Udesc está com inscrições abertas de oficinas de música para crianças
Imagem: Hallceart Audiovisual / Divulgação

Os programas de extensão Música e Educação (MusE) e Viva Voz, do Centro de Artes (Ceart) da Universidade de Santa Catarina (Udesc), realizam inscrições para as turmas de 2019 das oficinas de música voltadas às crianças. Elas podem ser realizadas até 25 de março pelo formulário online. As vagas serão preenchidas por sorteio, que será realizado no dia 26, respeitando a faixa etária de cada turma, e o resultado será divulgado em 29 de março.

Está prevista a reserva de 50% das vagas para crianças de escolas públicas. As aulas começam em 1º de abril.

As oficinas proporcionam, gratuitamente, um espaço de aprendizagem musical para crianças entre 6 e 11 anos de idade. O trabalho visa ampliar as ideias de música das crianças, favorecendo a compreensão musical.

Turmas

  • Coral Infantil - 30 vagas

Terças-feiras, das 14h30 às 15h45 (7 a 10 anos) 
Local: Sala 12 do Departamento de Música

  • Musicalização – 15 vagas

Sextas-feiras, das 15h30 às 16h45 (9 a 11 anos)
Local: Auditório do Departamento de Música

Mais informações pelo e-mail oficinasdomuse@gmail.com. Saiba mais sobre o projeto no site das oficinas e no documentário produzido pela Udesc Ceart sobre música na infância.

Assessoria de Comunicação da Udesc Ceart
E-mail: comunicacao.ceart@udesc.br
Telefones: (48) 3664-8350

 Foto: FCC/Arquivo

Interessados em participar das Oficinas de Artes do CIC têm entre os dias 22 e 31 de março para se candidatar às novas turmas. Este ano, as inscrições acontecem em duas etapas: cadastro online (clique aqui) e entrevista presencial. É importante destacar que o cadastro online não garante vaga. Caso todos os alunos inscritos sejam selecionados e ultrapasse o número de lugares disponíveis, o critério de seleção será de acordo com a ordem de chegada nas entrevistas. Os demais ficarão em lista de espera, se houver desistência.

As aulas dos selecionados começam no mês de abril, de acordo com o cronograma de cada professor. A idade mínima para participar é 15 anos.

Conheça as oficinas disponíveis:
História da Pintura – Idade Moderna
A oficina abrange os principais períodos da arte a partir do século XV, com a Renascença, até início de Século XX, com as vanguardas artísticas. O conteúdo, cujos argumentos são demonstrados com imagens, segue duas linhas de exposição: a história propriamente dita, com abrangências culturais, e a história das obras e seus respectivos artistas.
Pré-requisitos: seleção por entrevista
Seleção por entrevista: 1º e 2 de abril de 2019, das 14h às 17h (sala 3)
Professor: Jayro Schmidt
De 11 de abril a 4 de julho
Das 14h às 16h – quintas-feiras
25 vagas
Local: sala 2 das Oficinas de Arte

Oficina da Palavra
Oficina de práticas literárias, tendo como objetivo o escrever com fundamentações teóricas e históricas. Aulas práticas, com abrangências ficcionais e não-ficcionais, com inclusão de experimentações de linguagens.
Pré-requisitos: seleção por entrevista
Seleção por entrevista: 3 e 4 de abril/2019 das 14h às 17h (sala3)
Professor: Jayro Schmidt
De 9 de abril a 2 de julho
Das 14h às 16h – terças-feiras
25 vagas
Local: sala 2 das Oficinas de Arte

Linguagens em Pintura
A oficina disponibiliza técnicas e materiais em função das expressões artísticas relacionadas com o desenho, a pintura e a colagem. Abrange conceitos a partir do moderno e pós-moderno.
Pré-requisitos: seleção por entrevista e apresentação de trabalhos
1. Apresentar ao professor, no mínimo, três pinturas originais (não servem reproduções em papel ou celular);
2. Exige-se prática em pintura figurativa ou abstrata;
3. Será feita uma avaliação básica de teoria e História da Arte
Seleção por entrevista: 5 e 8 de abril de 2019, das 14h às 17h (sala 3)
Professor: Jayro Schmidt
De 10 de abril a 27 de novembro
Das 14h às 16h – quartas-feiras
10 vagas
Local: sala 3 das Oficinas de Arte

