O governador Raimundo Colombo apresentou nesta terça-feira, 23, em Tubarão, no Sul do Estado, a segunda edição do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam), uma iniciativa do Governo do Estado. O investimento previsto para esta nova edição é de R$ 700 milhões. Participaram do encontro prefeitos e lideranças da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel) que engloba 18 municípios, integrantes das  Agências de Desenvolvimento Regional de Tubarão, Braço do Norte e Laguna. 

“O Fundam é um apoio às prefeituras, aos municípios. O programa é muito importante, tem a proposta de preservar e  fortalecer o modelo catarinense, de qualidade de vida e de boa distribuição populacional em pequenos municípios. Quando investimos em obras e em melhorias de infraestrutura nessas cidades, estamos preservando esse modelo. Assim como a primeira edição, esta segunda vai refletir em geração de empregos e renda em todo o Estado”, disse Colombo.

O governador informou que na primeira edição do Fundo de Apoio aos Municípios foram investidos R$ 606 milhões destinados aos 295 municípios catarinenses com gerenciamento e controle pela equipe do BRDE. Os municípios  aplicaram os recursos em diferentes áreas, especialmente saúde, educação, saneamento básico e infraestrutura. 

O destino de cada investimento foi uma decisão de cada município, modelo que deve ser repetido nesta segunda edição. As prefeituras não precisam dar contrapartidas. Foram mais de 1,3 mil ruas pavimentadas, o que representa um total de 538 quilômetros lineares,  56 obras realizadas e quase mil novos equipamentos e máquinas compradas em todas as cidades do Estado. No Sul do Estado, o Fundam já liberou R$ 49,5 milhões. 

Colombo destacou que o projeto desta segunda edição do Fundam já está na Assembleia Legislativa e deve ir para votação na próxima semana.  “É um financiamento que o Governo do Estado assume com BNDES. Hoje o terceiro menor endividamento do Brasil é o de Santa Catarina, a renegociação da dívida nos deu um fôlego muito importante”, explicou o governador.

Depois de lançado, as equipes das prefeituras farão um trabalho em conjunto com as ADRs na elaboração dos projetos, dentro das características previstas para depois apresentar aos gestores do programa.

No encontro, os 18 prefeitos da região deram sugestões sobre o programa e também falaram de prioridades para seus municípios. Os secretário executivos regionais das ADRs Tubarão, Nilton de Campos, de Braço do Norte, Ricardo Medeiros, e o secretário de Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso, também estiveram presentes. 

O prefeito de Tubarão e presidente da Amurel, Joares Ponticelli, agradeceu os investimentos já realizados no município pelo Fundam.  O prefeito ressaltou ainda o funcionamento do Aeroporto Regional Sul Humberto Ghizzo Bortoluzzi, que segundo ele, é um grande fator de desenvolvimento para a região. 

O prefeito de Braço do Norte, Roberto Kuerten Marcelino, disse que é grande a expectativa para esta segunda edição do Fundam. “Com os recursos vamos realizar a obra mais aguardada pela população, que é a ponte que vai ligar o centro ao Bairro União, melhorando a trafegabilidade. O Fundam é um programa histórico. Só temos a agradecer pelo apoio recebido  na execução de obras que proporcionam a melhoria da qualidade de vida nos municípios.”

Este é o segundo encontro de 21 que serão realizados em todas as regiões do Estado. O primeiro foi em Mafra, no Planalto Norte. Os próximos serão em Jaraguá do Sul, na quinta-feira, 25 e em Chapecó, na sexta, 26.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

Prefeitos e secretários municipais de Chapecó, Joaçaba, Galvão, Jupiá, Luzerna, Nova Erechim, Sul Brasil, Águas Frias, Passos Maia, Cordilheira Alta, Modelo e Calmon assinaram o termo para implantação do SC Bem Mais Simples nos municípios. O ato foi realizado na manhã desta terça-feira, 23, na sede da Associação das Câmaras do Oeste de Santa Catarina (Acamosc), em Chapecó.

Com apoio do Sebrae/SC, o evento marcou o lançamento oficial do programa SC Bem Mais Simples, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS). “Vemos aqui prefeitos, empresários, vereadores e dirigentes empresariais preocupados com a desburocratização da máquina pública. Nós vamos simplificar o processo de abertura de empresas e gerar facilidade para aqueles que querem empreender nesses municípios. Esse é apenas o primeiro encontro que estamos realizando após o governador Raimundo Colombo sancionar a lei no 17.071, que instituiu o Bem Mais Simples, agora vamos outras regiões do Estado e fazer com que as prefeituras abracem a proposta e implantem o programa nas cidades, buscando chegar aos 295 municípios”, enfatizou o secretário da SDS, Carlos Chiodini.

