Fotos: Helena Marquardt/ADR Ibirama

Há alguns anos, a alfabetização de crianças em todo o país era baseada em livros e no conteúdo repassado pelos professores no tradicional “quadro negro” e copiado pelos alunos em cadernos, mas atualmente a realidade da Educação em Santa Catarina vem sendo modificada graças ao uso de novas tecnologias. Hoje estudantes da Rede Estadual de Ensino podem contar com ferramentas como tablets, lousas digitais e computadores e ter acesso a jogos interativos que fazem a diferença na vida escolar das crianças e tornam o estado uma referência quando o assunto é educação de qualidade. Um exemplo positivo de como as novas tecnologias tem ajudados professores e alunos, vem da escola de Educação Básica Orlando Bertolli, em Presidente Getúlio, onde os estudantes do primeiro ano aprenderam a ler e a escrever com o auxílio de jogos que além de divertir garantem resultados expressivos.

A professora Ana Maria Gregolin explica que a sala de informática é um dos recursos tecnológicos que mais ajudam na alfabetização e que o espaço é utilizado de diversas maneiras, principalmente para pesquisa e para jogos. “Os jogos são muito atrativos para as crianças porque tudo que elas visualizam conseguem gravar mais fácil e quando elas interagem com o jogo nunca mais esquecem. Com esses jogos pudemos perceber a evolução dos alunos, inclusive aqueles que tinham mais dificuldade.”

Ela conta que com o tempo, os próprios alunos passaram a ajudar os colegas nas tarefas. “Um estudante que passava de fase ajudava o outro a passar também. Percebemos que tudo que é lúdico e diferente a criança tem um aproveitamento muito melhor. Fizemos os testes de avaliação e nas 18 crianças da sala e percebemos que 10 já tinham assimilado o alfabeto em um curto espaço de tempo.”

Novas tecnologias auxiliam na alfabetização de crianças em Santa Catarina

A professora, que atua há 25 anos em sala de aula, ressalta ainda que os professores precisam se adaptar a nova geração que já convive com a tecnologia nos primeiros anos de vida. “Eles são muito ativos e precisamos inovar. Se ficarmos só com o quadro e o lápis a gente não consegue atrair totalmente a criança, temos que unir as duas coisas.”

O pequeno Lucas Eduardo Schurt, de apenas seis anos, também garante que aprende muito mais quando a aula é divertida. “Gosto de jogar esses jogos, é minha atividade preferida e já consigo passar todas as fases. Nesse jogo mostra o objeto e a gente tem que colocar as letras e formar a palavras”, afirma.

A diretora da escola, Jucimeri Cristina da Conceição Beppler, também acredita que o uso das novas tecnologias que são oferecidas pelo Governo do Estado é fundamental. “O aluno hoje já tem acesso à tecnologia em casa. A maioria dos pais já tem um celular ou um tablet e então essa criança do primeiro ano já chega na escola com esse conhecimento e nós precisamos utilizar essas ferramentas a favor do ensino.”

Estado é referência em Educação de qualidade

Se tratando de Educação, Santa Catarina, tradicionalmente é um dos estados mais bem avaliados pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) seja nas séries iniciais ou finais, com números bastante semelhantes ao de países desenvolvidos e o bom desempenho não é por acaso.

Adalberto Gomes Ribeiro, do Departamento de Tecnologia Educacionais da Secretaria de Estado da Educação (SED), explica que Santa Catarina desenvolve diversos programas que auxiliam estudantes e que no estado os alunos também tem acesso a equipamentos como tablets, computadores e lousa digitais que tornam as aulas mais proveitosas e atrativas.

Além dos cursos de formações continuada oferecidos regularmente aos professores, os Núcleos de Tecnologias Educacionais (NTE) das Agências de Desenvolvimento Regionais (ADRs) também oferecem capacitações específicas organizadas de acordo com a necessidade de cada escola.

Adalberto revela que em breve Santa Catarina será pioneira no país com a utilização do Google For Education na Rede Pública. O pacote de ferramentas completamente gratuito, que será implantado até setembro, deve otimizar ainda mais o ensino oferecendo ferramentas como email, armazenamento de documentos e fotos, opções de videoconferências e aplicativos criados especialmente para uso em sala de aula.