Oficina de Gravura
A oficina explora os aspectos históricos, técnicos e plásticos; técnicas de gravação; manuseio dos equipamentos e instrumentos para gravação; uso de material específico no preparo das matrizes; exercícios com técnicas de gravação e tiragem de cópias; representações gráficas em gravura; gravuras em preto e branco, gravuras coloridas e técnicas mistas de impressão.
Pré-requisitos: seleção por entrevista 
Ter noções básicas de desenho e ilustração
Seleção por entrevista: 1º, 3 e 5 de abril de 2019, das 14h às 17h (sala 9)
Professor: Carlos Roberto Nascimento (Bebeto)
De 15 de abril a 13 de dezembro
Local: sala 9 das Oficinas e Arte
Matutino
Das 9h às 12h – segundas, quartas e sextas
12 vagas

Vespertino
Das 14h às 18h – quartas e sextas
12 vagas

Noturno
Das 18h às 21h – segundas e quartas
12 vagas

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3664-2639 ou e-mail oficinas@fcc.sc.gov.br

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br 


Foto: Márcio Henrique Martins / FCC

Estarão abertas de 18 a 22 de março as inscrições para as aulas gratuitas do projeto Tango no Palácio no primeiro semestre de 2019. Os encontros ocorrerão sempre às quartas-feiras, das 18h30 às 19h30, no auditório do Museu Histórico de Santa Catarina, localizado no Palácio Cruz e Sousa, no Centro de Florianópolis.

As inscrições devem ser feitas no link disponível aqui. Serão oferecidas 40 vagas, sendo 10 para casais e 20 individuais (10 homens e 10 mulheres), excedendo o número de vagas será realizado sorteio no dia 26 de março, às 15h, no auditório do Museu. Em caso de desistência ou duas faltas em um mesmo mês, o aluno terá sua vaga suspensa e será chamado outro candidato da lista de suplentes.

A ideia do Projeto Tango no Palácio é aproximar esta dança da comunidade, mostrando que pode ser praticada por qualquer pessoa, independente da idade ou de ter experiência anterior com dança. É uma atividade integradora e inclusiva, que cria relações positivas e equilibradas, melhorando a qualidade de vida de todos seus praticantes.

Sobre o professor

Carlos Peruzzo é uruguaio, nascido em Motevidéu, e começou sua trajetória tanguera em 1990 na sua cidade natal, um dos berços do tango, quando ainda estudava Engenharia Civil na Universidade. Participou como dançarino em várias apresentações de dança e teatro, até sua vinda para o Brasil. Em 1995, chegou a Florianópolis para realizar Mestrado em Engenharia Civil na UFSC e conheceu o Centro de Dança Edson Nunes,, onde continuou aprimorando seus conhecimentos, estudando os outros ritmos da Dança de Salão. Em 1996, por convite do professor e dançarino Edson Nunes, virou professor de tango no Centro de Dança Edson Nunes, formando assim a primeira turma de alunos de tango em Florianópolis. 

Informações adicionais para a imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Imprensa 
Fundação Catarinense de Cultura - FCC
E-mail: fernanda@fcc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2571/ 98802-1822
Site: www.fcc.sc.gov.br



 

Neste Carnaval, os espaços administrados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC) estarão com horários diferentes de atendimento ao público que quiser aproveitar o tempo livre para curtir mais do que a folia. Alguns espaços, como a Casa da Alfândega, o Museu Histórico de Santa Catarina e a Biblioteca Pública, localizados no Centro de Florianópolis onde ocorre parte das festas de rua da Capital, estarão fechados durante todo o período, de sábado a terça-feira (2 a 5/3). Os demais locais estarão abertos com horários especiais e uma programação variada de exposições e filmes. Todos os espaços voltam a funcionar normalmente na Quarta-feira de Cinzas (6/3).

Centro Integrado de Cultura (CIC)

Sábado e domingo (2 e 3/3): abre normalmente, das 10h às 21h.
Segunda-feira (4/3): fechado.
Terça-feira (5/3): abre normalmente, das 10h às 21h.
Quarta-feira (6/3): abre a partir das 13h.

Endereço: Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis.
Contato: (48) 3664-2555.

