Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Vídeos

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Cidasc celebra 39 anos com conquistas na agropecuária catarinense

Desde que foi criada, em 27 de novembro de 1979, a Cidasc trabalha para promover o agronegócio regional e o desenvolvimento das cadeias produtivas por meio da sanidade animal, vegetal e inspeção de produtos de origem animal, com o objetivo garantir a excelência sanitária dos rebanhos e lavouras do Estado.

Oportunidades

Próximos eventos

Foto: Divulgação

O aposentado Júlio Cesar Kirchhof, 60 anos, visita o filho quase todas as semanas no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP), mas nesta quinta-feira, 13,  o carinho com Caio, de 40 anos, que é compositor e músico, teve um sentido especial.  Além de ouví-lo tocar, cantar e emocionar o público, eles puderam assistir juntos uma apresentação da Camerata Florianópolis, orquestra convidada para a tradicional festa de Natal dos pacientes do Hospital.

“A arte é essencial na vida do homem. Nietzsche, o grande filósofo alemão, dizia o seguinte: a vida sem música seria um erro. O ser humano diferencia-se exclusivamente dos animais porque faz arte”, ensina o aposentado, que passou a festa toda ao lado do filho.

O forte calor não atrapalhou a confraternização de pacientes e familiares realizada no pátio externo. Antes da apresentação da Camerata, a professora de Yoga Mônica Kukulka abriu a festa com uma apresentação de dança. Ela tem 34 alunos e no ano que vem pretende inserir aulas de dança. “Quero que eles trabalhem os movimentos com um pouco mais de liberdade”, revela.

O Diretor do HCTP, Márcio Goulart, estava radiante com o sucesso do evento. “É uma festa que realizamos todos os anos para reafirmar os laços com a família, e todos adoraram a dança e o concerto da Camerata, foi muito gratificante”, disse emocionado.

 A Camerata Florianópolis executou canções natalinas e apresentou o show Tributo à MPB. Nenhum dos músicos cobrou cachê para tocar no espetáculo. De acordo com o maestro Jeferson Della Rocca, foi uma grande oportunidade de contribuir para a ressocialização dos pacientes. “A música transforma, resumiu empolgado o maestro um pouco antes de iniciar o concerto repleto de canções populares que encantou o público como Romaria de Renato Teixeira, Maluco Beleza de Raul Seixas e Trenzinho Caipira de Villa Lobos.

O Hospital de Custódia, que está instalado dentro do Complexo Penitenciário da Agronômica, em Florianópolis, atende hoje 79 pacientes para tratamento de transtornos mentais, mas apenas 50 participaram da festa. A apresentação da Camerata só se tornou possível após a realização de uma parceria do HCTP com a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), que começou a partir de um projeto de reabilitação psicossocial, previsto para ocorrer em 2019.

"Em uma de nossas reuniões sobre o projeto, tivemos a ideia de trazer a Camerata Florianópolis para esta apresentação dentro do Hospital, e veja que apresentação maravilhosa", observa Mary Garcia, diretora de Difusão Artística da FCC Mary Garcia, uma das responsáveis pela iniciativa. Além de Mary, o presidente da FCC, Oséas Mafra Filho, também prestigiou o evento que também teve entrega de presentes para as crianças do Papai Noel.

A Secretaria Executiva de Articulação Nacional, que na reforma administrativa proposta pelo futuro governo ficará subordinada à Casa Civil, será chefiada por Diego Goulart. O nome foi definido e divulgado pelo governador eleito Carlos Moisés na tarde desta quinta-feira, 13, em gabinete, no Centro Administrativo do Governo do Estado. 

Empresário do ramo do turismo catarinense, Goulart está concluindo graduação em Administração, com ênfase em gestão pública. Natural de Tubarão, já atuou como assessor legislativo e chefe de gabinete na Câmara de Vereadores do mesmo município.

Equipe de Transição
Coordenador de Comunicação: Flávio Graff
Contato: (48)99146-2247

Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, votou favorável à tese de Santa Catarina durante o julgamento, nesta quarta-feira, 12, da ação ajuizada pelo Estado que questiona a definição da área marítima para fins de pagamento de royalties do petróleo. Ele concordou totalmente com a Procuradoria Geral do Estado (PGE) de Santa Catarina ao afirmar que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) usou um critério ilegal na demarcação dos limites marítimos, o que beneficiou o Paraná em prejuízo dos catarinenses.