O SC Bem Mais Simples prevê o Enquadramento Empresarial Simplificado (EES), com base nas informações constantes da autodeclaração dos empreendedores, para negócios que não comprometem a segurança sanitária, ambiental e com baixo potencial poluidor. Com isso, facilita os entraves para aberturas, licenciamentos, alvarás, fechamentos, entre outros processos, simplificando a vida dos empreendedores catarinenses, diminuindo tempo e custos.

Para o presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Ernesto João Reck, o programa representa um grande avanço e vai de encontro aos anseios da sociedade e da classe empresarial. “A simplificação e a melhor gestão do dinheiro público são as bandeiras da entidade, e esse programa vem exatamente de encontro do que nós reivindicamos há muito tempo. Vamos simplificar e facilitar a vida dos empreendedores, só assim veremos a economia crescendo. O primeiro passo esta dado, parabéns aos prefeitos que se envolveram e ao excelente trabalho do secretário Chiodini”, afirmou.  

O tempo médio para a abertura de uma empresa no Brasil hoje é superior a 100 dias. Com o Bem Mais Simples, o prazo será de apenas cinco dias. “Trabalhamos durante dois anos para formular uma lei que atendesse o empreendedor. Montamos uma força tarefa com todos os órgãos responsáveis pelo processo, realizamos encontros em todas as regiões catarinenses para ouvir as entidades da classe, encaminhamos o projeto de lei à Assembleia Legislativa e conseguimos aprová-lo com unanimidade”, conta o secretário da SDS.

O grupo de trabalho do SC Bem Mais Simples é formado por membros da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc), Secretarias de Estado da Fazenda (SEF), Saúde (SES), Segurança Pública (SSP), Casa Civil (SCC), Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros Militar, além da SDS, que coordena os trabalhos.

Informações adicionais para a imprensa
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável - SDS
Site: www.sds.sc.gov.br 

Fabio Lima
E-mail: imprensachiodini@gmail.com
Fone: (48) 3665-2255 / 98843-7100

Michelle Nunes
E-mail: jornalistaminunes@gmail.com
Fone: (48) 3665-2261 / 99929-4998

Representantes do Governo do Estado e de instituições representativas da sociedade reúnem-se nesta quarta-feira, 24, em Florianópolis, para discutir o desenvolvimento econômico de Santa Catarina. A iniciativa faz parte da elaboração do Plano de Desenvolvimento Catarinense para 2030, coordenado pela Secretaria de Estado do Planejamento com apoio da UFSC.

Até fim de junho serão realizados encontros com os temas Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social, Infraestrutura e Meio Ambiente e Gestão Pública.

"Os workshops setoriais estão sendo estruturados para 30 a 50 pessoas com participação de instituições governamentais e representativas da sociedade civil. O workshop desta quarta tem o propósito de discutir como Santa Catarina vai se preparar para a área de indústria, comércio, ciência e tecnologia no período até 2030", explicou o diretor de Desenvolvimento Regional e das Cidades da Secretaria de Estado do Planejamento, Norton Flores Boppré.

Na programação do workshop está prevista apresentação de um diagnóstico das áreas de indústria, comércio, ciência e tecnologia com perspectivas para o setor, desafios e cenários possíveis. O eixo de desenvolvimento econômico do Plano de Desenvolvimento Catarinense 2030 é conduzido pelo professor Marcelo Arend.

Informações adicionais para imprensa:
Rosália Dors Pessato
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Planejamento
E-mail: rosalia@spg.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3319/99186-9740


Foto:  Luiza Filippo / Divulgação

Pela segunda vez no palco do Teatro Ademir Rosa, agora dentro da programação do CIC 8:30 – Grandes Encontros da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), o show Catarina Canta faz um resgate da história da música popular catarinense com a participação de convidados especiais que fazem parte deste contexto. O espetáculo será no dia 7 de junho, às 20h30.

Catarina Canta é um projeto que reúne canções catarinenses que marcaram diferentes épocas e intérpretes significativos de diversas gerações. O espetáculo mistura música e história. Nesta segunda edição, participam o Coral M`bya Guarani, Gazú, Márcio da Vila (Tijuqueira), Marcio Cesar (Capuchon), Marcelo Muniz e Alisson Mota (Grupo Engenho), Juca e Murilo Valente (Banda Tubarão), Tatiana Cobbett, Neco e Ricardo Porto.