Informações para a imprensa:

Helena MarquardtAssessoria de comunicação
ADR Ibirama
Fone (47) 3357-8908 / (47) 98819-9350
E-mail: imprensa@iir.sdr.sc.gov.br
Site: www.adrs.sc.gov.br/adribirama
Facebook: www.facebook.com/regional.ibirama

Nesta terça e quarta-feira, 25 e 26, será realizado o Seminário Internacional sobre Segurança de Trânsito em Brasília, promovido pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e regulador estadual, Paulo Cordeiro, participará do evento representando a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES).

O seminário reunirá representantes de organizações sociais que atuam na segurança no trânsito, do SAMU, do Detran, do Corpo de Bombeiros e Polícias Militar e Rodoviária de todo o país. Também estarão presentes parlamentares, técnicos e dirigentes dos ministérios da Saúde, Transportes, Educação, Cidades, além de gestores da saúde e técnicos das secretarias de saúde de todo o país.

Na direção contrária das propostas do "Plano Nacional de Redução de Acidentes e Segurança Viária para a Década 2011-2020”, do Ministério das Cidades, as mortes no trânsito vem crescendo nos últimos anos. Em 2014, segundo o Observatório Nacional de Segurança Viária, mais de 45 mil pessoas morreram em acidentes de trânsito no Brasil.

O encontro contará com a participação de palestrantes do Brasil, Argentina, Canadá, Portugal, França e Espanha. Eles apresentarão estratégias e ações adotadas para a promoção da segurança no trânsito e redução da mortalidade e morbidade em seus países.

A inscrição para o evento e mais informações sobre o tema podem ser encontradas no link http://www.conass.org.br/seminario/.

Informações adicionais para a imprensa:
Gabriela Ressel
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Saúde
Telefone: (48) 3664-8822
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br/ secretariadeestadodasaude@gmail.com

 


Foto: Divulgação / CBMSC

Um homem que estava com uma prancha longa caiu numa corrente de retorno e sem conseguir remar de volta à praia. Ao perceberem que o surfista se afastava cada vez mais da costa, os guarda-vidas da Praia Mole, em Florianópolis, acionaram o Grupo de Busca e Salvamento, que por determinação do Oficial Comandante de Área do dia empregaram a Aeronave Remotamente Pilotada (drone) na ocorrência.

Ao saber da ocorrência, o Comando de Área e equipes do GBS, ambos do 1º Batalhão de Bombeiros de Florianópolis, se deslocaram para a Praia Mole. Cerca de 10 minutos depois de iniciar o primeiro voo, o drone começou a enviar as primeiras imagens do homem. Ele já estava a mais de 4 quilômetros da praia, na região da Ilha do Xavier. De tanto insistir em tentar remar de volta, ele aparentava sinais claros de extrema exaustão.

Com a exata localização do surfista, através das imagens do drone, um jet-ski foi então acionado na praia da Joaquina e o surfista rebocado até o posto de guarda-vidas na praia, onde recebeu um primeiro atendimento. Apesar da exaustão e de sintomas de hipotermia, ele estava bem e não precisou ser conduzido ao hospital.

Entre o voo para localização do surfista e seu resgate, o equipamento percorreu cerca de 15 quilômetros. Para o 2° tenente BM Pedro Reis o equipamento já pagou seu investimento de aquisição. “Com menos de um ano de uso, o drone já foi empregado em diversas situações. Mas, nesta em específico, conseguimos rapidamente localizar a vítima ainda com vida e monitorar todo o seu resgate,” explica.

Informações adicionais para a imprensa:
Krislei Oechsler
Jornalista- CCS-CBMSC
ccs@cbm.sc.gov.br
(48) 98844-43-27

Será nesta terça-feira, 25, o I Seminário de Secretários Municipais de Turismo de Santa Catarina, uma realização da Secretaria de Estado de Turismo Cultura e Esporte (SOL). Com a temática “Gestão Sustentável dos Destinos Turísticos”, o evento será realizado no Teatro Pedro Ivo, em Florianópolis, e o principal objetivo é discutir e reforçar o planejamento para o desenvolvimento do setor.

O evento terá painéis e palestras com foco na gestão e capacitação do setor. Também estará presente o secretário nacional de Estruturação do Turismo, Neusvaldo Ferreira Lima, que falará sobre acesso a recursos do Ministério do Turismo.