Cinema do CIC

Terá sessões de quinta-feira a domingo (28/2 a 3/3), às 20h, normalmente.
A sessão do Cineclube Infantil no sábado (2/3), não será realizada.

Consulte a programação aqui

Endereço: Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis.
Contato: (48) 3664-2555.

Museu Histórico de Santa Catarina - Palácio Cruz e Sousa

De sábado a terça-feira (2 a 5/3): fechado.
Quarta-feira (6/3): abre a partir das 13h.

Endereço: Praça XV de Novembro, 227 - Centro - Florianópolis.
Contato: (48) 3665-6363

Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC)

De sábado a quarta-feira (2 a 6/3): fechado.
O espaço está em montagem de nova exposição com previsão de reabertura no dia 13/3.

Endereço: no Centro Integrado de Cultura (CIC) – Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis
Contato: (48) 3664-2650

Museu de Arte de Santa Catarina (Masc)

Sábado e domingo (2 e 3/3): abre normalmente, das 10h às 21h.
Segunda-feira (4/3): fechado.
Terça-feira (5/3): abre normalmente, das 10h às 21h.
Quarta-feira (6/3): abre a partir das 13h.

Confira a programação do espaço

Endereço: no Centro Integrado de Cultura (CIC) – Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 – Agronômica – Florianópolis
Contato: (48) 3664-2629

Museu Nacional do Mar - Embarcações Brasileiras

Sábado e domingo (2 e 3/3): abre ao público das 10h às 18h.
Segunda-feira (4/3): fechado.
Terça-feira (5/3): abre ao público das 10h às 18h.
Quarta-feira (6/3): abre ao público a partir das 13h.

Endereço: Rua Manoel Lourenço de Andrade, 133 - Centro - São Francisco do Sul
Contato: (47) 3481-2155

Casa de Campo do Governador Hercílio Luz

Sábado e domingo (2 e 3/3): abre ao público das 10h às 17h.
Segunda-feira (4/3): fechada.
Terça-feira (5/3): abre ao público das 13h às 17h.
Quarta-feira (6/3): abre ao público a partir das 13h.

Endereço: Rua Paulo Sell, 428 - Taquaras - Rancho Queimado
Contato: (48) 3275-1453

Biblioteca Pública de Santa Catarina

De sábado a terça-feira (2 a 5/3): fechada.
Quarta-feira (6/3): abre a partir das 13h.

Endereço: Rua Tenente Silveira, 343 - Centro - Florianópolis
Contato: (48) 3665-6422

Casa da Alfândega

De sábado a terça-feira (2 a 5/3): fechada.
Quarta-feira (6/3): abre a partir das 13h.

Endereço: Rua Conselheiro Mafra, 141 - Centro - Florianópolis
Contato: (48) 3665-6097

Museu Etnográfico Casa dos Açores

Sábado e domingo (2 e 3/3): abre normalmente, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 18h.
Segunda e terça-feira (4 e 5/3): fechado.
Quarta-feira (6/3): abre normalmente, das 9h às 12h30 e das 13h30 às 18h.

Endereço: BR-101, km 189 - Balneário São Miguel - Biguaçu
Contato: (48) 3665-6195

Teatro Álvaro de Carvalho

Bilheteria:
Sábado e domingo (2 e 3/3): abre normalmente, das 13h às 19h.
Segunda e terça-feira (4 e 5/3): fechada.
Quarta-feira (6/3): abre normalmente, das 13h às 19h.

O Teatro não tem programação prevista para o período.

Endereço: Rua Marechal Guilherme, 26 - Centro - Florianópolis
Contato: (48) 3665-6401.

Teatro Ademir Rosa

Bilheteria:
Sábado e domingo (2 e 3/3): abre normalmente, das 13h às 19h.
Segunda e terça-feira (4 e 5/3): fechada.
Quarta-feira (6/3): abre normalmente, das 13h às 19h.

O Teatro não tem programação prevista para o período.

Endereço: Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis
Contato: (48) 3664-2628

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação da Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: cultura.sc.gov.br 

 

 Fotos: Krislei Oeschsler/ SEA

As luzes do palco podem se apagar, mas agora não mais por falta de energia elétrica na região do Saco Grande, onde está o Teatro Pedro Ivo. Isso porque a Secretaria de Estado da Administração, com investimentos de R$$ 188 mil, adquiriu um gerador de energia elétrica para o espaço. O processo licitatório foi iniciado em 2017 e finalizado no ano passado. A instalação do equipamento ainda estava pendendete e começou a ser feita nesta semana no Centro Administrativo do Governo do Estado, onde está o centro de espetáculos.