A abertura do espetáculo será com um canto Guarani interpretado pelo Coral da tribo MymbaRoka da etnia M`bya Guarani de Sorocaba de Dentro, Biguaçu. Na sequência, Márcio Cesar do Grupo Capuchon sobe ao palco. A noite ainda terá a interpretação da cantora Natascha Hak para a música “O Céu é Mais Além”, da Banda Tijuqueria; e Márcio da Vila cantando e tocando flauta transversal em “Cabelo de Sal”. O repertório da noite traz, também, Feitiço e Só dá você, cantadas por Murilo Valente e Juca da Banda Tubarão; Ricardo Porto declamando versos típicos e cantando “Linda Terra Santa Catarina” e “Herdeiro do Contestado”; Gazú cantando “Vagabundo” e “Vem Comigo”; Tatiana Cobbett interpretando Lua Mansa, juntamente com Alisson e Marcelo Muniz do Grupo Engenho que, em seguida, tocam Meu Boi Vadiou, chamando Neco para cantar Barra da Lagoa com a participação de todos os convidados.

Serviço:

O quê: Catarina Canta - CIC 8:30 - Grandes Encontros
Quando: 07/06/2017, às 20h30.
Onde: Teatro Ademir Rosa - Centro Integrado de Cultura (CIC)
Avenida Governador Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica - Florianópolis (SC)
Ingressos: R$ 30 inteira; R$ 15 meia-entrada.
Informações: (48) 3664-2628 (bilheteria do Teatro) / www.fcc.sc.gov.br/cic830 
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/273421989787013

Informações adicionais para imprensa
Fernanda Peres
Assessoria de Comunicação Fundação Catarinense de Cultura
Telefone: (48) 3664-2571
E-mail: imprensa@fcc.sc.gov.br
Site: www.fcc.sc.gov.br 
Twitter: www.twitter.com/fccoficial  
Facebook: www.facebook.com/FundacaoCatarinensedeCultura 

Pescadores artesanais se unem à organização não governamental (ONG) Oceana na construção de uma proposta para o ordenamento da pesca da tainha em Santa Catarina. A Oceana apresentou um estudo onde foram definidos os limites de pesca para espécie que não comprometeriam os estoques e as pescarias futuras. A conversa entre representantes dos pescadores artesanais e a diretora-geral da Oceana no Brasil, Monica Peres, aconteceu nesta segunda-feira, 22, durante reunião organizada pela Câmara Setorial da Pesca, em Florianópolis.

A maior reclamação dos pescadores é sobre a quantidade de licenças emitidas este ano. A portaria interministerial nº 23, de 27 de abril de 2017, prevê a liberação de 62 licenças para embarcações de rede anilhada nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro. E só em Santa Catarina são 130 embarcações nessa modalidade. O gerente de Pesca da Secretaria de Estado da Agricultura, Sérgio Winckler, explica que a escolha das embarcações se deu por sorteio e gerou um descontentamento por parte dos pescadores. “Além disso, a pesca da tainha para embarcações de rede anilhada já foi liberada no dia 15 de maio e até hoje as licenças não foram emitidas”, disse.

Enquanto o Ministério do Meio Ambiente defende a aplicação do Plano de Manejo da Tainha com a redução do número de licenças a cada ano, por causa de uma possível redução de tainhas no Litoral brasileiro, a ONG Oceana tem outra proposta: a criação de cotas por embarcação. A sugestão é apoiada pelos representantes dos pescadores e a intenção é construir uma proposta conjunta que possa ser praticada no próximo ano. “Com manejo adequado é possível pescar e manter a diversidade no mar. Vamos manter esse espaço de discussão para construir uma proposta da sociedade civil organizada”, afirma a diretora-geral da Oceana no Brasil, Monica Peres.

Os pescadores artesanais se dispuseram a levantar informações sobre a pesca da tainha para auxiliar nas tomadas de decisão. O coordenador da Câmara Setorial da Pesca e pesquisador da Univali, Roberto Wahrilich, acredita que os pescadores devem ser ouvidos na construção das normativas que regulam o setor, afinal a pesca em cada localidade tem características diferentes. “No meu entendimento, se continuar a aplicação do Plano de Manejo como está, no futuro, não haverá mais pesca de tainha com embarcações motorizadas. E Santa Catarina é o estado mais prejudicado com isso, já que a responde por cerca de 70% das capturas da espécie, ressalta.