O evento é dirigido a prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais de Turismo, gestores e demais servidores públicos municipais envolvidos com a temática do turismo.

Confira a programação:

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte
(48) 3665 7436
imprensa@sol.sc.gov.br

Foi transferida para o dia 4 de maio, às 16h, a 22ª edição do projeto Gerações Masc - Museu em Movimento que irá abordar a criação e a circulação do Grupo de Artistas Plásticos de Florianópolis (GAPF) no fim dos anos 1950 no Museu de Arte de Santa Catarina. Para falar sobre o assunto, a professora doutora Luciene Lehmkuhl participa do bate-papo com o público no MASC, localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. A entrada é gratuita. 

Luciene abordará aspectos da relação entre o GAPF e o Museu, à época denominado Museu de Arte Moderna de Florianópolis (MAMF). Serão enfatizados desenhos, pinturas, tapeçarias e gravuras de artistas integrantes do Grupo, atualmente pertencentes ao acervo do MASC. Serão apreciadas obras de Meyer Filho, Hassis, Pedro Paulo Vecchietti, Tércio da Gama, Aldo Nunes, Hugo Mund Júnior, Thales Brognoli e Jair Platt.

Sobre a palestrante

Luciene Lehmkuhl é graduada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e em Educação Artística/Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). É mestre e doutora em História pela UFSC, com sanduíche na Universidade Nova de Lisboa (1999/2000). Fez estágio pós-doutoral no Centre d’Histoire et Théorie des Arts/École des Hautes Études en Sciences Sociales – CHTA/EHESS, com supervisão de ÉricMichaud (2011/2012).

Desenvolve pesquisas nas áreas de História, Arte e Design, com ênfase em História Cultural, História da Arte e História do Design nos seguintes temas: arte, história, cultura, imagem, objetos, museus, acervos, exposições, revistas ilustradas, Brasil República, modernidade e contemporaneidade, teoria e metodologia da História, da Arte e do Design. É autora de O Café de Portinari na Exposição do Mundo Português: modernidade e tradição na imagem do Estado Novo brasileiro (Uberlândia: EDUFU, 2011), além de artigos em periódicos e capítulos de livros.

Serviço:

O quê: Conversa O GAPF e o MASC - Gerações MASC - Museu em Movimento
Convidada: Profª. Drª. Luciene Lehmkuhl
Quando: 04/05/2017, às 16h
Onde: Museu de Arte de Santa Catarina (MASC) - Localizado no Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Entrada gratuita
Informações: (48) 3664-2630
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/921524344655247/

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br
Twitter: www.twitter.com/fccoficial
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura


Foto: Julio Cavalheiro / Secom

Proprietários de veículos com placa final 4, que não optaram pelo parcelamento do IPVA 2017, tem até a próxima terça-feira, 2 de maio, para quitar sua obrigação em cota única, sem multa. O prazo para parcelamento do imposto terminou no dia 10 de abril. Quem tiver veículo com placa final 5 já deve programar o pagamento do IPVA, cujos prazos começam a vencer no dia 10 maio. 

A SEF, responsável pelo recolhimento do imposto, lembra que os vencimentos dependem do final da placa do veículo, mas os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento. A guia de pagamento, taxas, multas e seguro DPVAT podem ser emitidos na internet e paga nas agências bancárias conveniadas: Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Sistema Bancoob/Sicoob, HSBC, Sicredi e Cecred.

A quitação é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros SELIC ao mês ou fração. Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível aqui.

Para pagar, clique aqui

Imposto está 4,4% menor em SC

Os proprietários de veículos emplacados em Santa Catarina irão pagar em média 4,4% menos de IPVA em 2017. A redução é atribuída a queda do valor de mercado dos automóveis, uma vez que a base para o cálculo do imposto é a tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). Este é o segundo ano consecutivo que o imposto acaba ficando mais barato no Estado. Em 2016, o valor do IPVA ficou, em média, 4% menor do que no ano anterior.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