O equipamento movido a óleo diesel irá atender tanto o Teatro Pedro Ivo quanto os elevadores e a estrutura do Bloco 01. De acordo com o engenheiro civil responsável pela obra do Centro Administrativo, Luiz Carlos Cavalheiro, o gerador tem potência de 400 KVA. Com o tanque cheio permanece até 10 horas funcionando, sem abastecimento e com carga máxima. “O acionamento do gerador é automático em falta de energia ou problemas equacionais na rede. As pessoas nem percebem que o gerador começou a operar”, disse. Quando acionado, o gerador abastece a subestação que fica no Centro Administrativo de onde a energia é redirecionada para o Bloco 1.

De acordo com o responsável pelo Teatro, Irani Brunner Apolinario, a instalação do equipamento é de fundamental importância para as peças e shows realizados no local. “Alguns espetáculos chegaram a ser realizados com luzes de emergência, como por exemplo no último espetáculo de piano de 2018. Em outros casos era necessário alugar um gerador para atender o evento.”

O Teatro Pedro Ivo possui 10 anos de história, conta com 722 lugares e recebe programação diversificada ao longo do ano, tendo agora, com a aquisição do gerador, a segurança garantida dos espetáculos, encontros e demais eventos que acontecem no local.

 

 

O Museu de Arte de Santa Catarina terá quatro exposições abertas ao públicos a partir de 27 de fevereiro. Os salões do MASC receberão, até 26 de maio, as mostras Provence en Hiver/ Provence no inverno, com trabalhos de 10 fotógrafos; Frequentar os incorporais: entre o movimento e o silêncio, com um recorte entre os anos de 1980 a 2018 da produção de fotografia e vídeo no acervo do MASC; e Rodrigo de Haro - 80 anos, com 100 obras que celebram a carreira do artista plástico.

Para completar as exposições e marcar as comemorações de 70 anos do Museu e de 40 anos da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), será inaugurada, ainda, a exposição de longa duração Coleção MASC 70 anos, que ficará por dois anos no espaço, apresentando obras desde o núcleo inicial do MASC até aquisições mais recentes de obras contemporâneas.

Provence en Hiver/ Provence no inverno

A mostra fotográfica apresenta trabalhos de André Cunha, Bernardo Dorf, Leco Jucá, Lucas Pacífico, Marcelo Hein, Márcio Távora, Monica Paes e Paola Vianna, além dos coordenadores do projeto Helena Rios e Marcelo Greco. As imagens são resultado da residência artística “Mudança de biótopo e outra perspectiva”, realizada entre janeiro e fevereiro de 2018, na região da Provence, Sul da França. A residência, ação do Territoire Sensible, contou com a parceria do INC_Photography e teve apoio do Instituto Inclusartiz.

A exposição é heterogênea no que diz respeito ao percurso artístico dos participantes bem como as formas de apresentação de seus trabalhos. Artistas no início de suas carreiras dividem espaço com outros já estabelecidos. A união dos ensaios traz, porém, um bonito e harmonioso retrato da região da Provença na estação do inverno. Um anti-clichê. O avesso das paisagens tão conhecidas da região durante as estações da primavera e do verão, das lavandas, vinhas e turistas.

As técnicas escolhidas são variadas. Helena Rios, Lucas Pacífico, Marcelo Greco e Márcio Távora apresentam ensaios puramente analógicos, formados por imagens captadas com filmes analógicos - preto e branco ou colorido, 35mm ou de médio formato - e ampliados em silverprint ou C-print. Marcelo Hein optou pela mistura de técnicas: imagens captadas com filme analógico são tratadas e impressas digitalmente. André Cunha, Bernardo Dorf, Leco Jucá, Monica Paes e Paola Vianna apresentam ensaios formados por imagens captadas e impressas digitalmente. Márcio Távora apresenta também um pequeno filme captado com câmera super 8. Os artistas apresentam seus universos em tamanhos e montagens bastante variados, a depender do tipo de interação que desejam estabelecer entre espectadores e obras.