Informações adicionais para a imprensa
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br


Fotos: James Tavares/Secom
 
O governador Raimundo Colombo, o vice Eduardo Pinho Moreira e o secretário de Estado da Educação, Eduardo Deschamps, inauguraram nesta terça-feira, 23, a Escola de Educação Básica Prefeito Luiz Carlos Luiz, no Bairro Ambrósio, em Garopaba. O investimento de R$ 10,7 milhões, do Pacto pela Educação, possibilitou a construção de cinco blocos em seis mil metros quadrados.
 
 
 A nova unidade conta com 12 salas de aula; sete laboratórios (dois de informática, matemática, química, física, biologia e línguas); ginásio de esportes; teatro de arena e auditório com capacidade para 161 pessoas. A escola possui ainda centro de convivência com área de alimentação e biblioteca, além do setor administrativo e sala dos professores. “É um ganho em qualidade com uma estrutura completa. Um investimento que dá oportunidades de um grande desenvolvimento na educação aos jovens. O que estamos fazendo é aquilo que é essencial para um governo: criando um mecanismo para evolução da nossa sociedade. E a Educação é o vetor mais importante, fundamental e com a maior capacidade de transformação”, disse o governador.
 
O vice Eduardo Pinho Moreira destacou que a nova escola é uma grande conquista para o municipío. “Vemos um entusiasmo no olhar dos estudantes desta escola. Temos a certeza que irão se dedicar de forma ainda mais efetiva ao aprendizado. Santa Catarina e Garopaba avançam muito na área da Educação. Escolas como essa são importantes”, reforçou.
 
A escola, com capacidade de 700 alunos, começou suas atividades em março deste ano e atende cerca de 530 estudantes de ensino médio, nos turnos matutino, vespertino e noturno. O ensino médio em período integral, no qual o aluno fica o dia todo na escola, é oferecido para duas turmas. “Essa obra representa mais um importante passo na modernização das escolas de Santa Catarina. Unidades como essa em Garopaba vão qualificar muito mais a educação, principalmente a de tempo integral, que estamos implantando no Estado. A educação é o principal caminho, por conta disso, buscamos melhorar, inovar e oferecer cada vez mais qualidade de ensino”, relatou o secretário da Educação, Eduardo Deschamps. Ele informou ainda que estão sendo investidos mais de R$ 700 milhões em obras e recuperação de escolas no estado.
 
O governador lembrou que neste mês já foram inauguradas quatro escolas, contando com a de Garopaba, em diversas regiões do Estado, com investimentos que chegam a R$ 40 milhões. “Todas as escolas contam com um estrutura da melhor qualidade, estamos avançando não apenas no espaço físico e na tecnologia que está sendo oferecida, mas também na formação mais ampliada com ensino integral”, informou. 
 
A diretora da unidade, Elza Helena de Souza, explicou a que a nova estrutura vai melhorar ainda mais o atendimento e a qualidade de ensino aos alunos e professores. “Contamos com um espaço adequado, condizente com a realidade do nosso município, que recebe alunos de todo Brasil. É uma grande conquista que, com certeza, trará muitos resultados”, disse. 
 
Para a aluna do 2º ano, Ana Julia Vieira, o novo espaço é muito importante para o desenvolvimento escolar. “A escola está linda, o que nos motiva para aprender ainda mais. Temos espaço, qualidade e segurança”, contou. “Passamos o dia todo nesta escola. Aqui é o nosso local de aprendizado, onde também contamos com excelentes profissionais, que cuidam da gente. Estamos todos contentes e muito orgulhosos de estudarmos aqui”, salientou o aluno do 1º ano, Jorge Pacheco. 
 
Participaram do ato o secretário executivo da Agência de Desenvolvimento Regional de Laguna, Luiz Felipe Remor, os secretários de Assistência Social, Trabalho e Habitação, Valmir Comin, da Infraestrutura, Luiz Fernando Vampiro, o prefeito de Garopaba, Paulo Sergio de Araújo, além de deputados,  vereadores, outras autoridades e comunidade. 
 

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3018 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC


Foto: James Tavares/Secom

A terça-feira, 23, tem predomínio de nuvens em SC. Há possibilidade de chuva no Oeste, estendendo-se ao Meio-Oeste e aos Sul do estado, no decorrer da tarde e noite. Nas demais regiões, há variação de nuvens e chuva fraca entre a Grande Florianópolis e Norte de SC.

O vento sopra de Sudeste a Nordeste no Litoral Norte e Nordeste nas demais regiões. A temperatura se mantém amena, sofrendo pequena elevação durante o dia. As máximas variam entre 21ºC e 23ºC. 

>>> Confira o mapa com as temperaturas em SC

O tempo segue instável na quarta-feira, 24, na maioria das regiões, melhorando com aberturas de sol no decorrer do dia a partir do Norte do Estado.

Mais informações para a imprensa:
Central de Meteorologia
Epagri/Ciram
Fone: (48) 3665-5007 e (48) 3665-5172
E-mail: contatociram@epagri.sc.gov.br
Site: www.ciram.epagri.sc.gov.br

 

Leia também:

>>> Reforço na estrutura adia regularização de abastecimento de água na Grande Florianópolis


Foto: Flavia Cunha/ADR Brusque

A Agência de Desenvolvimento Regional de Brusque e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) firmaram, nesta segunda-feira, 22, o contrato com a empresa Esphera Sul Empreendimentos, vencedora da licitação para construção do Centro de Inovação de Brusque. Serão investidos pelo Governo do Estado na obra R$ 5.893.692,11.

O centro será instalado na Rua Itajaí, no Bairro Limoeiro. A obra terá uma área total construída de 3.140,77m2. Para o secretário executivo da ADR Brusque, Ewaldo Ristow Filho, este é um grande passo para a concretização de um sonho da comunidade regional. “É muito importante esse momento. Foi um trabalho árduo nesses dois anos que estou na ADR. Hoje assinamos o contrato. O próximo passo é uma reunião com o Governador para assinarmos a ordem de serviço, que deve ocorrer nos próximos 14 ou 15 dias, para assim iniciar a obra. É um investimento que o Governo do Estado está fazendo em Brusque e região e que vem trazer muitos benefícios, tanto na área de pesquisa, desenvolvimento de novos produtos, auxiliar o processo produtivo e de inovação das empresas aqui instaladas e, quem sabe, futuras empresas que venham se instalar na região”, disse Ewaldo Ristow Filho.

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Carlos Chiodini, espera que a empresa contratada conclua a obra no menor tempo possível. “Estamos construindo em outras dez cidades, 13 ao total. Brusque é mais uma delas. O dinheiro já está garantido, já está em conta. Uma obra de mais de R$ 5,8 milhões é expressiva. Espero que a empresa responsável a faça o mais rápido possível para a gente implementar de fato essa cultura da inovação de forma concreta em Brusque e região, envolvendo as faculdades, o setor produtivo, as entidades, a prefeitura, o Governo de Santa Catarina, o Governo Federal, que deve ser nosso parceiro nesse projeto, criando um novo paradigma, preparando a nossa economia para o futuro, com maior interesse, que é gerar empregos e renda para os nossos jovens que estão sendo inseridos no mercado de trabalho”, disse.

Os Centros de Inovação são uma parceria entre Governo do Estado, prefeituras, instituições de ensino e setor produtivo. Aceleradoras de empresas, coworking, laboratórios de pesquisa, formação e capacitação de empreendedores, consultoria e mentoria para novos negócios e atração de investimentos são algumas das funcionalidades previstas para o espaço.

Também participaram da assinatura o prefeito de Brusque, Jonas Paegle; o vice-prefeito, Ari Vequi; o presidente do Comitê de Gestão do Centro de Inovação e reitor da Unifebe, Günther Lother Pertschy, além de membros do comitê.

Informações adicionais para a imprensa:
Flavia Cunha
Assessoria de Imprensa
Agência de Desenvolvimento Regional de Brusque
E-mail: assecom@bqe.sdr.sc.gov.br
Fones: (47) 3251-8100 / 99240-4770
Site: www.adrs.sc.gov.br/adrbrusque

 


Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O governador Raimundo Colombo conheceu na noite desta segunda-feira, 22, na Casa d'Agronômica, em Florianópolis, o Projeto Fruticultura, que visa incrementar a produção de frutas mediante a criação de linhas específicas de financiamento para acesso a novas tecnologias do setor. 