FINAL DE PLACA

COTA ÚNICA

PARCELAMENTO-COTAS

     1ª

     2ª

    3ª

1

último dia do mês de janeiro

10.01

10.02

10.03

2

último dia do mês de fevereiro

10.02

10.03

10.04

3

último dia do mês de março

10.03

10.04

10.05

4

último dia do mês de abril

10.04

10.05

10.06

5

último dia do mês de maio

10.05

10.06

10.07

6

último dia do mês de junho

10.06

10.07

10.08

7

último dia do mês de julho

10.07

10.08

10.09

8

último dia do mês de agosto

10.08

10.09

10.10

9

último dia do mês de setembro

10.09

10.10

10.11

0

último dia do mês de outubro

10.10

10.11

10.12

 

O IPVA mais caro: R$ 65.953,44

Será pago pelo proprietário do I/Ferrari FF, ano de fabricação 2016

 O IPVA mais barato: R$ 1,33

Será pago pelo proprietário da Caloi/Mobylette SR 50, ano de fabricação 1985

IPVA SC - Alíquotas vigentes

- 2% para veículos terrestres, de passeios e utilitários, e motor-casa (fabricação nacional ou estrangeira);

- 1% para veículos terrestres, de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (fabricação nacional ou estrangeira);

- 1% para veículos terrestres destinados à locação.

Grupo

Tipo de veículo

Variação no valor venal entre 2014 e 2015

A

Automóveis

- 4,9%

B

Camionetas e utilitários

- 4,8%

C

Caminhões

- 8,1%

D

Ônibus/Microônibus

- 5,5%

E

Motos e Similares

-2,5%

F

Motor-casa

- 6,3%

Média

 

 - 4,4%

Mais informações: Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível na página da Secretaria da Fazenda na internet, clicando aqui.

Caso tenha dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento Fazendária neste link ou pelo telefone 0300-645-1515.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 8843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 9157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 8843-8553
Rosane Felthaus
E-mail: rosanef@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3506/ (48) 9109-8513
Site: www.sef.sc.gov.br 

As inscrições para o Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura estarão abertas a partir desta quinta-feira, 27 de abril. O processo, que terá vigência de 60 dias – encerrando em 26 de junho -, traz uma novidade para essa edição: ele será digital, com inscrições por meio do site www.fcc.sc.gov.br/editalelisabeteanderle.

Com investimento total de R$ 5,6 milhões, o edital selecionará até 176 projetos em 11 premiações. Os recursos são do Governo do Estado de Santa Catarina, com promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). O lançamento oficial da nova edição do edital ocorrerá no dia 27, às 14h30, em cerimônia aberta ao público na sala de cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis.

Embora tenha sido lançado e executado pela primeira vez em 2009, o Edital Elisabete Anderle foi instituído pela Lei 15.503 de 2011, se consolidando como o maior programa de estímulo e investimentos a projetos culturais de Santa Catarina. Proponentes de todo o Estado poderão submeter seus projetos para as 11 premiações: Culturas Populares; Arte e Cultura Negra e Indígena; Artes Visuais; Dança; Literatura; Música; Patrimônio Material e Imaterial; Museus; Teatro e Circo, Apoio a Eventos Artísticos e Culturais; Bolsa de Trabalho, Intercâmbio e Residências.

“O edital é resultado dos compromissos empenhados pelo Governo do Estado para atender um anseio manifestado pela área cultural de Santa Catarina. É um edital democrático que irá fomentar a maior parte da cadeia produtiva da cultura no estado”, comenta o secretário estadual de Turismo, Cultura e Esporte, Leonel Pavan, que na cerimônia de lançamento assinará oficialmente o edital.

Para o presidente da FCC, Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, a entrada do Elisabete Anderle no universo digital é um avanço no histórico do edital. O novo modelo de inscrição, ressalta, vem atender a uma demanda histórica já manifestada reiteradamente pela classe artística e pelo Conselho Estadual de Cultura. “De imediato, garantimos um processo limpo, sem custos de papel, despesas com correios e tempo para que os proponentes possam fazer sua inscrição com calma e mais eficácia. É um passo na qualificação desse instrumento, democratizando-o, tornando-o mais inclusivo e podendo assim atingir o nosso objetivo maior que é ampliar a participação para todo o território catarinense”, explica Rodolfo Pinto da Luz.

A expectativa é que, com o novo sistema, o número de projetos inscritos supere a marcar de 2 mil – ultrapassando o recorde da última edição, realizada em 2015, que foi de 1.569 inscrições.