Frequentar os incorporais: entre o movimento e o silêncio

A mostra, que conta com a curadoria de Franzoi e Juliana Crispe, faz um recorte entre os anos de 1980 a 2018, destacando a produção de fotografia e vídeo do período como linguagens que ganham campo no acervo do MASC, bem como demarcam suas presenças na produção artística nacional. “Nosso enfoque não foi apenas nas linguagens, mas sim no mapeamento de obras em que o humano se faz como marca, ora como campo observatório do outro, em suas subjetividades, ora como corpo performativo do próprio artista”, adiantam os curadores.

Entre os artistas presentes na exposição, destacam-se Clara Fernandes, Diego de Los Campos, Heloísa Espada, Priscila dos Anjos, Raquel Stolf e Sérgio Adriano.

Rodrigo de Haro - 80 anos

Cerca de 100 obras de Rodrigo de Haro estarão expostas no MASC em comemoração à carreira Rodrigo de Haro e seus 80 anos de vida dedicados a imagens, literatura, teatro, música e cinema, compondo uma personalidade única, forte e instigante. As peças integram a coleção de Jeanine e Marcelo Colaço Paulo, que expuseram recentemente parte de seu acervo particular no Museu. A curadoria é do membro do conselho do MASC, Ylmar Corrêa Neto.

O artista Rodrigo de Haro nasceu em 6 de maio de 1939, em Paris. Desde meados dos anos 1950, vem construindo uma carreira influente na artes plásticas e na literatura catarinenses. A amizade do casal Colaço com Rodrigo levou à constituição e preservação de um conjunto significativo de obras que permite a apreciação e compreensão do desenvolvimento do artista.

Coleção MASC 70 anos

O espaço dedicado ao acervo do Museu apresenta uma seleção de obras de artistas catarinenses e de fora do estado, com curadoria de Ylmar Corrêa Neto. Coleção MASC 70 anos é composta por obras que abrangem as sete décadas de existência do Museu, com trabalhos de artistas como Iberê Camargo, Pancetti, Volpi, Bruno Giorgi, Cândido Portinari, Eduardo Dias, Martinho de Haro, Guignad, Cícero Dias, Mira Schendel, Franz Krajberg, Paulo Gaiad, Doraci Girrulat, Fernando Lindote, entre outros.

"Esperamos que a exploração deste acervo rico e variado propicie o estudo e a reflexão sobre as artes, especialmente as catarinenses, além de identificar lacunas na coleção, frutos da conturbada história deste museu, pontuada por momentos de avanços e de reveses", afirma o curador.

Ainda durante a exposição o publico poderá conferir um espaço que propõe instigar novas relações entre obras do acervo do MASC, com a produção de artistas contemporâneos convidados. Para cada ciclo de exposições haverá um convidado que apresentará um ou mais trabalhos que dialoguem com as obras que integrarão a mostra de longa duração do acervo. Neste ciclo o artista será Rubens Oestroem.

Serviços:

O quê: Exposição Provence en hiver/Provence no inverno
Abertura: 27 de fevereiro de 2019, às 19h
Visitação: de 28 de fevereiro a 26 de maio de 2019. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Classificação indicativa: 12 anos.

O quê: Exposição Frequentar os incorporais: entre o movimento e o silêncio
Abertura: 27 de fevereiro de 2019, às 19h
Visitação: de 28 de fevereiro a 26 de maio de 2019. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Classificação indicativa: livre.

O quê: Exposição Rodrigo de Haro - 80 anos
Abertura: 27 de fevereiro de 2019, às 19h
Visitação: de 28 de fevereiro a 26 de maio de 2019. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Classificação indicativa: livre.

O quê: Exposição Coleção MASC
Abertura: 27 de fevereiro de 2019, às 19h
Visitação: de 28 de fevereiro de 2019 a 27 de fevereiro de 2021. De terça-feira a domingo, das 10h às 21h.
Classificação indicativa: livre

Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) 
Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Mais informações: (48) 3664-2630

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura
Telefones: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: cultura.sc.gov.br

Foto: Márcio H. Martins/FCC

Na quinta e sexta-feira, dias 14 e 15 de fevereiro, serão realizadas as inscrições para a seleção dos alunos que irão frequentar a Escolinha de Arte da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) em 2019. Os interessados devem procurar a secretaria da Escolinha, localizada no Centro Integrado de Cultura (CIC), das 13h às 18h. Não será necessário apresentar documento da criança no ato da inscrição.