O julgamento da ação, entretanto, foi suspenso pelo pedido de vista do ministro Alexandre de Moraes. Em junho, o ministro Luís Roberto Barroso já havia votado pela procedência parcial da ação contra o IBGE, Paraná e São Paulo. Naquela oportunidade, foi Marco Aurélio quem pediu vista. 

No seu voto, nesta quarta-feira, Mello afirmou que os técnicos do Instituto adotaram uma solução alternativa, sem nenhum amparo legal, elegendo um método diverso à lei. Isso porque as linhas que definem o ‘mar paranaense’ se cruzam antes da plataforma marítima continental, formando uma área de sobreposição. Em vez de seguir esse critério, o IBGE traçou uma linha perpendicular até as 200 milhas, abandonando a legislação.

Confira o vídeo institucional sobre o tema:

- CLIQUE PARA CONHECER TODOS DETALHES DO PROCESSO INICIADO EM 1991

Assim, após uma leitura do voto de cerca de uma hora, ele determinou que o órgão refaça a delimitação marítima dos estados para fins de distribuição dos royalties e condenou São Paulo e Paraná a ressarcir Santa Catarina pelos recursos recebidos indevidamente em valores a serem apurados na execução da sentença. Ao mesmo tempo, condenou ambos estados e o IBGE a reembolsarem Santa Catarina pelos gastos com honorários periciais e advocatícios.

Após o voto de Marco Aurélio, o ministro Barroso pediu a palavra e, depois de justificar o seu voto em junho, elogiou o trabalho dos procuradores catarinenses. “Deve ser registrado que Santa Catarina pleiteou seu direito com obstinação e competência”.

Acompanharam o julgamento no plenário do STF, os procuradores do Estado Gian Marco Nercolini e Weber Luiz de Oliveira. A retomada do julgamento ainda não tem data marcada.

Informações adicionais para a imprensa
Billy Culleton
Assessoria de Imprensa 
Procuradoria Geral do Estado - PGE
E-mail: billyculleton@gmail.com
Fone: (48) 3664-7650 / 98843-2430
Site: www.pge.sc.gov.br

Foto: Jonas Pôrto/Udesc

O resultado da Chamada Universal nº 028/2018, que destinará R$ 200 milhões a 5.572 projetos de pesquisa para o desenvolvimento científico, tecnológico e da inovação no País, em qualquer área do conhecimento, foi anunciado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). 

Para este ano, a chamada incluiu bolsas de fomento tecnológico entre as modalidades permitidas e liberou o número de bolsas a serem solicitadas por projeto, desde que o valor total da proposta ficasse dentro do limite estabelecido para cada faixa. A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) teve projetos de 22 professores selecionados nesse edital, sendo nove na faixa até R$ 30 mil, oito na faixa até R$ 60 mil e cinco na faixa até R$ 120 mil.

Confira a lista:

Mais informações

Mais informações podem ser obtidas com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) pelo e-mail proppg.reitoria@udesc.br e pelo telefone (48) 3664-8170.

Siga as novidades da universidade pelo FacebookInstagramTwitterUdesc em RedeWhatsApp e YouTube. Se você é acadêmico, acesse office.udesc.br para ganhar conta de e-mail, Office 365 e Windows 10 Educacional.

Assessoria de Comunicação da Udesc
E-mail: comunicacao@udesc.br
Telefones: (48) 3664-7935/8010


Foto: Jeferson Baldo/Secom

O governador Eduardo Pinho Moreira recebeu, na manhã desta quarta-feira, 12, no gabinete do Centro Administrativo, representantes da empresa de papel WestRock para conhecer o projeto de ampliação da unidade instalada no município de Três Barras, com investimentos previstos de US$ 345 milhões. A equipe veio agradecer o apoio do Governo do Estado, desde o início das conversas, há mais de dois anos. Uma agenda aberta entre os investidores e o Governo possibilitou a celeridade de encaminhamentos e liberação de licenças ambientais para a execução do projeto de ampliação.

Página 1 de 339