Sobre o site

O site www.fcc.sc.gov.br/editalelisabeteanderle  entrará no ar na quinta-feira, 27. Logo após a cerimônia de lançamento, às 14h30min, a Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) do Edital fará uma apresentação da plataforma, com orientações para a sua operação, que será transmitida ao vivo pela página da Fundação Catarinense de Cultura no Facebook (www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura).

No curso do prazo de inscrições, outras transmissões do gênero serão agendadas, bem como a realização de caravanas que percorrerão o Estado para apresentar o novo processo. Todas as informações, incluindo o cronograma público de atividades, estarão disponíveis no site oficial do edital. As inscrições terão prazo de 60 dias com previsão de anúncio do resultado final (projetos premiados) para 1º de agosto e consequente pagamento na primeira quinzena de setembro deste ano.

Com o novo site, o processo de envio dos projetos será totalmente digital, eliminando a necessidade de impressão em papel e custos para o envio pelos Correios. Além da inscrição, ao acessarem a plataforma os proponentes contarão com tutoriais (em vídeo e em texto) e todas as informações necessárias para inscrever os projetos. Cada usuário cadastrará um e-mail e senha, garantindo sua segurança e privacidade.

Após criar a conta no sistema, o proponente pode se inscrever em todas as premiações como pessoa física ou jurídica, sendo limitado o envio a um projeto por categoria. A plataforma conta com um recurso para “salvar” os projetos, possibilitando que ele fique seguro e seja enviado à Comissão de Organização e Acompanhamento (COA) somente após sua finalização. O proponente pode editar seus projetos quantas vezes quiser antes de enviá-los.

Após o envio, será possível acompanhar a evolução da inscrição pelo painel de controle do sistema até a aprovação, ou não, da proposta. Somente o proponente poderá ver e acompanhar seus projetos por meio do cadastro de segurança.

O sistema de inscrições do Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura também conta com uma área de curadoria dos projetos, tornando o processo de avaliação mais rápido e ágil.

Informações adicionais para imprensa
Marcos Espíndola
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2572
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Na próxima quarta-feira, 26, o secretário de Estado da Saúde, Vicente Caropreso, assinará os termos de cessão de uso da tecnologia da Telemedicina (STT) e de doação de equipamentos de CR (digitalizador de exames de Raios-X) e impressoras DRY para os municípios de Chapecó, Caçador, Barra Velha e Içara. O evento será realizado na sala de reuniões do prédio central da Secretaria de Estado da Saúde (SES), no 8º andar, em Florianópolis.

A medida é parte de um projeto da SES em parceria com o Ministério da Saúde e o Núcleo de Telessaúde/SC da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) para a modernização de serviços de exames de imagens, principalmente raios-X e mamografia.

Todos os municípios de Santa Catarina já oferecem Telediagnóstico em Eletrocardiograma e Dermatologia por meio da Telemedicina. No ano passado, mais de 230 mil destes exames foram realizados por meio dos 608 pontos existentes no estado.

Aviso de Pauta

ASSUNTO: Assinatura dos termos de cessão de uso da Telemedicina (STT) e doação de equipamentos de CR e impressoras DRY para os municípios de Chapecó, Caçador, Barra Velha e Içara.
QUANDO: 26 de abril, ás 14h
ONDE: Sala de reuniões do prédio central da Secretaria de Estado da Saúde (SES), no 8º andar. Rua Esteves Júnior, 160, centro de Florianópolis.

Informações adicionais para a imprensa:
Gustavo Bitencourt
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Saúde
Telefone: (48) 3664-8823
E-mail: imprensa@saude.sc.gov.br/ secretariadeestadodasaude@gmail.com

 

 

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios (DH) de Florianópolis, durante coletiva à imprensa, na manhã desta segunda-feira, 24, esclareceu com detalhes a autoria e a motivação do homicídio qualificado (motivo fútil), que vitimou uma transexual, de 37 anos, na noite de 10 de março deste ano, assassinada a pauladas e encontrada numa construção, no bairro Ingleses, no Norte da Ilha. Um morador de rua, de 22 anos, foi preso na noite de domingo, 23, e confessou o crime em depoimento ao delegado Eduardo Mattos, que presidiu a coletiva nesta manhã.

