Encontre serviços oferecidos pelo Governo de SC

Reunimos neste site tudo o que o Governo pode fazer por você

Notícias em destaque

Serviços em destaque

Vídeos

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

Com a Palavra, o Governador - 22 de dezembro de 2017

O Governador Raimundo Colombo dá sua mensagem de agradecimento pelo ano que passou e os votos de um feliz natal e próspero ano novo.

Oportunidades

Próximos eventos


Foto: Jaqueline Noceti/Secom

A empresa Parati, localizada em São Lourenço do Oeste, expandirá sua fábrica instalada na cidade. O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Fazenda, Renato Lacerda, assinaram um memorando de entendimento com a presidente da Kellogg para a América Latina, Maria Fernanda Mejia, e o vice-presidente da Kellogg/Parati no Mercosul, Gustavo Rincón.

>>> Galeria de fotos

O acordo envolve um investimento de aproximadamente R$ 215 milhões (cerca de US$ 66 milhões no câmbio de hoje) nos próximos dois anos para expandir as atuais instalações da Parati em São Lourenço do Oeste e a criação de mais de 200 empregos diretos localmente.

“Estamos felizes com mais este investimento da Kellogg/Parati em nosso estado. Santa Catarina foi escolhida principalmente por causa das condições favoráveis que o nosso estado oferece às empresas em termos de logística, infraestrutura, segurança, estabilidade econômica, talentos locais e, claro, proximidade dos consumidores da Parati e Kellogg. A Parati foi fundada em Santa Catarina e opera no estado desde 1972. A empresa é uma das principais que surgiram no estado e na região”, declarou o governador.

“Para uma cidade com um pouco mais de 23 mil habitantes, a criação de mais de 200 empregos é um ganho significativo”, disse o secretário de Estado da Fazenda, Renato Lacerda. A Parati, que foi beneficiada pelos programas Pró-Emprego e Prodec, deve contratar serviços de operadores logísticos do estado, gerando movimento econômico periférico na região.

Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda - SEF
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 98843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 99157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 98843-8553
Site: www.sef.sc.gov.br 

 

 

 

 


Joinville, 16/01/2018. Foto: Defesa Civil Municipal/Divulgação

De acordo com o relatório da Defesa Civil emitido na manhã desta quinta-feira, 18, ao todo, 17 municípios catarinenses registraram ocorrências devido as chuvas que atingiram várias regiões do Estado. Até às 9h desta quinta-feira, o número de desabrigados chegou a 43, desalojados 16 e as residências afetas 28. Não há registro de mortos, feridos ou desaparecidos. Ainda de acordo com os dados foram oito ocorrências com chuvas intensas, seis enxurradas e um deslizamento.

Em Gaspar, na localidade de Santa Terezinha, foi aberto um abrigo e em Joinville, um abrigo no Bairro Jardim Sofia atende preventivamente as famílias afetadas e outro no Bairro Vila Nova. A Defesa Civil SC monitora todas as regiões do Estado por meio das coordenadorias regionais.

Os municípios atingidos foram Coronel Martins, Brusque, Chapecó, Blumenau, Presidente Nereu, Xaxim, Galvão, Gaspar, Joinville, Rio do Sul, Florianópolis, Itapema, Salete, Leoberto Leal, Vitor Meireles, Major Gercino e Angelina.

A previsão da Epagri/Ciram indica aberturas de sol e calor na maior parte do dia em SC e possibilidade de pancadas de chuva em todas as regiões a partir da tarde desta quinta-feira, 18. A temperatura é elevada e com sensação de ar abafado.


Beira-Mar Norte, em Florianópolis - Foto: Jaqueline Noceti/Secom

Acompanhe a atualização dos avisos meteorológicos diários e de curto prazo (de 1 até 3 h de antecedência), na página da Epagri/CiramDefesa Civil e redes sociais.

O trabalho em campo das equipes da Defesa Civil continua nesta quarta-feira, 17. Receba alertas via SMS. Envie seu CEP para o número 40199. O serviço é gratuito.

Informações adicionais para a imprensa:
Rafael Vieira de Araújo 
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: rafael@secom.sc.gov.br  
Telefone: (48)  3665-3018 / 99116-8992
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: James Tavares/Arquivo Secom

A lei que regulamenta a produção e comercialização de queijos artesanais de leite cru no Estado de Santa Catarina já está em vigor. Foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo nesta terça-feira, 16, e publicada no Diário Oficial desta quarta-feira, 17, a lei número 17.486, de autoria do deputado estadual João Amin.

Pela lei, é considerado queijo artesanal aquele elaborado com leite cru da própria fazenda, com métodos tradicionais, com vinculação ao território de origem, conforme Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade (RTIQ) estabelecido para cada tipo e variedade, sendo permitida a aquisição de leite de propriedades rurais próximas desde que atendam todas as normas sanitárias pertinentes. Poderão constituir a fórmula dos queijos artesanais os seguintes itens: leite cru, condimentos naturais, corantes naturais, coalhos/coagulantes, sal (cloreto de sódio ou outro que exerça a mesma função), fermentos e outras substâncias de origem natural, permitindo-se a utilização de aditivos descritos nas receitas originais.

A queijaria deve dispor de ambientes adequados para recepção do leite, higienização de mãos e calçados (barreira sanitária), fabricação, embalagem, estocagem (quando necessário), expedição e almoxarifado.

A lei determina, ainda, que a inspeção e a fiscalização industrial e sanitária da produção do queijo artesanal serão realizadas periodicamente pelo órgão de controle sanitário. Também serão realizados regularmente exames laboratoriais de rotina para atestar a qualidade do produto final.

Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350
Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e @GovSC


Foto: Maria Luiza Cardoso/Porto de Imbituba

A SCPar Porto de Imbituba concluiu a instalação de uma sirene de segurança para situações de emergência. O equipamento instalado na antiga torre de controle tem por objetivo emitir um alarme sonoro para todo o Porto, em caso de ameaças ou incidentes, visando a evacuação da área, além da proteção dos navios e instalações portuárias. O acionamento do alarme está por conta da Unidade de Segurança da SCPar Porto.

>>>Mais imagens na galeria

A instalação do aparelho atende as exigências do Código Internacional para a Proteção de Navios e Instalações Portuárias (ISPS CODE), elaborado pela Organização Marítima Internacional (IMO) e aprovado pelo governo brasileiro em forma de lei. Também busca cumprir o item 34 do anexo I da Resolução 047/2011 da Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (CONPORTOS).

Mais informações para a imprensa:
Géssica da Silva
Comunicação Social
SCPar Porto de Imbituba
Fone: (48) 3355-8908
E-mail: gessica.silva@portodeimbituba.com.br
www.portodeimbituba.com.br


Foto: Arquivo/Secom

O Governo do Estado mantém a redução do ICMS para a venda de suínos vivos originários de Santa Catarina. A medida já está em vigor e, até 30 de junho, a alíquota passa de 12% para 6%. Outros produtos como alho e erva-mate também têm uma alíquota de ICMS diferenciada até 31 de março.

“Nosso objetivo é promover o agronegócio catarinense, um setor essencial para a economia do estado e que muito tem contribuído para nos proteger do cenário de crise. Nossos produtos têm forte presença nacional e internacional e o papel do Governo do Estado é contribuir para aumentar ainda mais essa participação”, afirma o governador Raimundo Colombo.

A intenção do Governo catarinense é manter a competitividade da produção de suínos, alho e erva-mate, principalmente em relação aos estados vizinhos. A redução no ICMS desses produtos equipara as alíquotas com aquelas praticadas no Rio Grande do Sul.

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, explica que só em 2017 foram vendidas 138 mil toneladas de suínos vivos para outros estados. “Essa redução do ICMS tem uma importância especial para os produtores independentes de suínos, facilitando a venda dos animais para outros estados que não têm uma produção tão grande, como Bahia, São Paulo e Minas Gerais”, explica. Os decretos já foram publicados no Diário Oficial do Estado.

Suínos vivos – a redução na base de cálculo é de 50% na saída interestadual, com validade até 30 de junho de 2018. A alíquota de 12% passa para 6% no período.

Alho – a redução é de 90% na base de cálculo de alho nobre roxo nacional in natura produzido no Estado, com validade até 31 de março. A alíquota de 12% passa para 1,2% no período.

Erva-mate – o decreto prevê a concessão de crédito presumido de 5% nas saídas destinadas a outros Estados em que a alíquota seria de 12%. O benefício é válido até 31 de março.

Informações adicionais para a imprensa
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca 
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.br
Fone: (48) 3664-4417/ 98843-4996
Site: www.agricultura.sc.gov.br

Página 1 de 250