“É um estudo muito bom, profundo e que mostra caminhos importantes. Nossos técnicos vão avaliar com bastante atenção. Nós precisamos nos preparar para o futuro e fazer mais com menos”, disse Colombo. O governador destacou que o tema é importante, envolve muitas famílias que dependem da fruticultura e que o governo tem programas para auxiliar. “O governo tem uma série de programas que nós precisamos afinar e fazer com que produzam ainda mais resultados”, afirmou.

O projeto é de autoria do deputado estadual Natalino Lázare e busca incentivar produtores que possuem áreas ociosas em suas propriedades a empregá-las para a produção de frutas. Nesse caso, será disponibilizado um “pacote tecnológico” contendo informações como as variedades mais propícias ao clima e ao solo de cada região, formas de plantio e manejo, equipamentos para irrigação e proteção contra granizo e geada. Tudo já com os custos para implementação, além de orientações de como acessar as linhas de crédito existentes.

>>> Galeria de fotos

“Estamos trazendo para o governador uma ideia de incrementar ainda mais essa atividade na agricultura, porque é mais uma fonte de renda e precisamos dar esse apoio público aos nossos produtores. É uma alternativa econômica. Nós temos uma região muito próspera e desenvolvida na área da fruticultura, com solo preparado para isso, clima favorável e, sobretudo, com gente que tem a vocação de plantar e produzir frutas”, explicou Natalino Lázare.

Outra possibilidade levantada é que parte das frutas cultivadas sejam destinadas à fabricação de sucos, cuja rentabilidade é assegurada a partir de pomares em terras com mais de um hectare.

Santa Catarina ocupa o 6º lugar em produção de frutas do Brasil. A região do Meio-Oeste é responsável por 50% da produção de maçã do país e também lidera a produção de uvas, dentre outras culturas. 

De acordo com o mais recente relatório elaborado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), entre 2014 e 2015 as principais lavouras frutícolas permanentes no estado somaram algo próximo a 55 mil hectares. Esse cultivo envolveu cerca de 14 mil produtores e resultou em uma safra de mais de 1,5 milhão de toneladas, que foram comercializadas pelo valor bruto de R$ 1 bilhão.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

A necessidade de reforço na estrutura de sustentação da adutora de 800 mm de diâmetro adia a regularização no abastecimento de água da Grande Florianópolis, prevista inicialmente para esta segunda-feira, 22. Rompida na madrugada de domingo, a tubulação que capta água do Rio Pilões foi reassentada e entrou em operação ao meio-dia de segunda-feira, mas os testes com a pressão da água indicaram a necessidade de reforço.

Como a operação de conserto continua ininterruptamente - inclusive durante a madrugada - os técnicos acreditam que na manhã de terça-feira conseguirão avaliar melhor o prazo de normalização do Sistema, quando então um novo informe será divulgado.

A Grande Florianópolis (São José, Santo Amaro, Biguaçu, Palhoça e a Capital) permanece abastecida com água de outros mananciais, como o Rio Cubatão, mas sem o Rio Pilões a vazão é reduzida para algumas regiões.

O solo na região da captação do Rio Pilões (no município de Santo Amaro) está muito encharcado e instável devido às chuvas, dificultando a fixação dos pilares que sustentam a adutora. Por medida de segurança do Sistema, a Casan resolveu colocar estaqueamentos metálicos junto à estrutura de madeira, mas a Empresa esclarece que não houve novo desmoronamento, como divulgado em redes sociais.

As áreas mais altas de Biguaçu e São José e os bairros Centro, Trindade, Itacorubi, Santa Mônica e proximidades em Florianópolis são os mais susceptíveis de intermitências no abastecimento enquanto a situação perdurar. O Aquífero dos Ingleses abastece o Norte da Ilha. As regiões Sul e Leste da Ilha que se valem do Sistema da Lagoa do Peri, com exceção do bairro Carianos. Os bairros Santo Antônio, Sambaqui, Cacupé e arredores estão sendo auxiliados com água do Norte da Ilha.

A Casan pede a compreensão da população e solicita que o uso de água seja limitado ao essencial mesmo nas regiões não afetadas, pois estas colaboram com as demais.

Mais informações para a imprensa:
Gerência de Comunicação Social da Casan
Fones: (48) 3221-5034 | 3221-5035 | 3221-5036
Arley Reis 
E-mail: areis@casan.com.br
Suzete Antunes
E-mail: santunes@casan.com.br
Ricardo Stefanelli 
E-mail: ristefanelli@casan.com.br
Fone: (48) 9136-9345
www.casan.com.br