De acordo com Mattos, o preso revelou que manteve relações sexuais com a vítima e após uma breve discussão, em que a transexual ameaçou contar aos amigos do acusado a relação amorosa de ambos, este teve uma reação e a golpeou com um pedaço de pau a atingindo na região do pescoço. “Mesmo desacordada, ele a golpeou mais três vezes o que resultou em sua morte ainda no local, descartando o crime de homofobia, em que a vítima foi morta por ameaçar o autor e não por ela ser transexual”, explica o delegado.

Segundo o Mattos, após o crime, o suspeito ainda permaneceu na região do bairro Ingleses e somente no dia seguinte começou a ser indagado sobre o crime por outros moradores de rua. “Ele confessou a autoria para alguns deles, que pediram que ele saísse do local. Começamos a procurá-lo a partir do dia 31 de março, quando foi deferido o mandado de prisão temporária em desfavor dele”, afirma.

O delegado disse ainda, que houve três linhas de investigação, tocadas simultaneamente, em que havia a possibilidade de participação de uma pessoa contra quem a vítima tinha feito um Boletim de Ocorrência, mas essa possibilidade foi descartada logo de início. A segunda linha de investigação apontava para um veículo caminhonete, de cor branca, que foi identificado nas imagens, mas também foi descartada e a terceira possibilidade, que foi comprovada, foi a participação de um morador de rua, que estaria nas proximidades do local onde ela foi morta. “Também havia a possibilidade dele estar na região de Criciúma, onde tem familiares e informações de que poderia estar na região de Balneário Camboriú. A partir de agora vamos relatar o inquérito policial no máximo em uma semana e pedir para ser convertida para prisão preventiva e remeter ao Poder Judiciário para oferecer denúncia”, informou o delegado.

DSC03258 2
Na foto delegado Eduardo Mattos - Foto: Clarissa Margotti/PC

Informações adicionais para a imprensa
Clarissa Margotti
Assessoria de Imprensa da Polícia Civil
E-mail: imprensa@pc.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-2313 / 99968-9600
Site: www.policiacivil.sc.gov.br

 


Foto: James Tavares/Secom

O governador Raimundo Colombo entregou nesta segunda-feira, 24, 50 motocicletas para a Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) da Polícia Militar. O ato ocorreu no Centro de Ensino da Polícia Militar de Santa Catarina, em Florianópolis, com as presenças do secretário de Estado da Segurança Pública, Cesar Grubba e do comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm.

“Hoje os problemas do trânsito afetam a vida de todos nós e não é diferente na rotina dos policiais, porque o veículo acaba tendo uma maior dificuldade de chegar até uma ocorrência com os veículos. E com as motos nós temos condições de vencer esses obstáculos. Por isso nós temos que investir na frota, com equipamentos mais modernos”, disse Colombo. 

Ainda de acordo com o governador a segurança é um setor cada vez mais desafiador, por conta da violência e do tráfico de drogas. “Estamos investindo nos efetivos, na renovação da frota e também na segurança dos policiais, para que a resposta às pessoas seja cada vez mais eficiente”, acrescenta.

O secretário de Estado da Segurança, Cesar Grubba, explica que o policiamento com motocicletas tem sido exitoso em todas as unidades de polícia militar do país que têm essa modalidade. Em Santa Catarina as 50 motocicletas serão distribuídas entre os batalhões de todo o Estado. No Estado, a Rocam está presente em 70% das unidades da PM . O investimento foi de R$ 1,2 milhão.

“Esse investimento representa não só estímulo ao nosso policial, mas resultado em prol da segurança pública do Estado”, salienta o comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm.

Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas

A Rocam foi implantada em fevereiro de 2015 pelo Comando Geral da PM com o objetivo de reduzir o tempo de resposta à população no atendimento de ocorrências. O policiamento consiste no emprego de policiais militares devidamente treinados para o uso eficiente e seguro de motocicletas em ações policiais.

A Rocam tem como missão apoiar as Unidades Policiais Militares de área nas atividades de policiamento ostensivo, principalmente em áreas com maiores índices de criminalidade, além de atividades de Operações de Polícia Militar de Choque e escoltas motorizadas.

Os policiais selecionados para compor a Rocam foram submetidos a longas horas de treinamento de táticas e técnicas policiais, pilotagens de alto risco e moto patrulhamento.

Informações adicionais para a imprensa
Francieli Dalpiaz 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: francieli@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018/8843-5676
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC