. Além da apresentação de dezenas de filmes gratuitamente em suas diversas mostras (veja a programação completa no site do FAM), também serão discutidas ações direcionadas para etapas do desenvolvimento profissional, evolução do produto fílmico e a própria função formadora do festival, tanto para público em geral, de forma contínua, quanto para crianças - por meio da Mostra Infantojuvenil - e estudantes de cinema, com o 1º Rally Universitário Floripa.

A programação traz ainda atividades de aperfeiçoamento técnico e criativo, com palestras e oficinas. Grandes empresas parceiras da produção cinematográfica estarão presentes preparando, inclusive, as próximas produções, com a aproximação dos países Mercosul no Encontro de Coprodução.

O FAM registrou recorde de inscritos em 2017. Foram 710 filmes, número 30% superior ao ano anterior, dos quais foram selecionados 45 filmes de 10 países - Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Espanha, Paraguai, Peru, Porto Rico e Uruguai - para as cinco mostras competitivas, uma a mais que 2016. Os filmes concorrem a mais de R$ 100 mil em prêmios dos apoiadores - O2Pós, Mistika, LinkDigital, Adobe, Cinecolor, Cia Rio, Naymar e Água Santa Rita -, além da disputa do Prêmio Aquisição Canal Brasil no valor de R$ 15 mil.

A realização do 21º Florianópolis Audiovisual Mercosul conta com o patrocínio do Governo do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), Fundação Catarinense de Culturas (FCC), Funcultural, Petrobras e do Governo Federal, com apoio da Secretaria de Cultura e Arte da Universidade Federal de Santa Catarina e realização da Associação Cultural Panvision.

Fontes: Assessorias de Comunicação da FCC e do FAM 2017

Informações adicionais para imprensa
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br  
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura

Nesta quinta-feira, 22, às 12h, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) fará a 17ª edição do palco externo do Misturada Musical, com a apresentação da banda Parafuso Silvestre, em Florianópolis.

Gratuita e aberta ao público, a apresentação será realizada no Hall das Artes Visuais, na sede do Campus I da Udesc, no Bairro Itacorubi. "Essa banda surgiu no Centro de Artes da universidade e está com um trabalho autoral consolidado", afirma o coordenador de Cultura da Udesc, Ivan Tonon.

O Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura entra na reta final do processo de inscrições. O prazo se encerra no dia 26 de junho. Para se cadastrar, é necessário acessar a plataforma www.fcc.sc.gov.br/editalelisabeteanderle, seguir as orientações e inscrever o projeto. A novidade deste ano é que todo o processo será digital, mais ágil, seguro e econômico. No site, é possível ter acesso a todas as orientações com tutoriais, baixar a íntegra do edital e conhecer as premiações e os valores. Estão habilitados a participar do edital proponentes nascidos em Santa Catarina ou que residem no Estado há mais de dois anos.

Com investimento total de R$ 5,6 milhões, o edital selecionará até 176 projetos em 11 premiações. Os recursos são do Governo do Estado de Santa Catarina, com promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). Proponentes de todo o Estado poderão submeter seus projetos para as seguintes premiações: Culturas Populares; Arte e Cultura Negra e Indígena; Artes Visuais; Dança; Literatura; Música; Patrimônio Material e Imaterial; Museus; Teatro e Circo, Apoio a Eventos Artísticos e Culturais; Bolsa de Trabalho, Intercâmbio e Residências.

Para o presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, a entrada do Elisabete Anderle no universo digital é um avanço no histórico do edital. O novo modelo de inscrição, ressalta ele, vem atender a uma demanda histórica já manifestada reiteradamente pela classe artística e pelo Conselho Estadual de Cultura. “É o resultado de um conjunto de esforços, da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, da FCC, do Conselho Estadual de Cultura e da aspiração da classe cultural. Mas é fundamental darmos sequência a esse instrumento para não sofrermos com as interrupções”, explica Rodolfo Pinto da Luz.

Desde a abertura para inscrições, em abril deste ano, o edital recebeu por meio do seu site mais de mil cadastros de proponentes. Durante esse período, a Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) realizou reuniões em diversas cidades do Estado por meio de uma caravana para explicar e orientar os proponentes e interessados sobre os procedimentos do novo processo de inscrição. Cabe lembrar que é importante também não deixar para a última hora e aproveitar os dias que antecedem o fim do prazo para trabalhar os projetos com antecedência.

Sobre o site

Com o novo site, o processo de envio dos projetos será totalmente digital, eliminando a necessidade de impressão em papel e custos para o envio pelos Correios. Além da inscrição, ao acessarem a plataforma os proponentes contarão com tutoriais (em vídeo e em texto) e todas as informações necessárias para inscrever os projetos. Cada usuário cadastrará um e-mail e senha, garantindo sua segurança e privacidade.

Para sanar dúvidas, os proponentes poderão consultar a Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) do Edital por meio da seção Fale Conosco do site oficial do Elisabete Anderle e pelo e-mail: anderle2017@fcc.sc.gov.br.

>>> Acesse vídeo com o tutorial

Informações adicionais para imprensa
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura