Tamanho da Fonte

 

Resíduos sólidos, construção de cisternas e regularização fundiária são temas da reunião do CDR de São Miguel do Oeste

Os membros do Conselho de Desenvolvimento Regional (CDR) de São Miguel do Oeste participaram nesta quarta-feira, 26, na Câmara de Vereadores de Descanso, de mais um encontro para debater assuntos regionais. Em pauta, os resíduos sólidos, construção de cisternas e regularização fundiária.

Para o secretário Regional e presidente do CDR, Volmir Giumbelli, o encontro foi produtivo, pois agregou conhecimento aos conselheiros. “Vamos procurar trazer a cada reunião, um assunto de interesse regional para discutirmos problemáticas e também as soluções que podem ser tomadas pelos gestores dos municípios e lideranças locais”, determina.

O representante da Cooperativa de Profissionais em Serviços Públicos e Privados de Santa Catarina (Coopesc), Melimar Marquesi, participou da reunião para falar de dois importantes assuntos: regularização fundiária de terrenos urbanos e a construção de cisternas. Os gestores puderam esclarecer dúvidas sobre os temas, principalmente sobre a regularização de terrenos. “O processo é fácil e a Cooperativa está aí para auxiliar no encaminhamento”, afirmou Marquesi.

Cisternas
Sobre as cisternas, o representante da Coopesc lembrou que somente Bandeirante, Barra Bonita e Descanso estão com a lista e demais encaminhamentos agilizados. Belmonte, São Miguel do Oeste, Guaraciaba e Paraíso precisam dar sequência ao processo para iniciarem as construções. Na Regional, são 402 famílias beneficiadas com uma cisterna cada.

Em Bandeirante, serão beneficiadas 51 famílias; em Barra Bonita, 50; Belmonte terá 52; Descanso, 55; Guaraciaba, 80; Paraíso, 54 e São Miguel do Oeste, 60. Cada cisterna custará R$ 2.465,23 ao Governo do Estado e poderá armazenar até 16 mil litros de água o que é suficiente para as necessidades de uma família de cinco pessoas (para beber e preparar alimentos) durante quatro meses sem chuvas.

Resíduos sólidos
Um dos temas sugeridos na reunião anterior, em Guaraciaba, foi o tratamento de resíduos sólidos. Para explanar sobre o assunto, esteve presente o professor da Universidade Estadual de Maringá (PR), Osvaldo Joaquin dos Santos. Ele apresentou soluções para o tema, como a implantação de uma usina de tratamento regional, abrangendo os sete municípios. “Existem muitos problemas, hoje, enfrentados pelos municípios com os resíduos sólidos, mas também existem tecnologias que podem ser usadas a favor e até mesmo gerando renda para os trabalhadores de uma usina”, garante o professor.

O próximo passo será a formação de uma comissão técnica que irá estudar a implantação da usina na região. “É preciso levantar a quantidade de lixo produzida em cada município, bem como onde poderia ser instalada e toda a parte técnica e legal do projeto”, explicou o secretário Regional, Volmir Giumbelli.

Para a próxima reunião, um dos assuntos em discussão são os consórcios municipais, que não foi possível tratar nesse encontro devido o tempo. O CDR se reúne novamente no dia 18 de julho em Paraíso.

Informações adicionais:
Gisele Vizzotto
Secretaria de Estado de Des Reg São Miguel do Oeste
E-mail:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Telefone: (49) 3631-2927 (49) 3631-2927 

Desenvolvimento: CIASC | Gestão do Conteúdo-SECOM | Tecnologia-Open Source

Acesso Restrito

Acesse sua conta de usuário

Usuário
Senha *
Lembrar de mim