O preenchimento das vagas ocorrerá exclusivamente por sorteio, que será no dia 19 de fevereiro de 2019, às 14h, na Sala de Cinema do CIC. O resultado será fixado na porta da Escolinha de Arte e publicado no site da FCC, no dia 20 de fevereiro de 2018. Não haverá divulgação do resultado por telefone.

Os pais ou responsáveis pelos alunos contemplados no sorteio deverão efetuar a matrícula na secretaria da Escolinha de Arte nos dias 21 e 22 de fevereiro (quinta e sexta-feira), das 13h às 18h. Caso não compareçam, a vaga será perdida automaticamente.

Sobre a Escolinha

A Escolinha de Arte oferece cursos gratuitos de artes visuais, música e teatro para crianças com idades entre 5 e 12 anos. Também oportuniza e estimula experiências artístico-estéticas em diversas linguagens. Foi criada em agosto de 1963, quando suas atividades ficavam no mesmo espaço do Museu de Arte Moderna de Florianópolis, hoje Museu de Arte de Santa Catarina (Masc).

Horários para 2019

Matutino – Artes Visuais e Teatro

Idade: 5 e 6 anos
Dia: terça, quinta ou sexta-feira
Horário: 9h às 11h30

Idade: 7 e 8 anos
Dia: segunda ou quinta-feira
Horário: 9h às 11h30

Idade: 9 e 10 anos
Dia: terça ou sexta-feira
Horário: 9h às 11h30

Idade: 11 e 12 anos
Dia: segunda-feira
Horário: 9h às 11h30

Vespertino – Artes Visuais e Teatro

Idade: 5 e 6 anos
Dia: terça, quinta ou sexta-feira
Horário: 14h às 16h30

Idade: 7 e 8 anos
Dia: segunda, quarta ou quinta-feira
Horário: 14h às 16h30

Idade: 9 e 10 anos
Dia: terça ou sexta-feira
Horário: 14h às 16h30

Idade: 11 e 12 anos
Dia: segunda ou quarta-feira
Horário: 14h às 16h30

Serviço:

Inscrições para Escolinha de Artes da FCC
Quando: 14 e 15 de fevereiro de 2019, das 13h às 18h.
Resultado: 20 de fevereiro de 2019, pelo site www.cultura.sc.gov.br
Matrículas: 21 e 22 de fevereiro de 2019, das 13 às 18h.
Faixa etária: 5 a 12 anos.
Informações: (48) 3664-2648. 

-------------------------------------
Informações para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

Foto: Márcio H. Martins/FCC

Para encerrar em grande estilo a mostra Escolhidos pela Capa, em cartaz no Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), será realizada uma festa na quinta-feira, 14, a partir das 20h. Os DJs convidados a fazer a curadoria da exposição - Marcelo Pimenta, Grazi Meyer, Jean Mafra, Felipe Martins e Gustavo Monteiro - vão marcar presença em mais uma edição do projeto Discotecando no MIS.

Na produção da mostra Escolhidos pela Capa, os curadores selecionaram o material entre os cerca de cinco mil discos de vinil do acervo do museu. Cada DJ/curador apresenta, assim, um painel com 84 capas dividido em sete eixos temáticos de seleção, independentes ou não do conteúdo musical dos álbuns. A exposição termina no domingo, 17 de fevereiro.

As capas

A produção dos primeiros discos, em goma-laca 78 RPM (rotações por minuto), era feita como qualquer outro produto e suas capas tinham a função básica de identificar o nome do artista e servir como embalagem/proteção para o material, extremamente frágil à época. No fim da década de 1930, o designer nova iorquino Alex Steinweiss, da gravadora Columbia Records, refletiu sobre algo que hoje nos parece óbvio: a embalagem é uma ótima maneira de encantar o consumidor.

Ao longo do tempo, as capas tornaram-se tão importantes quanto o disco em si, atingindo seu auge nos anos 1960 e 1970, quando artistas consagrados passaram a ser contratados para criar artes exclusivas e inovadoras para os discos. Hoje, mesmo na era digital, as capas já estão de tal maneira presentes no nosso imaginário que até os novos formatos com arquivos e aplicativos, que facilitam o acesso à música, ainda destinam um espaço a elas, ao mesmo tempo em que vemos ressurgir lançamentos de álbuns atuais em LP.

SERVIÇO:

O que: Discotecando no MIS
Onde: Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC) - localizado no CIC, na Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis 
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Entrada: gratuita

-------------------------
Assessoria de Comunicação
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)  
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial

A exposição “Matéria de Memória”, do fotógrafo Cláudio Brandão, que integra a programação do 6º Floripa na Foto – Festival de Fotografia, estará em cartaz no Museu Histórico de Santa Catarina (MHSC) entre esta sexta-feira, 8 de fevereiro, e o dia 31 de março. As imagens, produzidas em 2009 e 2015, mostram dois ensaios realizados no prédio da Fábrica de Bordados Hoepcke desativada em 1979.

O primeiro ensaio está ligado à moda, em uma parceria entre o curso de Moda da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e a empresa. Em um segundo momento, em 2015, Brandão criou imagens a partir do prédio e do maquinário, poucos dias antes da retirada das máquinas para preparar o imóvel para a construção de um edifício residencial.

O trabalho do fotógrafo vai além do testemunho dos últimos momentos dessa parte da planta industrial da capital catarinense. Para Cláudio Brandão, as fotografias desta exposição integram a memória de uma Florianópolis onde ele passou boa parte da sua infância, entre o som das máquinas, das bordadeiras e da Hasselblad.

A fábrica de bordados, a de gelo e a de pregos faziam parte do caminho diário do fotógrafo.  As fotos evidenciam a paixão do fotógrafo pela História, revelando algo poético na realidade áspera das engrenagens entrelaçadas com a presença mágica de uma sombra rendada. As imagens escolhidas para esta exposição apresentam uma reflexão sobre a trajetória da cidade e do fotógrafo, relembrando o som do maquinário que marcou a Florianópolis da década de 1970.

SERVIÇO:

Exposição “Matéria de Memória”
Visitação: de 08 de fevereiro a 31 de março, de terça a sexta-feira: das 10h às 18h. 
Sábados, domingos e feriados: das 10h às 16h.
Local: Museu Histórico de Santa Catarina – MHSC - Palácio Cruz e Sousa - Praça XV de Novembro, 227 - Centro, Florianópolis.
Conversa com o autor: dia 22/03 às 19h.

INGRESSOS:

Inteira: R$ 5. Meia-entrada, mediante comprovação, para estudantes; menores de 18 anos; doadores de sangue registrados em hemocentros de Santa Catarina; professores exercendo docência nos níveis infantil, fundamental e médio: R$ 2. Entrada gratuita, mediante comprovação, para professores acompanhando a turma; crianças com idade inferior a 5 anos; pessoas com deficiência; maiores de 60 anos; guias turísticos. Aos domingos, a entrada é gratuita para todos.

Informações adicionais à imprensa:
Fundação Catarinense de Cultura (FCC)
Assessoria de Comunicação
Fone: (48) 3664-2571 / 3664-2572 
Email: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.cultura.sc.gov.br
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura
Twitter: www.twitter.com/fccoficial


Foto: Márcio Henrique Martins/FCC

Estão de volta, em fevereiro, as aulas do projeto Yoga no Palácio, que ocorrem no auditório do Museu Histórico de Santa Catarina, em Florianópolis. As aulas têm entrada gratuita, sem necessidade de inscrição prévia. As turmas são formadas por ordem de chegada, com limite de 25 alunos por horário.

Pela primeira vez, o projeto terá aulas no período vespertino: a partir do dia 18 de fevereiro, sempre às quartas-feiras, das 16h às 17h30, com o professor Cristiano Simões. A partir de 13 de março, também se iniciam as aulas que ocorrerão sempre às segundas-feiras, das 18h30 às 20h, com o professor Tales Nunes.

O projeto Yoga no Palácio é uma parceria da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), administradora do espaço, e do Curso de Extensão Projeto Práticas Corporais do Centro de Desportos da Universidade Federal de Santa Catarina (CDS/UFSC). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3665-6363.

Informações adicionais para imprensa
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571 / 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br 
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial